História De Repente é Amor - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Ronald Weasley, Severo Snape
Tags Draco Malfoy, Drama, Drarry, Harry Potter, Romance, Yaoi
Visualizações 138
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Magia, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Pessoas do meu coração. vim adicionar os capítulos qual eu prometi que iria postar. Esses capítulos vão mostrar como foi o último ano de Draco e Harry em Hogwarts ok? então o último será deles indo embora da escola. Espero que vocês gostem de coração, e por favor deixe seu comentário e favorite o cap, é muuito importante. Boa leitura e me desculpem pelos erros.

Capítulo 23 - Hogwarts


Finalmente chegamos no nosso último ano em Hogwarts. Não imagino o que faremos quando chegarmos no final do ano letivo. Com certeza todos nós sentiremos falta do castelo, dos fantasmas e até mesmo dos professores. Meus olhos se enchem de água só de pensar que não irei mais participar do banquete no Grande Salão.

- Chegamos. - Hermione disse se levantando quando o trem foi parando aos poucos. 

- Não consigo acreditar que é o nosso último ano aqui, acredita? - Rony falou olhando para o céu escuro através do vidro do trem.

- Nem eu. Sentirei falta de tudo isso. mas começaremos mais uma etapa da nossa vida, Claro, depois de fazermos o que temos que fazer. - Falei olhando para Harry - mas quando isso tudo terminar, poderemos viver nossas vidas tranquilamente como pessoas normais. 

- Normais - Hermione falou pensativa. - Acho que não me sinto normal desde que completei onze anos, se é que me entendem. - Todos rimos. 

xxx

Depois que o Chapéu-Seletor colocou os novos alunos em suas casas, e Dumbledor fez tradicional discurso de boas vindas, finalmente o banquete apareceu magicamente em todas quatro mesas. eu estava sentado na mesa da Sonserina ao lado de Pansy Parkinson e Blásio Zabini.

- Como foi os últimos dias de férias na casa dos Weasley Draco? - Oansy perguntou com uma risadinha debochada.

- Foi legal - dei um sorrisinho de lado - Eles são legais. 

- Legais? Nós estamos falando dos Weasleys, Draco! - Blásio entrou na conversa.

- Estamos, e eles são legais. - falei rindo. 

- E as galinhas? - Pansy falou baixinho me fazendo rir. 

- Estão no galinheiro. - dei de ombros. 

- Você as viu? 

- Sim Pansy, são apenas galinhas.  Pare de drama. - ignorei seu olhar assustado. 

- Quem é você e o que fez com Draco Malfoy? 

xxxx

Na manhã seguinte depois do café da manhã fomos para aula de Defesa Contra Artes das Trevas que agora era ensinada por ninguém menos que Severus Snape. Senti pena quando vi a cara do Nerville quando descobriu quem seria o novo professor.

- Peguem suas varinhas e fechem os livros! A aula vai ser prática. - Snape falou entrando na sala. 

Todos rapidamente  pegaram suas varinhas. 

- Estamos vivendo em tempos sombrios, sendo assim, o diretor Dumbledore me pediu para que eu lhes ensinasse feitiços de proteção. - Não quero ouvir ninguém fazendo perguntas - Ele falou lançando um olhar fatal  para Hermione - Nem vou ensinar mais de uma vez, então, prestem atenção.

- Esse feitiço é um tanto difícil - ele deu uma risadinha soltando o ar do nariz. - há movimentos que  complexos e requer bastante atenção.  Salvio Hexia - Falou Snape - ele cria um escudo em torno da área encantada. Prestem bastante atenção nos movimentos que farei agora e depois chamarei um aluno para nos demonstrar aqui na frente. 

Vi Nerville se encolher na cadeira em que estava sentado. 

Snape fez os movimentos com a varinha e conjurou o feitiço com sucesso. depois olhou para cada rosto na sala e parou em.. 

- Longbotton- ele falou abrindo um sorriso de lado. 

- Nev ficou vermelho. se levantou devagar e foi até onde Snape estava, na frente da sala. 

- Nos mostre como conjurar o fetiço Longbotton.

Nerville levantou a varinha tremendo, fez os movimentos e falou -  Salvio Hexia - e para o desgosto de Snape o escudo apareceu em torno deles. A sala explodiu de aplausos . Snape fez um aceno de varinha e todos ficaram quietos. 

- 10 pontos a menos para grifnória - Snape falou ríspido - pelo showzinho. - Sente-se Longbotton!

- Agora abram os livros, quero dois pergaminhos e meio escritos  com a classificação dos feitiços de proteção para amanhã!

xxxx

- Primeiro dia de aula e já temos uns 100 trabalhos para entregar. Eles não nos dão nenhuma folga! -  Rony reclamava enquanto íamos jantar no Grande Salão. 

- Bom, pelo menos o Nerville salvou nosso dia. - Harry falou dando risada. 

- Fiquei surpreso. - falei - achei que o Longbotton iria sujar as calças. 

- Ele estava nervoso, também não achei que ele conseguiria. mas ele acabou surpreendendo todos nós. - Hermione falou com um livro na mão. 

- Que livro é esse Mione? - Harry perguntou.

- Feitiços de Proteção. - Ela falou mostrando a capa. - É para manha.

- Poderiamos nos juntar na bibliotéca, e fazermos juntos depois do jantar. - Falei interessado. 

- Boa ideia Draco! - Hermione respondeu. 

Quando chegamos no Grande Salão me despedi de Harry dando um aperto em sua mão e fui para  mesa da sonserina. Me sentei ao lado de Pansy, que estava conversando com Crabbe do lado oposto. 

- Draco! - ela exclamou. -Estamos montando um pequeno grupo para fazer o maldito trabalho do Snape. - Pansy revirou os olhos - Dois pergaminhos e meio para entregar amanhã. Como se não tivéssemos algo mais interessante para fazer. 

- Desculpe Pansy mas já estou em outro grupo. - falei me servindo. 

- Como? Como assim outro grupo Dray? Nós sempre fizemos os trabalhos juntos!

- Só dessa vez. o próximo eu prometo que farei com vocês! - disse.

- E com quem você vai fazer? Posso saber? 

- Hermione, Harry e Rony. - falei enchendo minha boca de comida. 

- C-como? - Pansy engasgou. - Hermione? já chama ela pelo nome? - ela falou alto. 

- Cala boca Pansy! - falei vendo os olhares curiosos. - É só um trabalho ok?

- Você está nos trocando por eles não é? Draco não se esqueça que eu fui a única que fiquei do seu lado quando você decidiu ficar com Potter, fui a única que te apoiou abertamente mesmo com meus pais exigindo que eu ficasse longe de você. 

- E eu estou recompensando não estou? - disse seco - Você sabe que eu sempre estarei do seu lado, mesmo se o lado no qual você preferiu lutar perder. E com certeza Voldemort não vai ganhar essa guerra Pansy. então para de draminha só é a droga de um trabalho escolar. 

- Eu já disse mil vezes para você não falar o nome dele quando estiver perto de mim! e eu não faço drama! - Pansy falou cerrando os olhos. 

- É isso que você está fazendo agora. E me dê licença. preciso ir buscar meus materiais nas masmorras. - falei me levantando.

xxx 

Cheguei na Sala Comunal da sonserina e fui direto para meu dormitório pegar as coisas que iria precisar para escrever os dois pergaminhos e meio que Snape pediu. Estava tudo em perfeita ordem mas eu sentia que não estava sozinho ali, olhei para os lados e não havia nada nem ninguém. dei de ombros e fui em direção a saída. 

- Draco... 

Me assustei a ouvir meu nome, e tomei um susto maior ainda ao ver quem o pronunciou. Olhei sentindo meu coração acelerar. 


Notas Finais


comentem e votem por favor. obrigado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...