História De repente um amor - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Revelaçoes, Romance
Exibições 10
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Um sentimento novo? Ou só uma confusão?


No dia seguinte eu acordei com o despertador tocando com a música que sempre me fez lembrar dos momentos que passei com Thais, Lucas, Diego e Victoria. No momento que sai da cama me lembrei que tinha que responder a tal mensagem da Thais que eu tinha deixado de responder um dia antes pelo motivo do cansaço, então peguei meu celular e a respondi:
Desculpa por não ter te respondido, mas eu fui para a casa do Lucas para passar a fase daquele jogo que ele está viciado. Você vai ir para o colégio hoje? Preciso de contar uma coisa" - Ela não me respondeu, mas pelo menos viu a mensagem.
Depois de responder a tal mensagem fui ao Banheiro me trocar para ir ao colégio, no banheiro ouvi minha mãe dizendo ao meu pai:
“Logo depois que seu filho chegou da casa do Lucas não disse nenhuma palavra comigo, se esqueceu de falar sobre a festa que ele queria tanto ir e que no primeiro momento que ele veio falar comigo eu disse que depois nós iríamos falar sobre o assunto” - Percebi que era um indireta, minha mãe sempre foi muito ágil com as palavras, então eu gritei do banheiro:
-Dona Leonora não se preocupe não me esqueci da minha festa, só estava cansado e queria dormir! - Ela não me respondeu.
Sai de casa quase 10 minutos atrasado para a primeira aula,  para não atrasar ainda mais peguei minha bike e fui pedalando até a escola, chegando lá a dona Silvia a diretora estava revistando quem estava de uniforme, como sempre me esqueci de colocar a tal blusa que ela tanto falava que tínhamos que ter orgulho de usar, então fui para diretória.
Chegando a diretoria quem estava lá era o senhor Osvaldo que sempre que eu estava sem a minha blusa ele me ajudava emprestando a do filho dele. Seu Osvaldo sempre foi um ótimo inspetor e como o filho dele estudava na escola sempre guardou uma blusa extra dentro do seu armário, então ele olhou para minha cara de sujeito sem blusa e disse:
- Por que está na diretoria rapaz? -Respondi com a cara de um garoto tapado.
-A velha me pegou mais uma vez sem a blusa, teria uma para me emprestar? Depois entrego ao Sérgio. -Ele não me respondeu, só tirou  blusa só armário e disse:
-Ande logo, vá para sua sala antes que perda a aula.
Subi sem mais e nem menos, entrando na sala vi o Lucas sentado na primeira carteira e jogando como sempre aquele jogo ruim do celular dele.
Já tinha dado as 2 aulas, então bateu o sinal para o intervalo enquanto saia da sala só ouvi Thais gritando:
Oh metido não fala mais nem com as amigas? -Não sabia se era comigo, então nem a respondi.
Desci para o patio, enquanto pegava meu celular Lucas veio até mim dizendo:
- Oh Cuzão, obrigado por ter passado a  fase do jogo para mim! Você foi embora tão rápido que nem lembrei de te dar o jogo que você tinha me pedido semana passada. - Lucas me emprestando alguma coisa? Achei estranho.
- Oh my god, você ta com febre viado? - Ele deu risada e foi para perto dos outros meninos.
Enquanto eu ia para cantina comprar um lanche a Thais se aproximou de mim e disse:
- todo metido e nem fala mais com as amigas! O que você queria me contar? É importante?
- Claro ! Thais deixa eu comprar um lanche que nós conversamos!
Comprei o lanche, eu e thais sentamos no chão e começamos  conversar:
- Thais ontem enquanto estava na casa do Lucas senti uma coisa estranha por ele, isto é normal? -Ela ficou pensativa e respondeu.
-Como assim uma coisa estranha?
- Ah, um sentimento novo!
- Eu não sei te dizer sobre isto não, conversou com ele?
- Claro que não! Thais eu apenas não sei explicar esse sentimento!
- Olha vai que isso seja uma coisa nova, não vamos nôs precipitar não é mesmo?
- Ok, então!
Fiquei a aula toda pensando na conversa que tivemos, quando bateu o sinal para irmos embora mais uma vez o Lucas me chamou para ir a casa dele, eu não recusei só disse que não sabia se iria.
Enquanto ia para casa fiquei pensando se era uma confusão e não um sentimento, também pensei que se nós eramos amigos aquilo poderia acontecer, chegando em casa lembrei que tinha que ligar para Victória para perguntar como era o Canadá e se ela traria o Jogo que tanto queria, então peguei o celular e liguei para ela ficamos conversando horas e horas contei para ela o que estava acontecendo ela me deu uns conselhos ótimos.


Notas Finais


Se gostou favorita, por favor comentem para eu saber o que vocês estão achando! OK?❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...