História De Repente um Presente - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Adulto, Naruto, Romance, Sasusaku
Exibições 253
Palavras 1.054
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo pra vocês.. Espero que gostem.. Bjjss <3

Capítulo 16 - Capítulo 16


Pov's Sasuke

Acordei no meio da tarde, notando que minha rosada não estava comigo, ouvi o riso de Kenshi e Sakura vindo da sala, desci as escadas e encontrei os dois sentados no sofá jogando video game.

Logo me juntei aos dois, depois de algumas partidas, perdendo para Sakura. Ela resolveu esquentar a janta, jantamos e voltamos peo video game, ficamos até tarde jogando, até que Kenshi dormiu, colocamos ele na cama e fomos para nosso quarto. Logo peguei minha cerejeira e a beijei com grande ardor, tiramos as roupas e fizemos amor noite a fora.

Acordei cedo, é segunda-feira e tem aula, eu ainda precisava me interar de tudo na escola, acordei Sakura com beijos, ao qual ela respondeu de imediato, sorrimos e transamos um pouco, tomamos banho juntos e depois Sakura foi acordar Kenshi para ir a escola. Ela preparou um ótimo café da manhã, depois fomos todos para a escola, no caminho ela ligou para um amigo, que ao que parece dava carona pra ela pro Kenshi todos os dias. Não gostei muito de saber disso, mas não podia dar ataque de ciúme, assim que chegamos Sakura levou nosso filho pra sala dele e a mesma foi pra sala dos professores preparar sua aula diária. Eu segui para a sala da diretoria, passei o tempo inteiro trabalhando, mexendo com vários documentos do colégio, queria estar a par de tudo para fazer as mudanças necessárias que venha a colocar o colégio no topo, sendo um dos melhores. É verdade que quando iniciei essa idéia de ajudar a escola, comprando algumas ações da mesma, não imaginaca que teria que ficar aqui e trabalhar diariamente, porém sei que é temporário, será apenas até Tsunade voltar das férias dela, o bom é que ao menos posso ficar mais perto do meu filho e da minha rosada.

Acabei lembrando que ela me falou que o casamento foi adiantado, ao que parece deu um erro na organização das datas, estou muito feliz com isso, assim minha família virá morar comigo de uma vez.

Percebi que já estava quase no fim do intervalo, perdi muito tempo vagando em pensamentos, levantei, me ajeitei e fui atrás da minha flor para ficarmos um tempinho juntos. Fui a passos largos até o refeitório, vi Kenshi sentado perto dos coleguinhas dele e logo avistei minha cereja sentada ao lado de Hinata, mas tinha um cara do lado esquerdo dela com quem ela estava conversando animadamente. Morri de ciúme.

Caminhei até eles e parei bem atrás dela:

_Olá, Senhor Uchiha. Falou ela, como assim Senhor Uchiha? Porque ela está falando dessa forma, tão formal? Oras, somos noivos, dormimos juntos todos os dias, ela só pode estar louca.

Me abaixei e a beijei na frente de todos para deixar bem claro que ela é minha. Sim, sou muito possessivo, mas isso é só com a minha rosada. Quando paramos de beijar, notei em sua expressão que ela estava chocada e brava.

_Sasuke.. Vamos conversar.. Na sua sala. Falou ela pausadamente, pediu licença aos outros e saiu pisando duro. Olhei pra Hinata como se pedisse socorro, afinal eu devo ter feito algo que ela não gostou nem um pouco. Fui atrás dela até a minha sala, fechei a porta assim que cruzamos a mesma, Sakura sentou-se na cadeira em frente a minha mesa com os braços cruzados, me apressei em sentar-se na minha cadeira de frente pra ela qud me olhou fulminante:

_O que pensa que está fazendo? Você é o diretor do colégio, não pode sair beijando professoras por aí.

_Mas eu não beijei ninguém. Só você meu amor. Falei meio sem entender.

_É isso mesmo que eu to querendo dizer. Eu sou professora daqui e portanto você é meu diretor e não meu noivo. Entendeu?

_Ah.. Entendi. Aqui dentro não vou poder te abraçar e nem te beijar.

_Isso mesmo, temos que manter uma relação extremamente profissional. Se não os outros professores, e até mesmo os alunos, irão pensar que você esta me favorecendo dentro da escola. E isso vale para o Kenshi também. Disse ela super séria, só que o bico de raiva que ela estava fazendo, me deixou louco e eu nem pensei direito, só sei que num minuto estava com ela em meus braços beijando seus lábios macios.

Ela correnspondeu ao beijo de forma voraz, ela me queria tanto quanto eu queria ela. A segurei pela cintura e a coloquei em cima da mesa, levantei sua saia com pressa e tirei sua calcinha. Ela me olhou, a raiva logo fora substituída pelo desejo, ela abriu o zíper da minha calça e a baixou a mesma junto com a cueca box preta, ela se ajoelhou na minha frente e começou a lamber meu pau de vagar, depois o colocou inteiro na boca de uma só vez e me fez soltar um gemido rouco, segurei seus cabelos para ajudar-lhe, seus movimentos de vai e vem com a boca estava me levando a loucura, puxei ela para cima e a fiz virar-se de costas pra mim. Penetrei de uma só vez, sua intimidade estava muito molhada, escorregadia, ela soltou um gritinho abafado, pois colocou a mão na boca para que não saisse alto, ela rebolou no meu pau e gemi em resposta e logo passei a estocar nela com muita força, depois de um tempinho, fiz ela se deitar na mesa, levantei suas pernas apoiando-as nos meus ombros, me encaixei nela e logo voltei a meter na minha cereja com uma força quase brutal, ela se segurou na mesa e mordia sua blusa para não deixar os gritos escaparem muito alto, até que ambos chegamos ao êxtase completo. Ela se endireitou, vestiu-se sem dizer nada, fiquei preocupado, pensando que ela iria ficar brava comigo de novo, mas não, ela virou-se para mim antes de sair e disse:

_Isso não vai te livrar do que fez no refeitório. Você não perdi por esperar, meu moreno. Ela falou com um sorriso matreiro no rosto, com certeza ela vai aprontar uma comigo, mas ao menos não esta chateada.

Sorri e voltei ao meu trabalho, estava contando as horas para que a noite chegasse logo e eu pudesse ficar com minha rosada. A tarde foi tranquila, encontrei Sakura e Kenshi me esperando para irmos pra casa, foi com toda certeza melhor dia de trabalho que eu tive.


Notas Finais


Logo ta chegando o casamento e aí será o fim dessa fic.. Espero que todos estejam gostando até aqui. Bjjs até o próximo capítulo. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...