História De Trás Pra Frente - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Personagens Originais
Tags Cristiano, Maiara, Maraisa, Marília Mendonça, Zé Neto
Visualizações 104
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie

Capítulo 1 - Separação!


Fanfic / Fanfiction De Trás Pra Frente - Capítulo 1 - Separação!

Bruna Domingos

- Bom dia. - Falo indo pra cozinha e encontrando as meninas.

- Bom dia Bru. É hoje que você começa no seu novo serviço né? - Alicia fala tomando café.

- Sim Lici. - Sento na mesa e e sirvo.

- Não gostei muito disso não, você vai viajar só com homens! (Pietra)

- Amiga, esse é o meu novo serviço!

- Mas só vai ter você de mulher? (Carla)

- Não Ca, terá as banking vocais também, mas a maioria é homem mesmo!

- Os seus novos patrões são uns gatos, eu andei pesquisando sobre eles eo Juliano é noivo da Mohana eo Henrique é casado  com uma tal de Cris! (Carla)

- Carla toda saidinha - Rimos. (Pietra)

- Que dia você volta? ( Alicia)

- Na quarta amiga

- Mas não é muito tempo!? (Carla)

- Agora eu sou assistente do Flaney, aonde ele for eu tenho que ir. Esqueceu? Eu amo a fotografia e é com isso que eu quero trabalhar, agora chega de papo porque eu preciso ir pro aeroporto e vocês têm que ir pra faculdade!

- Não aguento mais - Carla faz uma cara de choro.

- Ninguém mandou você escolher medicina ( Pietra)

- Falou a futura farmacêutica - Rimos com a fala da Pietra.

- Você falta disso, dessa alegria no café da manhã!

- Também vamos sentir sua falta Bru! - Alicia me dá a mão.

- Bom, vamos antes que eu começo a chorar? - Rimos.

Levantamos da mesa e ajeitamos tudo na cozinha, pego minha mala no meu quarto e dou uma olhada como forma de um "Até breve" vou pro carro e as meninas já estavam me esperando no carro, ponho minha mala no porta-malas e só fico com a pequena mala de mão aonde guardava meus equipamentos. Pietra dirije até o aeroporto Internacional de Guarulhos, dou um forte abraço nelas e vou fazer o meu check-in logo meu vôo é chamado e daqui a algumas horas estaria em Goiânia.

*** 

O vôo passou tão rápido que eu só percebi que chegamos quando a aeromoça nós avisou, peguei os meus equipamentos e desci do avião pegando um pequeno ônibus aonde nós levaria até o aeroporto, pego minhas malas e mando uma mensagem pro Flaney avisando que eu cheguei, vou pra fora do aeroporto e sento em um banco, enquanto eu espero pelo Flaney eu fico mexendo no celular.

Henrique Tavares

- O que você quer agora Cris? - Pergunto nervoso.

- Sua atenção caralho, você só fica na estrada e quando volta pra casa não me dá um pingo de atenção!

- Essa é a minha vida, eu vivo da música esqueceu?

- Não Rick, é que você anda tão distante, tão...Tão... - Ela começa chorar. - As coisas mudaram!

- É claro que mudaram Cris, o tempo passou e nós amadurecemos...

- Rick eu acho melhor a gente dá um tempo!

- Você quer terminar com o nosso casamento Cristiane?

- Não é isso, é que eu preciso de um tempo pra mim. Entende?

- Claro! Entendo. - Falo nervoso. - Eu vou fazer minhas malas!

- Não a casa está no seu nome, você fica e eu saio! - Ela me barra, e eu lembro da menina doce e delicada que ela era, aí que saudade dessa menina que eu tanto amava!

- Eu passo ela pro seu nome! - Desvio o meu olhar dela e vou pro closet.

Ouço o seu choro intenso vindo do quarto, pego a maior mala que eu encontrei e começo a jogar as roupas dentro daquela mala, não vou negar, eu estou sofrendo muito nunca pensei que esse dia fosse chegar!

 - Bom Cristiane eu já tô indo. - Grito enquanto fecho a mala.

- Sinto muito Rick... - Seus olhos estavam vermelhos.

- Eu que sinto muito Cris. Mas tudo acaba, até o pra "sempre" e esse é o nosso fim! - Seguro pra não chorar.

Sem dizer mais nada eu pego minha mala e levo até o carro, entro nele e começo a dirijir sem rumo.

Bruna  Domingos

Contínua...






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...