História De volta - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo, Olivier Giroud
Personagens Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo
Tags Antoine Griezmann, Cristiano Ronaldo, Demi Lovato, Team Grizi
Exibições 311
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


À pedidos...

Capítulo 23 - Capítulo 23 - Ajuda


Fanfic / Fanfiction De volta - Capítulo 23 - Capítulo 23 - Ajuda

Laura me encarava e eu não sabia qual resposta estava por vir, só esperava que fosse positiva. Ela havia me beijado na madrugada e disse que ainda me amava... Ok, ela estava bêbada, mas o que é dito bêbado, foi pensado sóbrio não é? 

- Anj... - Uma melodia invadiu o ambiente, seu celular que estava em cima da cama estava com a tela acesa, com o nome de Cristiano no visor. - Só um minuto.

Suspirei e concordei.

Me levantei e sentei ao seu lado, ela pegou o celular e atendeu. 

- Oi Cristiano... Sim e com você? - Laura se levantou e se afastou de mim.

Maldito português! Ele não namora aquela modelo? Volte pra ela! 

- Ele está bem?... Que bom!... Hm, legal! - Ela sorriu, os meus sorrisos indo pra aquele idiota, não mereço... Ou mereço? - Foi bem legal, nos divertimos bastante.

Isso era verdade, ela tinha me beijado, seu otario! 

- Certo, até mais! Tchau, Cris. - Ela clicou na tela do celular e suspirou. 

- Ele sempre nos atrapalha... - Comentei a olhando.

- Antoine... Ele faz parte da minha vida, você querendo ou não. 

- Faz parte por que você quer! Já disse que me arrependo de tudo que eu te fiz e que vai ser diferente agora, mas parece que tem algo que te prende a ele! - Aumentei meu tom de voz e me levantei.

- Mas é claro que tem! - Laura gritou e meu corpo pendeu para trás, ela havia se estressado - Quem você acha que me falou coisas boas depois que você escolheu Cindy a mim? Quem você acha que me tirou de toda aquela tristeza? Eu estava sozinha, Antoine e ele, você querendo ou não, foi uma luz no meio de tudo o que nos aconteceu! 

O rosto de Laura tomou uma coloração avermelhada, ela estava brava e com razão. Eu não poderia querer que ele saísse da vida dela do nada... Ou poderia?

- E todo aquele papo de não se envolver com jogador? - Disse num tom irônico. 

- Se isso for verídico, você vai ter que sair da minha casa. - Ela arqueou a sobrancelha - Não vou me distanciar dele por que você quer, Antoine, eu tenho meus princípios e espero que você os respeite.

Ela estava certa. Como sempre. 

- Escuta, Laura. - Me aproximei dela e segurei em sua mão, fazendo um carinho - Você pode ao menos me dar uma chance de entrar na sua vida de novo? Você pode fazer isso por mim? Me desculpe.

Laura suspirou e abaixou a cabeça, chacoalhando-a positivamente.

- Não me decepcione. E deixe ele fora disso, depois eu resolvo. 

Concordei rapidamente e beijei sua testa, a abraçando.

- Não vou te decepcionar, amor.

- Bom mesmo. - Ela murmurou e me abraçou. 

...

- Nada haver! - Laura riu do que comentávamos sobre o programa que passava na TV. 

Já havíamos tomado café da tarde e dava pra ver o pôr-do-sol de Madri através das janelas.

Estávamos no sofá, eu a abraçando e ela parecendo não se importar. 

- Eric falou algo sobre a Cindy? - Seus olhos estavam focados numa propaganda de verão, onde as mulheres exibiam o vestuário da marca.

- Não e nem quero saber. 

- Hm. Certo. 

- Por que a pergunta? 

Laura demorou alguns segundos pra responder. 

- Acho que eu não aguentaria tudo aquilo de novo... - Ela se ajeitou e eu a encarei. - Cristiano disse que vai voltar amanhã, então... Vou resolver as coisas entre nós... Aí então, nós poderemos tentar algo, certo? 

Onde estão os fogos de artifício estourando? 

- Certíssimo. - Eu ri mal acreditando. 

Nos ajeitamos novamente e relaxamos, até alguém quase quebrar a campainha a tocando.

- Pedimos algo? - Ela se levantou e eu neguei. 

Fui atrás dela, Laura destrancou a porta e como uma cena em câmera lenta, um arrepio passou por mim e tenho certeza que passou por ela também. 

Uma figura magra de cabelos loiros e curtos segurando uma criança e com os olhos vermelhos de tanto chorar, estava nos encarando.

- Cindy?

- Me ajudem, por favor. - Sua voz saiu baixa e eu queria que aquilo só fosse uma ilusão da minha cabeça.

Laura a puxou para dentro do seu apartamento, surpreendendo a mim e a Cindy. 

- Me desculpe vir procurar vocês depois de tudo, é que eu preciso de ajuda, ainda mais pelo meu filho. 

Ela acariciou os cabelos do garotinho e começou a chorar, me deixando em pânico. 

Laura foi correndo pra cozinha e voltou com um copo de água. 

- Relaxa, nós vamos te ajudar. - Lau tirou o garotinho dos braços da Cindy e o ninou. 

- Vamos? - Falei alto e as duas me olharam. 

- Eu vou, porque eu sei o que é precisar de ajuda e não ter ninguém. - Laura me olhou. - Quer contar o que aconteceu? Quer comer algo? 

Cindy começou a falar sobre a traição do marido e os maus tratos, eu me sentei ouvindo a história enquanto Laura preparava uma mamadeira para o garotinho. 

- Agora eu sei o que você sentiu, Laura e gostaria de pedir perdão. Perdão por tudo. - Cindy começou a chorar e a soluçar.

- Já passou, eu vou te ajudar no que for necessário. Prometo. 

Minha mulher é realmente maravilhosa.
 


Notas Finais


Não, não vou desistir da fanfic, mas irei demorar um pouco pra postar hehe sorry!
O que acharam da volta da Cindy? Ela ta arrependida mesmo ou é fingimento? Aguarde e façam suas apostas! Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...