História De volta à 2016 - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Ficção, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mistério, Rap Monster, Reply 1988, Reply 1997, Romance, Suga
Exibições 17
Palavras 2.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Harem, Mistério, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gostaria de dizer que essa é a 4 vez que eu escrevo esse cap. Sim a 4 fucking vez!!!! Sabe, eu realmente amo escrever, e sim as coisas dão errado. Mas precisava dar tão errado assim? Enfim eu particularmente achei a terceira tentativa de escrita a melhor. Mas fazer o que né, o spirit apagou 😑
Enfim eu fiz o maximo pra ficar parecido e bom, então aproveitemmm.

Capítulo 3 - Namjoon+Jin= Namjin?


Fanfic / Fanfiction De volta à 2016 - Capítulo 3 - Namjoon+Jin= Namjin?

Acordei de manhã com repetitivas batidas na porta. 

—Apenas ignore, apenas ignore.-e isso  teria dado certo se minha paciência fosse nula naquele dia. 

—Ya! Que tá batendo na dro** dessa porta tamanho as 8 fucki** horas da manhã?-eu abri a porta e me deparei com um ser de óculos escuros e com dois copos de café na mão. 

—Hum...-ele retirou os óculos escuros e os colocou no meu rosto lentamente. —Ei Jang Mi, deveria cuidar melhor do seu rosto suas olheiras quase me fizeram voltar pra casa.-disse ele enquanto entrava na minha casa inspecionando tudo. 

—Ya. Kim Tae hyung? 

—Hum?-ele perguntou enquanto devorava minha maçã.

—O que está fazendo na minha casa? 

—Começaremos a primeira fase do nosso plano. 

—Plano? Quando foi que fizemos um plano? 

—Eu pensei em um. Então vê se toma uma ducha, pra gente poder começar. 

—Okay, okay. 

Tomei meu banho, escovei os dentes e me arrumei. Fui direto pra sala e encontrei Taehyung mexendo no celular, ele tentava tirar uma selca. Não importa quantas vezes eu olhe pra ele, ele me parece tão inofensivo mas ao mesmo tempo tão perigoso. 

—Ah! Você voltou?-ele se levantou e me puxou até o sofá. 

—Não precisa pegar na minha mão...-falei enquanto me soltava dele, ele pareceu não ligar. 

—Então, enquanto você tomava banho eu montei isso.-ele me mostrava alguns rabiscos no meu quadro branco. Era uma espécie de Ranking, os números iam de 1 à 6. Estavam escritos assim: 

1° Kim Namjoon

2° kim seokjin

3° Jung hoseok

4° Min yoongi

5° Park Jimin

6° Jeon jungkook 

—Explica pra mim o que exatamente é isso.

—Você querida Mi, vai  começar a dar seus primeiros passos rumo ao pais das maravilhas. Ou seja, terá seu primeiro encontro, com seu primeiro pretendente, o Namjoon. 

—Omo! Você é rápido! 

—Eu já planejei quase tudo. Só falta uma coisa.-ele pareceu pensar. 

—O quê? 

—Ensaiar pro seu encontro. Me diga exatamente como era namjoon e do que gostava? 

—Bem...Na época da escola ele costumava ser bem atraente, era atrevido, sexy e...ah! Apenas namorava garotas que julgava ter sexy-appeal. 

—Sexy-appeal? 

—Sim. Garotas que despertem o apelo sexual. Ele realmente era um pervertido. 

—Então você esta me dizendo que ele era o típico playboy, sexy, que só pegava garotas sexys? 

—Basicamente. 

—Hum...-ele fez uma cara de preocupado. 

—Que foi? 

—Temos um problema. Sem ofensas mas, pequena Mi, você não é uma garota sexy-appeal, não é tão atraente e bem...é totalmente o contrário do tipo de kim namjoon. Mas...isso não quer dizer algo ruim porque por exemplo, você é uma garota bonita do seu jeito e....

—Ya! Kim Taehyung. 

—O que foi? 

—Eu sei que não sou bonita nem atrativa, não precisa esfregar na minha cara. Porém é fácil ser atraente e sexy hoje em dia, ora bolas! É só você dar em cima do cara que ele te achará a miss universo.

—É mesmo?- ele ficou de frente pro sofá, se abaixou, e manteve seu rosto bem perto do meu.—Então me seduza. 

—É o quê?-falei indo pro outro lado do sofá. 

—Bem você disse que era fácil, então faça isso, me faça achar você a miss universo.-era um desafio, e eu tinha que aceitar. 

Tudo bem Mi, você consegue, já fez isso pelo menos duas vezes na sua vida. Você definitivamente consegue. 

Fui andando em direção ao Taehyung, que de início se assustou um pouco com minha rápida iniciativa. 

—Oi Tae oppa. -pude perceber que ele segurava o riso. Mas não me abalei, continuei.  

—Olá Kim-Jang-Mi.-ele falou as palavras pausadamente em meu ouvido, me fazendo arrepiar. Quem está tentando seduzir quem aqui? A voz dele era grossa, parecia voz de pornozão.

—B-bem sua-sua voz é muito legal.-ele levantou uma sombrancelhas e disse: 

—Legal? Sabe que quando eu falo algumas coisas ela fica muito mais “legal”.-resolvi entrar no seu jogo. 

—Coisas? Que tipo de coisas?-ele deu um sorriso malicioso. E chegou ainda mais perto do meu ouvido e falou: 

—Se quiser saber que tal, ir pro seu quarto comigo? Tenho um brinquedinho pra te mostrar. Quer ver?-nesse momento ele se afastou e pode presenciar a cena mais vergonhosa da minha existência. 

Meu rosto estava assustadoramente, absurdamente, impensavelmente, muito vermelho. Ao ver isso Taehyung começou a rir feito um bêbado. 

—AISH! YA! KIM TAEHYUNG! NÃO RIA DE MIM SEU CRETI**.  

—Hahahahahahahahahahahahaha!- e ele continuava rindo. Então eu fui pro sofá e cobri meu rosto com uma almofada,esperando o filho da mãe parar de rir. E ele ficou rindo por muito, muito tempo. 

—Ya! Kim Jang Mi? Você está bem? Quer que eu te leve pra um médico?-ele falava zombando da cor da minha cara. 

—Aish! Seu...seu... 

—Seu o quê? 

—Como consegue falar uma coisa assim? 

—Hey, você não levou a serio não é? Quer dizer, nos só estávamos ensaiando... 

—É claro que não levei a sério.-ele soltou uma risadinha nervosa e disse: 

—Assim não vai dar certo, se você ficar nervosa no seu encontro vai dar tudo errado. 

—E o que você sugere?-ele pareceu pensar.

—Que tal escutas? Eu poderia ouvir tudo o que vocês falam e te dizer o que fazer. 

—Mas como veria? 

—Vou estar por perto. Não se preocupe. Aliás seu encontro com ele é hoje a noite.

—Como é?-ele pegou seu tablet e me mostrou as anotações que havia feito. 

—Aqui ó. Ele vai estar no Café Couple as 8 da noite. E você casualmente o encontrará lá. 

—Uau! Cada vez que te vejo me surpreendo, como conseguiu tais informações?-ele deu um sorriso malandro. 

—Tenho minhas táticas de jogo pequena Mi. 

—Espero que suas táticas dêem certo.-ele pegou seu casaco e sua mochila.—Também espero. Me encontre no café as 7 pra colocar as escutas e planejar tudo, ok? 

—Ok. 

19:00 café couple. Primeiro encontro com Kim Namjoon 

—Tudo bem, já sabe o que fazer não é?-perguntava Taehyung enquanto colocava o fone no meu ouvido e me entregava a escuta, para que eu colocase-a debaixo da mesa.

—Sim.

—Treinamos muito pra isso Kim Jang Mi, não me decepcione.-ele me olhava sério. —E não se esqueça... 

—Mesa lateral do café. Eu sei, eu sei, revisamos isso umas 500 vezes. Pode deixar comigo, se tudo der certo hoje, que eu creio que dará, nosso contrato acaba, eu arranjo um namorado rico, e você pode irembora. 

—Ne!  

Eu avistei namjoon de longe, ele continuava lindo. Eu poderia agarra lo aqui e agora. Estava lá babando por ele ate escutar Taehyung me chamando pela escuta.

“Ya kim Jang Mi! Ouvido o que eu disse?” 

“Ne. Foco. Foco e foco.” 

Ele estava na mesa bebericando o café, quando eu cheguei perto dele. 

—Omo! Kim namjoon? É mesmo você?-ele parecia querer se lembrar quem eu era. 

—Park Jang Mi? Certo? 

—Como sempre errando meu sobrenome. É Kim, kim Jang Mi! 

—Ne, ne...mas que bom ve-la. Como tem passado? 

—“ Ei, Jang Mi seja o mais casual e sexy que conseguir. Como nos treinamos.” 

—Bem..-falei enquanto colocava meu cabelo pra trás deixando a mostra meu pescoço. —Tenho passado bem, nada de tão relevante, mas e você? Como tem vivido? Soube que virou um grande médico e...

—“Ya! Kim Jang Mi! Você vai assusta lo desse jeito, menos sassaeng por favor,” 

—Quieto idiota. 

—Hum? Falou alguma coisa? 

—O-o quê? não, eu falo sozinha as vezes, só isso. Hehehe.-eu estava nervosa demais.   

—“Parabens Mi, você evoluiu de sassaeng desesperada, pra uma solteira retardada.”-Kim Taehyung depois que isso acabar você é carne morta, com certeza.  

—Ah sim, compreendo quando se é muito solitário fazemos este tipo de coisa. 

—“Hahahaha, agora ele também te acha uma grande forever Alone.” 

—Pois bem, você tem namorada? 

—“Boa! garota. ” 

—Bem...namorada não.-ficamos em silêncio por um pequeno intervalo de tempo.

—“Er...Mi isso não é um bom sinal.” 

—Então por que parece tão tenso? Não se preocupe somos próximos não é?-falei enquanto acariciava sua mão. 

—“Mi, seria melhor se você tirasse sua mão daí agora, sério! ” 

—Namjoon?-uma voz bem conhecida por mim sôou atrás de nós. Kim seokjin. Mas conhecido como meu primeiro amor, e também o não correspondido.

—Ah, oi! Você veio. Lembra da nossa Jang Mi? 

—Jang Mi? Kim Jang mi? Omo! Como é bom rever você pirralinha.-falou enquanto me puxava para um abraço. 

—É bom ver você também Jin. Mas a propósito o que faz por aqui? 

—Bem Mi, Jin é meu namorado.-disse namjoon, e nesse mesmo instante Taehyung que estava na mesada frente , com apenas uma placa de cardápio cobrindo seu rosto, cuspiu com todas as suas forças algum líquido que ingeria. Chamando atenção de todos daquele café (que a propósito funcionava de noite também.) Inclusive do garçom que fez questão de ajuda-lo. 

—Cliente está bem? Quer que eu chame um médico? Quer alguma ajuda? 

—Não não, obrigado eu estou bem, estou bem mesmo. -mas de nada isso adiantou porque o garçom tirou o cardarpio que cobria o rosto de Taehyung das mãos dele, fazendo todos verem o rosto do cidadão desajeitado. 

—Omo! V?-gritou Jin, enquanto apontava para Taehyung.

—V?-perguntou namjoon. 

—V?-fiz o mesmo.-como assim? V era o nome do meu amigo de infância. O que esta havendo? 

—Ya! Seu pequeno moleque...por que não veio cumprimentar o seu hyung?

—Me-me desculpe hyung, eu realmente não tinho o visto antes.-falou enquanto reverenciava. Mas logo Jin o puxou para um abraço e namjoon fez o mesmo. 

—Aish! Seu pequeno alien, sempre fazendo coisas erradas...-disse namjoon. Logo após isso ele olhou pra mim. Kim Taehyung, você me deve muitas explicações. 

—Ah! Olá.-ele falou pra mim. 

—Ya, kim Jang Mi. Você sabia que ele estava aqui esse tempo todo?

—Não. É um prazer ve-lo, V!-falei com a melhor voz de sonsa possível. 

—Bem gente adoraríamos ficar, mas eu e o nam temos que ir à um lugar. Aqui meu telefone pra nós nos encontrarmos por aí novamente.-falou puxando namjoon junto. 

Agora era só eu e ele. Ele que eu já nem mais sabia quem era. V voltou, ele mudou, mas por que não consigo estar feliz por isso? Achei que ele estava morto. Estávamos nos encarando há uns 10 segundos, até que uma lágrima despencou sobre mina bochecha. Eu precisava sair de lá, preciso ir pra qualquer lugar agora. Acabei parando numa pracinha. 

Eu sentei num banco e refleti sobre tudo que deu de errado hoje. Meu encontro foi um desastre, minhas chances e altas espectativas com dois pretendentes foram por agua  abaixo. E o que mais podia dar errado? Sim, ele poderia voltar. Eu me sentia traída, ele estava bem próximo à mim, mas nunca disse nada, eu estava triste, mas acima de tudo estava com raiva muita, muita raiva. 

—Kim Jang Mi...-falou Taehyung se aproximando. 

—É melhor sair daqui, ou vai ser extremamente insultado com palavras de baixo calão. 

—Tudo bem, eu fui seu amigo por oito anos. E ninguém nunca me insultou tanto quanto você.-eu respirei por um breve momento antes de me levantar do banco e começar.

—SEU FILHO DA P***! COMO PÔDE FAZER ISSO COMIGO? VOCÊ NÃO TEM CORAÇÃO? PORQUE ACABOU ASSIM, DERREPENTE? POR QUE TUDO ACABOU ASSIM? QUANDO FOI QUE AS COISAS COMEÇARAM A DAR TÃO ERRADO? QUE M****!  

—Me desculpe, eu devia ter pesquisado melhor, eu realmente não sabia que ele era gay, talvez se eu soubesse eu... 

—YA! TAEHYUNG? ACHA QUE EU ESTOU FALANDO DA M**** DESSE ENCONTRO? EU ESTOU FALANDO DE VOCÊ SEU P***. POR QUE DERREPENTE VOCÊ FOI EMBORA? POR QUE ESTAVA TÃO PERTO DE MIM E NUNCA ME FALOU QUE KIM TAEHYUNG ERA V? MAS QUE P***, SEU CRETI**. EU DEVERIA SIMPLESMENTE MATAR VOCÊ? SEU GRANDÍSSIMO IDIOTA DE M****.-nesse instante Taehyung se levantou do banco  e ficou de frente pra mim. 

—YA KIM JANG MI! O QUÃO EGOÍSTA VOCE PODE SER? ACHA QUE EU SOFRI O QUANTO SABENDO QUE MINHA ÚNICA AMIGA QUE EU TINHA NAO SE LEMBRAVA DE MIM, E SEQUER DO MEU NOME? ACHA QUE FOI FÁCIL OLHAR PRO SEU ROSTO QUASE TODO DIA E TE DAR PISTAS PRA VER SE VOCÊ SE LEMBRAVA DE MIM, MAS NO FINAL ISSO IR TUDO EM VÃO? COMO ACHA QUE EU ME SINTO? 

A essa altura do campeonato eu já estava chorando. Isso sempre foi ruim, eu a garota que sempre brigava e xingava qualquer um, não aguentava quando gritavam com ela. 

—Por favor não grita comigo... Por favor...-Taehyung deu um longo suspiro e me puxou pra um abraço. 

—Tudo bem, ta tudo bem, tudo vai ficar bem. Eu estou aqui agora. -Era bom ter  ele de volta. De fato era bom. 

Eu e V nos conhecíamos desde os oito anos. Ficamos amigos quando eu salvei ele de levar uma bela surra de alguns garotos do bairro. Depois disso não nos desgrudavamos mais, éramos uma dupla imbatível. Só que com o passar do tempo V foi amadurecendo de uma forma diferente da minha. Ele começou a ficar estranho, algumas pessoas o chamavam de bipolar outras de “ controlador de mentes”, mas de fato ele era assim, conseguia controlar as pessoas sem ninguém perceber, era um verdadeiro manipulador. E essa foi a causa da nossa primeira e última briga. Por que V começou a se envolver com uma galera da pesada. E fumar e beber com apenas 16 anos. Eis que em um dia eu resolvi abandonar aquele pobre garotinho perdido no mundo, com as seguintes palavras “ desisto de você, espero que possa viver bem, adeus V”. E essa foi a última vez que eu o vi, logo depois quando eu me arrependi do que fiz ele já não estava mais lá. Ele havia me deixado sozinha. Havia deixado uma pobre Jang Mi, com peso na consciência pro resto da vida.

  Mas agora ele voltou, e eu não sei se deveria ficar feliz ou preocupada, de fato as palavras de Bo ra começariam a fazer sentido depois de alguns dias. 

Quando estava quase dormindo não deixei de pensar em algumas coisas. 

Coisas a respeito de kim taehyung

•Em breve ele me faria entender melhor o significado das palavras “Muito mais que isso.”

•Agora que sei que tipo de pessoa ele é, terei que ter duas vezes mais cuidado com ele. E realmente nao sei se ainda devo confiar em sequer uma palavra do que ele diz. 

•E que embora nós sejamos amigos, eu nunca deverei me esquecer quem ele é de verdade. Porque V realmente é bom em controlar a mente das pessoas, principalmente a minha. Então cuidado Jang Mi. Cuidado.



Notas Finais


Pois é pessoas. Quer dizer que o nosso V é um velho conhecido?
Sera que isso é uma coisa boa ou ruim? Será que ele é tão mau, quanto a nossa própria Mi fala?
Muitas reviravoltas aconteceram e advinha quem será o próximo a aparecer??? (Fica a duvida no ar)
E esse namjin hein? Ahuhaahu se o clima não estivesse pesado aposto que o tae estaria zoando a pobre Mi por estar dando em cima de um cara que já tinha namorado. Kkkk como diz aquele famoso ditado: seria cômico, se não fosse trágico.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...