História De volta à 2016 - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Ficção, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mistério, Rap Monster, Reply 1988, Reply 1997, Romance, Suga
Exibições 25
Palavras 1.553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Harem, Mistério, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente desculpa por demorar a atualizar a fic, tava sem inspiração para escrever embora tenha milhões de idéias pros próximos cap. Nos vemos lá em baixo. O cap. Não ta longo ; - ;

Capítulo 5 - Como controlar sua raiva com Do Kyungsoo


Estávamos nós três na sala. Eu, Taehyung e um sujeito chamado D.O. ele me observou por um tempo, e deu um sorriso mega debochado para tae. 

—É ela que você quer casar com o Jimin?-tae acenou, e eu não pude conter a raiva. 

—Algum problema?-ele me olhou com olhos desafiadores. 

—Olha pra você, totalmente o oposto do tipo do Jimin. Ele gosta de garotas mais altas, menos fofas e de preferência cabelos longos. Alem do mais ele quer uma mulher, não uma garotinha.-eu vou dar na tua cara, pensei. 

—Qual problema com meu cabelo? E eu não tenho cara de criança!

—Eu não tenho problema nenhum. Mas Jimin tem, a fala sério mó rostinho de criança, você não é feia só é criança de mais...resumindo tae eu não topo obrigada.-tae mordeu os lábios. —Por favor dá uma chance pra ela.-ele encarou Taehyung por alguns segundos que pareceram milênios, e depois olhou para mim. 

—Então você quer casar com o Jimin?-perguntou e eu acenei intusiasmada. 

—Olha. Sabe a Alemanha? Pois é, pega um vôo pra lá, e peça o príncipe Harry em casamento, vai ser um milhão de vezes mais fácil. 

Nessa hora eu pulei em cima dele, joguei ele no chão e comecei a estapear o rosto dele. 

—QUEM VOCÊ CHAMOU DE CRIANÇA, SEU FILHO DA MÃE, QUEM? EU VOU TE DEIXAR VERMELHO DE TANTO TAPA!-Taehyung tentava me puxar, mas eu consegui me soltar e voei na cara daquele palhaço.

Depois puxei seu cabelo jogando ele pra um lado e pro outro, pra um lado e pro outr...

—Ouviu o que disse?- perguntou tae estalando os dedos na minha frente. 

Droga! Foi só uma ilusão. 

—Não o que disse? 

—Eu vou te ajudar. Mas em troca, terá que fazer Jimin ser mais bonzinho com todos os funcionários. 

—Só isso? Vai ser moleza.-ele riu de lado. 

—Então pra dominar sua raivar, você terá que fazer a mesma coisa que eu faço. 

—E o que você faz?- perguntamos eu e tae. 

—Eu guardo ela, e depois a libero em algo ou alguém. 

Eu e Taehyung nos olhamos, sera que ele é um cara perverso, esse D.O? 

—Ei! O que eu quero dizer é que você tem de guardar sua raiva, e depois joga-la fora. Não pense que sou um cara perverso por favor. 

—E aquela história de contar até dez? 

—Não funciona. Não comigo. Por isso eu acabo indo para uma academia bater num daqueles sacos de luta, ou, eu bato no Chanyeol...só quando ele me irrita é claro.-nessa hora tae abriu seus olhos como se eles fossem saltar do seu rosto.

—Você está sugerindo que ela guarde toda a sua raiva adquirida com Jimin, e me espanque quando chegar em casa?- D.O começou a rir, de fato era uma situação engraçada, então me juntei a ele nas risadas descontroladas.

Nós estávamos rindo tanto que, houve um momento em que eu e D.O demos as mãos e pulamos em círculos enquanto ríamos. Então Taehyung jogou uma almofada em D.O fazendo ele cair no sofá, porem continuar rindo.

—O que há de tão engraçado?-perguntou tae com cara de tédio.

—V-você ta com medo de apanhar de uma garota?-perguntava D.O quase não conseguindo falar por falta de ar.

—Ya! Ela parece assim, mas ela realmente sabe lutar...aish.-disse tae parecendo inconformado com a afirmação de D.O

—Bem de qualquer forma...eu não disse para ela bater em você. Cada pessoa tem sua forma de expressar sua raiva, algumas contam, outras batem, alguns estalam os dedos etc. Sinceramente falando, você só descobrirá o que fazer para extravasar a raiva quando estiver passando por ela.-disse D.O já sério.

—Entendo...no que mais pode me ajudar?

—Truques para impressionar o seu chefe.- disse tae.—Ele trabalha no restaurante do Jimin, por isso aprendeu vários deles.

—Como por exemplo?

D.O negou com a cabeça e em seguida disse:

—No momento certo eu direi. Taehyung eu farei o possível para ajuda-la enquanto estiver no restaurante...E não precisaremos da sua intromissão então..POR FAVOR SEM ESCUTAS E SEM HACKEAR A CÂMERA DO RESTAURANTE!

—Ok ok, não farei isso.-disse Taehyung levantando as mãos em sinal de rendimento.

—Acho bom mesmo. Taehyung preciso que você saia, quero falar a sós com ela.

—O que precisa falar com ela, que não posso estar por perto?-eles se encararam por um instante e logo após isso tae pegou seu casaco e saiu.

D.O olhou pela janela para garantir que tae havia saido do apartamento. Depois passou a mão por baixo da mesa procurando por algo.

—O que está fazendo?-ele fez sinal pra eu esperar.

—Achei!-ele tirou de debaixo da mesa um pequeno aparelho parecido com o que eu usei no meu encontro com namjoon.

—Ele grampeou a própria casa? O que tem de tão precioso aqui?-D.O abriu um pequeno sorriso travesso e preocupado ao mesmo tempo.

—Eu sabia.-falou olhando para o aparelho e depois cortou algum fio dele, e olhou pra mim enquanto se sentava numa poltrona.

—Acha mesmo que ele botou uma escuta qui por nada? Ele não grampeou a casa. Ele grampeou você.

—Quê?-fiz uma cara confusa.—Porque ele faria isso se ele estava comigo?

—Ele as colocou antes de sair. Se eu não o conhecesse nunca perceberia algo assim. E quanto a resposta da sua pergunta: eu realmente não sei o motivo, Taehyung é um ser estranho.

—Você acha que ele...bem...-ele se sentou um pouco mais pra frente.

—Acha que ele gosta de você?

—O que você acha?-por um instante ele pareceu pensar.

—Acho que não é amor. Talvez apenas um senso de poteção, se ele gostasse de você não iria casar você com outro cara.

—É...realmente. Mas o que você queria falar comigo? É sobre o tae?

—É.

—Pode falar.-ele bagunçou um pouco os cabelos.

—Fiquei sabendo que vocês eram amigos de infância certo?

—Certo.-confirmei.

—Taehyung foi meu amigo desde os 18 anos, ele não estava numa situação muito boa, ele parece ter melhorado e de fato melhorou, mas não totalmente.

—Do que está falando exatamente?

—Ele ainda controla muito as pessoas, principalmente aqueles que gosta e por aqueles que gosta. Ele pode não gostar de você como mulher, mas seja lá qual for a forma que ele ver você com certeza vai querer te “superproteger”.

—Estamos falando de Kim Taehyung? Aquele malandrinho é esperto o suficiente apenas pra proteger sua própria pele.

—Ele mudou. Apenas não sei dizer pra qual lado. Porque acha que pedi pra ele não hackear a câmera do restaurante?

—Ele pode mesmo fazer isso? Achei que estava brincando.

—Ele pode, mas espero que não o faça. Enfim...Kim Jang Mi, te peço que cuide de Taehyung. Ele pode parecer todo bobo e mal-criado mas lá dentro tem um garoto sensível e mais frágil que qualquer garota. E também tenha cuidado consigo mesma, tae as vezes dá umas piradas da cabeça e isso pode acabar te assustando.

—Está me dizendo pra cuidar dele ao mesmo tempo que cuido de mim?

—Sim.

—Será meio difícil não acha?

—Talvez.-ele olhou pela janela novamente.—Seu guarda-costas está voltando, aja normalmente e não diga nada que eu te disse a ele, ok?-eu acenei e logo depois tae apareceu no apartamento. D.O saiu apenas se despedindo de nós e dizendo:

—Te vejo Segunda.-logo após uma piscadela.

Eu me levantei do sofá procurando meu tênis e bolsa e me arrumando para enfim ir pra casa. Enquanto isso tae estava parado no meio da sala em pé olhando pro nada.

—Tae? Vamos eu tenho que...

Ele me interrompeu com um abraço, muito apertado, ele sabia que eu odiava abraços.

—Tae o que você está fazendo?

—Não ligue pro que ele falou, ok? Eu nunca faria mal à você, nem a ninguém.-falava ainda sem parar o abraço. Ele estava apertando ainda mais, e parece que só pararia quando eu o respondesse.

—T-ta ok. Taehyung pode me soltar agor...-tentei me desvencilhar mas ele me puxou de volta. Logo depois me soltou e disse:

—Acho que temos um problema.-disse ele ignorando totalmente o que havia acabado d acontecer.

—Qual?

—Como virá da sua cidade até aqui todos os dias?

—Meu deus! É verdade o que faremos?-porque parece que ele já tem a resposta na pinta da língua?

—Porque não mora aqui?

—O quê?

—Quer dizer, eu tenho outros apartamentos pelas redondezas, eu poderia ficar num deles e você aqui. O que acha?-ele disse com um pé atrás.

—Seria uma boa. Mas...-ele ficou ancioso.

—O que?

—Quando vai me dizer qual é o seu emprego?-ele riu nervosamente.

—Talvez um dia...Vem cá pirralha.-falou me abraçando.

—Eu odeio abraços seu idiota.

—Eu também te amo.-isso soou tão estranho.

—Eu sei, eu sei.-isso soou mais estranho ainda.

—Ainda bem que sabe. Vamos logo pra sua casa, amanhã mesmo você se muda ok?

—Ok.

Ele me deixou em casa. E eu recebi uma mensagem de um número desconhecido.

*Mensagem on*

Oi

—Oi. Quem é?

Um admirador secreto

—Acho que errou o número.

Tenho certeza que não errei ^-^

—Taehyung é você? Porque se for é melhor parar.

Quem é Taehyung? Acho que quem está se enganando aqui e você

—Se não, quem é você?

Logo você saberá, até.

*Mensagem Off*

Ok essa foi a conversa mais estranha que eu já tive. Na verdade esse foi o dia mais estranho da mina vida. É melhor eu esquecer, vai que foi engano e o cara ficou com vergonha de admitir. E pensar que daqui há três dias até eu poder encontrar meu Jimin...acho que vou enlouquecer.


Notas Finais


Pois então, sem comentários de minha parte ora esse cap tão ruim. Mas fazer o que, os próximos serão muuuuitoooo melhores, eu prometo.
Se você gostou/ ou não comenta, adoraria saber a opinião de vocês sobre a fic ^-^ ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...