História De volta! Pequeno Obito! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Minato "Yondaime" Namikaze, Obito Uchiha (Tobi), Rin Nohara
Tags Kakaobi, Kakashi, Minato, Obikaka, Obito, Rin, Yaoi
Exibições 62
Palavras 800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


DESCULPEM T-T

Capítulo 7 - Obito e as palavras que ele não conhece


  ---Autora---

  - Eu não queria...

  - Obito? Está tudo bem? - Kakashi começou a acariciar seu rosto, tentando o confortar.

  - Sim, está  tudo bem Kakashi. - o Uchiha suspirou, se encolhendo em um confortável abraço com o Hatake. 

    Kakashi acariciou os cabelos de Obito, que cada vez mais e mais tentava se aproximar do maior, embora estivessem colados um ao outro. Confuso pela aproximação repentina de Obito, Kakashi, que o abraçava por trás com um braço o deitou na cama e saiu calmamente do quarto.

  -Você está com fome? - ele perguntou da cozinha.

  -N-não.

    Obito desceu da cama e, lentamente, foi até onde seu melhor amigo estava. Kakashi estava com os cotovelos apoiados no balcão, e a cabeça enterrada nas mãos. Ele não o tinha notado, até que o Uchiha o abraçou por trás, com seu rosto nas costas de Kakashi.

  -Ei, Obito. Tudo bem? - Se virou, afagando os cabelos do menor.

  -Sim... mas e com você Kakashi? - ele levemente levantou a cabeça, que estava encostada no peito de Kakashi.

  -Está tudo bem comigo, Obito... - Kakashi suspirou e pegou por alguns momentos Obito no colo, o colocando em cima de um balcão de cozinha.

  -Por que estava chorando? - perguntou enquanto observava Kakashi mechendo em algo no balcão, atrás de si. Seus braços apertavam, sem querer, sua cintura. E isso o fazia sentir, de alguma forma, bem.

  -O que? - Kakashi derrubou uma panela. - Wah! - barulhos altos vinham de trás de Obito. - Eu não estava chorando!

  -Estava sim... Kakashi... é por minha causa? - O menor se encolheu, adorávelmente.

  -Uh? Claro que não! Obito, você não fez nada de errado, esses são seus sentimentos e eu os respeito.

  -Mas... - Obito abaixou o olhar, uma expressao triste em seu rosto. - Você sabe o que eu realmente quero, Kakashi?

  - O que você realmente quer...? O que seria isso, Obito? - Kakashi afastou uma mecha de cabelo do rosto de Obito.  

  -E... esqueça... - ele sorriu minimamente, segurando com suas duas mãos a de Kakashi e a afastando lentamente.

  -Obito...? - Kakashi estava confuso. O que seu amigo realmente sentia?

  - Eu sou inútil, quer dizer, ninguém sentiria falta de mim, e... - ele engasgou com o choro preso na garganta, no qual ele não queria liberar. -... e eu... droga, eu devia ter morrido por aquela pedra estúpida! - Obito fungou. - Droga, eu não mereço estar aqui Kakashi! Eu, eu... - ele foi interrompido, por um tapa de Kakashi em sua cara.

  -Obito, nunca mais diga algo assim! - Kakashi disse alto, porém não gritando. - Nunca mais deseje algo assim!

  - ... - Obito, finalmente, deixou as lágrimas saírem.

  -M-me desculpa, Obito, eu... Eu não queria te machucar... - o Hatake acariciou onde o tinha machucado.

  -Não. Eu mereço isso, Kakashi, cada parte disso.

  -Obito... - Kakashi estava sem ter o que dizer. - Eu te amo, e você sabe disso. Obito, você salvou a minha vida, você não merece a morte Obito.

  -Por favor, enfie uma kunai em mim até que eu morra, por favor, por favor. - ele choramingou.

  -Obito...? - Kakashi corou com as palavras escolhidas. Enfiar... uma... "kunai"...  seu rosto ficou vermelho. - Eu não posso fazer isso. Eu não posso te ver morrer.

  -Kakashi, por que? Por que você ama alguém como eu...? Você vê, tem a Rin. Ela é uma boa pessoa, ela... é melhor do que eu.

  -Nunca se compare com aquela vadia idiota. - Kakashi rosnou.

  -Vadia...?

  -Vadia significa... pessoa má. - Kakashi tinha esquecido completamente da inocência de Obito.

  -Então, eu sou uma vadia. - o menor disse inocentemente, fazendo as bochechas de Kakashi arderem. Droga, ele não estava preparado mentalmente (e fisicamente) para não querer arrancar as roupas de Obito e o fazer gritar seu nome, ali mesmo no balcão.

  -Não, você não é Obito. - Kakashi, sem querer, estava botando pressão nas coxas de Obito.

  -Hm, eu sou. Eu sou uma vadia. - Obito gemeu, e fez um volume bem notável crescer nas calças do Hatake.

  -Porra Obito... assim não dá... - segurando a cintura do Uchiha, ele o beijou de um jeito que pudesse transmitir todo o seu desejo. Porque, fala sério... - "Obito é tão estuprável." - pensou ele.

  - K-Kakashi? O que é isso? - Obito apertou a ereção do maior, o que o fez gemer. - Kakashi...? - ele parecia confuso.

  -Obito, você não tem noção do quanto eu quero transar com você agora...

  -Kakashi, pare de usar palavras que eu não conheço! Hm, por favor só me mate logo de uma vez...

  -Obito. - ele pressionou a ereção contra o pequeno amiguinho do menor. - Eu não vou te matar. Afinal, por que você quer tanto isso?

  -Porque eu, Kakashi, eu te matei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...