Hist√≥ria Dead Leaves ūüćÉūüćÉūüćÉ ( TaeGi ) - Cap√≠tulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Suga, Tae, Taegi, Taehyung, Yoongi
Exibi√ß√Ķes 108
Palavras 1.345
Terminada N√£o
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
G√™neros: Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta hist√≥ria s√£o apenas alus√Ķes a pessoas reais e nenhuma das situa√ß√Ķes e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma fic√ß√£o. Os eventuais personagens originais desta hist√≥ria s√£o de minha propriedade intelectual. Hist√≥ria sem fins lucrativos, feita apenas de f√£ para f√£ sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O capítulo ai é a continuação do Yoongi e da Jisoo indo embora, eu parei por que tinha que fazer aquele lemon ( que ficou horrível)
Mais tá aí.
Bjuss 😘‚̧

Capítulo 21 - Voltando pra Daegu...



XxXxX pov Yoongi XxXxX

Eu e a Jisoo começamos a correr pra não levar chuva.

Logo estávamos na frente da casa da Jisoo, que me chamou pra entrar e me emprestou um guarda-chuva.

- Obrigado Jisoo, já vou indo .- eu digo caminhando até o portão.

- Até mais então! - ela diz - Suga, como vai mostrar a ocorrência aos seus pais?? - ela pergunta quando eu já estava saindo.

- Ainda não sei, mais contarei o que realmente aconteceu, claro, pedindo pra que eles não comentem nada com o Jin - eu explico.

- Ah sim ! Boa sorte Suga - ela diz.

- Obrigado de novo - eu falo e vou caminhando até em casa.

Cheguei em casa, abri o portão e quando estava chegando na porta, escuto alguns gritos, parecidos com o da minha mãe.

Entrei correndo procurando por ela, quando eu cheguei no quarto, ela e o meu pai estavam discutindo.

Ela gritava pois meu pai ameaçou bater nela.

Quando entrei no quarto, ela estava chorando muito e se abaixava colocando os braços sobre a cabeça pra não apanhar.

Ambos se assustaram com a minha presença, minha mãe veio pra perto de mim e me abraçou chorando.

- Pai, para com isso !! - Eu gritei nervoso, não era a primeira vez que ele fazia isso.

Ele sempre saia pra beber, esse era o seu único defeito, porém ele nunca tinha ameaçado bater nela, e isso estava deixando a minha mãe assustada.

Ele olhou pra mim e saiu do quarto pegando as chaves do carro dele e saindo.

- Pai, não vai sair, você está bêbado e ainda está chovendo muito. Sair agora é praticamente cometer suicídio! - eu gritei alto mais ele ignorou.

Voltando pra entro de casa fui procurar a minha mãe e ela estava fazendo as malas.

- Mãe???? Não me diga que vai embora... - eu digo confuso.

- Filho sei que não é isso que você queria, e nem eu quero isso, mais já tem anis que eu aguento isso, ele antes chegava bêbado, mais e agora, como eu poso viver ao lado de alguém que ameaça me bater??? - ela diz ainda chorando muito.

- Mãe...- eu não pude concordar nem negar.

De qualquer forma, era verdade, e dava pra perceber que a minha mãe não se sentia feliz ao lado dele, ainda amais depois do que aconteceu, vou apoiar a minha mãe a qualquer escolha dela pois ela sempre me dar apoio , mais eu não queria que ele fizesse algo de que se arrependeria.

- Mãe, não está pensando em voltar pra Daegu... Está?? - eu pergunto.

- Eu pretendo, ainda não conseguimos vender a nossa casa de lá e estarei perto de sua avó - ela diz.

- Mais e o meu pai??? Como ele fica?? - eu pergunto.

- eu não posso fazer nada tudo que eu pude eu já fiz, mais parece que nem ele mesmo está se importando com o próprio estado.

O que dizer???

Tudo que ela está falando é verdade...

Se ela o deixar talvez ele aprenda com isso e se torne alguém melhor.

-filho, se voltarmos a Daegu, vou te matricular na mesma escola de antes, estará com o Jimin e o JungKook, sua avó estará lá e estaremos de volta a nossa casa.

Daí quando ela disse "escola" me lembrei que tinha algo a dizer sobre hoje na escola...

- Mãe... Por falar em escola, hoje aconteceu algo... - eu disse.

- O que Yoongi, me conta filho. - ela falou se sentando do meu lado na cama.

Contei pra ela toda a situação, ela ouviu tudo atentamente, mesmo me dizendo que é bonita a atitude de tentar defender o meu primo, eu não deveria ter brigado, mais sim conversado.

- Mais Yoongi você virá comigo??? - ela me perguntou olhando-me seriamente.

Como aquela pergunta me doeu...

Deveria ir???

Ou ficar com meu pai???

- Mãe... Eu vou com você - respondi triste, por ter de deixar o meu pai.

Eu amava muito o meu pai, queria que fossemos uma família unida, mais está longe disso se tornar realidade, meu pai se tornou distante de nós e sinto que é minha culpa... Desde que eu assumi ser bi-sexual, meu pai está se distanciando mais.

Fui ao meu quarto e comecei a arrumar as roupas, não conseguia conter o meu choro, não acreditava que isso era real, queria que fosse só mais um pesadelo, do qual eu acordaria e voltaria a viver normalmente.

Terminei de arrumar as coisas, quando a minha mãe chegou no quarto e começou a enxugar as minhas lágrimas.

- Filho, eu não queria que acabasse assim, não consigo nem imaginar a dor que você está sentindo, tendo de escolher entre seu pai e sua mãe, eu sou uma mãe horrível, não sei nem metade do que você merecia ter. - ela diz chorando.

- Mãe, não diz isso, você é a melhor, e por mais que isso seja dolorido, vamos superar essa dor juntos. - eu digo a abraçando.

Fomos caminhando até o carro, pra deixar as malas lá, nós não levariamos móveis, ficaríamos na casa da minha avó e depois iríamos pra nossa casa, quando já tivermos comprado alguns móveis.

- Mãe, deixa eu me despedir do meu pai antes de irmos? - eu pedi

- Claro filho, enquanto eu vou na sua escola, pegar o seu histórico e sua declaração pra lhe matricular na outra escola, ele deve voltar.

Peraí... Escola???

É mesmo também tenho que me despedir do Jin, do Nam e da Jisoo...

Liguei pro Jin, explicando tudo o que tinha acontecido logo ele chegou junto ao Namjoon.

Liguei pra Jisoo também, que e

Antes de entrar, já chorava e me pedia pra não esquecer ela nunca.

-Jisoo, eu nu cá vou esquecer de você, de nenhum de vocês - digo dandi um abraço coletivo em todos.

Ficaram comigo algum tempo, e a Jisoo não parou de chorar nenhum minuto.

Me doía tanto ver ela assim, queria que a gente se formasse juntos.

Eles tinham que voltar, e iriam me deixar sozinho pra poder conversar com o meu pai.

O Jin veio até mim e me deu um abraço.

- Se cuida pequeno, e ajude a minha tia, ela precisa de muito apoio.

- Venha nos visitar sempre que possível - o Namjoon disse.

- E não se esqueça que te amamos muito - disse a Jisoo, quase morrendo de desidratação de tanto que ela chorou.

- Eu também amo muito vocês - digo com os olhos cheios de água.

Quando eles se viraram e foram embora, parece que o mundo desabou, eu comecei a chorar muito.

Depois de uns vinte minutos, o meu pai chegou, o que piorou a minha situação, pois quando o vi chorei mais ainda.

Fui correndo e dei nele um abraço, nos sentamos e eu contei pra que eu iria com a minha mãe de volta pra Daegu, deve ter sido muito ruim pra ele ouvir aquilo, eu só espero que ele mude com o tempo, e nos possamos ser feliz de novo.

Depois de alguns minutos, recebo uma ligação, era da minha mãe, ela queria me avisar que tinha chegado, mais não ia entrar pois sabia que o meu pai tinha voltado, ela viu o carro dele.

Então me despedi do meu pai, ainda chorando muito, dei um abraço nele.

- Filho, venha me visitar - ele pediu.

- Venho sim pai, sempre que possível - respondo em meio ao choro.

- Eu te amo Yoongi, me desculpe por tudo - ele disse.

- Também te amo muito - eu digo pegando as últimas coisas que faltavam.

Me virei e estava indo em direção a porta.

- Yoongi, cuide de sua mãe, faça o que eu não pude fazer.

Concordo com a cabeça e vou.

Aquilo me deixava muito triste, cortava como facas afiadas, entrei no carro, olhei pra minha mãe que enxugou algumas lágrimas que caiam dos meus olhos, ligou o carro e então fomos em direção a casa da minha avó. 


Notas Finais


Podem me matar, eu deixo
Bye Bye 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...