História Dead Leaves 2: Beauty and The Beast ~ NamJin - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags A Bela, A Fera, Jin, Namjin, Rap Monster
Visualizações 54
Palavras 484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - First Prey


POV (...)

Eu sei, eu fiz errado, eu não deveria ter feito daquela maneira, deveria tê-lo avisado mas como poderia? Iria assustá-lo ou o único garoto que me chamou a atenção poderia nunca mais querer me ver, eu não podia deixar com que isso acontecesse.

Eu sai, senti minhas mãos estremecerem, meu cérebro queimar e minhas costas coçarem. Fugi pela janela de madeira do banheiro e corri o mais rápido que pude, tentando fugir da civilização. A hora tinha chegado mas eu não queria que acontecesse. Eu não queria me tornar a fera que estava destinado a ser, eu queria apenas ser um menino normal, eu não queria ter sangue em minhas mãos ou me preocupar com meu faro que sempre foi muito apurado.

Isso pode ser bizarro, porém, não se assuste, eu lhe peço. Meus dias haviam mudado, meu corpo havia mudado e isso não era uma coisa boa. Meu pai me avisou. Eu só fiz o que achei certo, não queria machucar ninguém.

Todavia lá estava ela, enquanto eu sentia minhas roupas rasgarem na mesma intensidade e rapidez que a minha pele fazia, sendo substituída por uma camada de pelos, minha gengiva rangia e um uivo involuntário saia.

Ela apareceu em minha frente.

Reconheci seus cabelos loiros e compridos, com a camisola branca que costumava usar para dormir. Senti o cheiro de seu perfume doce de balas francesa misturado com a essência que o seu sangue positivo exalava.

Ela caminhava, calma e leve.

Como eu a conhecia bem, sabia que algo havia acontecido, ela nunca caminhava na floresta sem motivo, quando fazia isso, seu objetivo era ir ao pier do lago Silla, talvez estivesse cansada de viver. Ela sempre teve esse seu espírito sombrio.

Lembro-me do dia em que nos conhecemos, estávamos na escola ainda, ensino médio, mas agiamos como crianças. Eu gostava de ouvi-la cantar, passava pela sala de música e parava para ouvir sua voz. Eu me apaixonei sem antes a conhecer, isso foi tão infantil. Naquele dia, comprei chocolates brancos para dar a ela no White Day. Quando o sinal da saída bateu, me levantei e a segui, não sabia onde estava indo mas caminhei passos atrás dela.

Ela atravessou os grandes galhos e árvores até chegar em um lugar que eu nunca havia conhecido ou soubesse que existia. Sentada na beirada daquela estrutura de madeira, percebeu minha presença e eu, como um garotinho envergonhado e sem saber como agir, pedi-a em namoro. Surpreso recebi um sim.

Ela se tornou minha primeira namorada.

Hoje, se tornou a minha primeira vítima.

Espero que receba seu perdão.

Sem conseguir me conter, avancei em seu pescoço e ela gritou, muito, muito alto, mas eu não era mais eu, não agia como sempre, nem ao menos minha aparência era a mesma, agora eu me tornei o monstro que havia temido por anos.

Mas, esse era eu de verdade, apenas deixei-o soltar-se da jaula.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...