História Deadly machine - (Jikook) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, J-hope, Jimin, Jin, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Min Hyuk, Rap Monster, Show Nu, Suga, V, Won Ho
Tags Bts, Changki, Jikook, Kikyun, Kookmin, Minwon, Monsta X, Namjin, Taekook, Taeseok, Vhope, Vkook
Exibições 77
Palavras 1.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aproveitem a leitura amores *--*

Capítulo 14 - Décimo terceiro capítulo


"Mate-me com cuidado, feche meus olhos com o seu afago. Eu não poderia rejeitar, de qualquer forma, eu não posso mais nem tentar escapar" (Blood, Sweat & Tears - BTS)

Changkyun acordou ofegante com os olhos arregalados, começou a passar a mão por seu rosto e por seu braço logo sentindo os fios que estavam presos ao mesmo. Começou a tirar um por um e se levantando assim que terminou. Olhou em volta percebendo estar em um quarto todo branco e a sua frente estava Jimin, o anjo olhava atenciosamente para um pedaço de papel em suas mãos.

O demônio aproveitou-se da distração do anjo começando a andar lentamente até a porta saindo pela mesma, Changkyun só pensava que tinha que ir embora dali. Começou a andar devagar logo encontrando alguns anjos mas ignorando-os tentando não chamar atenção, seu plano foi totalmente para o ar assim que avistou Kihyun vindo em sua direção passando pelo mesmo como se não estivesse ali. O demônio surpreso começou a seguir o anjo vendo que o mesmo ia em direção ao quarto branco.

Changkyun não acreditava no que estava vendo. Seu corpo continuava naquela cama preso por todos aqueles fios e Kihyun estava ali segurando sua mão enquanto chorava.

O demônio se aproximou de seu corpo percebendo que o mesmo estava pálido e um pouco frio. Olhou para Kihyun que agora começará a sussurrar coisas em seu ouvido.

-Vamos Changkyun, acorde eu preciso de você aqui comigo... Quando você acordar eu quero lhe dizer isso pessoalmente. Eu te amo. - O anjo se afastou do corpo do outro apertando sua mão voltando a chorar baixinho.

-Eu estou aqui Kihyun. - O demônio dizia olhando para o mesmo em uma tentativa de que ele o escutasse.

Changkyun sentia lágrimas descendo por seu rosto enquanto olhava para o anjo, ele queria avisar que estava ao seu lado, mas não sabia como fazer tal coisa. O demônio começou a gritar batendo em seu corpo deitado fazendo o mesmo se contrair. Arregalou os olhos ao mesmo tempo que o anjo que havia sentindo uma contração na mão do demônio.

Changkyun bateu em seu corpo fazendo o mesmo se contrair novamente.

O demônio olhou para o outro lado do quarto vendo Jimin ali ainda olhando para o papel. Começou a se aproximar do mesmo se assustando assim que o anjo olhou para si arregalando os olhos.

-Changkyun? - O anjo perguntou olhando entre o corpo do demônio deitado na cama e entre a alma do mesmo parado em sua frente.

[...]

Mey Won estava ofegante e não conseguia acreditar no que tinha visto. Taehyung teria achado o herdeiro de Lúcifer?

A anja olhava para o prédio em chamas, ela havia presenciado o ocorrido, viu Taehyung e um garoto entrando no prédio e saindo do mesmo. Quando pensou em entrar o prédio já estava pegando fogo e não podia fazer mais nada. Olhou ao seu redor vendo algumas pessoas passando pelo local apenas dando uma breve olhada e voltando a andar, observou também alguns automóveis pararem em frente ao prédio e alguns homens saírem de dentro do mesmo e água saindo de dentro de algo que Mey não conseguia identificar. Viu também um garoto ir correndo até o prédio sendo segurado por alguns dos homens. A anja andou até o mesmo fazendo-o olhar para sí.

-Outro anjo? - Perguntou o garoto passando a mão pelos cabelos.

[...]

-Namjoon, o que ela quis dizer com coração puro? - Perguntou Seokjin ainda abraçado com Namjoon enquanto chorava baixinho.

-Pessoas de coração puro tem paz no espírito e são levados ao caminho da perfeição. Dizem que os mundanos de coração puro tem o céu como recompensa. - O anjo suspirou puxando o rosto do mundano para cima delicadamente. -Isso quer dizer que você é especial.

-Ela quer me matar por ser especial?

-Ela quer te matar porque sua alma pode deixá-la forte. Mas eu não vou deixar que isso aconteça.

Seokjin sorriu para o anjo descende o olhar para seu braço que estava cortado.

-Vem comigo, deixe-me cuidar disso. - Pegou a mão do anjo levando-o para seu quarto.

-Você não precisava se preocupar. - Namjoon soltou uma risada baixa. -Eu vou me curar.

-As vezes eu esqueço que você é um anjo. - Disse o mundano terminando de limpar o braço do outro logo o encarando.

-Eu nunca te disse isso.. Mas você é uma pessoa incrível e eu admiro você. - O anjo aproximou seu rosto do mundano levando a sua mão para as coxas do mesmo e pousando-as alí. -Eu.. eu acho que amo você. - O mundano sorriu quebrando a distância entre os dois selando seus lábios aos do anjo em um beijo calmo. Tanto o anjo quanto o mundano sentiram arrepios por seu corpo e um formigamento na barriga. O mundano levou sua mão para o peito do anjo o empurrando para trás fazendo-o se deitar e ficando por cima do mesmo. Seokjin quebrou o beijo com um sorriso passando a sua mão direita pelo rosto do anjo.

-Eu amo você Namjoon.

[...]

Taehyung levou Jungkook até sua casa ficando com o mesmo lá. O herdeiro parecia estar arrependido do que havia feito e isso intrigava o demônio, ele teria que usar sua última carta.

-Jeon, você não está arrependido não é mesmo? - Falou Taehyung se aproximando do herdeiro. -Você sabe que ela iria te matar não é?

-Eu sei.. É apenas meu lado mundano, ser o herdeiro e ter um mundano pedindo ajuda dentro de mim está acabando comigo. - Jungkook suspirou passando a mão por seu cabelo e olhando para o demônio.

-Você é o herdeiro Jungkook, não pode se preocupar com o mundano dentro de si. Libere o demônio Jungkook. - Taehyung se aproximou do garoto o empurrando fazendo-o deitar na cama e sentando em sua cintura começando a beijá-lo. Jungkook sentou com o demônio em seu colo apertando sua cintura e a empurrando para baixo fazendo o demônio suspirar durante o beijo. Os dois se afastaram para recuperarem o fôlego, Taehyung aproveitando que o herdeiro estava de olhos fechados se inclinou encostando sua boca na orelha do garoto mordendo o lóbulo. Jungkook arfou invertendo as posições ficando por cima do demônio enquanto tirava sua própria camisa logo fazendo o mesmo com a de Taehyung. Os dois voltaram a se beijar intensamente enquanto Taehyung sorria entre o beijo, o demônio alcançou seu bolso da calça tirando uma seringa da mesma que continha um líquido preto, rapidamente a enfiou no braço do garoto que se afastou de seus lábios soltando um grito de dor. Taehyung rapidamente empurrou o herdeiro para o lado ficando por cima do mesmo novamente logo apertando a seringa injetando o líquido no mesmo.

Jungkook começou a ficar com a visão turva e sentia seu corpo em chamas, tentou se levantar mas o demônio o segurou voltando a beijar o mesmo e levando sua mão ao abdômen do garoto fazendo um pequeno corte com a ponta da seringa no local. O demônio se afastou do mesmo sorrindo indo em direção ao ouvido do herdeiro lambendo o lóbulo antes de falar.

-Não me decepcione Jungkook. Lembre-se, eu amo você. - O demônio se afastou do herdeiro olhando em seus olhos antes do mesmo desmaiar.


Notas Finais


Olha quem está aqui, dessa vez não atrasei amém. Espero que tenham gostado do capítulo e perdoem-me se ficou uma bosta.

xoxo
Mary♚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...