História Dealing with Min Yoongi - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~sensagirl

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girl's Day
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sojin, Suga, V
Tags Bts, Girl's Day, Policial, Romance, Sojin, Suga, Suspense, Violencia
Visualizações 58
Palavras 1.886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Peço desculpa pela demora, espero que gostem do capítulo ^-^

Capítulo 19 - Reconciliação


Yoongi POV

Fomos liberados quando já era de noite, o dia realmente foi cansativo. Era tanta roupa que nos fizeram vestir mesmo depois de eu falar '' Essa está boa ''. Eles insistiram que tínhamos de testar todas as possibilidades.

- Estou tão cansado. -Falou Namjoon se espreguiçando do meu lado.

- Acho que todos estão. -SeokJin se pronunciou.

- Menos a maknae line, ninguém acaba com a energia dessas crianças. -Comentei olhando eles correndo uns atrás dos outros para começar uma batalha de bolas de neve.- Não sei como eles aguentam.

Eles riram fraco e logo eu me despedi de todos dizendo que a minha cama me esperava em casa, dei graças a Deus que eles não quiseram vir comigo essa noite.

Entrei no carro, mas antes que eu o ligasse, peguei o meu celular que tinha deixado dentro do porta-luvas e chequei se tinha alguma mensagem.

6 mensagens.

10 chamadas não atendidas.

Droga, era tudo da Mi, parece ser importante. Não perdi tempo abrindo as mensagens, disquei logo o número dela que atendeu quase que no primeiro toque.

- Mi? -Falei assim que ela atendeu- Que se passou?!

- Onde você esteve? Eu liguei tanto para você, Yoongi.

- Eu estava na empresa, não podia falar. -Respondi- Mas o que se passou? Foi aquele cara de novo?

- Não. -Suspirou- Eu bati a minha moto.

- O quê?! Mas você está bem?

- Sim, eu estou otima, a moto é que não ficou lá muito legal... Ela não quer ligar mais.

Suspirei aliviado por saber que nada de ruim aconteceu com ela.

- Preciso que você me venha buscar, Yoongi. -Falou- O reboque já está a caminho para levar a moto, não tem como eu ir a pé para casa, eu ainda estou longe.

- Ah, para isso você já fala comigo, não é? -Perguntei irónico.

- Pare de ser infantil e só venha.

Podia até imaginar a cara de brava dela, o que me fez rir.

- Peça com carinho.

- Você só pode estar doido. -Falou indignada.

- Parece que vai ter que vir andando, senhorita marrenta. -O meu sorriso estava enorme, sim eu estava me divertindo imenso com a situação.- Adeus querida.

- Espera! -Gritou do outro lado da linha.

Soltei um '' Hum '' para ela saber que eu continuava ali.

- Você pode, por favor, me dar carona? -Pediu frisando o 'Por favor' com uma certa raiva.

- Com um pedido tão meigo, como não? -Ri.

Mi, passou-me as coordenadas de onde se encontrava e eu guardei o celular de novo no porta-luvas, ligando o carro em seguida e indo até ao local que me foi dito.

Yang Mi POV

Era só o que me faltava, para piorar ainda mais o meu dia, já não bastava ter que dar de caras com o Naoki, e ter perdido o tempo do meu horário de almoço com aquela conversa, e como se isso não bastasse, um idiota não ligou os seus faróis, me fazendo bater contra ele.

Ainda quis dar uma de certo, exigindo que eu pagasse o amassado do seu carro. Foi só eu mostrar meu distintivo e falar que quem estava cometendo uma infracção era ele, alegando que ele serei multado por andar por aí de noite com os faróis desligados, que ele amansou logo. Ridículo.

E como cereja no topo do bolo, tive que recorrer à ajuda do Yoongi. Porquê o Namjoon não tem carro? Facilitaria muito a minha vida.

Sentei na calçada da estrada do lado da minha moto avariada, e apoiei a minha cabeça nos joelhos, fechei os olhos e descansei um pouco.

O vento estava gelado, e eu tinha esquecido de trazer um casaco hoje, só espero que o Yoongi não esteja longe e não me faça esperar muito tempo aqui nesse frio.

Logo o reboque chegou, e eu fiquei completamente sozinha na estrada, de vez em quando passava os carros, teve até dois carros que pararam para me dar uma carona, e por mais frio que eu estivesse sentindo eu não poderia aceitar. Primeiro que eu não os conhecia de lado algum, e segundo, que seria muita falta de respeito com o Yoongi, o ter chamado e depois não esperar por ele.

Senti um carro parar do meu lado, quase me cegando com os seu faróis apontados para mim.  Alguém saiu de dentro do veículo e veio em passo lentos até mim, pelo luz forte eu só consegui ver as formas masculinas do seu corpo, ele tirou o seu casaco e o colocou sobre os meus ombros com delicadeza.

- Vem, vamos para casa. -Falou estendendo sua mão para eu a pegar.

Era o Yoongi.

Pensei uns segundos se aceitava sua ajuda para levantar ou se o fazia sozinha... Mas acabei por pegar na sua mão, me dando impulso para levantar. Fomos até ao carro, sem ele soltar da minha mão, o que me incomodou um pouco, mas deixei passar, soltou a minha mão para abrir a porta para mim, o que me deixou com uma tremenda cara de cú.

Entrei estranhando todo aquele ato de gentileza, e pus o cinto esperando ele dar a volta ao carro para possuir o seu lugar ao volante.

- Como você aguenta andar com uma roupa tão curta nesse frio? -Perguntou assim que sentou no carro.

- Não tenho culpa, é o meu uniforme.

- Podiam fazer um uniforme mais coberto para estas estações do ano, Seúl é um lugar muito frio.

- Fale isso para o meu chefe para ver se ele lhe dá ouvidos.

Ele não respondeu. Esticou o braço ligando o rádio, deixando o assunto morrer ali ao som de uma musica serena.

Encostei a cabeça no vidro frio e deixei-me levar pela melodia, era tão calma que eu quase dormi ali mesmo. Só não adormeci porque fui interrompida do meu descanso pelo som estridente do meu celular, abri os olhos querendo amaldiçoar quem estava me ligando a essa hora.

- É o Namjoon. -Falou Yoongi, ele tinha pegado no meu celular para ver quem era.

Como se atreve?! Peguei o celular da sua mão com certa brutalidade, e atendi.

- Alô -Falei.

- Mi, eu e os meninos estávamos pensando se você iria querer almoçar com a gente amanhã.

- Os meninos... -murmurei olhando para o individuo ao meu lado- O Yoongi está envolvido nessa lista?

Ele automaticamente olhou de canto para mim, provavelmente se perguntando do que eu estava falando.

- Não falamos com ele ainda, tivemos essa ideia agora, mas muito provavelmente ele também virá. 

- Hum, querem que pergunte a ele se irá? -Perguntei.

- Estão juntos agora?

- Sim, ele está me levando para casa, a minha moto teve um probleminha.

- Porquê não me chamou? Eu podia lhe ajudar Mi, somos melhor amigos ou não?

Namjoon parecia um pouco irritado.

- Você não tem carro Namjoon, não ia ter como você me ajudar.

- Preciso arrumar um carro logo... -Murmurou ele do outro lado da linha, me fazendo rir.

Expliquei tudo o que se passou para ele, e como de esperado Namjoon ficou todo preocupado comigo querendo saber se me machuquei, se o homem foi muito rude comigo, e até se voluntariou para procurar esse senhor e lhe dar uma lição de como tratar uma dama, palavras dele.

Namjoon sempre foi muito protetor comigo, como um irmão mais velho, mas ele no fundo sabe que eu sei muito bem me cuidar sozinha.

Combinamos os detalhes sobre o almoço de amanhã, e eu fiz questão de escolher o local, pois tudo o que eu mais queria era ficar longe da cafetaria onde Naoki trabalha por uns tempos. Sim, eu sei que ele já me pediu desculpa... Mas algo dentro de mim ainda está de pé atrás com ele.

- Então amanhã a gente vai almoçar fora, é? -Perguntou Yoongi quando entramos em casa.- Queria saber porque sou sempre o último a saber das coisas.

- Que exagero, eles só não estavam com você no momento para planejarem juntos.

Tirei o casaco que o Yoongi tinha me dado e o pendurei no cabide da entrada.

- Você pode até ter razão, mas não foi a primeira vez que fazem planos e só me avisam depois. -Resmungou enquanto tirava seus sapatos.

Sentei do lado dele e descalcei-me também.

- Pare de resmungar, vai ser divertido -Sorri.

Yoongi virou seu rosto para fixar o seu olhar no meu, e ficou assim por uns segundos.

- Se você o diz. -Disse se levantando de repente e me deixando ali sozinha.

Idiota, não sei porque ainda perco meu tempo com você. Pensei comigo mesma antes de levantar dali.

Fui até à cozinha e senti uma enorme preguiça de cozinhar hoje, estou muito cansada para isso hoje. Peguei no celular e liguei para a pizzaria mais próxima e pedi para entregarem aqui uma ''Mexican Bite'' tamanho médio, pois não iríamos precisar de mais se éramos só dois a comer.

Enquanto esperava eles fazerem a entrega, decidi ir tomar um banho para me livrar logo dessa farda. O Yoongi tem razão, deviam por mais pano no meu uniforme, pelo menos nos dias mais frios de Seúl.

[...]

Já estava me enrolado na toalha quando ouço a campainha tocando. Droga, é a pizza! E eu ainda não estou vestida.

- Yoongi! -Gritei chamando por ele, mas não obtive nenhuma resposta.-

Bufei e corri para o closet, peguei numa roupa qualquer e voltei para o quarto, joguei a toalha na cama mesmo, depois eu a guardaria, e vesti a calcinha primeiro.

- Que foi? -A porta for aberta por ele, que quando me viu semi nua arregalou os olhos mas não desviou o olhar.

- Meu Deus! -Gritei me virando de costas- Sai daqui!

- Mas... -Sua voz parecia estar falhando- Foi você que me chamou aqui, doida.

- Vai abrir a porta, eu encomendei pizza -Falei ainda de costas desejando que ele saísse logo do meu quarto- O dinheiro está em cima da mesa, agora vá!

- Certo.

Esperei ouvir a porta sendo fechada mas isso não aconteceu.

- A propósito... Bela bunda.

- Yoongi! -Exclamei, desejando matar ele ali mesmo.

Tapei os meus seios com um braço e peguei um travesseiro jogando nele, ele riu e finalmente saiu. Suspirei e me joguei na cama fechando os olhos, tentando acalmar o meu coração. Esse garoto além de sem vergonha, não sabe bater numa porta antes de entrar?!

Logo me recompus e terminei de me vestir, desci e encontrei Yoongi cortando a pizza para servir.

Assim que notou a minha presença ali, ele me olhou com um sorriso meio perverso.

- Pode ir tirando aquilo que aconteceu da sua cabeça. -Falei de mau humor.

- Igual o nosso bei...

- Não termine.

- Jo! -Terminou fazendo um biquinho simulando um beijo.

- Você é ridículo.

- E você é linda. -Murmurou ele enquanto botava as fatias nos pratos.

- O quê?! -Perguntei sem acreditar no que os meus ouvidos captaram.

- Perguntei se você quer mais pizza, ué.

Eu jurava que tinha ouvido outra coisa, mas preferi não tocar nisso. Às vezes o melhor a se fazer é ignorar.

- Ah... Não, tá bom assim. -Falei me sentando para começar a comer.

Lidar com Min Yoongi não era nada fácil, uma hora ele era frio, sem emoções e como uma mudança de água para o vinho, ele fica divertido, sorridente, um doce de pessoa, sem falar de seu lado perverso... Eu queria poder entender o que se passa na cabeça dele, juro que queria.

- Aconteceu alguma coisa? -Perguntou ele com a boca cheia.

Eu ri e neguei desviando o olhar.

- Você é estranha. -Disse fazendo uma careta engraçada.

- E você é lindo.

Olhei para ele como um desafio, ele quase se engasgou entendendo que eu na realidade não tinha caído naquela desculpinha de '' Quer mais pizza? ''.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...