História Dear Baby - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Originais
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags Baby, Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui, Mommy
Visualizações 125
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - XIII


Lauren


Durante a noite,  eu tive mais um dos meus pesadelos apavorantes, conhecido como relembrar o passado infantil.  Quando eu era pequena, além de sofrer bulliyng, eu era taxada como a vergonha da família, vivia apanhando do meu pai e da minha mãe, enquanto meus irmãos riam de mim. 


E por que disso? Bom, eu sempre fui a filha que tirava notas boas, fazia tudo direitinho e os caralhos. Mas, eu sempre fui muito calada, e além de tudo, era uma gótica ( sim, desde pequena ), gordinha que andava apenas de preto. E ai de quem mexesse comigo. Eu sempre batia nas crianças que me chamavam de gorda. 

Eu nunca tinha feito nada pra elas, por que elas implicariam comigo. A única coisa que eu tinha de charme eram os cabelos,  ah e não esquecendo dos olhos. 

Flashback On

- VOCÊ É UMA DESGRAÇA, LAUREN.  - meu pai gritava comigo enquanto eu me encolhi atrás da porta do quarto chorando -

- FICA BATENTO NOS SEUS COLEGAS DA ESCOLA. NÃO SEI POR QUE. SÓ POR QUE ELES FALAM A VERDADE?  - meu pai ficava assim só quando bebia, ele me batia, e ele bebia todos os dias. Ou seja, pai alcoólatra.

- VOCÊ NÃO VAI SAIR DESSE QUARTO TÃO CEDO! VAI APRENDER A RESPEITAR OS OUTROS. 

Deu um chute na porta me assustando e fazendo com que eu corresse para debaixo da coberta. Era uma noite fria, chuvosa, escura. Decidi então sair para esparecer a cabeça.

Vesti um casaco e sai pela janela, desci as escadas e corri para fora do jardim, começando agora um caminhada pela cidade. 

Eu chorava, tremia pelo frio,  olhava ao redor e não via ninguém, meu corpo molhado pela chuva forte, e eu caminhava devagar. Assim, vi um homem se aproximar de mim.

Algo ele tinha nas mãos, de repente disparei correndo daquele cara que poderia fazer algo comigo, senti meu peito acelerado quando o vi correr atrás de mim, seguindo-me para onde eu estava indo. 

Flashback Off

E foi ai que o pesadelo começou, eu fui estuprada, e depois disso voltei para casa toda ensanguentada, contei a história para meus pais e ai eu tive valor. 

Demos parte do homem na Polícia, mas nunca o encontraram. Depois disso ninguém nunca mais tocou em mim, nenhuma mulher foi ativa comigo.

Sempre tive medo, sempre escondi essa história no mais profundo lugar do baú. Sem contar que sou do FBI, depois dessa eu levei minha cabeça a altura e me formei como delegada do FBI, e também sou a dona de uma das empresas mais famosas Miami.

Poucas pessoas conhecem tudo sobre mim, as que conhecem são de extrema confiança. Dinah e Veronica. São as que sabem de tudo que aconteceu comigo.

Sabe todo esse romance que vivo aqui, todo o amor.. é tudo como se fosse um presente pra mim, agora. Pois antes eu não tinha amigos, digamos que agora tenho uma vida perfeita. 

E sobre meu trabalho no FBI eu uso ele só para emergencias, mas também só com a aprovação de minhas duas amigas, Dinah e Vero.

Depois de muito tempo acordada, finalmente consegui dormir novamente, agradecendo a Deus por Camila não ter acordado quando eu soltei um grito na cama quando eu senti o cara pegar em meu braço, relembrando tudo o que eu já tinha passado.

***


Acordo e olho o celular, as horas batiam 12:08 como isso? Camila ainda dormia como um anjo, decidi levantar e deixá-la dormir enquanto preparo o almoço.

[...]

Durante todo o preparo desviei meus pensamentos ao meu sonho e tudo o que tinha acontecido no passado.

Afinal, só Vero e Dinah sabem e eu tenho medo da reação de Camila em relação à isso. Em relação a não deixá-la me tocar quando fizermos amor.

Ela reagirá mal, claro, mas eu ainda não estou preparada emocionalmente para contar pra ela, tenho um medo tremendo de que Camila me deixe se contar agora. 

Está muito cedo pra tudo, e acho que devemos ir devagar,  espero que isso também não magoe minha baby lá na frente. 

E o fato de que eu seja do FBI por enquanto não vai vir a tona, até por que não tenho motivos para contar sobre isso agora.

Sem esquecer de mencionar, que Dinah e Vero também são, mas elas não vivem escondendo isso.

Entre esses pensamentos decido deixar tudo debaixo do tapete e continuar meu almoço, ou enlouqueceria.

Quero que Camila seja feliz, e não sei se isso a deixaria bem agora. 

***


Depois de terminar o almoço, direcionei-me até o quarto e me aproximei da cama, balanço o corpo de Camila fazendo com que ela acorde e logo sorrio ao vê-la acordando.


- Boa tarde, baby. Vamos, levante para almoçar. -falei me sentando ao seu lado e acariciando seus cabelos bagunçados de uma forma rebelde.


- Bom dia, mommy.  - sussurrou baixo esticando seu corpo logo coçando seus olhos, assim os abrindo e encarando os meus -


- Estarei te esperando na cozinha.  - me levantei e beijei o topo de sua cabeça, assim indo para a cozinha.  -


CAMILA

Assim que Lauren saio do quarto, respirei fundo e me levantei. Eu estava amando tudo isso com minha mommy.  Ontem nos divertumos demais e isso mais que nada me deixa extremamente feliz. 
O que vem me preocupando não é isso, é nada mais, nada menos do que " eu não quero apenas transar com você, quero fazer amor ". Meninas, me entedam por favor, eu sou o tipo de pessoa que nunca passou por isso.

Ontem Lauren teve a oportunidade de me foder, e não fez. E não esquecendo de mencionar sobre seu belo corpo. EU VI O CÉU!

Seu corpo foi feito pelos deuses, sério. Lauren tem a pele branca como a neve, um corpo fodidamente gostoso.

Quando Lauren tocou minha intimidade, imediatamente eu senti meu corpo pegar fogo com seu toque. Ele reagiu automaticamente.

E não é que eu não queria fazer amor com ela. É que eu realmente não sei.

Mas voltando ao assunto da Disney, eu estava amando tudo, Lauren estava fazendo com que tudo ficasse perfeito e eu estava amando isso. Não me gabando, mas nós fazemos um casal lindo.

Minha mommy, ela me trata com tanto amor, tanto carinho, e eu estou me apaixonando mais. Será que ela vai me aceitar? Ah, eu sou ninfomaníaca aos 16 anos, qual é? Nem todas aceitam isso.

Caminhei até o banheiro e logo que cheguei me despi das roupas de dormir e tomei um banho calmo, logo indo para a cozinha e a encontrando.

[...]

Depois do almoço, Lauren disse que hoje nós iríamos para a verdadeira Disney,  nós arrumamos as malas, e saimos dali indo para nosso local.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...