História Dear Babysitter - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Min Suga, Suga, Sugamin, Taehyung, Taekook, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 53
Palavras 3.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tardo mas nao falho, bom dia

Capítulo 4 - Travesseiro.


Jimin estava quase dormindo quando seu celular – que na verdade era o de sua mãe, que ele usava temporariamente. – vibrou embaixo de seu corpo na cama, fazendo o Park se assustar.

- Omo.. Quem é essa hora.. – Reclamou, tateando a cama em busca do aparelho que o tirara de seu estado de paz de espírito antes de dormir. Deslizou seus dedos curtos pela tela trincada do aparelho que pensava ser grande demais para suas mãos pequenas e viu que era mensagem do filho de seus chefes: Min Yoongi.

Fazia três dias desde o ultimo trabalho do Park na casa dos Min, e Yoongi já estava mandando mensagem outra vez. Jimin não sabia qual era a nóia do garoto consigo que sempre mandava mensagem nos horários mais inconvenientes para avisá-lo de que teria que ir cuidar de SeungYoon em dia tal, igual agora, eram duas horas da manhã.

 

 Irritante min yoongi : Jimin, vamos sair amanhã?

Mochimchim: Não, eu não tenho dinheiro

Irritante min yoongi: Mas não faz nem três dias desde que eu te dei seu pagamento, qual é, vamos logo.

Mochimcim: Eu dei o dinheiro pra minha mãe

Irritante min yoongi: Sério? Então eu pago, vamos.

Mochimchim: Yoongi-sshi, são duas da manhã.

Mochimchim: Por favor, vá dormir

Mochimchim: Eu não quero sair, to cansado

Mochimchim: Me avise quando eu devo ir cuidar do SeungYoon de novo

Mochimchim, Obrigado, boa noite, flw

 

Jimin bufou, virando de barriga para cima na cama, fechando a conversa com Yoongi e logo abriu um sorriso ao ver que em outro chat, havia mensagem de Jeongguk, seu amor não correspondido desde sempre.

Lindo Jeon Jungkookie <3: Estou indo dormir, boa noite.

O Park suspirou alto, apenas movendo os dedos em cima do teclado sem realmente digitar algo ali. Procurando as palavras. As vezes não sabia como responder á tamanha frieza vindo do Jeon. Como as vezes em que este ligava do nada e desligava de maneira tão repentina quanto á qual ligou.

Mochimchim: Durma bem, Jungkookie. <3

 

- Jungkook-ah, o que vai fazer depois? – Jimin perguntara animado, ajeitando sua mochila nas costas, enquanto apressava o passo para acompanhar o Jeon. – A gente podia sai-

- Eu estou ocupado, sinto muito, Jimin hyung, vá para a sua casa e descanse bem. Nos vemos amanhã. - Disse, e começou a correr para seus amigos que  lhe esperavam no portão de ferro da escola, deixando Jimin meio tristonho, mas sempre com seu costumeiro sorriso.

 Apenas estar perto de Jungkook o fazia bem, mesmo que não fosse do jeito que ele imaginava em seus pensamentos antes de dormir.

E com esses pensamentos, Jimin dormira abraçado á um travesseiro, da maneira mais largada possível. Ocupando todo o espaço de sua cama de solteiro.

 

....

 

Depois que todos os períodos de aula terminaram naquela manhã, Yoongi saíra da sala em passos preguiçosos, procurando alguma música em seu celular para ouvir enquanto voltava para casa andando. O Sol estava quente, e fazia calor, mas mesmo que suasse debaixo daquele moletom, Yoongi não iria andar rápido. Murmurava partes de sua música favorita e aproveitava para responder mensagens. Andava tanto por esse caminho todos os dias para ir a escola que nem se dava ao trabalho de olhar para frente. Leu mais uma vez as mensagens de Jimin e bloqueou o celular, sorrindo em escárnio.

- Ah, esse garoto.. Sério..

Bufou, avistando sua casa ao longe e andando um pouco mais rápido, apenas para poder se jogar no sofá de uma vez por todas. E assim o fez ao entrar em casa, mas não antes de jogar sua mochila num canto e tirar seus tênis.

- Yoongi! Vem aqui, por favor.  – Ouviu a voz de sua mãe vindo da cozinha, e rolou no sofá até que seus pés alcançassem o chão para depois erguer se corpo, ajeitar seus óculos com a ponta dos dedos e ir até ela.

- Precisa de ajuda, mãe? – Perguntou, se escorando no balcão e guardando o celular no bolso do moletom cinza.

- Não, eu já terminei aqui. Só queria avisar que como hoje é sexta,  eu e seu pai iremos para a casa na praia, e voltaremos no domingo pela manhã, portanto, mande mensagem para o Jimin e pergunte se ele pode vir dormir aqui esse final de semana. – A mulher disse calmamente, enquanto Yoongi assentia, já segurando o celular dentro do bolso.

- Vou fazer isso agora. – O Min de cabelos esverdeados prontamente pegou o aparelho de seu bolso, abrindo a conversa com Jimin e pondo-se a digitar.

Turner1986: Ei, Jimin.

Esperou alguns minutos até que seu celular vibrasse em sua mão, notificando que o Park respondera.

Jiminah: hm?

Turner1986: Minha mãe vai viajar hoje e perguntou se você pode vir dormir aqui esse final de semana.

Jiminah: Dormir aí?

Turner1986: Tá cego ou virou analfabeto? É, inteli-jegue. Passar o final de semana, até domingo pela manhã.

Jiminah: Mas se ela vai viajar, porque não leva você e o SeungYoonie?

Turner1986: Eu tenho curso de inglês nos sábados, e meu irmão fica enjoado em viagens de carro. E outra, porque eu atrapalharia meus pais no quase único tempo que eles tem pra ficarem juntos? Eles trabalham muito, não vou ir empatar a diversão deles, eu me viro, só não sei cuidar do SeungYoon, deve ser por isso que contratamos você.

Jiminah: Eita, textão

Jiminah: Ok, eu vou sim, avise pra sua mãe

Jiminah: Que horas eu tenho que estar ai?

Yoongi questionou sua mãe sobre o horário e depois de mais algumas mensagens trocadas, Jimin disse que não demoraria chegar.

 

 

 

- Tchau, mãe, pai, boa viagem, se divirtam! – Yoongi disse depois de colocar a bagagem dos pais no porta malas do carro e receber um beijo de sua mãe e um aceno de cabeça de seu pai, ambos dentro do veículo. O pai de Yoongi trocara de carro recentemente, e prezava muito pelo veículo, desde que era o melhor que conseguira comprar em anos.

Não era muito luxuoso, mas era sim muito confortável e espaçoso para as quatro pessoas  qie viviam na casa de Yoongi.

Depois que o esverdeado vira o carro sumir na esquina, viu Jimin chegando ao longe, distraído, chutando uma pedrinha enquanto ajeitava sua mochila que parecia pesada demais para si. Decidiu esperá-lo ali, e já estava se cansando quando o moreno finalmente chegou até ele.

- Me esperando na porta, Min Yoongi? – Perguntou, com um sorriso brincalhão dançando em seus lábios. – Seja mais cavalheiro e pega essa mochila aqui, que tá pesada.

- Tava me despedindo dos meus pais. – O Min virou-se para entrar em casa. – Seja mais homem e carregue sua própria bolsa.

- Minhas mãos doem, idiota. – Balbuceou, largando a mochila pesada no chão, assim que entraram na casa. – Onde está SeungYoon?

- Na escola.

- Ainda? Você esqueceu de ir buscá-lo?

- Não, ele fica lá até as 18, e a van da escola vem trazê-lo de volta. Não se preocupe.

- Então porque você me chamou aqui se ele ainda não chegou? – Jimin perguntara, colocando a mão na cintura, indignado.

- Não queria ficar sozinho. – Yoongi respondeu simplista, se jogando no sofá.

- Ok.. – Jimin sentou-se no tapete, puxando o celular do bolso e começando a jogar o jogo mais viciante do mundo. (Lê-se Piano Titles 2). Seus dedos se moviam tão rápidamente que nem ele mesmo os enxergava direito.

Estavam ambos preocupados com as próprias vidas e entediados ás 15 horas da tarde, quando o toque do celular de Jimin assustou-o, o que  fez o Park atender na mesma hora.

- Alô?.. – Fez uma pausa, ouvindo a pessoa do outro lado da linha. – Sim, eu já comi.. Obrigado por se preocupar, não se esqueça de dormir bem, você precisa descansar para o trabalho de meio perío- A fala do Park fora cortada por um ‘’Ok, estou desligando’’ seguido do som da chamada sendo encerrada. – Aish, esse pirralho..

- Quem era? – Yoongi prontamente perguntou, assim que o Park tirou o celular de perto do ouvido.

- Não te interessa. – O moreno voltou a jogar.

- Claro que interessa, você está na minha casa. Como vou saber que não está chamando um terrorista aqui?

- Claro, porque um terrorista teria um trabalho de meio período e me ligaria apenas para perguntar se já comi, Yoongi-sshi. – Jimin usou seu tom de voz e sorrisos mais irônicos possíveis ao falar com o esverdeado.

- Vocês poderiam estar conversando em código.

- Que seja.. Era o meu dongsaeng, você não o conhece.

- Qual o nome dele?

- Porque a minha vida e as pessoas que eu falo te interessam tanto?

- Você trabalha na minha casa.

- Está certo, eu trabalho aqui. Um trabalho como qualquer outro. Garanto que se eu trabalhasse na lojinha de conveniência da esquina eles não me fariam tantas perguntas sobre minha vida pessoal como você faz. Além do mais, você é só o filho dos meus chefes, eu não devo satisfações á você. Obrigado.

- Porque não vai trabalhar na loja de conveniência então? – Yoongi bufou.

- Acontece que o Jungkook já trabalha lá, e eu estou muito bem aqui cuidando do SeungYoon e do babaca do irmão dele, obrigado parte dois.

- Quem é Jungkook?

- Cala a boca.

....

Depois de mais algum tempo em silêncio, Yoongi retornara a fazer perguntas para o Park.

- Você gosta desse cara, Né?

- Que?

- Do seu dongsaeng que te ligou aí.

- O que tem ele?

- Você gosta dele.

- Como assim?

- Não se faça de tonto, Jimin. Você é tão previsível..

- Que seja.. Oh, a van chegou, SeungYoon está aqui! – Jimin disse e se levantou como um raio, pegando o pequeno que esperava do lado de fora no colo. – Oi, SeungYoonie, eu vim passar o final de semana brincando com você, legal, não é? – Jimin sorria ao menor, enquanto o segurava com um braço e com o outro desamarrava seus sapatos, deixando-os caírem no chão.

- Wah. Jiminnie hyung, é muito legal! – SeungYoon comentou, animado. Enquanto batia palminhas.

- Sim.. Você comeu bem? Está com fome? – Jimin fazia o percurso de deixar a mochila dos Minions de SeungYoon pendurada, pegar os sapatos do chão e colocá-los no armário e tirar o casaco do menor que estava abraçado a si como um coala. Tudo com um braço só, pois o outro segurava a criança. Yoongi apenas observava tudo.

Era tudo o que tinha feito desde que Jimin chegara pela primeira vez á sua casa. É claro que o encher de perguntas e mandar mensagem pela madrugada eram mais algumas das coisas que ele havia feito, mas observar era a que mais fazia. A foto de Jimin com seu irmão, com as orelhas de gato, fazendo caretas ainda estava em seu celular, e seria mentira se ele dissesse que não a olhava sempre que se lembrava do Park. O que era bastante freqüente.

Jimin era fofo, muito fofo. E Yoongi, por mais que não demonstrasse, gostava de pessoas fofas. Não era como se ele gostasse de todas as pessoas fofas, ele gostava de Jimin. Gostava da fofura dele, que mesmo irritado e dando respostas frias, continuava a ser fofo.

Yoongi queria saber mais sobre Jimin, queria saber tudo a respeito dele, mesmo que suas perguntas acabassem sufocando o Park. Ele apenas queria se aproximar, pelo menos virar amigo do moreno. E mesmo de forma irritante, estava tentando se aproximar.

Seu coração sabia, mas seu orgulho não deixaria que o coração falasse mais alto. Nunca.

Jimin, por sua vez, via Yoongi apenas como o filho de seus chefes, alguém que deveria conviver por obrigação, já que realmente precisava do dinheiro, para ajudar sua mãe e para conseguir comprar seu celular com o próprio dinheiro.

O Park não tinha a mínima vergonha de admitir que gostava sim do carinha do caixa da loja de conveniência da esquina. Taehyung sabia bem, que Jimin era completa e totalmente trouxa por Jeongguk.  Mas Jimin não queria dizer á Yoongi, por algum motivo, sentia que não precisava ser zombado por mais alguém apenas por estar apaixonado.

Jungkook nunca o notara como mais que um amigo, e fazia questão de deixar claro ao Park todas as vezes que se encontravam, com um ‘’Somos amigos, certo?’’, o que deixava o coração de Jimin em pedaços, mas apenas ver Jungkook sorrir o construía de novo.

...

Já era noite,aproximadamente vinte e uma horas.  SeungYoon dormira depois que Jimin colocara a caixinha de música em sua cabeceira para funcionar. E Jimin estava guardando os brinquedos que estavam espalhados pelo chão do quarto de SeungYoon,  do outro lado do corredor, Yoongi praticava piano. Não cabia um piano de calda como o da sala de música no centro da cidade onde costumava ir praticar, mas em cima da mesa do computador, ao afastar o teclado, cabia seu piano eletrônico, e nas horas vagas, quando não podia ir ao centro, esse era bem útil para Yoongi.

O Min saiu de sua concentração na música quando ouviu duas batidas tímidas em sua porta, e em seguida metade do rosto de Jimin passando pela fresta.

- Ahn.. Eu vim saber.. Onde eu vou dormir..? – Perguntou, se pondo inteiro dentro do quarto.

Yoongi girou na cadeira de rodinhas, ficando de frente para onde o Park estava.

- Tem o quarto de hóspedes, mas tem um problema, lá ta cheio de poeira, e o ar condicionado ta quebrado.. Então, você vai ter que dormir aqui. Tem aquele sofá ali – Apontou para o estofado de couro encostado na parede, debaixo de uma prateleira de livros e cd’s. – E tem a minha cama.

- Ah.. Claro, claro.. Eu fico com o sofá, vou trazer minhas coisas..

 

Depois de arrumar suas coisas, Yoongi dera a Jimin travesseiros, cobertor e ambos estavam se preparando para dormir. (Jimin estava, Yoongi estava apenas sentado na beirada da cama, mexendo no celular, entediado.)

Ignorando o horário, a presença do Park que já estava deitado esperando o sono vir e os vizinhos, Yoongi voltou-se para o piano eletrônico outra vez e começou a deslizar seus dedos pelas teclas em uma melodia calma. Não era de fato incomodo, talvez os vizinhos e até mesmo Jimin dormissem ouvindo aquilo, mas Jimin não perderia nunca, seu hábito de implicar.

- Yoongi, eu estou tentando dormir.

- Dorme, ué. O sofá é tão confortável quanto minha cama, só fechar os olhos e não se mexer muito. – Yoongi respondeu simplista, voltando a tocar o piano.

- Seu barulho não me deixa dormir..

- Esse barulho é muito suave, eu costumava tocar isso para SeungYoon dormir, então pare de dramatizar.

- Eu preciso acordar cedo amanhã, por favor, durma também. – Jimin bocejou, coçando seus olhos. De fato, brincar com SeungYoon a tarde inteira e cuidar do pequeno o deixou cansado.

- Você é chato. – Yoongi murmurou, desligando o piano da tomada e fechando a capa em volta do instrumento, o colocando escorado na parede e ajeitando o teclado do computador no lugar. – Eu vou tomar banho, mas vou deixar a luz apagada pra você. Durma bem.

Yoongi saiu do quarto, e Jimin de fato tentara dormir, mas parece que até o barulho de seu coração batendo ou de sua respiração o incomodavam. Se perguntava se até mesmo podia estar sentido falta da melodia que Yoongi tocava.

Não conseguia dormir de qualquer jeito, permaneceu apenas encarando o escuro até uma fresta de luz passar pela porta e o rangido da mesma sendo aberta ser escutado. Jimin deu um pulinho de susto e fechou os olhos rapidamente, fingindo dormir.

A porta estava meio aberta, mas o quarto ainda estava escuro, o Park só conseguia ver os cabelos esverdeados sendo atravessados pela luz quando abriu os olhos de leve. Imediatamente, o delicioso cheiro de erva doce invadiu o quarto, e a porta foi fechada. Jimin apenas ouvia o barulho de Yoongi se mexendo debaixo do cobertor enquanto se acomodava na cama. Estava um completo silêncio, até o Park sentir seu nariz incomodar devido ao frio do ar condicionado e dar um leve espirro. Tentou prender, então apenas saiu um som fino e curto, seguido de uma risada do Min que estava na cama.

Jimin sentiu suas bochechas esquentarem por sabe deus que motivo e se virou de lado, cobrindo seu corpo inteiro com o cobertor que fora lhe dado. Bem, pelo menos tentou. A coberta era curta demais,e  se Jimin tentasse cobrir a cabeça, os pés ficavam expostos ao frio, e vice-versa. 

Depois de mais um tempo em indecisão se cobria os pés ou a cabeça, o Park desistiu da idéia, pegou seu agasalho e deixou o quarto, descendo as escadas com cuidado para não fazer barulho.

Acomodou seu travesseiro no sofá da sala e deitou-se ali, sentindo a insônia tomar-lhe de uma vez.

- Deve ser porque não estou em casa.. – Murmurou, encarando a TV desligada. – Será que.. Se eu assistir um pouco.. Fico com sono?

Procurou o controle e ligou a televisão, abaixando o volume até que apenas ele conseguisse ouvir. Procurou o App da Netflix na televisão e logo estava procurando algo pra assistir. Parecia folgado demais, mas a mãe de Yoongi havia dito que ele podia se sentir em casa e era isso que estava fazendo.

Depois de um episódio inteiro, o Park estava dormindo sentado, quando sentiu um peso ao seu lado no sofá, acordou imediatamente, quase caindo do sofá de tanto susto ao ver Yoongi ali.

- O que está fazend- Ai meu deus! Que susto, porra!

- Não pode chamar palavrão nessa casa, caralho. – Yoongi riu.

- Você me assustou, idiota. – O Park comentou, com a mão no peito.

- Eu não vi você saindo então achei que estava passando mal quando não te encontrei lá. – Yoongi disse, encarando a TV.

- Ah.. Mas você não tava dormindo já? – Jimin cobriu seu corpo até os ombros com o cobertor.

- Não, eu estava no celular.. O que você veio fazer aqui?

- Estava muito frio e eu não conseguia me cobrir inteiro, além do mais, o sofá é de couro, então faz mais frio ainda.. Então eu vim aqui assistir um pouco, acabei perdendo o sono.

- Yah, porque não me pediu pra desligar o ar condicionado?

- Bem, a casa é sua.. Eu não vou tirar seus hábitos, só vim passar um final de semana.. – O Park desviou o olhar, envergonhado.

- Eu gosto de frio, mas ainda é sexta, e se você vai ficar até domingo, não quero que passe frio durante esse tempo.. – Yoongi esfregou suas mãos nos ombros de Jimin, aquecendo-o.

- Yah, porque você está sendo gentil assim do nada?

- Você acabou de dizer ‘’yah’’ para um hyung?

- Não importa. Porque está sendo gentil?

- Porque.. Ora, você é um cara legal.. Enfim, vamos, não fique aqui. Eu vou desligar o ar condicionado e você dorme na minha cama.  Eu durmo no sofá. E nem adianta dizer que não. Eu já dormi muitas noites ali.

Yoongi levantou antes que Jimin pudesse contestar, e o Park o seguiu pelas escadas até seu quarto com o cobertor e o travesseiro em mãos. Yoongi acendeu a luz do quarto, e no mesmo instante cobriu seus olhos, Jimin fez o mesmo.

- Ah, estou cego.. – Reclamou, piscando para se acostumar com a claridade.

- Para de drama. – Yoongi deu um tapinha no ombro do Park, pegando o controle e desligando o ar condicionado. Ouvindo um beep antes de o aparelho desligar. – Pronto.. Deita aí.

O Min apontou a cama, enquanto fechava a porta do quarto e arrumava seu travesseiro no sofá. Jimin deitou na cama confortável, e notou que ela era grande demais, tão grande que caberia três ou mais de si ali. Era tão pequeno que faltava sumir no meio das cobertas. Yoongi apagou a luz e se acomodou no sofá, suspirando, provavelmente tentando pegar no sono outra vez.

- Yoongi.. Está acordado? – Jimin sussurrou.

- Não, ainda estou dormindo.

- Idiota.. É que.. Essa cama é muito grande, cabe nós dois aqui, você não precisa dormir no sofá, a gente pode estabelecer uma barreira no meio da cama...

Depois de falsa rejeição, Yoongi juntou-se á Jimin na cama. Deitando de lado, de costas para o moreno. E novamente, a insônica atacara o Park.

- Yoongi.. Eu posso te abraçar..? – Cutucou as costas do mais velho.

- Não foi você que disse ‘’sem contato’’?  - Yoongi deitou de barriga para cima.

- Fui eu sim, mas é que eu só consigo dormir se estiver abraçado á algo.

- Abrace um travesseiro.

- O único está debaixo da sua cabeça, imbecil.

- Você também tem um em baixo da sua.

- Sim, mas ele  está apoiando minha cabeça.

- Tá. Que seja..

- Então eu posso?

- Sim, Jimin. Dorme de uma vez.

- Obrigado, Hyung.


Notas Finais


oi gente desculpa o atraso é nois obg pelos fav to com sono amo voces


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...