História Dear boss. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 18
Palavras 694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLOOOOOOOOOOO! I'm back, bitches. Trouxe essa fanfic linda para vocês. Foi planejada faz um tempinho, porém só agora resolvi postá-la. É um tipo de história que talvez vocês achem clichê, por isso tentei inovar o máximo e por enquanto está tudo certo. Vamos as regras:
- Essa fanfic é de total autoria minha! Não aceito plágio.
- Justin Bieber e Danielle C. não me pertencem.
- Espero comentários que me motivem a continuar, por isso deem a opinião.
OBS: Fanfic sem capa TEMPORARIAMENTE.
* Boa leitura.

Capítulo 1 - Proof.


Fanfic / Fanfiction Dear boss. - Capítulo 1 - Proof.

 

Ele me provocava. Me provocava demais. Não que fizesse algo proposital constantemente. E esse era o maior problema: Quando ele ajustava a sua gravata azul, tirava o blazer e deixava os músculos transparecem por baixo da blusa social. Então ele arrumava o seu formoso topete e sorria para mim:

---- Não está mesmo um calor infernal?---- Justin Bieber, meu chefe gostosão, indagou e eu assenti rapidamente antes que ele fechasse a cara novamente, pois tem mudanças de humor constantes. A sala estava mesmo muito quente, ainda mais quando se tem uma tensão sexual muito forte pairando sobre o ar. Eu podia ter um orgasmo só de vê-lo com os braços cruzados, a expressão de séria e a diversão em seus lábios enquanto me via observá-lo descaradamente. No dia anterior, ele me obrigou a ficar até o último segundo do expediente e quando percebeu que eu finalmente ia embora ele arrumou suas coisas e me seguiu até a porta. Perguntou se eu havia feito tudo perfeitamente e quando passamos pela porta Justin roçou seu membro coberto pela calça social em mim. Fiquei assustada e achei aquilo ousado. Eu até poderia denunciá-lo por assédio se não tivesse adorado o que ele fez. Não, eu não sou uma vadia, mas quando se tem um chefe fascinante os pensamentos e desejos são dos mais variados.

Já faziam 5 semanas que Justin se tornou meu chefe e eu confesso que estava insana. Os joguinhos e as provocações estavam entre nós o tempo todo. Em todas as frases, até na frente de outras pessoas, ele insistia em colocar trocadilhos sexuais e isso me deixava com uma puta vergonha. 

---- Sabe, Marnie, eu acho que essa saia de uniforme está muito longa e esconde suas pernas que são muito bonitas.---- Justin disse me tirando de meus pensamentos. Merda, ele jogou outra indireta. 

---- Não acho que seja necessário, senhor Bieber.---- Tentei manter o profissionalismo. 

---- Já que prefere assim tudo bem. Tenho um trabalho para você.---- Meu chefe mudou de assunto e eu suspirei. O que será que viria agora? ---- Preciso que faça um relatório do lucro da empresa nos últimos meses para amanhã.

---- Mas, senhor, isso vai demorar muito.---- Respondi. Ele estava de gozação com a minha cara? Um relatório da empresa seria o fim da picada. 

---- Não te perguntei o quanto ia demorar. Se acha que não conseguirá é um problema seu, senhorita. Espero que eu não esteja errado quanto a sua eficiência. Caso seja preciso, teremos que arranjar outro jeito de concluir que você é realmente boa para trabalhar aqui. 

***

Eu tentava falar à mim mesma que ninguém sabia sobre a micro-calcinha que eu estava usando, pois era o que sentia. Adentrei o elevador e murmurei um bom dia aos executivos que ali estavam. Meus pensamentos eram constantes: será que eu deveria mesmo fazer o que minha amiga Holly tinha dito? Deixar ele fazer o que quisesse? Sim! As portas do elevador se abriram e me encaminhei até a sala do meu querido chefe ainda insegura. Dei leves batidas na porta e abri em seguida. Justin estava ali, falando no telefone de costas para mim. Assim que percebeu minha presença desligou e virou-se com um sorriso nos lábios.

---- Conseguiu o que te pedi?---- Ele foi direto e neguei com a cabeça baixa. Ele se aproximou e ergueu meu rosto fazendo encontrar seus olhos cor de mel. 

---- Me desculpe, senhor, eu faria qualquer coisa para não perder este emprego.---- Ele ergueu uma sobrancelha e bingo! 1 X 0 para mim. A indireta havia funcionado perfeitamente. Justin me puxou até a sua mesa e me colocou sentada ali. Fez um gesto para que eu ficasse ali e foi ate sua cadeira. Eu tentava desesperadamente amenizar a excitação em mim. Minha calcinha estava mais molhada do que tudo. Justin tirou seu blazer, a gravata e abriu os botões da camisa social. Eu podia ver suas tatuagens e seu corpo definido e uau! Ele se aproximou novamente. 

---- É melhor relaxar, pois a seção para ver se é competente está só começando.---- Ele disse e atacou meus lábios. Merda. Eu ia mesmo dar pro meu chefe. 

 


Notas Finais


AEEEEEE. Já comecei com um hot pra animar vocês. Sério, eu espero que não tenha ficado chato pra cacete, mas tentei deixar a coisa bem sensual hahaha.
* Os próximo capítulos serão longos.
* Comentem o que acharam e se devo continuar ou desistir da fanfic.
Um beijo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...