História Dear CEO - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lee Jong Suk
Personagens Lee Jong Suk, Personagens Originais
Tags Daddy, Jong Suk
Exibições 86
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ OLÁ SERÁ QUE TEM ALGUÉM POR AQUI AINDA?

Gente, é isso mesmo vocês não estão alucinando, eu finalmente atualizei asosjo EU VOLTEI !!!!
me desculpem por esse momento de hiatus, eu tive alguns -muitos- problemas e não consegui escrever durante todo esse tempo, mas agora acho que consigo voltar ao ritmo normal, talvez nem tanto, mas pretendo voltar escrevendo um capitulo por semana pelo menos, ok?

Enfim, boa leitura. <3

Capítulo 9 - Chapter Nine


-Você está ótima – disse saindo do elevador

-Eu sei – Respondi sem lhe dar muita atenção – Me acompanhe

Comecei a andar até o setor que era onde eu deveria leva-lo para iniciar seu dia teste, eu queria ficar furiosa por ter de fazer isso, mas além de ser minha função ali dentro eu também não estava no direito de discutir com Jong Suk já que havia muitos motivos pessoais envolvidos. Abri a porta que dava acesso ao setor de vendas 3 e vi que o chefe do mesmo já nos esperava.

- Bom dia Sr. Kwon – o cumprimentei fazendo uma breve reverencia ao mesmo – este é o Matthew Whittemore, o candidato a futuro membro de sua equipe, como o senhor deve saber hoje ele estará fazendo um teste e os resultados devem ser passado diretamente ao CEO Lee Jong Suk

-Sim senhorita, eu recebi todas as instruções necessárias – sorriu simpático – eu assumo daqui, pode voltar a suas ocupações de costume

-Sim – assenti indo em direção a porta – Caso ele de algum problema, não hesite em nos informar

Me retirei da sala sem olhar ao meu ex, mas sentindo que o mesmo estava a me olhar. Voltei a minha sala e Jong Suk encarava os diversos documentos que se encontravam espalhados por sua mesa permanecendo sem me dar a mínima atenção, eu estava enlouquecendo era como se fosse uma criança que não recebia atenção dos pais.

-Confirma para mim o horário da minha reunião na sede de um de nossos parceiros. – Sua voz soou pela sala

-Ela terá início às 10h45 – respondi chegar o monitor de meu computador – É aconselhável que o senhor saia daqui as 10hrs, para não se atrasar devido ao transito

-Ok.

(...)

Depois de organizar todos os documentos necessários dentro de algumas pastas eu segui até o carro da empresa e aguardei por Jong Suk juntamente ao nosso motorista, só estávamos indo desse modo pois como ele estava bravo comigo não queria ir em um carro sozinho comigo. Logo, ele entrou acompanhado de uma mulher loira muito bem arrumada que eu nunca havia visto antes.

-Quem é ela? - perguntei com o cenho franzido enquanto tentava não gritar

-Nossa tradutora, esses nossos clientes são americanos - falou - precisamos de alguém pra traduzir o inglês

-Pensei que você soubesse inglês - cruzei os braços olhando para frente - EU falo inglês

-Não sou tão bom assim e precisamos de uma tradutora oficial, não de minha secretária com habilidades especiais.

-Meu nome é Kim Soyou, muito prazer. -Ela falou se pronunciando pela primeira vez

-Prazer.

Passei o resto do caminho em silêncio apenas olhando pela janela, Jong Suk era um maldito por estar fazendo isso comigo, nós sempre nos viramos sozinhos em situações assim até porque ele sabe falar diversas línguas, era óbvio que ele estava fazendo isso para me deixar puta da vida.

Lee Jong Suk p.o.v

Eu me sentia um garoto de 17 anos fazendo isso, mas queria que ele se sentisse como me senti noite passada, ou até mesmo só para saber se ela sentia de fato algo por mim como eu estava prestes a sentir por ela. De fato, eu não precisava de uma tradutora pois era fluente em inglês e também porque eu tinha a Ashlee, mas até então meu plano estava dando certo já que ela estava morrendo de ciúmes.

Finalmente o carro parou em frente a um grande prédio que eu sabia que se tratava do local de nossa reunião, desci do carro e logo estiquei a mão a fim de ajudar Soyou a descer do mesmo, ignorando totalmente Ashlee que vinha logo em seguida.

Ashlee p.o.v

Para a minha sorte, e para a sorte de Jong Suk eu era uma ótima profissional, caso o contrário eu já teria lhe metido um soco no meio da cara. Ao descer do carro o palhaço bancou o cavalheiro com a garota enquanto só faltou bater a porta na minha cara, desci como se nada tivesse acontecido e ainda tive que me apressar ao andar pois havia sido deixado para trás.

-Sejam bem-vindos senhor Lee e senhorita King – disse uma mulher que acredito eu que era a secretaria

-Ela não é a senhorita King – falei me juntando aos dois – Sou eu, muito prazer.

-Oh, me desculpe – ela pareceu se envergonhar – me sigam, por aqui

Dessa vez eu tomei a frente e a segui por um enorme saguão de entrada que dava acesso a uma outra sala de espera com enormes poltronas espalhadas pela mesma, em sua extremidade uma grande porta dupla de madeira permanecia fechada acredito eu que era ali que estava o presidente se preparando para então a reunião, enquanto aguardávamos Jong Suk segurou meu braço e me levou até um canto da sala.

-Durante a reunião você pode me aguardar aqui do lado de fora, nós não iremos demorar. – Sorriu maldoso – eu e a senhorita Kim temos tudo sobre controle.

-Porque eu devo esperar aqui fora? A sua secretaria sou eu, quem organiza suas coisas sou eu.

-Eu não irei fazer muito uso de papeis, sei as coisas de cabeça, só preciso da tradutora mesmo. – Deu de ombros – aproveite o tempo para tomar um café e pensar na vida.

-Jong Suk, eu sou a sua secretária, sou eu quem deve te acompanhar em reuniões principalmente com clientes internacionais

-Então será que eu devo te demitir e contratar ela para pôr em seu lugar?

-Não, você precisa de uma tradutora e não de uma secretária com habilidades especiais – resmunguei sem o encarar

-Boa garota – deu um tapinha em meu braço

-Vai se foder.

-Como é? – Sua mão se fechou apertando meu braço de forma forte, porém discreta.

-Nada.

Ele então me soltou e se afastou, antes de voltar sua atenção totalmente para Kim Soyou e a moça que nos recepcionará me olhou novamente sibilando um “me aguarde” o que fez com que eu me arrepiasse da cabeça aos pés. Eles entraram na sala de reuniões e eu apenas me acomodei de forma infeliz em uma das poltronas.

(...)

De volta a nossa empresa, Jong Suk já havia dispensado sua nova funcionaria favorita, vulgo, Kim Soyou, então éramos só nós dois novamente. Como já estava quase no fim do meu expediente eu juntei minhas coisas na mesa e fui ao setor 3 buscar o relatório com o Sr. Kwon sobre a experiência da droga do funcionário novo, feito isso, voltei então a sala de Jong Suk para buscar minhas coisas e deixar o relatório em sua mesa.

-Tranque a porta e se sente aqui – Disse assim que eu adentrei a sala – está na hora de termos uma conversa séria.

-Não podemos deixar para amanhã? Eu estou realmente cansada...

-Não.

Seu tom era totalmente sombrio, o que me deixou em estado de alarme enquanto eu o obedecia trancando então e porta e me sentando na cadeira de frente a sua mesa, ele permaneceu em silencio por alguns segundos me observando calmo e sério, seus olhos pareciam detectar cada emoção do meu corpo e eu então fiz o mesmo, seus ombros estavam tensos sobre a camisa social branca que ele usava sem o paletó, sua gravata estava um pouco frouxa sobre seu pescoço e seu cabelo bagunçado, como se instantes atrás ele estivesse os coçando preocupado.

-E então? O que você quer me falar? – eu estava à beira de um colapso

-Estamos enfrentando uma fase ruim pessoalmente e isso está afetando nosso profissional...

-Até porque você agiu feito um adolescente hoje, contratando uma tradutora e me deixando de fora da reunião por birra.

-E você praticamente me desacatou em público, me chamando pelo nome e mandando eu ir me foder – se ajeitou na cadeira – eu continuo sendo o seu chefe.

-Então comece a agir como um – disparei – ao invés de ficar com joguinhos emocionais idiotas.

-Eu nã...

-Não! – O interrompi – fica quieto, é minha vez de falar. Eu entendo que você ficou puto com o acontecido de ontem a noite, mas foi você quem trouxe essa magoa para cá, além de ter que lidar com o fato de que você provavelmente vai contratar o cara que arruinou boa parte da minha vida só para me infernizar mais um pouco, eu passei o dia todo sendo excluída da minha droga de função dentro dessa droga de empresa só porque você sentiu ciúmes ontem, eu não sei o que você está fazendo mas saiba que eu não sou o seu brinquedo Lee Jong Suk, eu tenho sentimentos como qualquer outro ser humano e eu mereço respeito por isso.

-Ashlee...

-Eu não quero ser magoada de novo! Eu não mereço ser magoada de novo. – Sequei algumas lagrimas que teimosamente rolaram por minha face

-Ashlee, olhe para mim – não havia percebido que agora ele estava abaixado em frente minha cadeira – Você realmente sente algo por mim? 


Notas Finais


Me desculpem caso o capitulo não esteja digno de um retorno de 2 meses, ta bem curto, eu sei laslskslsj mas eu ainda não to 100%, mas vai melhorar eu prometo, não desistam de mim.

E AH VI QUE TENHO NOVOS LEITORES, SEJAM BEM VINDAS(OS)!!! Cara, eu to muito feliz por ter 86 FAVORITOS com apenas 8 capitulos, ai vocês são demais, amo vocês!!! <3

Não se esqueçam de comentar, eu to com saudade de ler essas coisas maravilhosas que vocês me falam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...