História Dear Coach - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~YinLua

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Choi Siwon, D.O, Heechul, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Chanbaek, Eunhae, Jikook, Kaisoo, Namjin, Sichul, Yoonvhope
Visualizações 63
Palavras 1.712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo, babes.
Como vocês estão hoje? Espero que estejam bem do coração, porque tem surpresinha pra vocês. Muahahahaha.
Eu ia postar amanhã, mas, como sou MUITO apressada e ansiosa, decidi postar hoje mesmo.
Ouçam o rap que está nas notas finais na última parte do capítulo, sim?
Até lá embaixo.

Capítulo 3 - The kiss.


Fanfic / Fanfiction Dear Coach - Capítulo 3 - The kiss.

JungKook ainda abismado com o fato de que o homem a sua frente pudesse ser tão lindo, aceitou a mão que ele lhe oferecera com um fraco sorriso nos lábios.

Vergonha. Sim, essa palavra definia bem o que estava sentindo naquele momento, temia que o homem - o qual ainda admirava – tivesse ouvido o gemido de satisfação que havia escapado por seus lábios em um momento de desleixo, e cada vez mais que pensava nisso sentia suas bochechas enrubescerem de vergonha.

Jimin que assistia tudo, sorriu com a coloração avermelhada que as bochechas do garoto a sua frente haviam ganhado. Mas, o que lhe deixou realmente encantado foi a voz doce e melodiosa que ouviu a seguir.

- Me desculpe, por favor, me desculpe. Eu estava distraído, não devia ter corrido tanto... Aish. Por favor, me desculpe. – JungKook não conseguia olhar para o rosto do mais velho, sua vergonha não o deixava cometer tal ato.

- Está tudo bem. Eu também devia ter prestado atenção na hora de sair. – Jimin sorriu para JungKook. – A propósito, você sabe onde fica a quadra de basquete? – Perguntou.

- Sim, eu sei. – JungKook disse, agora encarando-o curioso.

- Poderia me levar até lá? Eu não conheço muito bem o local, estou meio perdido. – Jimin explicou assim que percebeu a confusão explicita no rosto de JungKook.

- Claro. É por aqui. – JungKook disse, começando a caminhar em direção a tão conhecida quadra de basquete, se esquecendo totalmente da aula importante que estava perdendo.

Jimin que o seguia, não pode deixar de reparar no belo corpo que pertencia ao jovem. Sentia seu baixo ventre formigar ao imaginar o quão bom seria tê-lo para si. Balançou a cabeça para afastar os pensamentos impuros que estavam em sua mente, afinal havia acabado de conhecê-lo e ainda nem sabia o seu nome. JungKook que seguia em frente tentava se manter calmo e tentava não pensar no quão lindo era o homem que vinha caminhando atrás de si.

Quando chegaram a quadra de basquete, JungKook empurrou com cuidado o enorme portão de ferro que rangeu com a força que o mesmo havia aplicado. Assim que aberto, os dois passaram por ele e desceram as escadas da arquibancada com certa cautela para não cair, já que o chão estava escorregadio por causa da água que havia ali.

- Parece que lavaram a arquibancada de manhã. – Jimin comentou observando o mais novo se atrapalhar ao descer.

- Pois é, logo terá um jogo importante para o time de basquete, todos estão muito ansiosos. Bom, pelo menos quase todos. – JungKook disse suspirando já no último degrau das escadas, torcendo para que o outro não o tivesse escutado.

- Porque quase todos? Você não está ansioso? – O mais velho perguntou arqueando uma das sobrancelhas sem que JungKook percebesse.

- Nem um pouco. Não sou muito fã de basquete. – JungKook disse girando o corpo sobre os calcanhares para poder encarar a face de Jimin.

Mas, infelizmente o chão da quadra ainda estava muito molhado e seus tênis escorregaram, o levando-o ao chão junto com Jimin que o havia segurado pela cintura ao ver que o mesmo iria cair.

JungKook que estava por baixo, sentiu suas costas doerem ao baterem contra o chão, mas, o que realmente lhe fez paralisar foram os olhos cativantes do moreno acima de si.

Quase que de imediato os dois começaram a gargalhar de suas desgraças, e Jimin que ainda estava por cima do mais novo – e ainda sim, mais alto que ele -, sorriu com a risada melodiosa que o garoto tinha. Sentiu seu peito formigar e uma sensação estranha preenche-lo e com isso, se afastou de JungKook sorrindo fraco.

JungKook que ainda ria estranhou o fato do mais velho ter se afastado sem mais nem menos, mas decidiu ficar calado, afinal, ele não tinha nada a ver com a vida do outro. E foi nesse momento que ele se lembrou que nem ao menos sabia seu nome.

- A propósito, qual é o seu nome? – JungKook perguntou encarando o moreno. – É que até agora você não o falou, e bom, eu achei um pouco est....

- Meu nome é Park. Park Jimin. – O moreno interrompeu-o com um sorriso delineado nos lábios. – E o seu?

- Jeon. Jeon JungKook.

E com isso ambos sorriram, imaginando se depois daquele dia se encontrariam novamente.

***

Dois dias haviam se passado desde o incidente de Jimin e JungKook e assim que os dois novos conhecidos se despediram, tudo parecia ter voltado ao normal.

JungKook havia decidido se concentrar nas aulas e Jimin, que agora não conseguia tirar um certo acastanhado da mente, tentava ao máximo se concentrar no seu mais novo trabalho.

Naquele dia o tempo estava chuvoso, o que logo fez com que quase todos do Choi’s College se sentissem tristes, afinal era sexta-feira e todos poderiam fazer o que quisessem depois que as aulas acabassem, o que infelizmente seria impossível com a chuva forte que caia do lado de fora dos portões.

JungKook que até então estava em seu quarto se arrumando para mais um dia de aula, se assustou quando Taehyung entrou de supetão gritando por seu nome.

- Kookie. Até que enfim eu te achei. – O rapaz de cabelos alaranjados, se escorou no ombro do amigo tentando recuperar o fôlego que havia perdido na corrida.

- O que foi, desgraça? – JungKook perguntou impaciente. – O que houve de tão grave para você vir me atazanar a essa hora da manhã?

- Aish... É assim que você trata um amigo que só quer te ajudar? – Taehyung brincou, fingindo ter ficado ofendido. – Tudo bem, então. Também não vou mais te dizer que os seus pais estão lá embaixo te esperando e que aparentam estarem umas feras com você.

Com a fala do amigo, JungKook automaticamente arregalou os olhos e pegou a bolsa de coloração azulada em cima da cama, jogando-a por cima dos ombros de qualquer maneira e correndo em direção a porta. V, como o alaranjado preferia ser chamado, gargalhou a ver o jeito estabanado de JungKook ao saber que os pais estavam a sua espera. Taehyung sabia o medo que o acastanhado tinha de seus pais e por isso, sempre que o amigo se metia em alguma enrascada, era ele a tirá-lo dela. Era ele que o protegia das broncas de seus pais e também era ele a consolá-lo quando o mesmo se encontrava triste. Mas, era apenas isso o que ele podia fazer pelo acastanhado, mesmo ele querendo poder fazer bem mais, Taehyung sempre seria, apenas o melhor amigo de JungKook.

***

JungKook não conseguia acreditar no que havia acabado de ouvir. Sua cabeça estava a mil, suas lembranças, suas mágoas, tudo... Tudo havia voltado naquele momento. Todas as lembranças boas, haviam sido substituídas naquele momento pelas ruins. Seus pais iriam viajar? Ele realmente havia escutado bem? Eles iriam embora de novo? Ele ficaria sozinho novamente? Por causa daquela maldita empresa? Ele não conseguia acreditar. Ele não queria acreditar.

Com um último olhar nos rostos frios de seus pais, JungKook virou-se e começou a andar em direção ao único lugar onde ele poderia ficar em paz. A quadra de basquete.

Mas, o que ele menos esperava encontrar lá, era a última pessoa que ele desejaria ver naquele momento, Do KyungSoo.

O moreno que ainda não o havia notado, tinha total concentração no seu treino, afinal ele era o capitão do time de basquete do Choi’s College. Seus músculos malhados estavam totalmente a mostra já que o mesmo estava sem camisa. Seus cabelos estavam molhados pelo suor e consecutivamente estavam grudados em sua testa. Mas, não havia sido nada disso que fez com que JungKook soltasse um suspiro por entre seus lábios. O motivo era bem mais complexo, bem mais... Triste.

Por um instante, apenas por um instante, JungKook se permitiu fechar os olhos e lembrar de tudo o que ele havia passado ao lado de KyungSoo e quando finalmente os abriu, arregalou-os ao dar de cara com o mesmo parado bem a sua frente.

- O que você faz aqui? – A voz fria de KyungSoo o fez arrepiar-se por completo.

- Eu... Eu... Eu não sei. – Ele deixou um suspiro sôfrego escapar por seus lábios e abaixou a cabeça em uma tentativa falha de não demonstrar o quão confuso estava.

  - Se veio atrás do seu novo amiguinho, esqueça. Ele não está aqui. – Aquelas palavras o fizeram levantar o olhar e encará-lo de imediato.

- O que? Do que você está falando? – O acastanhado estava confuso.

- Ah, por favor, né? Não se faça de desentendido, Jeon. Você sabe muito bem do que eu estou falando, ou, você já não se lembra mais do que aconteceu aqui na quarta-feira? – D.O disse revirando os olhos.

- Não, eu não... Espera, como você sabe do que aconteceu aqui naquele dia? Você estava me espionando? – JungKook disse arregalando os olhos, incrédulo.

- Quem? Eu? Espionando você? Ah, por favor. Eu nunca perderia tempo com alguém como você. – O moreno disse dando um sorriso falso.

- Então, como você sabe do que aconteceu? – JungKook perguntou o olhando, ainda inconformado com a resposta do moreno.

- Eu sou o capitão do time de basquete, esqueceu? Preciso de um motivo melhor para vir até a quadra de basquete naquele dia e ter visto aquela cena? – Ele disse irônico.

Com aquelas palavras, as lembranças tristes que ele sempre tentara esquecer acabaram voltando com tudo, o fazendo ter seu pequeno coraçãozinho despedaçado mais uma vez.

- É, você tem razão. – JungKook disse se virando e começando a subir os degraus da escada, para conseguir sair daquele maldito lugar.

Mas, tudo o que ele menos esperava naquele momento era ser puxado bruscamente pela alça de sua mochila, para logo ser virado por D.O que o encarava estranho.

- Eu vou te fazer uma pergunta e quero uma resposta sincera, tudo bem? – O moreno falou, intercalando o olhar entre os olhos e a boca de JungKook. – Você não sente nada quando eu faço isso?

E com isso, o moreno o puxou para mais perto com uma das mãos, tomando os lábios de JungKook em um beijo calmo, que o fez se lembrar de seu passado ao lado do mesmo. Um passado meio doce/meio amargo, assim como o beijo de Do KyungSoo.


Notas Finais


E aí, pessoal? O que acharam? Gostaram, ou, não gostaram?
Peço em nome de Do KyungSoo que o perdoem, ele não teve culpa, afinal.
Digam o que acharam nos comentários, sim?
Aqui está o link do rap: https://www.youtube.com/watch?v=4OBPf0rgecc&t=44s

E antes de ir, deem uma olhadinha na fanfic da minha dongsaeng, sim?
Ta aí o link para quem quiser ler:
https://spiritfanfics.com/historia/miss-you-7863462
Acreditem, ela é muito boa.

Annyeong..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...