História Dear diary ;; TaeGi. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BtoB, EXO, Girl's Day, Girls' Generation, Got7
Personagens Chanyeol, Ilhoon, Jackson, Jessica, J-hope, Jimin, Jungkook, Minah, Minhyuk, Suga, Tiffany, V, Yuri
Tags Btob, Bts, Colegial, Comedia, Drama, Girl's Day, Got7, Snsd, Taegi, Yoonkook, Yoonmin
Visualizações 93
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dois capítulos no mesmo dia, seria um milagre?

Capítulo 2 - Oh my fucking god...


Fanfic / Fanfiction Dear diary ;; TaeGi. - Capítulo 2 - Oh my fucking god...

12/02/2017

4:30am

Seul, Coreia do Sul.


“Saudações, criatura inanimada, são quatro e meia da manhã. Eu pedi pra minha irmã programar o alarme para cinco e quarenta e colocar no meu quarto. A peste colocou essa hora de propósito e agora eu não consigo dormir. Muito obrigado, Min Yoona. Vou dormir no meio da aula no meu primeiro dia de aula. Deus, estou com tanta preguiça de escrever… Tchau, vou tentar voltar a dormir.”


12/02/2017

4:40am

Seul, Coreia do Sul.


“Eu definitivamente não consigo dormir. Na hora do almoço vou colocar cupim na comida daquela nanica do caralho. Mudei de ideia, não quero que minha mãe tire minha internet, não posso ficar sem jogar LoL. É isso aí, sou jogador de lol mesmo, além disso sou main Teemo, vai fazer o que?

Claro que eu tô brincando, né. Pff… Sou main Lulu.

Como você é meu diário, vou contar um pouco sobre meus gostos. Primeiro, eu odeio cebola. É sério, eu odeio cebola com todas as forças. Odeio o gosto, odeio o barulho que faz quando alguém mastiga ela, odeio quando colocam muita na pizza e sem querer eu como um pedaço. Não é frescura, eu só tenho um ódio mortal dessa coisa. Segundo, eu assisto supernatural e o Castiel é meu marido. Por enquanto, o personagem que eu mais odeio são os figurantes burros. Não tenho religião porque só acredito em fatos, o que não foi provado pra mim é mentira. Confesso que por ouvir minha irmã cantando Girls’ Generation o tempo todo, ouço algumas músicas e danço Gee na frente do espelho. Como qualquer coisa (menos cebola). Odeio a cor rosa. Minha mãe me deu esse diário rosa sem o meu consentimento, e eu só estou escrevendo com essa caneta porque é a única que tem. Já são cinco e dez, preciso ir me arrumar para a escola. Adeus.”

Yoongi guardou o diário em uma gaveta e trancou com um cadeado, colocando a chave enterrada na terra do vaso de plantas, levantando-se da cadeira que estava sentado, em frente à sua escrivaninha e caminhando até o seu armário, tropeçando em alguma coisa no chão, que rolou para baixo da cama. Min se abaixou e arregalou os olhos. Era um vibrador. UM VIBRADOR.

— Mãe! Mãe, mãe! Eu já disse, não deixe seus… objetos no meu quarto!

Gritou, pegando o “brinquedo” com um pano, o deixando na porta do seu quarto e batendo a mesma com força, voltando ao armário e vestindo o uniforme. Resmungava algumas palavras sobre a sua falta de privacidade, o tempo todo. Em passos firmes, foi até o banheiro e lá escovou os dentes e lavou seu rosto. Olhou-se no espelho e apoiou uma das mãos na parede, cruzando seus pés e fazendo algumas expressões estranhas, como se estivesse tentando seduzir seu próprio reflexo.

— Vou postar no meu blog!

Yoona disse num tom de provocação enquanto tirava fotos de Yoongi, correndo para fora do quarto ao ver que o irmão percebe o seu ato. Min tentava alcançar a garota, mas esta corria muito rápido.

— Vou dizer pra sua amiga que você usa fralda, sua peste!

Exclamou, socando a parede e logo gritando de dor, sacudindo a sua mão diversas vezes na tentativa de fazer parar. Pegou a sua mochila e calçou os tênis, saindo de casa o mais sutil possível, mas logo sentiu uma mão segurar a sua, respirando fundo.

— Vamos, irmãozinho.

Ela sorria como um psicopata em série, fazendo Yoongi revirar os olhos e sair de casa, ao soltar a sua mão e a empurrar de leve para que andasse rápido. Era um demônio mirim.

[…] Yoongi já estava perto do seu destino, quando esbarrou em alguém. Alguém alto, bem alto. Olhou para o garoto na sua frente, estava com o mesmo uniforme escolar, e o nome escrito ali era claro… “Kim Taehyung”.


Notas Finais


tô gostando de escrever essa fanfic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...