História Dear father - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonmin
Visualizações 191
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Biscoito do gatinho!


Fanfic / Fanfiction Dear father - Capítulo 14 - Biscoito do gatinho!

 

Mesmo eu estando longe o suficiente para não sentir o cheiro de Min Yoongi. Ainda o posso sentir, meu nariz não desapega do cheirinho  azedo  que  Suga tem. Nem eu consigo desapegar e imagine  meu nariz – brincadeirinha.  Ou talvez não, ja faz alguns dias que estou na casa  do  Hobi. Ele parece tão gentil, tão fofo? – maldito cheirinho se flores.  Sinto saudade do cheiro de limão fortemente azedo que sentia todas as manhãs.  Sera que  o appa está me procurando? Ou está se divertindo com a Jiwoo? Essa duvida me machuca. Creio que deve estar se divertindo muito com ela.

 

 

 

 

 

Nesses 3 dias que estou na casa desse estranho, tudo parece estranhamente tranquilo.  A agitação que tinha no dia a dia na casa de Yoongi é totalmente diferente daqui.  No caso a agitação é inexistente.  Essa casa grande que estou parece tão quieta,  tão vazia.  Hoseok fala pouco sobre si, quase não diz nada. Só mostra o sorriso com formato de coração e os olhinhos que parecem ter sido pintados. Ele vive me perguntando sobre meu alfa, e diz que tenho que falar com ele. Mas...e se eu ligar e Jiwoo atender? 

 

 

 

 

 

Definitivamente, não,  não quero que ela atenda.  Suspiro, aumentando ainda mais meu desânimo para viver. Passei a treinar o modo de falar e agir, esses cabelos ruivos me assustam quando me olho no espelho. Até meu rabinho está vermelho, mas ainda assim eu gostei desse meu novo estilo.  Será que Yoongi vai gostar também?  Hum, não sei, não sei de nada na verdade. Choraminguei, e me joguei no sofá amplo de  Hobi. Fechei os olhos, concentrando me e vislumbrando como iria conversar com ele.

 

 

 

 

 

 

 

Eu fugi de casa por um cio de uma ômega, que no caso é minha madrasta. Não deveria ter corrido de la, sem dizer nada, sem escrever nada. Sem nem agir do modo certo, híbrido baka. Rodei os olhos e vi a empregada correndo para abrir a porta para Jung, que chegava mais uma vez com um sorriso enorme no rosto – aja alegria. Fiz um biquinho, e o olhei pidão, na esperança que trouxesse o biscoito que tanto amo.  O biscoito do gatinho, naquela noite quando eu estava triste.  Ele veio com um pacotinho de biscoitos recheados de morando e com o formato de um rostinho de gato. Dizendo que aquele biscoitinho. Ajudaria a dorzinha no coraçãozinho passar.

 

 

 

 

 

Comi muito daqueles biscoitos enquanto chorava no sofá. Eu preciso de mais desses biscoitos! 

 

 

 

 

 

 

 

– Aigo, você gosta de ficar me encarando não é Jimin?  - Hobi se sentou ao meu lado e virou a cabeça,  com a mesma expressão de braveza – falsa. 

 

 

 

 

 

 

 

Mostrei a língua. 

 

 

 

 

 

 

 

– Biscoito do gatinho, trouxe?  - Abri um sorriso. E ouvi risadinhas baixas de Hobi. 

 

 

 

 

 

 

 

– O biscoitinho Hobieeee - O sacodi.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Se acalme - colocou as mãos na testa –  Parece que você só está aqui pelos biscoitos, seu híbrido interesseiro.. - Bagunçou meus cabelos.

 

 

 

 

 

 

 

– Yaa, não sou interesseiro. Só gosto dos biscoitos que você trás! - O alfa virou os olhos.

 

 

 

 

 

 

 

– Acredito Jeon Jimin, acredito. - Ri. 

 

 

 

 

 

 

 

Peguei a caixinha do biscoito (desculpa, eu não sei como chama). E tirei um biscoito do gatinho,  o encarei e mordi primeiro as orelhinhas. Aprendam, sempre se come primeiro pelas orelhas. Mastiquei lentamente o biscoito sem nenhuma pressa. Quando terminei Hobi resmungava por querer um também. 

 

 

 

 

 

 

 

– Hoseok,  não se come assim. Coma as orelhinhas primeiro!  - Disse para o alfa que quase enfiava todo o biscoito na boca de uma vez.

 

 

 

 

 

 

 

– Shiii, shiii..me deixe comer do meu jeito -  Cruzei os braços e peguei o biscoito de suas mãos,  recebendo um olhar bravo do mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 Estendi a ponta da orelha do biscoito para Hobie, que me encarou por alguns segundos. Mas comeu  as orelhinhas e por fim todo o biscoito. Limpei a sujeirinha que ficava no canto de sua boca.

 

 

 

 

 

 

 

O mesmo segurou minha mao e me encarou sério. 

 

 

 

 

 

 

 

– Jimin, você já está aqui a três dias. Seu alfa deve estar preocupado, você vai ligar pelo menos para avisar.  - Choraminguei. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Não Choramingue, nem roupas você tem para vestir. Só está com uma blusa minha. Parece até que seu cheiro se apagou quando vestiu minha blusa..- riu convencido. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Mas.. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Sem "mas" você vai ligar  agora. - Deu seu celular para mim.

 

 

 

 

 

 

 

Digitei o número da casa e coloquei proximo ao ouvido. 

 

 

 

       

 

 

 

      》[Ligação]

 

 

 

 

 

-  Quem é ?  - Parece ser a voz de Tae.

 

 

 

 

 

- E-Eto.. Oi...tio? - ri sem graça. 

 

 

 

 

 

- JIMINIE  AH, ESTAMOS PROCURANDO VOCÊ A DIAS  E VOCÊ RESOLVE LIGAR SÓ AGORA. MEU DEUS VOCÊ TA BEM,  AONDE VOCÊ TÁ,  SEU PAI TÁ QUASE TENDO UM PIRIPAQUE AQUI. - Afastei o celular do meu ouvido e fitei Hobi que ria.

 

 

 

 

 

- Eu estou bem... 

 

 

 

 

 

- Que bom meu amor,  MAS AONDE VOCÊ TÁ.  Prefere que eu chame o seu appa que está dormindo aqui para fazer você falar? Ou prefere algo ainda pior : Seokjin, seria bom Jeon Jimin?

 

 

 

 

 

- Com quem está falando  Tae - ouvi a voz baixa de meu appa.

 

 

 

 

 

- O Jimin - Ouvi o celular ser puxado de Tae.

 

 

 

 

 

-  JIMIN, DIZ AGORA AONDE VOCÊ ESTÁ ! -  Suga usou a voz de alfa e me fez encolher. 

 

 

 

 

 

- E-Eu vou dar o endereço.

 

 

 

 

 

 

 

[OFF ]

 

 

 

 

 

 

 

Um beiço formou em meus lábios e olhei para Hobi.

 

 

 

 

 

 

 

– Eles viram te buscar certo? - Assenti triste.

 

 

 

          

 

 

 

                        (...)

 

 

 

 

 

 

 

A campainha tocava – 7 vezes seguidas,  não iria estranhar se quebrasse. E a empregada foi abrir a porta. O cheiro azedinho de Suga e o cheiro de Jin e Namjoon e Taehyung também.  Segurei firme a mão de  Hobi, que me olhava rindo. 

 

 

 

 

 

 

 

Fechei os olhinhos, e senti o cheiro se aproximar. Ficar mais forte, Hobie bebia um refrigerante calmo. Nem se preocupando com o que aconteceria. Vi Jin e Namjoon primeiro,o olhar de ambos carregava alivio quando me viram, mas depois que olharam para Hobie arregalaram os olhos. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– M-Meu.. - Jin apertou o braço de Namjoon. Hobie forçava se a engulir o refrigerante. 

 

 

 

 

 

 

 

Minhas orelhas começaram a se mover rapido, e finalmente vi Suga. Os olhos dele antes pretos agora estão vermelhos como fogo. Um alfa só fica assim quando está muito irritado. Taehyung lacrimejava e olhava para Hobie, que guspiu todo o refrigerante quando viu Taetae.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Foi mal qualquer erro.-.


Se eu fosse o Jimin corria do Yoongi!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...