História Dear Future Husband - (Leitor x Personagem) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 26
Palavras 1.611
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Meu senpão do Naruto vem primeiro!
E depois, vem Rin Okumura! De Ao no exorcista.

Capítulo 1 - Leitor x Kiba Inuzuka (Naruto)


Dear Future Husband~

 

Dia 1

 

Era inverno, e a Konoha estava em paz, sem brigas, tudo muito quieto,   você achou aquilo meio estranho, pois, não é todos os dias que a vila esta quieta assim, porém, aproveita que estava tudo calma para descansar.

 

Até o sinal da escola tocar, fazendo você se levantar com calma e ir das aula para aquelas pequenas pestes ( Como professora substituta ) . Chegando lá você avista Kiba, que por sinal estava bem inquérito, você se aproxima de Kiba, e perceber que ele estava a tirar sua soneca, você então teve a maravilhosa ideia de dar um pequeno susto no mesmo, fazendo ele levantar em um pulo, você se aproximou lentamente e já que ele estava encostado em um poste com os braços cruzados e seu abdome desprotegido você teve a brilhante ideia de  fazer cocegas no mesmo, você se esgueira entre a parede das casas ao lado do poste onde Kiba estava, você cada vez mais vai se aproximando, até você estar em sua frente e quando vai fazer cócegas no mesmo, ele acorda e segura sua mão.

 

— Hehe, te peguei com a mão na massa. — Kiba deu um sorriso irônica para você.

 

— Hein! Me larga! — Você tenta se livrar de Kiba, omesmo te larga e você fica meio irritada.

 

Ele ri de sua cara irritada e você fica vermelha de raiva.

 

— Não é tão fácil pegar um ninja de surpresa — Ele te olha com uma cara de sarcasmo e da uma risada na final, fazendo você ficar cada vez mais irritada.

 

— Bem, selhor piadista eu tenho de dar aula para as crianças, se você me dar licença. — Você fala com uma certa irônia, para o mesmo.

 

— Toda, "Milady" — Ele fez aspas com as mãos quando fala Milady, fazendo você se irritar um pouco.

 

—  Obrigada — E você passa em sua frente e vai em direção a escola, onde vai dar aula.

 

Porém, na sua mente só vinha a imagem de Kiba, no qual era seu senpai desde pequena, porém, quando era melhor você era muito tímida e não pode se declarar,  e um pouco de sua adolescência se mudou para outra vila, porém, este sentimento platônico continuava vivo, digamos que você estava bancando a trouxa desde a infância.

 

Depois das aula todos foram embora, deixando a classe como sempre uma bagunça, decidi então ficar mais tempo para arrumar tudo, e deixar um brinco, você demorou por volta de 36 minutos arrumando tudo, e depois da classe estar um brinco você sai, e a primeira pessoa que vê ao sair é Kiba.

 

— (Seu nome) e ai? Os pestes estavam bagunçando muito? — Ele me deu um sorriso de canto, você retribui o sorriso.

 

— Eles não bagunçam tanto assim. — Você fala calma.

 

— Hehe, sorte a sua — Ele da sua risada irritante, e depois, fica um silencio agoniante toma o lugar, porém, poucos minutos depois você saca um carta de sua manga, ou seja, uma pergunta.

 

— O que faz na frente da escola? Esta esperando algum? — Fiz uma cara fofa para o mesmo.

 

— Sim, estava te esperando, e Tsunade quer falar com nos dois — Ele nem ligou para minha cara fofa pelo contrario nem deu o braço a torcer, eu apenas concordei e o segui para falar com Tsunade

Chegando lá recebemos uma missão, na qual deveríamos levar uma relíquia para um certo lugar, porém, a relíquia estava sendo alvo de um grupo de ninjas, aceitamos a missão, e decidimos partir cedo, no certo local combinado, era mais ou menos 2 dias de viagem de lá até aqui, arrumei as minha coisas, e foi dormir, pensando no dia de amanhã, e os outros dias que viriam.

 

Dia 2

 

Era mais ou menos 5:02 da manhã, e você estava atrasada 2 minutos, você levanta correndo e quase caida escada, faz seu café da manhã e veste sua roupa (Descreva sua roupa) e logo em seguida sai correndo pra o ponto de encontro, no qual leva um xingo de Kiba, mas já que você não tava com cabeça pra isso você literalmente o ignorou.

 

Tsunade entrega a você a relíquia, e assim começa sua "Jornada".

 

Você e Kiba começaram a andar, pela trilha, Kiba esta com o mapa, pois, você não tem sendo de direção, você proteger a relíquia e Kiba protege você ' Já que você não sabe se virar, eu a protegerei ' diz ele, deixando você muito vermelha.

 

A viagem segue até chegar a noite, onde você e Kiba resolvem acampar, claro, revezando durante a noite entre quem cuida da relíquia e quem dorme, o primeiro turno e seu, e você como uma trouxa apaixonada deixa Kiba dormir por mais de 36 minutos, e depois o acorda, ele fica meio irritado por ter o acordado, porém, depois vai se acalmando, e você adormece, porém, você acorda com o barulho das árvores, e percebe que estava dormindo no colo de Kiba, e nesse momento e que você cora de um modo monstruoso, e para piorar, Kiba estava olhando para você e desvia o olhar, fazendo você ficar igual uma trouxa deitada no colo dele e com aquela cara de boba apaixonada, ele ri de sua ação e você se irrita e fica enpurrada no canto, e volta a dormir, minutos depois, você acorda e troca de turno com Kiba, que dorme no canto, e assim vai, até amanhecer.

 

Dia 3

 

Kiba te acorda com seu mal humor de todos os dias.

 

— (Nome)-chan Levanta logo! Preguiçosa! — Você se levanta devagar e fala para Kiba calar a boca.

 

Você pergunta se ele esta pronto para voltarmos a viagem o mesmo diz que sim com a cabeça e chama Akamaru, que estava com ele a viagem inteira, só que a narradora não é obrigada a falar tudo que a porra do cachorro estava fazendo todo este tempo, porque se não seria um dating sim com o Akamaru, obrigada pela compreensão, se fude.

 

E então vocês partem para a parada final, você levava a relíquia e Kiba a protegia, porém, no meio da estrada você avista uma senhora com dificuldade para andar, e resolveu ajudar, Kiba ficou meio irritado com sua escolha, e percebe que senhora estava com fome deu seu único alimento para a senhora e a deixou em segurança em sua casa, Kiba ficou irritadíssimo com sua escolha, mas, depois doi se acalmando, e já que vocês tinham saído de sua rota, o prazo de entrega foi maior, e vocês só chegaram no outro dia, bem cedo.

 

Dia 4

 

Vocês chegaram na vila de madrugada, chegando lá tanto você quanto ele estavam acabados, e como o hokage da vila era legal, ele deixou você, Kiba e Akamaru ficarem em um Hotel, da vila,  só que tinha um problema, só havia um quarto disponível e no quarto só havia um futon, você foi a primeira a usar o banheiro para tomar um banho caprichado, e depois foi a vez de Akamaru tomar banho, e para finalizar foi a vez de Kiba, você resolveu esperar ele, e enquanto ele não vinha você colocou um blusão, e depois ficou brincando com Akamaru e depois quando Kiba voltou ele viu Aka se divertindo com você e decidi se juntar a brinadeira, até Akamaru pular em cima de Kiba que cai em cima de você, mas, não exatamente de você  e sim de seus peitos, você cora de um nível agressivo e Kiba perce e se afasta e fala:

 

— Funcionam como um amortecedor — Você cora e se vira para o outro lado com vergonha e raiva.

 

E logo em seguida Akamaru deita em seu colo, e Kiba fala que é hora de dormir e deita em seu colo, junto a Aka.

 

— *Meus amores* — Você murmura acariciando o cabelo de Kiba.

 

E depois você acaba adormecendo...

 

Você acorda e percebe que estava dormindo no futon, e Kiba nem Aka estavam no quarto e então decide procurar pelos sumidos, porém, vê uma carta no banheiro e resolve ler, é nela estava escrito:

 

“ Esta rolando um festival na Vila, e foi com o Akamaru dar um role por lá. ”

 

Você, claro, ficou puta da vida, e saio procurando por Kiba e Akamaru, você achou os dois, porém, estavam no meio de uma multidão e você confunde Kiba com uma mulher, e logo pede desculpas pelo engano, e volta a procurar os dois e finalmente consegue achar os dois e vai correndo para eles muito brava e acaba tropeçando numa pedra e da de cara com Kiba, ou melhor de boca nele, você acaba beijando o sem querer, e Akamaru por algum motivo fica alegre, você pede desculpas para o mesmo e ele começa a te xingar, e você faz o mesmo, e os dois voltam para o Hotel se xingando até não poder mais.

 

E depois disso você se sente cada vez mais atraída por Kiba.

 

Dia 5

 

Vocês voltam para a trilha em direção a Konoha, era mais ou menos 5:56 da manhã e você resolveu fazer um café da manha para Aka e Kiba, e meio relutante Kiba falou que o café estava ótimo, e você apenas agradeceu.

 

Depois de alguns minutos, você, Kiba e Aka, voltam para a trilha.

 

Dia 6

 

Era de madrugada e vocês chegaram em Konoha, relataram o ocorrido para Tsunade, ela ficou feliz que tudo ocorreu bem, e elogiou o trabalho bem feito, e ainda disse que Você e Kiba formam uma boa dupla.

 

Você não pode se declarar para Kiba, porém, teve os melhores dias de sua vida.

 

 E desde então Tsunade manda mais Você e Kiba para as missões e vocês formaram uma bela amizade colorida desde então, ou pelo menos é o que falam por ai.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...