História Dear Hero | YoonSeok - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~KitsuOneeChan

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Bangtan, Bts, Drama, Ficção, Hentai, Hope, Hoseok, Jeon, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kim, Kook, Kookie, Lemon, Min, Mochi, Namjin, Namjoon, Park, Rap Monster, Revelaçao, Revelaçoes, Sad, Seokjin, Sexo, Sexy, Suga, Taeyoonseok, Traição, Vhope, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 30
Palavras 3.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Me desculpem por qualquer erro na escrita!!
O shipp principal da história é YoonSeok, mas haverão vários momentos de JiKook, NamJin, VHope e TaeYoonSeok
Aproveitem!!! ♥

Kissus ♥

Capítulo 3 - Outra Seoul


Fanfic / Fanfiction Dear Hero | YoonSeok - Capítulo 3 - Outra Seoul

Other Seoul - 17 de Janeiro de 2010 - 20:50


Os cientistas viajaram através da fenda em uma questão de segundos. Eles chegaram à um lugar desconhecido - e conhecido ao mesmo tempo-. Era Seoul,- mas não era-. Estava escuro, parecia que já era de noite. O lugar era totalmente diferente. Os prédios constituíam todo o horizonte e pequenas naves eram vistas circulando por entre essas construções.Quase não havia vegetação, apenas uma pequena floresta que estava iluminada graças a pequenos postes de luz espalhados. O céu tinha uma coloração castanha escura e as estrelas brilhavam intensamente.


Aiisshh minha cabeça… - Reclamou o Min, tentando manter o equilíbrio. - Nós… conseguimos?


Eu acho que sim - Respondeu Namjoon. - Se eu conseguisse me levantar…


Corpinho frágil - Zombava o rosado


Vai se fuder Jimin. - Namjoon se enfureceu. - Não é hora pra brincadeiras.


Hahaha vai toma... - Sussurrou o Jeon para Jimin


Jungkook…- Jimin parecia envergonhado. - Não fale isso…


...vai toma sua gostosa. - Continuou, caindo na gargalhada. - Hahahahaha…!


Meu deus, ele falou mesmo…- Fala Min num tom de reprovação


Onde estamos? - Perguntou Jimin, sentado no chão. - Parece que estamos perto da estrada principal.


O púrpura se levantou rapidamente e andou até algumas árvores a frente. - Parece muito com Seoul.


Mas…- Cortou o mais novo - Se estamos em Seoul….será que não deu certo e nos jogaram aqui? - Se perguntava


Não acho que seja possível. - Falou Yoongi, que estava com os olhos fixados no céu. - Realmente se parece muito com Seoul, quase idêntico, mas ainda assim tem algo diferente…


Sim, alguma coisa está diferente. - Continuou Namjoon. - O que você acha Jin-hyung? -Perguntou, se virando para trás. - Jin-hyung?


Yoongi desviou seu olhar para os demais. - O hyung não está aqui?


Nem o Tae! - Exclamou o pequeno Jimin, visivelmente preocupado. - O que será que houve?


Mantenham a calma. - O Kim andava de um lado para o outro, mas tentava esconder o nervosismo. - Não sabemos se estamos em Seoul mesmo. Eles devem ter ido...sei lá… Buscar ajuda, explorar o lugar….


Não sei não… - O mais novo temia. - Jin hyung nunca sai sem avisar. Ainda mais se está levando alguém junto.


O Kim respirou bem fundo, apenas concordando com o mais novo. - Então tá… Vamos procurar por eles. - Começou a andar entre as árvores.


Eles se separaram. Jimin e Jungkook foram juntos e Yoongi e Namjoon foram para diferentes lados para procurar os outros dois. Ficaram, minutos, horas, procurando por eles, sem sucesso.


Jin-hyung!


Taehyung-hyung!


Jin-hyung!


TaeTae!


Taehyung! - Gritava Jungkook desesperado - Só faltava eles estarem…


Não, definitivamente não. - Respondeu Jimin, olhando profundamente para seu mais novo - Eles não morrem tão facilmente


Pode apostar que o Taehyung sim. - Interrompeu Yoongi, irônico


Aish...não liga pra ele Jungkook. - Consolou. - Ele só acha que é fodão, quando na verdade é o mais medroso


Hmpf...eu ouvi isso hein. - Reclamou o moreno


Vamos continuar procurando, quem sabe achamos eles - Finalizou Jimin, tentando consolar Jungkook


É ridículo… Estamos a horas procurando por aqueles dois e não encontramos eles. - Namjoon estava desamparado. - Na pior das hipóteses estão mortos.


Você é idiota? - Falou Yoongi - Eles não desistiriam tão fácil assim. Ele não são fáceis e com certeza Jin hyung consegue se virar sozinho. - Continuou. - Taehyung também


Como você tem tanta certeza? - Respondeu o Kim, enfurecido. - Você não deve saber nada sobre eles. Você é o mais afastado dentre todos nós. Nem sequer tenta puxar assunto e fica se isolando no canto. Provavelmente eles não sabem tanto sobre você. - Terminou, totalmente tomado pela raiva


Eu estou com vocês o suficiente para conhecer como cada um é. Fui eu quem escolheu quem era ideal para nosso grupo. Eu escolhi quem era bom em ciências, tecnologia… - Dizia Yoongi, mais sensível. - Com certeza eles me conhecem bem. Só você, que se acha superior, pensa que sou fechado. Não conhece nem 25% dos meus verdadeiros sentimentos e pensamentos.


Vão com calma, por favor. - Pedia o mais novo - Acho que não é hora de brigar desse jeito.


E vocês estão fazendo muito barulho. - Dizia Jimin enquanto olhava para o céu - Pelo jeito, já é bem tarde e vocês estão quase berrando.


Hmpf - Reclamou o Min. - Ok. Só espero que esse idiota não venha querer saber mais que eu.


Falou o sabe tudo…- Provocou Namjoon - Você é o idiota por aqui.


Calem a boca… - Falou Jungkook, alerta.


Olha como fala com os mais velhos! - Repreendeu o rosado.


Não…-Continuou o mais novo - É sério. Fiquem quietos e escutem…


No meio de todo o silêncio que fizeram, escutava-se alguns ruídos estranhos. Com certeza não eram sons naturais. Era mais como alguma coisa sendo carregada -e não digo na força física, mas tecnologica-


Fiquem juntos. - Falou Namjoon, procurando atalhos para se caso tiverem que correr


O que será que é isso? - Pergutou Jimin assustado. - Da última vez que ouvi uma barulho assim, estávamos construindo um laser recarregável e ele explodiu.


Não me lembre desse desastre, por favor. - Pediu Yoongi, um pouco irônico.


O som se multiplicava a cada momento que se passava. As folhas das poucas árvores tremiam. Alguma coisa estava ali e, os cientistas não sabiam.

Em questão de segundos, um clarão tomou conta do solo perto dos jovens e o chão explodiu, formando uma cratera. Outras pequenas iluminações esburacavam todo o cenário.


Corram, rápido! - Bradou Namjoon, se direcionando a um pequeno atalho no meio da floresta.


Vamos todos morrer, já tô até vendo. - Gritou o mais novo, segurando as mãos de Jimin o mais forte que conseguia.


Namjoon…- Falou Yoongi - Você sabe onde exatamente esse caminho vai parar?


Namjoon olhou para o Min enquanto continuava correndo. - Pra tu ter uma ideia… eu não faço a mínima. - Terminou, acelerando. - Apenas corram


Os lasers perseguiam os garotos, que corriam o mais rápido que podiam pelo atalho.


Olha, acho que há alguma coisa ali na frente! - Exclamou Namjoon


Sim… - Respondeu Jungkook - ...um abismo!


A depressão dava direto a um rio totalmente poluído. A água tinha uma coloração extremamente escura e com certeza aquele caminho não tinha outra opção para seguir.


Aaaish!


Olhando para trás, havia um Park Jimin caido no chão. Estava correndo tão rápido que acabou se desequilibrando e caindo em diversas pedras que estavam à sua frente. Sua perna possuía um corte e o sangue escorria descontroladamente.


Jimin-ah! - Gritou Yoongi. Tentou correr mas acabou tropeçando e cortando sua mão e antebraço.


Não...tudo bem...estou bem. - Falou Park tentando se levantar. - O que faremos?


Bom… - Como sempre, Namjoon não tinha uma resposta boa.


Atrás de Park Jimin, o barulho era acompanhado de uma iluminação não tão forte. Parece que se preparava para atirar.


HYUNG! - Gritou Jungkook, quase derramando lágrimas.


O brilho do objeto luminoso brilhava cada vez mais. Estava mirando na cabeça de Jimin, que ainda se encontrava no chão, incapaz de se levantar. Jungkook correu até ele e tentou levantá-lo, sem sucesso, já que todos estavam feridos.


Não Jungkook…- Implorava, lutando para se manter no chão.


Não fode! - Bradou. - Se você morrer aqui não vou te perdoar pelo resto da minha vida. Você não é assim.


A luz atrás de Jimin brilhou intensamente e mirou a sua ponta, encostando na cabeça do Park. Cortando o céu, outro feixe de luz iluminava e tirou o laser que estava na mira da cabeça do jovem. Acabou atirando no chão. A outra luz - que mais parecia uma espada - cortou ao meio o ser que empunhava o laser.


Fiquem atrás daquelas árvores! - Falou a pessoa que tinha a espada em suas mãos. - Não saiam até eu mandar.


Ele tinha o rosto e o corpo cobertos por um sobretudo na cor cinza e preto. Ele era alto, suas mãos eram grandes e suas veias apareciam conforme ele apertava o objeto em suas mãos, seus movimentos eram fantásticos -e bota fantástico nisso-, se esquivava dos lasers e cortava os inimigos com facilidade. Os corpos todos inimigos -que eram muitos- caiam no chão de pouco em pouco. Os cortes eram extremamente visíveis e o sangue escorria descontroladamente. Ele alternava entre corte e socos enquanto enfrentava aquele batalhão de pessoas.


Depois de uns 20minutos, todos aqueles homens -mais ou menos 25- estavam mortos, senão, tentavam se rastejar para longe.


Venham comigo. - Falou o encapuzado, apontando para os grandes prédios.


Hã… - Provocou Namjoon - Como vamos saber se podemos confiar em você? Você nem ao menos quer mostrar o rosto.


Se eu mostrar o meu rosto aqui, posso ser morto e vocês terão esse destino também. - Respondeu com um pouco de raiva no seu tom de voz. - Apenas me sigam, em silêncio. Levarei vocês à um lugar mais seguro.


Não sei não… - Sussurrou Jimin para Yoongi.


Bom… Não temos escolha. - Respondeu. - Só espero que você não seja nenhum tipo de espião ou coisa do tipo. Se tentar fazer alguma coisa conosco, juro que você morre.


Nosssssaaa - Falou ele, todo engraçadinho. - Fica calmo. Se fosse para mim matar vocês já o teria feito faz tempo. Vamos, venham comigo.


Yoongi e os outros seguiram o encapuzado pelas árvores. Do outro lado -ao lado da cidade- havia um lugar totalmente vazio, sem nenhuma forna de vida  parecia um deserto. Esse mini deserto só era iluminado por causa da cidade grande ao lado.


Quando será que vai amanhecer? - Perguntou Yoongi, olhando fixamente para o céu, novamente


Como assim? É três horas da tarde. - Se assustou o encapuzado. - Não está vendo Orion alí?


Que… - Olhou para a gigantesca lua que aparecia no horizonte. - Ok...isso é estranho.


Pra onde vamos? - Perguntou Jimin


Nós vamos para a cidade. - Respondeu ele, sem ao menos olhar no rosto do Park.


Mas...a cidade não é alí? - Perguntou, dessa vez, Jungkook.


Vocês… São ricos? - Ele parou de andar e olhou diretamente nos olhos dos quatro.


Ricos? Ha.ha.ha - Num tom de pura ironia, Yoongi o respondeu. - Não chegamos nem perto de sermos ricos.


Hmpf…-Reclamou o homem- Não sei de onde vocês são e também não quero saber, mas vou explicar. - Continuou- Sim..aquela é uma cidade, mas, nessa cidade cheia de prédios e naves só moram os ricos.


É, dá pra ter uma noção… - Sussurrou Namjoon.


Embaixo da cidade, literalmente embaixo, no subsolo, existe outra cidade que foi feita por nós mesmos, a classe baixa. - Enquanto falava, ficou um pouco cabisbaixo. - Lá não há energia e, se quisermos água, alimento, roupa e coisas desse tipo, temos que ir até a cidade grande para procurar em latas de descarte ou nos fundos de restaurantes.


Que crueldade! - Falou Jungkook, extremamente chocado


Sim…- Falou o encapuzado. - E assim que se entra na cidade, existe uma calçada especial para quem é do subsolo. Ao andar por lá, por todos os lugares que passamos somos humilhados. Jogam comida, lixo e até pedras nas pobres pessoas que só querem ter algo para comer ou vestir.


Vocês parecem sofrer muito. - Falou Jimin.


E como… - Respondeu. - Para vocês terem uma ideia, as crianças que estão nascendo agora não podem ter um nome, elas são “nomeadas” com números. Graças aos céus eu consegui ter um nome. - Finalizou. - Chegamos.


Eles pararam numa grande porta que levava até bem abaixo do solo. O encapuzado, com muita força, conseguiu abrir a porta e todos desceram pela longa escada.


Bem vindos ao meu lar. - Falou ele, abrindo os braços.


Wow.


O lugar era bagunçado. Haviam muitas pessoas andando pra lá e pra cá, estava quente o ambiente era um pouco alaranjado por causa dos vários lampiões que se encontravam espalhados pelas ruas.


Ah, finalmente… - O encapuzado retirou seu sobretudo.


Cacete.


Exclamou Yoongi, sussurrando. O homem, que antes estava com o sobretudo, possuía cabelos alaranjados extremamente brilhantes. Seus olhos eram escuros como o céu daquele dia -por incrível que pareça, dia. - e sua V-Line era marcada.


Se controle Min Yoongi - Sussurrou, sacudindo três vezes sua cabeça


A propósito. - Falou o ruivo estendendo a mão para os cientistas. - Me chamo Hoseok. Jung Hoseok.


-Jeon Jungkook.


-Park Jimin.


-Kim Namjoon.


-Min Yoongi.


Eles deram-se as mãos.


Me digam uma coisa…- Falou Hoseok, enquanto tirava seus protetores dos pulsos. - Porque estavam gritando feito loucos no meio daquelas árvores?


Ah isso… - Respondeu Namjoon, apreensivo. - Nós perdemos de vista dois de nossos amigos e tentamos procurar eles. Não conseguimos achá-los.


Aish…. - Reclamou Hoseok, baixo. - Espero que vocês os encontrem.


Também espero…. - Continuou Jimin


Hmmm...venham. - Falou Hoseok, começando a andar. Eles foram logo atrás dele. - Jimin, certo? Você tem um corte bem feio na perna, então vou te levar até minha casa para poder tratar isso.


Certo. Muito obrigado. - Agradeceu o pequeno Park.


Haha...Porque está me olhando assim Yoongi? - Perguntou Hoseok, com um sorriso estampado


O que? - Se encontrava desnorteado. - Ah..não é nada. Vamos logo, porque esse corte pode acabar infeccionando.


Depois de uns dez minutos de caminhada, chegaram à uma construção bem humilde que deveria ser a casa de Hoseok. No seu interior, haviam algumas prateleiras e uma mesa relativamente pequena com três cadeiras de madeira que pareciam ter sido remendadas diversas vezes


Pode se sentar Jimin. - Dizia Hoseok enquanto procurava o kit salva-vidas. Jimin, Jungkook e Hoseok sentaram nas cadeiras, Namjoon encostou na mesa e Yoongi ficou apoiado na porta, olhando para fora


Você vive sozinho? - Perguntou Namjoon, com muita curiosidade.


Por incrível que pareça, sim. - Falou Hoseok, terminando de colocar o esparadrapo na perna de Jimin. - As pessoas daqui geralmente moram de 5 à 15 pessoas já mesma casa mas, eu meio que me tornei uma figura importante nesta área do subsolo, então me deram esta casa, somente para mim.


Pelas suas habilidades com o manejo da espada, é de se esperar que você seja alguém importante. - Elogiava Jungkook, que não tirava os olhos do curativo.


Tenho uma coisa para perguntar…- Se levantou. - Yoongi, poderia entrar e fechar a porta, por obséquio? - Perguntou para o Min, com ironia e com o ar da graça


Hmpf… Claro - Sem emoção alguma, respondeu o ruivo.


Sabe...Deu pra notar que vocês não são daqui. - Andava de um lado para o outro, olhando algumas vezes para o rosto dos quatro cientistas.


Ah...viemos de outra cidade….- Falava Jungkook, nervoso. O que aconteceria se fossem descobertos?


Hahaha, não é disso que estou falando. - Terminou Hoseok.


O que você disse? - Perguntou Yoongi, surpreso


Exatamente. - Continuou Hoseok - Eu sei que é mentira que vocês vieram de outra cidade. Vocês… São como viajantes no tempo ou coisa do tipo?


Mais ou menos - Respondeu Jimin, muito surpreso - Creio eu que não estamos nem no futuro nem no passado.


Exato. - Namjoon estava animado - Acredito eu que…


Estão numa dimensão paralela? - Cortou Hoseok, com os olhos brilhando.


Como adivinhou? - Perguntou o Kim.


Eu já tinha pensado nisso antes. - Dizia ele. - Eu vi num jornal que quatro homens estranhos foram capturados. Eles não sabiam onde estavam e falavam em um lugar chamado Hongdae ou algo do tipo.


Hongdae? - Exclamou Jungkook. - Como se chama a cidade rica?


Se chama Gangnam. É a maior cidade do país. - Fala Hoseok com bastante sinceridade. - Não existe Gangnam no lugar de onde vocês vieram? Vocês são coreanos pelo jeito.


De onde viemos, Gangnam é um bairro rico, mas também existe Hongdae. - Fala Yoongi. - Para onde esses homens foram levados?


Hoseok franziu o cenho. - Eu...acho que foram levados para a prisão de Busan, não tenho certeza. - Ele se levantou e guardou o kit salva-vidas. - Eu não recomendaria ir para lá.


Por que? - Perguntou Namjoon


Apesar de Gangnam ser a maior cidade, em Busan ficam as prisões e é a capital da violência, da tortura e da morte. Só vão lá suicidas, condenados e os presos. - Falava, com um certo medo.


Mas…- Jimin se virou para Namjoon - E se Jin-hyung e Taehyung estão lá?


Namjoon se apoiou na parede, olhando rapidamente para Yoongi - É possível que estejam nessa prisão.


Bom...amanhã falamos sobre isso ok? Vocês parecem cansados. - Hoseok se levantou e afastou a mesa para um canto. - Vocês dormem aqui hoje. Providenciarei alguns colchonetes para vocês.


E você? - Perguntou Yoongi, de braços cruzados.


Hahaha. Você faz meu tipo sabia - Falou Hoseok, que ganhou um olhar mortal de Yoongi. - Eu tenho um quarto para mim, logo depois desse corredor. Não se preocupe.


Hã… Quem disse que estou preocupado? - Reclamou Min, falando um pouco alto.


Você poderia deixar de ser assim? - Ele olhava para Yoongi intensamente, com uma expressão séria.


Bem...eu… - As palavras de Min travaram naquele momento. Como Hoseok, alguém que tinha acabado de conhecer, podia fazer as emoções dele se embaralharem daquele jeito? Min Yoongi não conseguia tirar os olhos do ruivo, não sabia nem disfarçar.


Hoseok indicou um lugar para se banharem e conseguirem roupas limpas. O ruivo também providenciou quatro colchões grandes -uma luxúria para as pessoas do subsolo-. Era difícil saber se era dia ou noite, pois, em ambos os períodos, o cor do céu era a mesma e as estrelas brilhavam 24 horas por dia. O único jeito de saber era olhando as luas. Órion simbolizava o Sol, Órion é gigantesca e pega boa parte da visão do horizonte. Para as noite, se tinha Lótus e Esmeraldo, duas luas sendo Lótus a maior e Esmeraldo a menor.


Muito obrigado por nos deixar ficar Hoseok - Agradeceu Jungkook com uma reverência.


Não precisa e agradecer. - Falou o ruivo, com um sorriso doce estampado em seu rosto. - Podem ficar aqui até conseguirem uma casa ou até conseguirem voltar para a dimensão de vocês.


Certo, muita obrigado. - Agradeceu Namjoon, se recostando no colchão. - Boa noite a todos!


Boa noite.


Algumas horas se passaram. Os cientistas dormiam, menos Min Yoongi -o diferentão-. Ele ficava olhando para um ponto fixo na parede, e algumas vezes olhava para o corredor, que estava iluminado por causa do quarto de Hoseok.


Ele está acordado? - Sussurrou. A curiosidade era mais forte que ele. Ele cautelosamente tirou o lençol, se levantou do colchão e andou até o corredor. Assim que chegou à porta do quarto, se deparou com Hoseok de costas. Aproveitou e deu uma boa olhada no interior do quarto.


O que você quer? - Perguntou o ruivo, sem olhar para trás. - Porque não está dormindo?


A mesma coisa pra você. - Reclamou, -novamente- cruzando os braços


Hahaha, vocês acabaram de chegar nesta dimensão, é normal que não consiga dormir. - Se virou para o Min - Eu não costumo dormir. Quando estou bem relaxado, talvez eu cochile, mas não é sempre.


Mas você sabe que se ficar sem dormir você pode adoecer certo? - Perguntou o moreno, preocupado com a saúde do seu novo amigo.


Eu sei sim, obrigado por se preocupar. - Estampou um sorriso sereno. - Ah entre.


Com licença… - Ele adentrou no quarto.


Você é sempre assim? - Perguntou Hoseok fechando a porta do quarto.


O que você quer dizer com “assim”? - Perguntou o moreno


Ele sorriu de canto - “Assim” eu digo grosso e mal educado - Hoseok falou, se apoiando numa escrivaninha.


Claro que não. - Respondeu, irritado. - Eu sou calmo, só as coisas ao meu redor que me irritam. Deve ser por isso….


Hahaha...sei - Ria Hoseok da cara de idiota que Yoongi fazia


- O que você estava fazendo? - Mudou de assunto.


Vendo fotos antigas. - Falou, se sentando na cama.


Essa na foto, é a sua mãe? - Perguntou Yoongi, apontando para uma moça que estava ao lado de Hoseok na foto.


É sim. - Falou com a voz um pouco trêmula. - Eu...perdi ela faz uma semana.


Meus...meus pêsames… - Yoongi desviou o olhar rapidamente.


Não… Não tem problema. - Falou ele, engolindo a seco. - Coisas assim acontecem com frequência por aqui.


Hoseok… - Yoongi podia não ser a pessoa mais sentimental do mundo, mas sabia exatamente quando alguém estava triste. Os olhos do ruivo estavam totalmente brilhantes por causa das lágrimas. Hoseok iria chorar, mas não queria que isso acontecesse. Ele estava segurando o choro.


Ok. - Falou o ruivo, secando seus olhos e se levantando da cama. - É melhor você ir dormir. Suas olheiras não são nada rasas… - Ele andou até a porta e a abriu.


Tá. Vou tentar. - Yoongi sorriu de canto.


E mais uma coisa… - Hoseok chegou perto de Yoongi e passou um de seus braços pelo pescoço dele.


Caralho.


Ele sussurrou. - Sabe...você faz mesmo o meu tipo. Sinta-se honrado por ser a primeira pessoa a ter esse tipo de personalidade.


Depois disso, Yoongi saiu do quarto e Hoseok fechou a porta. O Min ficou ali parado, olhando para a fresta da porta, que estava iluminada, Hoseok não iria dormir.


Caralho. - Sussurrou.


Era a primeira vez que isso acontecia com ele. Um sentimento que nunca tinha sentido antes estava o preenchendo. Qual sentimento? Algo entre nervosismo e tesão.


Hey, seu idiota. - Namjoon chamou a atenção de Min Yoongi. - O que está fazendo aí? Venha dormir!


Já vou, já vou. - Reclamou, mas se deitou no colchão. Ele ficou acordado por mais uma hora, olhando para a fresta do quarto do ruivo, tentando conter sua vontade de entrar lá novamente e ficar para o resto da vida.





Notas Finais


Nos vemos logo!
Kissus de Pipoca Doce ~ReolMH ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...