História Dear Louis, I just want to say I'm sorry - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Louis Tomlinson
Tags Carta, Harry Styles, Larry Stylinson, Louis Tomlinson, One Direction
Exibições 27
Palavras 997
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIEEEE ESTRELINHAS <3

Bom, eu queria dizer q eu escrevi isso imersa numa bad horrível, eu tava no carro e começou uma música bem triste e veio a ideia :v, então tentei colocar o máximo de sentimento possível nela, mas por vários motivos eu to mega insegura com essa one, então espero de coração q vcs gostem <3
Eu escrevi ouvindo algumas músicas meio tristes, vou deixar os links nas notas finais caso vcs queiram <3 Msm fora do capitulo eu recomendo, são lindas <3
Qualquer erro me avisem pra eu corrigir ok? <3
Boa leitura <3333

Capítulo 1 - Letter - Capítulo Único



Querido Louis,
               Você pode estar pensando agora, coisas como "Que droga é essa", ou batido os olhos no meu nome no fim desse papel, antes de ler e pensado "Por que raios ele escreveu uma maldita carta?", talvez você nem tenha aberto, apenas jogado fora, seria um tanto grosseiro, mas eu mereço que você seja grosseiro comigo.
              Antes de tudo eu queria te agradecer, agradecer de verdade, queria te agradecer por cada segundo que passei ao seu lado, ou com você em meus pensamentos, por cada sorriso que você me proporcionou antes de boas noites de sono, que só eram realmente boas por ver seu lindo rosto em meus sonhos, ou poder vê-lo deitado ao meu lado na cama. Se lembra de todas as vezes que passeamos e brincamos nos dias de neve? De todas as vezes que fomos na sua cafeteria favorita, aquela que ficava escondida por lojas movimentadas e seu estilo de arquitetura antiga -aliás você sempre ficou lindo olhando para as janelas com uma caneca nas mãos-? Ou como nós vivíamos indo em lojas de roupas pois, você sempre disse que eu tinha "o estilo de um garoto de seis anos se vestindo sozinho"? Ou até como sempre ficamos deitados no jardim da sua casa, encima de um pano velho com manchas de tinta seca, enquanto riamos um dos planos de vida do outro? Bom, eu me lembro disso tudo, como se ainda acontecesse.
            A última memória é que me traz mais saudade, ela está ligada a várias outras. Pensar naquela toalha velha que você usava para forrar o chão, me faz lembrar de como você ficava lindo pintando, sua expressão de cuidado e atenção, não posso negar que uma vez ou duas, eu imaginei você olhando daquela forma para crianças, nossos filhos, filhos... Também me lembra que aquele pano virou um "patrimônio nosso", lembro que você não a colocou de volta no lugar, você manchou o chão do quarto e sua mãe brigou com você, me senti péssimo, mas acolher você em meus braços foi uma das melhores sensações da minha vida, eu nunca havia me apaixonado assim, sua mãe sempre foi muito perfeccionista e você, sempre odiou discutir com ela. E os planos para o futuro, eles só não me causam mais arrependimento do que o que eu fiz com você, seus planos sempre foram casar, ter filhos, trabalhar em algo que envolvesse arte e morar em uma casa mais afastada, até aí é algo normal, mas você sempre dizia que queria completar esses planos comigo, mas eu sempre fui tão ridiculamente frio, eu dizia coisas diferentes sempre que falávamos sobre isso, "tão bipolar", você dizia e eu apenas dava risada, mas o que eu falava sempre envolvia carreira, eu não via um problema na época, mas hoje eu vejo: nunca envolvia família, nunca envolvia você, eu sempre guardava os mais importantes para mim.
            Pode parecer que eu nunca senti nada por você, só estive lá por estar, mas eu era perdidamente apaixonado por você, você era motivo dos meus sorrisos bobos, meus pensamentos felizes, de passar noites acordado, seja perto de você e aproveitando cada segundo, ou longe de você e com você em meus sonhos.
            Eu posso dizer que aproveitei cada segundo ao seu lado, conheci cada expressão e cada canto de você, por dentro e por fora, seu corpo e suas emoções. Cada momento desses um ano e seis meses estão guardados em um livro dentro de mim. Agora você deve pensar: "você falou que lembra tanta coisa e errou o nosso tempo de namoro, por que eu não estou surpreso?", eu sei que nós namoramos exatos dois anos e uma semana, não me esqueci disso, o problema é: você sempre foi um livro aberto para todos, e eu sempre guardei as coisas dentro de mim, você sempre me amou e eu apenas fui perdidamente apaixonado por você. Algo dentro de mim me fez pensar, depois de um ano e seis meses, que eu não sentia mais nada por você, mas eu sentia e talvez ainda sinta.
            Eu terminei com você pelo simples fato de que me apaixonei por outro cara, e não por qualquer outra desculpa que tenha dado à você, o que eu me arrependo até hoje por ter percebido tarde demais, foi que ter ele não valia a dor de perder você. O ditado "Mais vale um pássaro na mão, do que dois voando" nunca fez tanto sentido, no fim, fiquei sem nenhum dos dois, mas, o problema verdadeiro foi ter perdido meu pássaro especial, único e que deveria ficar comigo para sempre, você.
           Sei que você provavelmente não quer mais olhar na minha cara, talvez você nem esteja mais lendo, te conhecendo bem você vai queimar essa carta e ver o fogo dançar na sua frente. Bom, eu só queria pedir desculpas, por ser tão frio, por guardar as coisas para mim, por não ter sido tudo que podia, por não te contar o quão era especial para mim te imaginar no meu futuro, por ter te trocado, e mais importante, por nunca ter te amado e devolvido o sentimento lindo que você me entregava.
          Você pode pensar o porque demorei pouco mais de cinco meses para escrever isso e colocar na sua caixa de correio, bom, eu vi você ontem com outro garoto no parque -não pense que estou te vigiando ou algo assim, eu não faria isso, estava apenas andando por lá e acabei vendo vocês-, e eu só queria além de pedir desculpas, dizer que do fundo do meu coração, que eu quero que você seja extremamente feliz, seja com esse garoto ou com outro, e a vida toda, que você encontre alguém que possa retribuir todo o amor, os cuidados, carinhos e sorrisos que você me deu um dia e eu não soube cuidar. Desejar isso é o mínimo que eu posso fazer depois da pessoa horrível que fui com você.
                                                  Um abraço de seu não tão querido (creio eu), Harry
 


Notas Finais


As músicas de que falei:

Cigarettes After Sex - Nothing's Gonna Hurt You Baby: https://www.youtube.com/watch?v=R2LQdh42neg

Wet - Don't Wanna Be Your Girl: https://www.youtube.com/watch?v=3lNuttRinIA

Kissus :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...