História Dear love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren, Drama, Fifth Harmony, Intersexualidade, Love, Romance
Exibições 13
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


💘Oi gente!! ❤️
Espero que gostem, viu!

foto da nina

Capítulo 1 - Eu voltei


Fanfic / Fanfiction Dear love - Capítulo 1 - Eu voltei


Lauren POV ON.

-Bem-vindos a Nova York! - Ouço a voz da anunciadora pela caixa de som. Eu acabo de sair de um trem e estou parada na Estação Central de Nova York.
Pego meu celular. Nenhuma mensagem ou chamada perdida, pelo visto, o que é surpreendente pois Nina normalmente iria me bombardear de mensagens ou ligações e ficava frustrada ao ver que não atendi nenhuma.
-Lauren! - Ouvi meu nome sendo chamado e me virei a tempo de perceber: era Nina, minha irmã adotiva. Ela enrolou os braços magros em volta de mim num abraço apertado e carinhoso - Eu senti sua falta...
-Também - Respondo e me separo ligeiramente do abraço. Ela era um pouco mais alta do que eu desde a última vez e seus cabelos loiros sedosos cresceram um pouco mais. 

-Vamos? - Ela pergunta e nós começamos a andar para seu carro vermelho que estava estacionado do outro lado da rua. Ao chegar, ela continua - Como foi lá?
-O quê?
-Não se finja de tonta, Lau. Estou falando do internato, óbvio.

Há 1 ano, eu sai de Nova York sem falar nada para meus amigos, incluindo Camila, a minha melhor amiga por quem me apaixonei. Eu decidi escapar das fofocas maldosas e de tudo que enfrentava por ser intesexual e decidi ficar no Internato Connecticut, na Europa.
Eu adorei sim o internato mas mal consegui enfrentar as saudades de Camila e dos meus amigos e decidi voltar. 
-Ah, Nina, foi tudo bem. Eu conheci gente legal, gente chata... Tudo beleza - Respondo revirando os olhos, a minha irmã é muito xereta e curiosa realmente.
-Hm, então tá.. - Ela responde e logo estica o braço para ligar o rádio. Começa a tocar Closer e a nostalgia de mim e Camila vem.

Eu e a Camz somos melhores amigas desde pequenas. A mãe dela é estilista e a minha, socialite, ou seja, elas não tinham muito tempo para a gente, então sempre iamos para a casa uma da outra. 
Ela foi uma das únicas pra quem contei que eu era intersexual e ela me aceitou na boa e nossa amizade continuou ótima. Quando sai de Nova York, eu comecei a mandar a ela cartas, as quais ela respondia. Eu lembro que deixava as cartas dela sempre numa caixa de sapato Louis Vuitton cheia de fotos nossas. 
O problema é que fiquei tão ocupada que fui obrigada a parar de responder suas cartas, e a certo ponto ela também parou de mandar elas. Aquilo meio que pausou nossa amizade e me pergunto se ela está agora disposta a continuar.
-E como você esteve, Nina?
-Tô namorando! - Ela cantarola feliz.
-Que choque, achei que você ficaria solteirona pra sempre. 
-Aff, para com esse bullying com sua irmã! - Ela brinca e nós duas rimos.
Em poucos minutos depois chegamos no prédio e pouco tempo depois chegamos na cobertura, onde moramos junto com Ivy, nossa mãe.
Ela nunca realmente foi presente na nossa vida, apenas nosso tio Dan era. Ela só vinha em casa de vez em quando e chegava realmente muito bêbada, e se chegava a falar alguma coisa era só pra ofender a gente.
NINA POV ON.
Quando a Lauren foi para o internato dela, eu e Dan morremos de saudade dela. A gente mandava pra ela cartas falando o que tinha acontecido e surpreendentemente eu nunca contei a ela de quando conheci Nathan, o amor da minha vida.
Infelizmente, mesmo assim Ivy realmente não deu a mínima quando Lauren saiu e confinuou com suas frequentes noitadas. Por alguma razão, continuamos muito bem financeiramente. 
Apenas recentemente ando percebendo aquela vaca ficando mais em casa. Ela até esquecera que a própria filha tinha ido para o internato e me perguntou onde Luaren estava! Me segurei para não dar um tapa em seu rosto, ainda tenho nojo dela.
-Lauren? Nina? - Ouvimos nosso tio Dan e ele dá um abraço super apertado na Lauren, que solta uma risada curta mas alegre.
-Tio Dan! Senti muito, muito sua falta!
O tio Dan foi sempre muito presente na nossa vida e ele começou a viver com a gente quando Lau tinha 7 anos e eu, 11. A Ivy tinha chegado para mais uma de sua snoitadas e partimos para vê-la.
FLASHBACK ON
-Mamãe! - Lauren celebra, correndo para ela e abraçando ela. Ivy era realmente muito alta, então Lau só conseguia abraçar suas pernas.
-Eu não tenho filhas. - respondeu friamente, chutando Lau. A pequena caiu do outro lado da sala e começou a chorar, um hematoma roxo marcado na bochecha. Eu voltei o olhar para Ivy, os olhos marejados.
-Você também merece um castigo por mentir desse jeito, sua rata imunda! - Ela grita novamente, me chutando. Eu caio do lado de Lauren e também tenho um hematoma no rosto.
Acabamos dormindo ali, com medo de que a mamãe nos batesse mais ainda, mas estavamos erradas: ela acabou desmaiando no sofá pelo eefeito da bebida. 
No dia seguinte, ela partira novamente para fazer algo, mas eu e minha irmã estavamos no sofá, alguns curativos nas bochechas para esconder as marcas. Depois do almoço, a porta foi aberta e o Tio Dan vem. Ele olha atordoado para nossos curativos e corre para nós, nos dando um abraço apertado.
-M-Meu Deus... Eu vou cuidar de vocês e não irei deixar aquela monstra fazer aquilo novamente...
FLASHBACK OFF
Ele sorriu enquanto Lau saia dos braços dele.
-Nós temos muito do que conversar, hein mocinha? - Ele brinca e nós rimos.
Na cozinha estava o almoço, tudo pronto em cima da mesa. Nos sentamos e começamos a comer, todos calmos.
-Como anda em Nova York desde que fui? - Lauren pergunta.
-Tá normal, eu acho. Aquele time de basquete que você gosta venceu o campeonato e... - Dan fala.
-Tio. Ela deve estar falando das amigas dela e tal! - Eu falo para ele.
-Hm... Camila veio aqui muito tempo atrás falando que você não deu mais notícia e queria saber se você tava bem.. Eu falei que não sabia. Ally, Dinah e Normani vieram junto, também.
LAUREN POV ON.
É, Dinah, Normani e Ally eram também nossas melhores amigas. A gente se adora mas não sei se elas estão bem comigo sobre não mandar notícia nenhuma.
Eu termino de almoçar e logo subo para o meu quarto. Está cheio das minhas fotos antigas, com as minhas BFFs e Camila. 
-Você sente saudade delas, certo? - Tio Dan me assusta, ele está na porta - Seu primeiro dia de aula é amanhã. Aproveita e fala com elas, aposto que elas vão adorar de saber que você está de volta.
-Ah, sério?
-Claro que sim! - Ele fala - Elas são suas amigas. por que não estariam?
Eu agradeço e dou um abraço nele. Vou para o banheiro e tiro minhas roupas sujas e ando para o chuveiro. Ligo ele e sinto a água quente na minha pele, relaxando meus músculos depois da viagem. Eu solto um suspiro de alívio.
Uns minutos depois eu saio do banho e coloco um macacão jeans, um top branco e um cardigan florido.

Ando para a mochila para arrumar o material de amanhã.
Eu não posso mentir, estou super ansiosa para amanhã, encontrar Camila e as outras. Espero que elas me perdoem pelo que fiz, estou muito arrependida e espero continuar com nossa amizade.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...