História Dear Lover || B.P & H.S - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Harry Styles, Liam Payne, Personagens Originais
Tags Adultério, Barbara Palvin, Família, Harry Styles, Liam Payne, One Direction, Sexo, Traição
Exibições 212
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


bom, essa é a minha 4ª fanfiction aqui no spirit fanfics e eu espro que gostem <3 vocês não vão se arrepender de ler, garanto <3
se realmente gostarem, não se esqueçam de favoritar a fic <3
se possível, deixe um comentário me dizendo o que você achou, se eu paro, se eu continuo, enfim, me fala aqui em em baixo, a sua opinião é o que vale para me motivar <3
e se não for pedir muito, mas já pedindo, por favor, divulguem para as Directioners que vcs conhecem <3
combinado?
agora vou parar de falar e deixar vc ler dfnsgchsg
boa leitura <3

Capítulo 1 - Where It All Begins


Fanfic / Fanfiction Dear Lover || B.P & H.S - Capítulo 1 - Where It All Begins

Dirigindo concentradamente, ia em direção ao colégio buscar Maddie. Hoje é o primeiro dia de aula no colégio novo, que Liam insistiu investir para ela, embora eu não ter concordado tanto com essa ideia, pois Maddie já tinha muitos amiguinhos no outro colégio e fazer novas amizades, era quase difícil para ela. Geralmente, ela não conseguia se enturmar como as outras crianças, e as vezes isso me preocupava. Estacionei o carro com segurança e desci do veículo, erguendo os óculos escuros, tentando enxergar a cabecinha de Maddie no meio daquelas crianças que saiam e entravam por aquela porta. Sorri ao avistar seus cabelos castanhos e seus olhos azuis, que brilhavam tanto quanto aquele sorriso.
            - Mamãe, mamãe – Ouvi ela gritar e correr até mim.
            - Olá meu amor – Ri entusiasmada ao vê-la tão sorridente, como sempre. Me agachei ficando na mesma altura que ela, a abraçando com uma de minhas mãos em sua cabeça. Me lembro de quando ela ainda era um bebê recém-nascido, quando a peguei em meus braços pela primeira vez. Tão frágil, tão pequena e agora, a minha prioridade na vida, o meu bem mais precioso, o meu pequeno tesouro. A minha Maddie.
            - Olha só o que eu desenhei – Ela mostrou a folha sulfite, rebocada de glitter rosa com o desenho de uma flor. Um de seus hobbies era desenhar, e sempre diz que quando crescer, quer ser desenhista. Coisa de criança.
            - Deixa eu ver – Peguei a folha e abri a boca, demonstrando esta surpresa pelo desenho – Que lindo, filha. Você que fez?
            - Sim – Ela riu assentindo com a cabeça.
            - Eu adorei – Sorri beijando uma de suas bochechas, que eram tão fofas que as vezes me dava vontade de morde-las – Aposto que o papai também vai adorar o seu desenho.
            Me casei com Liam, assim que fiquei grávida. Ele é um bom marido, quer dizer, as vezes brigamos e discutimos, ou até mesmo ficamos sem se falar por um dia inteiro, devido ao trabalho na fábrica de artigos de porcelana, e na empresa na qual eu trabalho. É cansativo, e nos finais de semana sempre dedico meu tempo para Maddie, ou quando tenho que fazer algo relacionado ao trabalho em casa, a deixo na casa dos pais de Liam. Meus pais moram em Londres, enquanto eu, vim embora para Liverpool. Tudo bem, não estamos tão longe assim, mas é uma boa distância daqui até a casa dos meus pais, que fica na velha e congelante Londres. Me casei cedo demais, devido ter engravidado cedo demais, e não teria condições de viver e criar Maddie na casa de meus pais, então optei em ir embora com Liam, devido a fábrica que ele administra.
            Chegando em casa, guardei o carro dentro da garagem e peguei Maddie em meus braços. Mas antes, havia passado no mercado comprado algumas coisas que estavam faltando. Assim, eu evitaria de sair às pressas depois do trabalho, para ir fazer compras já que Liam não é do tipo de pessoa que enfrenta filas de mercado, coisas assim. Abri a porta de casa e coloquei Maddie no chão a deixando entrar primeiro, logo em seguida, entrando também.
            - Papai – Ela correu para sala, Liam estava esparramado no sofá vendo televisão.
            - E aí, baixinha – Riu ele a pegando e a colocando encima dele – Se divertiu no colégio novo?
            - Sim, muito – Disse ela, estava agitada. Afinal, criança é assim mesmo – Olha o desenho que eu fiz.
            - Uma flor – Ele ficou surpreso, a mesma reação que eu sempre uso quando ela me mostra alguma coisa para gente – Muito bonita, querida.
            Sorri ouvindo os dois lá da cozinha, eu gostava quando Liam interagia assim com a nossa filha. Ele é homem muito ocupado, administra a fábrica e outros negócios financeiros e quase nunca tem tempo para Maddie, o que a deixa um pouco triste. Ao guardar algumas coisas dentro do armário, senti as mãos de Liam grudarem em minha cintura. Sorri me virando para ele e depositando um beijo em seus lábios.
            - Não vai trabalhar hoje? – Passei a mão em seu peito, suspirei.
            - Tenho uma reunião ás duas horas com o meu novo sócio e não sei que horas irei voltar – Disse ele brincando com uma das mechas do meu cabelo – Pensei que fosse levar Maddie para o trabalho hoje.
            - Sabe o que aconteceu da última vez, não sabe? – O olhei e ele segurou a gargalhada – Ela rabiscou um dos meus relatórios importantes, eu tive que ficar acordada quase a noite toda, refazendo tudo de novo.
            - Sabe muito bem que não pode culpa-la, é uma criança, não sabe o que faz – Liam beijou minha testa.
            - É, a nossa menininha – Sorri o olhando e o beijei – Bem, eu vou me arrumar para o trabalho. Você leva Maddie para a casa da sua mãe?
            - Pode deixar, querida – Ele me deu mais um beijo e eu sorri saindo dali, indo para o quarto.

            xx

            17:35 A.M

            Na empresa tudo estava ocorrendo bem, e como sempre ali estava eu, verificando e-mails importantes que outras empresas de moda grife que são nossas parceiras lucrativas, alguns eventos especiais que vamos realizar e etc. Ouvi a porta se abrir e Alessa aparecer com alguns papeis pendentes em suas mãos, uma xícara branca com algo dentro que deve ser o café que eu pedi e um telefone. Ela é a minha secretária, para falar a verdade uma das minhas melhores secretárias.
            - Alessa, a porta – Disse eu concentrada no meu computador, enquanto digitava. Incrível como ela sempre consegue esquecer de bater na porta antes de entrar.
            - Desculpe, Sra. Palvin – Ela riu – Eu sempre esqueço disso – Ela colocou os papéis sobre a mesa – Trouxe o seu café.
            - Depois de vinte minutos – Revirei os olhos sorrindo, tirei meus óculos de grau pegando a xícara – Obrigada.
            Ela sorriu com as mãos para trás, e logo levantou as sobrancelhas lembrando daqueles papéis que ela colocou sobre a mesa. Ela pegou de novo e entregou em minhas mãos. Às vezes é atrapalhada, mas gosto de tê-la aqui, trabalhando para mim. É uma ótima funcionária.
            - Aqui estão os desenhos das estilistas – Ela disse e eu peguei as folhas, olhando os desenhos atentamente.
            - Ficaram perfeitos – Sorri surpresa e as guardei ali do lado da mesa – Mais alguma coisa?
            Ela mostrou o telefone.
            - Seu marido ligou – Disse ela – Quer deixar recado?
            - Não, não – Neguei e peguei meu celular – Pode deixar, eu vou ligar para ele.
            - Sim senhorita, com licença – Ela saiu dali e fechou a porta. Disquei o número do Liam e esperei na linha, ouvindo aquele barulhinho chato na hora da chamada.
            - Alô? – Ele atendeu.
            - Oi amor – Sorri de canto.
            - Onde você está? – Ele perguntou.
            - Trabalhando – Franzi as sobrancelhas – Por que?
            - Vou assinar contrato com o meu novo sócio, e precisamos de mais tempo para conversarmos sobre os novos negócios – Disse ele – Então, o convidei para jantar em casa hoje. Poderia preparar algo especial?
            Suspirei desanimada. Apesar de também ser dona de casa, eu detesto cozinhar para visitas. Muitas vezes as pessoas que veem em sua casa, não gostam do que você vai servir, então apenas comem e diz que gostou para não ser tão grosseiro e dizer “Que merda é essa que você cozinhou? ”.
            - Liam, você sabe que muito bem que eu não gosto de cozinhar para visitas – Disse – Por que não encomenda uma pizza?
            - Enlouqueceu? Como vou impressionar meu sócio oferecendo pizza? – Liam exclamou.
            - Tudo bem – Revirei os olhos – Eu cozinho.
            - Sabe que eu te amo, meu amor – Disse ele tentando me agradar, já que vou fazer algo que realmente não gosto. Só vou fazer para ele impressionar o tal cara.
            - Eu também te amo – Sorri – Só me deixa trabalhar agora, ok? – Ri de canto.
            - Você se incomoda tanto que eu te ligue? – Ele pareceu sério.
            Suspirei desanimada, é impressionante a facilidade que Liam consegue ter para começar uma discussão comigo. Às vezes, quase tudo é motivo de discussão, e isso me enchia as vezes.
            - Liam, não começa – Revirei os olhos – Eu tenho coisas para fazer, não posso ficar no telefone.
            - Ok, Barbara – Ele pareceu meio irritado, só pelo seu tom de voz alto e grave – Nos vemos depois.
            E ele desligou, sem ao menos me dar tchau. Por que é tão difícil entender que no trabalho, eu estou sempre ocupada?

            xx

            21:10 P.M

            Na frente do fogão, eu preparava o meu refogado de frango com legumes e Maddie estava na sala, assistindo um filme infantil. Liam ainda não havia chegado, que reunião é essa que não acaba depois das seis da tarde? Neguei com a cabeça seriamente ao olhar a hora no relógio na parede, espero que ele não esteja naquele maldito bar pela milésima vez. Um dos nossos maus entendidos foi por causa do seu pequeno vício com a bebida. Ele costumava sair da fábrica e ir para um bar próximo, beber algo. Muitas vezes ele chegava tarde, é um dos motivos para brigarmos, pois, tendo uma criança pequena em casa, não acho certo ele sair do trabalho e voltar com aquele cheio horrível de álcool, isso seria mal exemplo para Maddie.
            - Amor, cheguei – Ouvi a porta se abrir, ouvi algumas risadas, ele não estava sozinho. Com certeza havia chegado junto com o seu tal sócio. Sequei as mãos, chequei a panela e saí da cozinha, para recebe-los. Avistei o homem alto de ombros largos e olhos esverdeados, cabelo bem cortado, ao lado de Liam. Estava com roupa social.
            - Você chegou – Sorri fraco.
            - Querida, esse é Harry Styles, meu sócio – Liam sorriu me apresentando a ele – Harry, essa é a minha esposa, Barbara.
            O tal Harry sorriu para mim gentilmente e esticou a mão para me cumprimentar. Sorri educadamente para ele e apertei sua mão.
            - É um prazer Sr. Styles – Disse.
            - O prazer é todo meu, Barbara – Ele me olhou e sorriu novamente.


Notas Finais


ME PERDOEM POR QUALQUER ERRO DE PORTUGUES </3
O QUE ACHOU? VEM CÁ E ME CONTA AQUI EMBAIXO <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...