História Dear Lover || B.P & H.S - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Harry Styles, Liam Payne, Personagens Originais
Tags Adultério, Barbara Palvin, Família, Harry Styles, Liam Payne, One Direction, Sexo, Traição
Exibições 108
Palavras 1.972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi oi gente :)
ficaram com saudades? pois é né hjnfcahjnac desculpem a demora, eu vou explicar rapidinho pq demorei a postar:
eu estou um pouco... vamos dizer... mal, sabe, estou com alguns problemas aqui e até pensei em parar de escrever fanfics e abandonar completamente o spirit fanfics, mas não.
aaah mas Érica, que tipo de problema é esse que vc ta passando?: baixa auto estima.
eu pensei em vcs e como gostam das minhas histórias, resolvi apagar essa ideia da cabeça e continuar a escrevendo...
até pq, escrevendo e criando histórias ficticias com os meus idolos, me faz me sentir um pouco melhor e esquecer de muitas coisas...
mas enfim, me desculpem a demora e vou tentar atualizar o mais rápido possível :)
boa leitura <3
(e me desculpem por qualquer erro de portugues, ou por eu ter comido alguma letra de alguma palavra kniacyhi eu escrevo rápido, me desculpem)

Capítulo 15 - Oh, No!


Fanfic / Fanfiction Dear Lover || B.P & H.S - Capítulo 15 - Oh, No!

Meu marido desconfiou de mim e de Harry, quase nos beijamos no parque ontem. E eu não queria que ele desconfiasse, apesar de tudo que ele possa pensar sobre mim, é a verdade. Já estive na mesma cama que Harry, ele me deu o que Liam nunca mais me deu, o carinho e afeto de um homem. E com ele me sentia outra mulher, era errado, proibido mas eu gostava. O ser humano gosta do que é proibido, apesar de ter uma consequência por trás dos atos. Harry separou nossos lábios devagar, abrimos os olhos olhando um para o outro. Gostava da cor de seus olhos, o verde esmeralda mais lindo que já vi. Tão forte, combinava com sua personalidade, o deixa incrivelmente irresistível. Ele envolveu sua mão em minha nuca fazendo carinho em meu cabelo. O olhava como se fosse uma obra de arte, um escultura de um deus grego, tão valiosa. Abri os botões do meu casaco o abrindo, se deslizou dos meus braços caindo no chão expondo meu corpo por inteiro, usava uma lingerie branca. Harry me visualizou dos pés ao cabelo, sorriu no canto dos lábios, aquele sorriso maroto de sempre. Sorri para ele e com uma mão, soltei meus cabelos que logo se deslizaram nas minhas costas. Ele voltou a me beijar, passava a mão em minha cintura a apertando de vez em quando. Mordi seu lábio passando as mãos em seu cabelo, seus lábios se direcionaram para o meu pescoço e depois para o meu ombro, sorria de olhos fechados sentindo seus beijos.
            - Isso é tão errado – Sussurrei.
            - Eu gosto de violar regras.
            Ambos riram, risos marotos, risos pervertidos mas eu gostava daquilo. Ele se sentou na cama e em sua frente, tirava minhas roupas íntimas. Mordeu os lábios olhando o movimento que minhas mãos faziam enquanto eu ficava nua. Ele passou sua mão em meu corpo, logo me puxando para perto dele. Se livrou de seus jeans que o apertava cada vez mais, e me fez sentar em seu colo. Nos beijamos novamente, Harry se deitou na cama me fazendo ficar por cima dele. Envolvi minhas mãos em sua nuca o beijando delicadamente, enquanto ele se livrava de sua boxer. Baguncei seus cabelos, suas mãos se deslizavam por todo o meu corpo me causando um calor inexplicável. Senti ele penetrar em mim, jogo a cabeça para trás começando a me movimentar e suas mãos apertarem minha cintura. Mordo meus lábios comprimindo meus olhos, Harry imitia gemidos fracos e baixos fechava os olhos me apertando e me incentivando para que eu acelerasse. Comecei e gemer junto com ele, nos beijamos mais um pouco e não parávamos. Harry puxou meus lábios, e voltou a se concentrar no nosso beijo. Um beijo diferente, cheio de sentimento e paixão. Olhei para ele acariciando seu rosto, sorrimos um para o outro. E um olhar que também, era cheio de sentimento.

            xx

            Abri meus olhos lentamente e pisquei algumas vezes para a minha visão voltar ao normal. Ainda estávamos no hotel, naquele quarto que por todos os lados havia o nosso cheiro. Olhei para o lado e avistei Harry totalmente adormecido, os cabelos bagunçados, parecia um anjo enquanto dormia profundamente. Sorri o vendo dormir e observei a bagunça que aquela cama estava. Os lençóis brancos estavam bagunçados sobre a cama, as nossas roupas espelhadas pelo chão. Mordo os lábios lembrando desse momento tão excitante, e me levantei da cama pegando a sua camisa e a vestindo. Suspirei abrindo a porta da varanda devagar para não acorda-lo e saí para fora, andando até a grade de proteção. Me apoiei naquela grade e olhava a grande paisagem urbana da cidade de Liverpool e imagino como seria a minha vida se nunca tivesse ido embora, com o Liam. Claro, eu estava grávida da Maddie e precisávamos de uma casa só para nós dois, e como seus pais vivem aqui a anos, Liam não perdeu a oportunidade de vir embora e assumir a fábrica de porcelana de seus pais. Se eu não tivesse vindo embora, eu ainda estaria com os meus pais e Liam e eu nunca teríamos nos conhecido. Por um lado, isso é ruim, pois Maddie não viria para esse mundo e alegrar minha vida. E também, nunca teria conhecido Harry. Um homem magnifico, extraordinário. Nunca estivesse tão satisfeita nos braços de um homem, como estivesse nos braços dele. Sentindo seus toques tão quentes, tão excitantes. Já me senti assim com o Liam, mas foi no passado, o passando onde um dia já fomos muito felizes. O vento fraco bateu em meus cabelos, olhava para a paisagem totalmente pensativa. Pensava na Maddie, pensava no Liam, pensava no Harry...
            - Pensei que tinha ido embora, babe.
            Ouvi a voz rouca de Harry sussurrar em meu ouvido, suas mãos tão grandes tocando meus braços. Sorri de olhos fechados ao sentir que ele beijar o meu pescoço. Me virei para ele beijando seus lábios delicadamente, acariciava a sua nuca enquanto nossos lábios se envolviam. Separamos nossas bocas por um momento, e olhamos um para o outro.
            - Ficou linda – Harry sorriu me vendo vestida com a sua camisa – Sexy.
            - Amor – Ri.
            - Amor? – Ele me olhou.
            Arregalei os olhos ao ver que o chamei assim, ele me olhou com um sorriso no canto dos lábios. Fiquei corada abaixando a minha cabeça, colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha.
            - Desculpe, foi automático – Disse ele.
            - Automatico? – Arqueou a sobrancelha.
            - É, eu sempre chamo o Liam assim, então – Tentava explicar, mas não conseguia convence-lo daquilo. Tudo bem, eu já estava me entregando a ele totalmente – Quer dizer, não pense que quando estou com você, penso no meu marido, eu só...
            - Não, não é isso – Disse ele e depois sorriu lindamente – Eu adorei você ter me chamado assim.
            - H-Harry, eu – Olhava para o chão tentando fugir de seu olhar, mas era impossível.
            - Shh – Harry me fez olhar em seus olhos – Por que está nervosa?
            - Bom, eu – Abaixei a cabeça novamente, mas ele a ergueu.
            - Barbara, não percebe? – Sussurrou para mim, olhava em meus olhos.
            - Perceber? Mas, perceber o que?
            - Eu estou apaixonado por você.
            Meu coração acelerou naquele momento, minha respiração ficou um pouco acelerada. Não sabia o que dizer a ele, estava muda, sem palavras enquanto seus olhos me encaravam com um belo sorriso em seu rosto.
            - E-Eu não sei o que dizer.
            - Você sabe, só está insegura – Acariciou meus lábios com o dedão – Eu sei que está sentindo o mesmo por mim.
            - E por que tem tanta certeza disso? – Perguntei.
            - Vejo como se sente quando está comigo, quando eu toco em você, quando sorri para mim – Sussurrou – Quando me beija, como se estivesse apaixonada.
            Respirava fundo com os meus olhos fechados, ele estava dizendo a verdade. E a verdade é que estou totalmente apaixonada por ele, gostava de beijá-lo, gostava de ter suas mãos me tocando, gostava do meu sorriso, do seu jeito maroto e divertido de me olhar.
            - Eu sou casada.
            - Eu não me importo, eu te amo, Barbara – Disse ele colocando as mãos me meu rosto – Eu te amo – Sussurrou.
            - Me ama? – Fechei meus olhos.
            - Te amo – Falou novamente – E o que eu mais quero, é ter você por completo.
            - Completo? – O olhei – O que quer dizer?
            - Se divorcie do Liam.
            - Mas, eu...
            - A sua filha pode gostar de mim, eu seria como um pai para ela – Ele pegou em minhas mãos – Eu faria de tudo para ela gostar de mim.
            Suas atitudes eram lindas e suas palavras eram verdadeiras. E eu sei que ele faria tudo por mim. Colei nossas testas, massageei seus ombros delicadamente.
            - Você é o homem mais maravilhoso desse mundo – Sussurro – E eu não posso negar isso a você, Harry, eu estou apaixonada.
            Ele sorriu anda mais e me beijou intensamente envolvendo suas mãos em meu rosto. Sorriamos entre o beijo, estávamos incrivelmente apaixonados um pelo outro. Naquele momento, Liam não existia mais mim.
            - Comigo, você vai ser a mulher mais feliz do mundo – Sussurrou me abraçando.
            - Eu já sou feliz por estar com você – Beijei atrás da sua orelha – É a melhor coisa que me aconteceu.
           
            E a noite chegou rápido e eu me arrumei para poder voltar para casa. Arrumei meus cabelos na frente do espelho e Harry vestia seu casaco, pegando as chaves do carro. Me abraçou por trás beijando meu rosto me fazendo rir.
            - Vamos? – Sorriu ele.
            - Vamos – Assenti dando eu selinho nele.
            Saímos do quarto de mãos dadas e pegamos o elevador para descermos para o térreo. Saímos do elevador e Harry pegou o tempo em que ficamos no quarto, saímos do prédio.
            - Entre – Ele abriu a porta do carro para mim.
            - Não, eu vou pegar um táxi – Neguei.
            - Deixa eu te levar para casa, por favor – Ele me beijou.
            - Não, é arriscado demais – Sorri entre o beijo e o olhei – Não se preocupe, eu pego um táxi e chegarei em casa rápido.
            - Ok – Revirou os olhos sorrindo – Me mande uma mensagem quando chegar – Me deu um beijo na testa.
            - Tudo bem – Acariciei seu rosto – E então... Eu vejo você amanhã?
            - Claro – Sorriu piscando para mim e me beijou – Até amanhã.
            - Até – Sussurrei.

            O taxi estacionou em frente de casa, eu estava sorridente, tão feliz que até deixei o taxista ficar com o troco. Saí do carro colocando a alça da minha bolsa encima do ombro e fui até a porta, a abrindo e entrando dentro de casa.
            - Mamãe, mamãe – Maddie logo correu até mim me pedindo colo.
            - Oi princesa – Ri a pegando em meus braços, beijando seu rosto.
            - O vovô e a vovó estão aqui – Disse ela.
            - Estão? – Franzi as sobrancelhas e ao entrar na sala de jantar ali estavam eles, sentados e jantando com o Liam. Conversavam e riam, mas aquilo parou quando cheguei.
            - Barbara, oi – Karen sorriu – Onde estava?
            Havia me esquecido que eles viriam jantar aqui hoje a noite, e eu quem estaria responsável de preparar o jantar já que Liam odeia cozinhar. Engoli o seco, o pai de Liam me olhava curioso esperando pela resposta e Liam... Me fuzilava com os olhos. Saí de casa cedo e nem deixei recado, dizendo aonde ia.
            - Eu estava na empresa, resolvendo alguns assuntos.
            - Na empresa? – Riu ela – Mas hoje é domingo, não poderia esperar até amanhã.
            - Bom, é que, eu só fui lá adiantar meu trabalho para não ter tanta coisa para fazer amanhã – Respondi com o que vinha em mente – Mas já estou de volta, e se me derem licença, vou me vestir para jantar com vocês.
            Coloquei Maddie no chão e saí dali indo para o quarto. Rapidamente tirei aquele casaco e vesti uma roupa casual. Uma simples blusinha de mangas curtas e uma calça. Suspirei mandando uma mensagem para Harry, eu já estava em casa.
            - A mim você não engana.
            Levei um susto ao ouvir a voz de Liam invadir aquele quarto. Rapidamente olhei para ele que estava parado na porta, parecia bravo.
            - Meu amor, nem vi você aí.
            - Cala a boca – Exclamou ele fechando a porta e a trancando, ele foi até mim – Quem você acha que é?
            - Liam, para – Arregalei os olhos – Seus pais estão aí, não é momento para discutirmos.
            - Onde estava até agora? – Perguntou – Responda – Aumentou a voz.
            - Na empresa, Liam – Bufei – Estava resolvendo coisas de trabalho e acabei só agora.
            - Não acredito – Exclamou pegando em meu braço, o apertando.
            - Me solte – Exclamei – Está me machucando.
            Liam rapidamente olhou para a minha mão, franziu as sobrancelhas e me olhou arqueando a sobrancelha.
            - Cadê a sua aliança?
            Ah, não. Droga, esqueci havia tirado.


Notas Finais


COMENTEM :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...