História Dear Not Diary (Vkook/Taekook) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taekook, Taekook Vkook, Vkook, Vkook Taekook, Yaoi
Visualizações 106
Palavras 2.100
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, meus pequenos!

Demorei, mas voltei como prometido

Não vou me prolongar aqui

Boa leitura
Vejo vocês nas notas finais

Capítulo 6 - Complicated


Fanfic / Fanfiction Dear Not Diary (Vkook/Taekook) - Capítulo 6 - Complicated

Gostaria muito de mentir para minha própria consciência dizendo que, Kim Taehyung não estava ao lado do garoto novo, que ele não estava pegando o almoço dele e muito menos, estava o trazendo na direção da nossa mesa.

Provavelmente me precipitei ao suspirar aliviado quando vi que Jimin estava desviando o caminho de nossa mesa e indo em direção à mesa dos lobos, porém inevitavelmente me supreendi ao ver também, Taehyung fazer o mesmo trajeto.

O que ele vai fazer lá? Ele é louco?

Se eu não fosse tímido o suficiente para vacilar com qualquer coisa, eu teria o impedido, teria me pronunciado e não deixado que o meu Taehyung fizesse tal coisa, como de aproximar de gente como aquela.

Antes eu soubesse o rumo que as coisas tomariam.

Como o belo amigo que Yugyeom é, ele estava tentando descontrair, ou ao que parece, tentar esvair o clima pesado que tomara o ambiente. Mas acho que ele percebeu que meu nervosismo não me deixaria tão cedo, e resolveu deixar apenas o som das vozes alheias no refeitório não permitir o silêncio, que se estabeleceu entre nós, ser completamente incomodo.

Eu passei o almoço inteiro com uma cara de cu sem nem me importar se alguém percebesse a minha carranca. Não me surpreende o fato de que ele consiga se entrosar com os cara que praticamente fazem bullying comigo, porque estamos falando de Taehyung, o garoto rodeado de amigos, popular, faz amizades em menos de 3 minutos e arrasa o coração de várias garotas e garoto.

"Garotos deveria ser no plural"

Não, não deveria, porque só eu posso gostar dele.

O que me deixou perplexo foi a cara de pau dele de chegar naquela mesa aos lindos sorrisos dele. E bota lindo nisso. De verdade, eu não esperava isso dele.

Taehyung sempre odiou aqueles vermes pelo que faziam comigo, porém só porque achou o novato bonito ele passa a ignorar tudo o que aconteceu? Certo que não posso controlar as amizades que ele tem, ou deixa de ter, mas gostaria do mínimo de consideração pela nossa amizade.

Definitivamente meu dia estava indo de mal a pior, e eu não tinha escolha a não ser lidar com isso. Perdi completamente o apetite depois de ficar assistindo a cena do meu melhor amigo rindo e se divertindo com o pessoal que faz da minha vida um inferno. O pior não e nem isso em si, o pior de tudo é ver ele sorrindo para outra pessoa do jeito que eu gostaria que ele sorrisse para mim.

Assim que o sinal, que avisava o segundo período de aulas, tocou, eu me levantei apressadamente indo em direção à sala sem ao menos olhar para trás. Sentei em uma carteira no fundo sozinho, já que Yugyeom não tinha essa aula no período dele e como Taehyung com toda certeza, se sentaria com o novo carrapato dele, eu não tinha outra opção.

A sala logo se encheu e o professor de literatura entrou na sala apressadamente, largando seu material, de forma desorganizada, na mesa. O silêncio se estabeleceu entre os alunos que conversavam o mais alto que podiam, em seguida o professor pigarreou e começou a falar.

Bom dia, alunos. Antes de mais nada, abram suas tabelas de tarefas anuais e marquem, no dia 23 de outubro, "entrega do projeto".

Os alunos ficaram todos confusos, afinal, ainda era janeiro e nenhum professor marcava nada para entregar em um período de tempo tão extenso. Pelo tempo que temos para trabalhar nesse projeto, não acredito que seja algo fácil.

— O projeto se consiste em vocês produzirem sua própria literatura. — O senhor de cabelos brancos anotava os tópicos na lousa de canetão enquanto os alunos se concentravam em anota-los. — Vocês possuem liberdade para escrever sobre o que quiserem, qualquer tema que seja inovador e original. Não possuo tolerância com trabalhos iguais ou parecidos, portanto, muito cuidado para quem vocês contam seus temas, eu não tenho como adivinhar quem copiou de quem e por isso darei zero aos dois.

Murmúrios dissiparam o silêncio do ambiente, enquanto todos pareciam surpresos com esse tipo de trabalho. Certo que não era algo muito comum, mas era de se esperar, pois desde que me entendo por gente, em todos as séries escolares sempre nos pediam para produzirmos redações livres ou com tema, sempre aumentando o mínimo de palavras. Então isso não foi uma surpresa para mim.

Mas não quer dizer que eu esteja pronto para isso. Eu mal sei por onde começar.

— Professor, mas se é uma obra literária, os livros serão publicados? — Uma garota sentada mais à frente, de cabelos ruivos curtinhos levantou a mão para se pronunciar.

— Bem lembrado, Lim SooYun! — O professor de cabelos grisalhos ajeitou a gravata em se paletó e se virou se frente para a classe. — Turma, a escola estará disponibilizando uma editora apropriada para fazer tudo o que for necessário ao livro. Porém apenas os cinco melhores projetos serão publicados se for da escolha do aluno.

— Eu é que não faço essa parada aí. Não vou perder meu tempo escrevendo essa merda sendo que nem vou ser escolhido e não vou ganhar nada. — O silêncio voltou assim que Jung Hoseok, como dito antes, um dos fodões do colégio, se pronunciou.

Ele geralmente não batia em mim, talvez porque preferia usar seu precioso tempo fumando seu narguile eletrônico atrás da quadra. Hoseok era mais na dele, mas isso não quer dizer que ele me deixa em paz, pois se eu dissesse isso seria uma tremenda mentira.

— Para sua informação, Sr. Jung Hoseok, este projeto tem o valor total das notas de todas as matérias bimestrais do último semestre, ou seja, a pessoa que conseguiu já estará praticamente com as notas fechadas e além de ter férias adiantadas, terá uma indicação no histórico escolar para as universidades famosas de Seul, como por exemplo: a Yonsei. — Ao ter dito isso, o professor desviou o olhar do garoto problemático sentado próximo a mim, com indiferença.

Na minha sincera opinião, eu acho que nenhum professor gosta daqueles caras. Só arranjam confusão, brigas, sempre causando alguma treta e sempre trazendo problemas à todos, e o pior de tudo é que eles ainda gostam de fazer isso.


Domingo, 11 de março de 2017


Sim, eu demorei quase um mês para escrever nessa caralha de novo e adivinha qual o motivo? Eu te dou apenas uma chance...

Acertou em cheio quem respondeu Kim Taehyung.

O mundo, o universo, o destino, nunca nada pode estar ao meu favor, por quê? Porque Deus olhou para mim antes de me criar e disse "Esse daí não precisa se dar bem na vida. Pode dar com um cepo de madeira no cu dele, mas tem que ser um cepo bem duro pra dar mais impacto."

Durante esse tempo que eu não escrevi, ocorreram várias situações que ocuparam meu tempo e minha mente. Para começar às provas se iniciaram há duas semanas atrás, tiveram vários trabalhos para entregar e o pior de todos, Taehyung praticamente me abandonou.

"Ah, Jeongguk, você é muito dramático."

MEU OVO! Apenas estou sendo sincero, já que essa é a pura verdade.

Vou explicar de uma maneira resumida, há, mais ou menos, um mês atrás eu contei que o Tae tinha almoçado com Jimin e os lobos. Porém, eu, pequeno gafanhoto inocente, acreditei que no dia seguinte ele voltaria a se sentar na mesma mesa que eu e nada de novo no sol, nossas vidas seguiriam normalmente.

E é óbvio que não aconteceu.

Passou um dia, dois... Uma semana, e nada dele vir se sentar conosco. O Tae anda estranho desde que começou a andar com aqueles caras, ele está se vestindo igual a eles, falando igual a eles e chego a quase não reconhecer meu próprio melhor amigo. Se é que ainda posso chama-lo assim.

Eu não consigo mais falar com ele normalmente porque tudo mudou entre nós depois que ele se misturou com a gentalha. Ele não é o mesmo e eu sinto que isso não é por vontade própria, pois ele nunca mudou tão de repente. O Taehyung, tanto quanto eu, odiamos fingir ser outra pessoa para agradar os outros, mas ele é tão complicado.

A cada dia mais eu sinto que estou perdendo ele, a cada dia que passa o vejo mais afastado, distante e não consigo fazer nada para impedir.

Me dá um tremendo aperto no coração de saber que ele está se metendo com as pessoas erradas e que ele vai acabar se ferrando por não me escutar. Inúmeras vezes eu tentei avisa-lo que não vai sair coisa boa daquilo, nas pouquíssimas vezes que nos encontramos, e ele começou a falar sobre o Park Jimin.

Ele está ficando irresponsável e obcecado por aquele garoto, tanto que foge para festas, cheias de drogas e bebidas, de noite, apenas para me ligar no meio da madrugada pedindo para abrir a porta. Eu poderia negar, dizer que ele só entraria na minha casa se parasse de se embebedar com aqueles imbecis e voltasse a ser o cara legal que ele sempre foi. Mas eu prefiro que ele venha bêbado para minha casa, do que passe a noite na rua correndo perigo, porque, pelo menos, eu sei que ele está seguro.

E por falar em ligar no meio da madrugada pedindo ajuda, basicamente foi o que aconteceu ontem.

Era quase 1:20 da manhã, estava completamente sem sono por saber que era o aniversário de Min Yoongi e o Tae estava na festa que, provavelmente, estava apenas começando à essa hora. Não sei se era frustrações ou tristeza, porém o sono não chegava mesmo eu estando no calor confortável da minha cama, enquanto aguardava a ligação de Taehyung que eu sabia que viria.

Dito e feito! Por volta de uns trinta minutos mais tarde meu celular vibra em cima do criado-mudo do meu lado, e eu já atendo esperando ouvir a voz grogue do Taehyung que eu ainda não me acostumei. Porém a voz dele soou muito sóbria para quem está numa festa de gente como aquela.

— JK? — Ele gritou assim que eu atendi, e o som estridente da música ao fundo me fez fechar os olhos em desconforto. — 'Tá me ouvindo bem?

— Sim. — Respondi baixo com a voz rouca.

— Vem 'pra cá? — Disse manhoso.

— Por que?

— Porque eu preciso de você...

Por que esse cara tem quer ser tão complicado?


Complicated - Avril Lavigne

Chill out, what you're yelling for?

Fique frio, porque está gritando?

Lay back, it's all been done before

Relaxe, tudo foi feito antes

And if you could only let it be, you would see

E se você apenas deixasse rolar, você iria ver

I like you the way you are

Eu gosto de você do jeito que você é

When we're driving in your car

Quando estamos no seu carro

And you're talking to me one on one, but you've become

E você fala comigo cara a cara, mas você se tornou

Somebody else round everyone else

Outra pessoa perto dos outros

Watching your back, like you can't relax

Fica tenso, como se não conseguísse relaxar

You're trying to be cool, you look like a fool to me

Você está tentando ser legal, você parece um idiota para mim

Tell me

Me diga

Why do you have to go and make things so complicated?

Por que você tem que ir e tornar as coisas tão complicadas?

I see the way you're

Eu vejo o jeito que você é

Acting like you're somebody else, it gets me frustrated

Agindo como se fosse outra pessoa, isso me deixa frustrada

And life's like this, you

A vida é assim, você

You fall and you crawl and you

break and you take what you get

Você cai e você rasteja e você quebra e você pega o que pode

And you turn it into

E você se transforma

Honestly, you promised me I'll never going to find you fake it

Honestamente, você me prometeu que nunca te acharia fingindo

No, no, no

Não, não, não

You come over unannounced

Você chega sem avisar

Dressed up like you're something else

Vestido como se fosse outra pessoa

Where you are and where it's at?

Onde você está e onde você está?

You see, you're making me

Olha, você me faz

Laugh out when you strike your pose

Rir quando você faz sua pose

Take off all your preppy clothes

Tire suas roupas de mauricinho

You know, you're not fooling anyone

Você sabe, você não está enganando ninguém


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Avisinho: eu sempre vou postar, mais ou menos nesse horário, e vou continuar com as atts de 10 à 15 dias.
Se eu demorar mais que isso, muito provavelmente é porque eu não gostei e não vou postar qualquer coisa pra encher linguiça.

Acho que era só isso

Até o próximo
Beijos de chocolate


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...