História Dear Tomboy - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Lauren G!p, Tomboy
Exibições 822
Palavras 989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieeeee , ignorem os erros okay ?

Capítulo 20 - Cara tonto...


Fanfic / Fanfiction Dear Tomboy - Capítulo 20 - Cara tonto...

《POV'S CAMILA ON》

ALGUNS MESES DEPOIS...

Alguns meses se passaram desde quando eu e Lauren começamos a ficar e a cada dia que se passa eu me encontro cada vez mais apaixonada por essa pálida. Agora, eu me encontro no gramado do colégio observando ela , Dinah e um garoto que não conheço sentados , conversando distraidamente .

-Hey , Mila ? - Chamou Troy que se jogou do meu lado , quase batendo a cabeça no tronco de árvore no qual eu tinha as costas apoiadas.

-Oi , Troy . -Respondi dando um sorriso na sua direção.

-Você já fez o seu texto para aquele trabalho?

-Sim...Por quê?

-Você pode ler para mim ?

-Er...sim , mas pra quê?

-Eu não fiz então estou pedindo para todos lerem os deles só para que eu possa ter uma idéia de como fazer o meu agora.

-Hum , espertinho você, hein ?

-Muito. Enfim , leia !

-Okay... Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, doem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.
Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

-Wow...Isso foi inventado ou o quê?

-Também não sei, isso veio na minha cabeça e eu escrevi.

-Okay . Ficou legal.

-Obrigado.

- " Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama , e ainda assim , doer " , ownt , Camila você ainda está apaixonada por mim ? - Provocou alguém e eu nem precisei me virar para saber que era Shawn.

-O que você quer , Shawn ? - Perguntei ouvindo sua risada sarcástica.

-Nada , eu só tava passando por aqui e ouvi você lendo essa porcaria ai.

-Vai embora e deixa ela quieta , cara !

-Fica quietinho ai , Troy . Não está vendo que estou falando com ela ?

- Shawn , vai embora.

《POV'S LAUREN ON》

-Hey , maninha ?

-Oi ?

-Olha aquilo ali. - Apontou para algo atrás de mim e eu olhei por cima de meu ombro.

A cena que vi fez meu sangue ferver. Shawn estava segurando um braço de Camila com violência enquanto gritava algo no ouvido dela , Troy que estava do lado dos dois até tentava separar Camila daquele idiota mas Shawn vulgo drogado de merda não ligava e continua a gritar com Camila.

-Filho da puta...!

-Lauren , você não vai f...

-Vou . E como eu vou. - Falei interrompendo Dinah , já me levantando e indo até eles.

Minhas mãos se fecharam em punhos porém caminhei até os três como se nada tivesse acontecido , para não chamar atenção - por enquanto - . Ao me aproximar , Shawn para de gritar e me olha com um olhar de deboche , soltando Camila logo em seguida.

-Algum problema? - Perguntei com cara de poucos amigos.

-Não , claro que não. Só estava conversando com ela.

-Hum...E você conversa com pessoas gritando no ouvido delas ?

-Sim.

-Ótimo, agora vaza ! - Praticamente ordenei e vi Shawn sorrir antes de se virar e sair. - Que cara trouxa... - Resmunguei e Camila deixa um beijo em minha bochecha antes de me abraçar e enterrar o rosto na curva de meu pescoço.

-Não liga...Ele é um babaca.

-Hoje ele escapou mas da próxima ele sai de onde estiver de cadeira de rodas. -Ralhei.

-Não...só deixa passar. - Segurou meu rosto e me olhou - Eu já não o amo mais.

- Ainda bem. - Murmurei e deitei minha cabeça em seu ombro, sentindo seus dedos afagarem meus cabelos. - Mas mesmo assim , se ele chegar perto de você mais uma vez , eu vou quebrar as pernas dele !

-Se ele chegar perto de mim novamente, você pode fazer isso se quiser.







Notas Finais


Até o próximo capítulo, bjuuuussssssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...