História Death Love - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~satansooppa

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Kaisoo
Exibições 22
Palavras 1.735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demoramos mais aí está o capítulo feito com muito amor e carinho






Bjs da Sophie e do Satansoo :*

Capítulo 10 - Capítulo 09 - O Presente


Fanfic / Fanfiction Death Love - Capítulo 10 - Capítulo 09 - O Presente

Sabe quando a sua vida vira de ponta cabeça do dia pra noite? É isso que eu estou passando nessa semana que graças a Deus acabou os meus 15 dias de tortura. Não vou mentir gostei dos meus primos é bom ter uma família depois de tanto tempo, depois da morte da minha mãe tudo mudou, eu mudei. Acho que amor não é mais uma palavra com tanto significado, pois a morte sempre a leva… pode ser ironia eu ter tanto medo da morte se eu sou imortal ou porque eu faço parte dela… humanos são meros mortais que estão aqui por passagem eu aprendi muito nesses 118 anos de vida, que grandes impérios caem que o seu maior aliado pode colocar veneno na sua bebida. Eu aprendi a não ter medo de seu inimigo e sim do seu amigo. O amor é passageiro para vida humana. Mas para minha espécie é para sempre belo ou sua pior dor…. Eu estou nesse exato momento de baixo da arvore da escola pensando no amor quando devia estar planejando um assassinato especial e ainda tenho o Kim JongIn que eu não faço a mínima ideia quem seja e também algo me diz que não devo procurar…

Meu próximo tempo é geografia tenho 45 minutos para fazer tudo, pego meu celular e uso a discagem rápida para falar com Silas

Ligação on

- Estou pronto – falo me levantando e indo em direção ao portão

- estou chegando e estou trazendo sua mochila senhor

Ligação off

Não demorou muito o carro chegou e conseguir sair sem ninguém perceber. Entro e começo a trocar de roupa – Senhor chegamos ficarei na próxima rua – Saio do carro e vejo uma empresa enorme. Ok meu pai devia ter me mandado o endereço da casa do velho… como a vida não é fácil passei pela porra giratória a procura do Chung-ho, olho ao redor e vejo uma foto na parede com o seu nome e embaixo CEO e fui pelas escadas até o último andar ao abrir a porta me deparo com duas enormes portas e uma mesinha de secretaria vazia – Que ótimo facilitou muito, vou na primeira porta estava escrito CEO Jihoo logo a sua frente CEO CHung-ho entrei e encontrei um senhor de costa falando ao telefone.

Me sentei nas poltronas a frente de sua mesa sem fazer nenhum barulho, quando ele desligou o celular uns minutos depois virou e tomou um pequeno susto por não ter feito barulho

- Oras tenho um jovem, o que fazes aqui?

- Estou a trabalho meu caro, não sou tão jovem assim ao seu ver

- kkk Vai me dizer que tens 16 anos e já é grandinho? – Chung fala com ironia

- Meu caro devia escolher melhor suas palavras, eu tenho idade para ser seu bisavô, creio que com essa minha aparecia não ajuda descobrir porém ela me ajuda em coisas bem úteis que levarão você para o outro lado – falo me levantando da poltrona e andando em sua direção

- Sabe você devia ter mais segurança e câmera na sala, um minuto aqui percebi que está totalmente limpo e vou sair sem nenhum problema. Como você quer morrer? Sabe eu nunca pergunto isso mas estou com tedio e tenho apenas – olho meu relógio – Oh 35 minutos aah posso fazer tanta coisa, como disse estou com tédio queres morrer com um tiro na cabeça? Ou melhor degolar seus membros? Ah você tem filhos? Eles vão receber um presente do Papai Noel mais cedo uuh – falo dando um sorriso assustador

- Você é louco, vou chama a segurança- ele fala puxando o telefone

Dou um tiro no telefone na sua mesa – Ok você me tirou do sério- Dou um tiro no meio de sua testa e corto membro por membro e puxo sua energia vital. Abro minha mochila e pego uma caixa e coloco a cabeça do velho limpo meu rosto e olho o meu relógio

Hora da Morte: 16:35

 Vou em direção a porta e escuto um gemido vindo da porta da frente – Já achei a secretaria …

Percorro o mesmo caminho que cheguei e vou andando em direção à rua onde Silas está a minha espera…

Entro no carro e entrego a caixa para ele – Descubra aonde ele mora e deixe na porta, não deixem que vejam o seu rosto – Falo indo atrás do meu uniforme

Já vestido Silas me leva para o colégio ainda tenho mais uma aula

- Sim senhor, avise ao seus primos que não vou buscar vocês, o seu tio vem – Silas fala parando na frente do portão

Pulo o muro e vou em direção a sala

Dou uma breve olhada na tatuagem que brilhava. Esse velho me deu mais energia para continuar essa manhã

Pov Suho 

Hoje JiHee estava muito agitada andando pela casa toda falando sozinha- Ela faz isso quando estar nervosa. Hoje temos que ir na Aldeia de sua família para falar com o curandeiro e rever meus sogros como se fosse muito importante essa outra parte….

- Vamos amor, o Lay estar a nossa espera – falo pegando a chave do carro

- já estou indo – ela fala do segundo andar

- Carro 2 minutos – falo normal pois sua audição é melhor que a minha

Vou em direção ao carro e sinto um cheiro familiar, mas fui tirada dos meus pensamentos quando vejo minha esposa com várias bolsas ao meu lado com um sorriso cumplice

- Amor eu sentir o cheiro do meu irmão – falo lembrando do cheiro que sentir

- Eu não sentir nada- Ela fala olhando a rua seria

O caminho até a aldeia é um pouco longo e vamos cantando uma música qualquer do rádio, que particularmente a minha esposa não possui o Dom de cantar estava quase abrindo a porta e me jogando do carro em movimento quando seu telefone começa a tocar

- Alô

- Nonna cadê vocês?? – Lay fala fazendo manha

- O meu sobrinho lindo vem ne?

- não me diga que ele teve que ficar

- Poxa nonna esconder isso dele não é susto ele também tem o seu sangue e sabe muito bem que temos orgulho da nossa espécie

Lay não deixava ela responder nenhuma pergunta e desligou na hora, não foi precio colocar o celular no viva- voz pois ouvir perfeitamente e me sentir um pouco mal, tudo isso é minha culpa, eu não devia ter feito aquilo que meu pai mandou, não devia ter fugido, não devia ter encontrado um esconderijo na aldeia de JiHee, EU NÃO DEVIA, essas palavras sempre me perseguem. Eu agradeço a minha mulher e meu filho mais eles correm perigo pelo um erro do meu passado horrível…

Chegamos na Aldeia e estavam todos a nossa espera, me sentir num festival aonde eu era o bobo da corte e minha mulher a princesa perdida, pq isso? Simples eu me apaixonei pela moça mais linda da aldeia e filha do Líder, tecnicamente me casei com a princesa deles pois JiHee tem sangue azul e vem de uma linhagem muito poderosa e de guerreiros grandiosos.

Sou recebido pelo meu sogro que logo pergunta pelo seu neto e quando vamos dar mais netos – Sabe quando você fica com aquele sorriso falso tentando ser verdadeiro? Então eu pareço um assassino …

- Chegouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu MINHA NONNA – LAY vem gritando com seus braços abertos

- Cadê ele? – ele fala procurando JongIn

- Me desculpe ele está na escola e não pode vim- Falo me manifestando pela primeira vez

Lay me encara com uma certa raiva, ele me culpa até hoje por eu ter levado a sua irmã embora. Olho procurando a única pessoa que realmente gosta de mim e a encontro no canto observando toda a confusão

- Pensei que não iria me ver mais – ela fala vindo em minha direção

- Nunca esqueci a minha sogrinha – falo rindo da minha fala

Quando conversava com ela escuto alguém me chamando e reconheço a voz

-Tio? O que fazes aqui? Eu não sabia que humanos podiam entrar - Chanyeol fala coçando a cabeça demostrando que estava confuso

(…)

Vamos em direção a casa do Lay e sinto um cheiro muito forte que logo me dá dor de cabeça e olho para JiHee e ela estava na frente do caldeirão com um sorriso de leveza

- Eu só preciso do seu sangue cunhado – Lay fala pegando uma faca que estava na mesa ao seu lado

Estendo minha mão e vejo o mesmo rasgando a palma da minha mão – Oh cadê a delicadeza? – pergunto vejo a minha mão se curando

- Não gosto de você - Lay fala mexendo a porção

Vejo um sofá perto da janela e fico olhando para as pessoas passando e penso que JongIn ia ser muito feliz aqui…

- Nesse frasquinho contém o sangue do Suho com as ervas da lua. Acho melhor você misturar em algo bem forte pois o cheiro não é lá dos melhores…

- Bom temos que ir né? Poxa queria ficar mais… como nada nessa vida é fácil, o Kai amor ele chega daqui a pouco do treino e temos realmente que ir – falo olhando o meu relógio e  indo em direção a porta. Oh Deus eu estava contando a hora de sair quando Lay fala – Espera!!!

A droga, eu só quero ir embora porque isso é tão difícil? Eu ia falar que taquei pedra na cruz pra merecer esse castigo porém lembro o que fiz foi bem pior brinquei com o capiroto …. Mais na frente vocês vão entender…

Meu sobrinho espera um futuro bem diferente do que imaginamos, então quero dá esse presente que na hora certa ele vai saber como usar – pego um pequeno bau de madeira antigo e fico olhando para Lay atrás de uma resposta porém minha esposa é mais rápida – Ah que lindo vou entregar e explicar o motivo do presente. Meu irmão você devia ir mais para visitar a nosso casa e com isso finalmente eu consigo ir embora nos despedimos de todos e no caminho de volta não paro de pensar o que aquele lesado quis dizer com Na hora certa ele vai saber como usar?? Vamos em silencio sei que ela sente falta de sua casa e toda despedida é dolorida

Me desculpe meu amor, essa não é a minha intenção

Vou sempre te amar e nunca,

Nunca vou deixar nada acontecer com a nossa família

E com o nosso amor ….


Notas Finais


E esse Soo sem paciência? kkk
Tadinho do nosso Suho que é odiado pela família de sua esposa...
E esse Chanyeol confuso
Que presente o Lay deu pro Suho??
Gente eu espero que vocês estejam gostando isso é muito importante para mim e pra Sophie
Não vou mais enrolar
Bjs da Sophie e da Satansoo :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...