História Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Raito Yagami, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Teru Mikami, Watari
Tags Animes, Continuação, Death Note, Death Note Continuação, Drama, Kira, Light, Misa, Mistério, Misticismo, Policial, Raito Yagami, Ryuk, Suspense
Exibições 44
Palavras 777
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo é o tal do episódio especial(episodio 38) que você deve ter assistido na tv ou youtube.

Só que aqui ele tá mais completo, mas infelizmente não posso entrar em certos detalhes pra não violar regras de direitos autorais.

Tudo o que você leu antes desse capítulo é portanto um grande prólogo.

A verdadeira continuação da estória começa a partir desse capítulo!

Boas-vindas à "Death Note - O Dia Seguinte", e boa leitura!!

Capítulo 15 - Episódio 38 - A volta do deus Kira e a criação do Novo Mundo


Fanfic / Fanfiction Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 15 - Episódio 38 - A volta do deus Kira e a criação do Novo Mundo

 


     Kira não quis dar explicações a Ryuk do porquê de não ter querido falar com Deus. Como líder nato que Raito sempre foi, ele sabia que a melhor forma de conseguir seguidores era falar pouco e agir muito, dando o exemplo para inspirar os outros. Kira queria ser observado como um amuleto misterioso.


     Ele joga a maçã para Ryuk, que contente a devora. 


     Kira se concentra e "volta a fita" até o dia em que havia morrido. Então ele abre suas asas e voa para a Terra segundos depois de ter morrido.


     Antes de ir na casa da candidata à meia-shinigami que ele escolheu, ele queria se despedir, saudoso de seu antigo corpo, querendo vê-lo uma última vez, para se despedir, se inspirar e refletir um pouco.


     Voando, ele chega muito rápido à um antigo departamento abandonado onde ele havia entrado. 

 


     Kira olha impressionado ao ver as marcas de sangue no chão da rua e a larga distância que ele percorrêra antes de morrer. Ele estranhou o fato de todos os investigadores terem permanecido dentro do yellowbox, deixando-o com a dignidade de ao menos morrer sozinho, sem a frustração de ter que olhar pra cara de seus assassinos antes de fechar os olhos.


     Ele reconheceu em Near um pouco de sensibilidade vindo de sua parte, sensibilidade esta que só poderia ter vindo de um lorde inglês, e não daqueles "malditos traidores" que ousaram atirar no próprio colega.


     Kira se treme um pouco de medo de olhar para seu próprio corpo moribundo. Se aproxima ainda de olhos fechados, de frente ao seu abatido corpo caído na escada, e abre os olhos, vendo-o naquele triste estado, cheio de sangue, derrotado.


     Ele achava que não era capaz de sentir emoções e tristezas, mas estava enganado. Sentiu irresistível vontade de chorar, mas como não era capaz de derramar lágrimas, apenas soluçava copiosamente, ficando de joelhos.


     — Porque está chorando?


     Essa voz veio da direção de seu velho corpo, mas ele estava morto, não fazia sentido. "Será alucinação?" - pensou Kira, olhando pro defunto.


     — Por que está chorando?! - repete o corpo morto de Raito, dessa vez arregalando os olhos, diabolicamente encarando-o.


     A língua do corpo de Raito se estica e se enrosca no pescoço de Kira, puxando-o com força, enquanto várias outras horrendas línguas saem de seu corpo, arrastando Kira, que tenta se livrar inutilmente.


     Não havia como Kira superar aquilo, e ele foi sugado pra dentro do corpo de Raito Yagami. Ele literalmente reencarnou em seu próprio corpo, que ainda estava quente, sentindo seu coração voltar a bater, porém de uma forma desagradável.


     Estremecido, ele olha pras suas mãos e só vê mãos humanas, sem entender o que estava acontecendo, ele corre para uma porta de vidro de um escritório interno e vê seu reflexo...de humano!


    — Que porcaria é essa?! Não pode ser!! Que porcaria é essa?!?!?! Isto só pode ser um sonho, uma ilusão, um castigo?!?! Não pode ser real! Não é real!!


     — Acorda, Raito, acorda!! Você só pode estar tendo um pesadelo. Acorda!!


     — Se eu voltar a ser humano eles vão me matar de novo, e dessa vez eu vou morrer definitivamente! Isso não é justo!!


     Com as pernas meio bambas ele procura o banheiro e se vê no espelho. Está com a aparência perfeitamente jovem, e as balas do revólver não estão mais dentro de seu corpo, que parou de sangrar. Tudo era REAL! 


     — Surpreso, jovem shinigami? - diz uma voz inacreditavelmente sexy de mulher que deixou Raito desorientado por um momento.


     Raito vê em sua frente uma diaba de carne horrivelmente queimada, porém bela, de certa forma, e ele se espanta completamente ao perceber que podia ver o nome e o tempo de vida da demônio. Estava escrito Lilith em cima de sua cabeça, e no seu tempo de vida haviam cinco símbolos de infinito.


     Outra demônio surge dando rizadas, quase tão bela quanto Lilith. Seu nome: Misa Amane, tempo de vida, um infinito.


     — Misa! Estou sonhando...que ilusão é essa? Eu preciso acordar.


     Após dar outra risada, a antiga Misa-Misa diz:


     — Não é ilusão, maridinho, nem fantasia secreta de estar com duas diabas nuas no banheiro. - diz. E agora com alguma raiva, completa pegando em suas partes, machucando um pouco, e com voz demoníaca e perversa:


     — Isso aqui, seu amaldiçoado, é bem real, e você está totalmente ferrado! - com um tom mais demoníaco jamais expressado por ela antes.


     — Porque estou dentro do meu corpo? Isso não faz sentido...era pro  meu corpo estar lá.
     Lilith intervêm, explicando:


     — Eu tenho pena de você, shinigami, portanto vou te explicar - diz, virando-se e olhando pra Misa, que corresponde o olhar, deliciando-se com aquele glorioso momento de vingança - 


 


Notas Finais


Continua...

Obs.:
Se vc curte Caverna do Dragão, terminei de escrever já o último episódio. A leitura é leve e rápida, com poucas palavras, link aqui:
https://spiritfanfics.com/historia/caverna-do-dragao--ultimo-episodio-6685060


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...