História Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Raito Yagami, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Teru Mikami, Watari
Tags Animes, Continuação, Death Note, Death Note Continuação, Drama, Kira, Light, Misa, Mistério, Misticismo, Policial, Raito Yagami, Ryuk, Suspense
Exibições 49
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uma nova proposta...

Capítulo 21 - O Chamado


Fanfic / Fanfiction Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 21 - O Chamado


     
     Enquanto os outros oficiais faziam a perícia, Yagami e os dois ajudantes vão de carro até o yellowbox, e assim que eles descem do carro, Raito Yagami ouve um espirro vindo  do topo da torre da caixa d'água.


     Ele olha e vê uma criancinha quase parecendo um bebê, com asas de anjos, uma graça de criatura com bochechas rosadas típica de uma criança que sempre está pronta para sorrir. Mas a pequenina criatura estava com um semblante grave, como quem está avisando apenas com o olhar para que não faça nenhuma besteira.


     "O que é isso? Os dois ajudantes não ouviram o som do espirro?"


     A criança espirra de novo e faz sinal com o indicacor chamando Kira pra conversar.


     — Pessoal, vocês já sabem o que fazer. Vou checar uma coisa e ja volto pra ajudar.


     Kira não estava se sentindo ameaçado nem tampouco em perigo, pois a atmosfera ao redor da criaturinha inspirava uma agradabilíssima sensação de segurança e proteção. Era uma criaturinha doce, inspiradora de confiança.


     Mas ele percebeu claramente que aquele olhar era um aviso, e se não atendesse ao chamado, não demoraria para surgirem problemas.


     Na subida da escada da torre, sua calça rasgou no bolso de trás por causa de um pedaço de arame, fazendo cair o pedaço do Death Note no chão, que saiu voando com o vento e caiu dentro de um boeiro.
     "Mas que droga de azar foi esse?!?!"


     — Deixa pra lá! Já peguei pra você. Pode subir aqui. - disse a criaturinha, com uma voz de criança, porém, ambiguamente, com uma dicção de adulto.


     "Como assim, 'já peguei'? Então foi ele que fez isso?" - questionava-se inutilmente, enquanto  chegava ao topo.


     — Olá, shinigami!


     — Olá... ... ...Jeliel.


     — Então pode ver mesmo meu nome. Isso é legal. Desculpe, mas não posso lhe chamar por seu nome, já que você não é mais humano e se desfez deliberadamente do direito de ser tratado como tal.


     Num tom ligeiramente cordial, continuou:


     — Você deve saber que sou um querubim. Não somos anjos de lutas, somos de proteção e carinho, mas sabemos atrapalhar a vida daqueles que fazem o mal. Isto aqui é o pedaço de Death Note que você jogou no chão. Agora que ele caiu no mundo dos humanos e eu o peguei, você se tornou meu shinigami, e deve agora me entregar seu Death Note para que eu possa usá-lo. Anda, me dá! - disse o anjinho fazendo o gesto de pedido com uma das mãos.


     — O que?! Nem pensar! Você roubou esse pedaço do meu bolso, eu não sou seu shinigami coisa nenhuma! 


     — Tudo bem, toma. - disse a criaturinha, fingindo desapontamento, mas deixando óbvio que está só fingindo, conferindo a expressão de Kira, se divertindo com a travessura.


     — Você é bem mão-leve pra um anjo do céu, não acha?


     Jeliel respondeu com um ligeiro sorriso traquinas.


     — Do mesmo modo que fiz você perder este papel, posso fazer você perder muitas outras coisas...até mesmo sua vida quando eu quiser, ou quando Papai mandar. Ouça com atenção, shinigami: você ainda tem salvação. Basta se arrepender aqui agora mesmo e desistir de tudo, de todas as maldades que você veio fazer na Terra e então poderá ter direito à ir ao purgatório em vez de ir pro Inferno, tendo assim a chance de ser um dia aceito nos céus se você fizer por merecer!  Não pense que vai ser fácil, mas com certeza é bem melhor que o destino que lhe aguarda agora. O que acha?


     Kira ficou perplexo. Aquilo era inesperado para ele. 


     "Que estranho. Primeiro a Misa na forma de demônio ao lado de outro demônio, agora uma espécie de anjinho vindo na condição de negociador? Anjos podem fazer esses acordos? O que será que o motivou a isso? Misa ameaçou me matar e me levar pro Inferno, mas não o fez...pelo menos ainda não. E este querubim, Jeliel, me faz a mesma ameaça, dizendo que pode me matar quando quiser...é provável que não o faça também."


     — Mas ir para o céu significa aceitar uma chantagem, em troca de abandonar meus objetivos. Meu objetivo é apenas protestar, Jeliel, mostrar que não estou satisfeito com toda essa injustiça e maldade que há no mundo, e em todos os mundos. Se eu aceitar ir pro céu, significará abandonar minha causa, e abandonar as pessoas da Terra que sofrem com as injustiças, em troca de um lugar no Paraíso. Se eu aceitasse isso, anjinho...eu estaria sendo egoísta e mau. Eu tenho meus motivos e Ele(Deus) sabe quais são. Diga-lhe que não me vendo por ninharias.


     — E tem mais! Se Deus não se importa com as pessoas aqui na Terra, então EU serei o novo deus dessas pessoas, desse novo mundo, anjinho! Suas ameaças não me assustam. Prefiro ir para o Inferno do que ficar de braços cruzados sem ajudar a limpar este mundo. E já que é impossível pra mim limpar este mundo pra sempre, então só me resta sabotar esse sistema injusto de vocês!


     Jeliel ficou espantado com a crueza do ex-humano, e diz, um pouco cabisbaixo, com as duas mãozinhas entrelaçadas, rodopiando os polegares entre si:


     — Eu te entendo, shinigami. Não estou aqui para dizer que você está certo ou errado, mas para lembrar que enquanto estiver vivo, você sempre terá chance de fazer o bem. Eu tenho fé em você, que você vai mudar, e tem muita gente no céu torcendo pra que isso aconteça, shinigami...gente que você conhece...até a próxima... - Jeliel se despede abruptamente dando um salto singelo pra trás e sumindo.


     "Gente no céu que eu conheço? Será que ele estava falando do papai??"
 


 


Notas Finais


Proximo domingo: Queima de arquivo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...