História Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Raito Yagami, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Teru Mikami, Watari
Tags Animes, Caderno, Continuação, Death Note, Death Note Continuação, Detetive, Drama, Espionagem, Kira, L Lawliet, Light, Misa, Mistério, Misticismo, Policial, Raito Yagami, Ryuk, Shinigami, Suspense, Terror
Exibições 19
Palavras 573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Em relação ao episódio anterior, caso alguém não tenha percebido, a citada amiga de Misa ao telefone era aquela q a ajudou a fazer os videos pra tv sakura.

Outro detalhe importante seria dizer as idades dos personagens, coisa que vou editar mais tarde no capitulo da cronologia.
À titulo de curiosidade, as idades dos personagens atulmente sao:
Light, nascido 28/02/1986(+7)=23 anos
L, nascido 31/10/1979(+7)=30 anos
Misa, nascida 25/12/1984(+7)=25 anos
Teru, nascido 07/06/1982(+7)=27 anos
Sayu Yagami=20 anos

Capítulo 38 - Mais um descendente de samurais


Fanfic / Fanfiction Death Note - O Dia Seguinte (Death Note Continuação) - Capítulo 38 - Mais um descendente de samurais



     Assim que Kira matou  a sétima vítima, houve um homem muito inteligente que foi o primeiro a notar um padrão nas mortes de sete criminosos por ataque cardíaco, há aproximadamente sete anos atrás: seu nome é Chieko Takahashi, colega de profissão de Light. Foi com ele que Light fez estágio na AISP assim que saíra da faculdade. Takahashi é seu tutor e conselheiro nos momentos de duvida e amigo quando ele precisa pedir ajuda.


     Trata-se  do mais importante espião em atividade da AISP. Especializado em Estatística, e ex-voluntário da Guerra do Iraque, ele é perito em infiltração e combate direto, faixa-preta em Kung-Fu. Sem dúvida um páreo duro pra qualquer oponente no tatame, já que ele também é faixa-marrom no Jiu-Jitsu. Seu porte fisico alto e atlético é uma boa arma de  intimidação e sedução, o que ja lhe rendeu sucesso em quatro missões no exterior, e lhe ajudou a fugir de uma missão fracassada no Afeganistão, mas fugiu com vida e apenas com algumas marcas de tortura.


     Takahashi tem agora 43 anos. Seu jeito convencido e debochado acaba lhe ajudando a ser o centro das atenções em qualquer roda de amigos, e ele se dá muito bem com pessoas intelectuais, já que ele tem um privilegiado QI de 177, e adora falar sobre filosofia, o que o torna um colega de bar perfeito pra Light.


     Chieko Takahashi, ao perceber um padrão nas primeiras sete mortes, fez um relatório e o enviou pro então diretor da polícia secreta, a AISP. Então ele ficou à frente do caso "Raio", que era o nome que ele havia dado, em homenagem ao "raio da morte" de Tesla. Só tempos depois é que o nome do caso foi mudado pra "Caso Kira". 


     Ele estava muito perto de descobrir a residência do Kira, quando o diretor o retirou da investigação pra deixar L em seu lugar. Isso o deixou tão irritado na época, que ele destruiu todas as provas que havia reunido sozinho com tanto esforço, e deixou L quebrar a cabeça sozinho.


     Takahashi pediu então pra investigar o caso Kira na "Fonte", isto é: na Rússia, já que sua suspeita sempre foi de uma grande organização tecnológica, e não de um "caderno da morte". Sua teoria era boa, mas ele jamais iria conceber a ideia de ser de fato um caderno da morte, pois mesmo sendo alguém de mente aberta, esse pensamento jamais lhe ocorreria.

O que o mmtivou a ir pra Russia foram motivos óbvios, mas um dos fatores que mais pesou foi o fato de ter acontecido um caso Kira parexido na Russia de Rasputin, e ele se interessou por investigar a fonte.


     Mas ele não teve saída. Preferiu se retirar da investigação local do que ficar como cooperador de um "estrangeiro metido a gênio", como ele dizia. Convencido do jeito que ele era, se achava melhor do que L. Mas ele só partiu pra Rússia meses depois de Light ter feito estágio com ele, e de ter surgido o Segundo Kira na TV.


     Sua partida pra Rússia não lhe ajudou no caso Kira diretamente, mas indiretamente de certa forma sim, e além disso ajudou a infiltrar um espião japonês na imprensa Russa, disfarçado de jornalista freelancer, com acesso à uma imensidão de documentos sujos do Kremlin, trazendo muita informação crucial para o Japão tomar suas decisões na Política Externa.


     Imediatamente depois da morte de Near, Takahashi foi chamado de volta com urgência ao Japão.



 


Notas Finais


Não deu tempo de escrever este episodio todo pq tenho q sair, mas outro dia no proximo capitulo eu posto a continuação dele!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...