História Death Note - Continuação - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Raito Yagami, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Teru Mikami, Watari
Tags Animes, Caderno, Continuação, Death Note, Death Note Continuação, Detetive, Drama, Espionagem, Kira, L Lawliet, Light, Misa, Mistério, Misticismo, Policial, Raito Yagami, Ryuk, Shinigami, Suspense, Terror
Visualizações 88
Palavras 515
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


L procura como sempre fazer o que acha ser melhor pra todos, independentemente de ser certo ou moralmente errado...

Capítulo 41 - O Vôo da Morte


Fanfic / Fanfiction Death Note - Continuação - Capítulo 41 - O Vôo da Morte



     De repente, como num encanto, já era domingo de manhã em Roma, e como sempre, Tuppence acordava mais cedo e fazia os preparativos toda animada como boa católica que era, preparou o café da manhã e acordou a todos pra irem até a Praça São Pedro no Vaticano assistir ao "Angelus", o discurso do Papa pra receber as bênçãos.

     L, as crianças, e Tuppence, que já estava grávida de três meses estavam no meio da multidão olhando pra janela de onde o Papa Francisco costuma discursar...

     Tudo havia sido muito rápido e já era meio-dia, e finalmente tiveram início as bênçãos do Papa Francisco e o seguinte discurso:

     — Aqueles que dizem ser anjos enviados por Deus para punir os pecadores estão blasfemando contra Ele. Matar indevidamente erg...

     O Papa imediatamente põe a mão no peito, inclina-se, e de súbito, cai pela janela numa cena horrorosa, deixando até mesmo L boquiaberto diante de tal cena!

     Todos os ouvintes com as maos nas cabeças incrédulos... alguns gritando...um horror geral.

     De repente, uma a uma, as pessoas iam caindo à frente  e ao redor de L...

     James, que segurava sua mão, de repente cai...depois Nikita...

     Tuppence, incrédula, olha pra L balançando a cabeça tentando não aceitar a realidade...e cai...L não sabia o que fazer, pois um a um...todos caíam e morriam de ataque cardíaco...

     O desespero de L era tanto, que pegava nas mãos das crianças e de Tuppence sem conseguir nem gritar, de tamanha agonia que sentia no seu coração...

     Ele abre os olhos e leva cerca de doze segundos pra reorganizar seus pensamentos e entender que agora enfim estava no mundo real, deitado em sua cama numa manhã de quinta-feira ao lado de sua esposa, que ainda estava dormindo.

     "Detesto esse tipo de coisa", diz ele pra si mesmo, ainda meio arrepiado pela experiência noturna.

     L se veste e dá um beijo na sua sonolenta esposa, que agora esperava pelo seu bebê, grávida de três meses.

     "Deve ser preocupação infantil de pai de primeira viagem...não tenho do que ter medo. O que tiver que acontecer, acontecerá."
     
     Determinado a prosseguir com sua ideia de assassinar Kira através da Yakusa e da Máfia ao mesmo tempo, L sai do apartamento ainda sem tomar o café da manhã, já que tinha que estar no aeroporto às 06:30, com vôo pra Washington, EUA, usando a identidade falsa de Leonardo da Vinci, o que fez os segurancas e a balconista lhe dirigirem algumas piadas, mas sem despertar desconfianças.
     
     Ele havia literalmente raspado sua cabeça nas laterais, assumindo um visual punk, com o cabelo todo espetado pra cima, trazendo um violão nas costas, com roupas todas rasgadas, mas na moda e uns cigarros no bolso da frente de seu capote, bem visível.

     Nem a vó dele o reconheceria agora, caso ele tivesse uma. Seu melhor disfarce é quando muda seu jeito de andar, com uma linguagem corporal irreconhecível e totalmente incompatível com a sua.

     "É mais difícil reconhecer uma pessoa com a personalidade alterada, do que uma pessoa com a aparência transfigurada...junte os dois, e você será um ilusionista" - Sherlock Holmes.
     


 


Notas Finais


Por acaso se assustou com alguma coisa?

Não se preocupe...o gênero terror/horror não está incluído...

;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...