História Death Note - Continuação - Capítulo 71


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Raito Yagami, Ryuuku, Sachiko Yagami, Sayu Yagami, Teru Mikami, Watari
Tags Animes, Caderno, Continuação, Death Note, Death Note Continuação, Detetive, Drama, Espionagem, Kira, L Lawliet, Light, Misa, Mistério, Misticismo, Policial, Raito Yagami, Ryuk, Shinigami, Suspense, Terror
Visualizações 52
Palavras 663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"A conversa sem fim", haha.

Capítulo 71 - Mais um inimigo?


Fanfic / Fanfiction Death Note - Continuação - Capítulo 71 - Mais um inimigo?

— Letra "O"? Vai me dizer que tem mais daqueles gênios malucos da Wammy's House metidos a detetive soltos por aí?

— É muito provável. Ou então é apenas algum jovem hacker genial querendo se passar por sucessor do Near, querendo fama atraves do legado do Louva-Deus.

— Essa gente dá trabalho... - fala Light pensando alto, mais como um desabafo, passando a mão direita nos cabelos pra trás... literalmente já começando a se descabelar só de imaginar que a qualquer momento poderá receber outra ligação de algum desconhecido com voz de rapaz educado, como foi o caso de L e de Near. Essa ideia deixa Kira aprensivo e louco de raiva, cerrando os dentes.

— Já está podendo falar, ou ainda tá no táxi?

— Ainda estou no táxi.

— Tá... então continue me ouvindo: eu uso um programa chamado "Personal Hacker Detect", que detecta quais computadores pessoais do planeta estão mais bem protegidos. Detectei três computadores numa área ao redor da cidade de Roma na Itália com um sistema de proteção tão bom quanto os do FBI. Eu sei que os três computadores estão na mesma residência e pertencem à mesma pessoa, mas não sei localizar o local exato. A única pessoa no mundo que sabe fazer isso sou eu. Era eu, pois descobri recentemente que essa pessoa na Itália descobriu isto sozinho. Fiquei rastreando discretamente esses computadores, até um momento em que ele se descuidou e cometeu um equívoco de baixar alguns arquivos numa pasta chamada de "O files". No dia seguinte diversos computadores ao redor do mundo pegaram um cavalo de tróia e enviaram ao mesmo tempo a seguinte mensagem para a Interpol dizendo a seguinte mensagem: "Olá! Eu me chamo "O", e informo aos cavalheiros da Interpol que estou disposto a colaborar realizando a sucessão de Near. Ofereço meus serviços gratuitamente e de bom grado. Em uma demonstração de que eu não sou uma fraude mesquinha, envio para a Senhora Presidente da Interpol este documento em anexo com dados relevantes para a conrinuidade das investigações. Caso este material já tenha sido o suficiente para os senhores prenderem Kira sem precisar de mais nenhuma ajuda de minha parte, já estarei satisfeito. Caso ainda assim precisem de mais colaboração cidadã, basta responderem este e-mail para todos os computadores que enviaram estay mensagem. Um deles é o meu. Mas não tentem me rastrear. Se o fizerem, deixarei de colaborar imediatamente. Desejo-lhes boa sorte. Assinado: "O". ".

Light estava gelado quando ouviu Edward Snowden relatar tal fato. Depois de ter passado uma eternidadd como shinigami, ele achava que já estivesse acostumado à gelidão. Mas ele se enganou. Estava pálido e apreensivo. "Será que eram as filmagens no anexo?", pensava ele. Mas os milésimos de segundo estavam se passando enquanto ele refletia essas coisas, e precisava dar uma resposta demonstrando indiferente curiosidade:

— É engraçado. - disse o shinigami reencarnado - É igualzinho ao jeito do Louva-Deus e do grulo falarem. Que tal passaemos a chamar o Near de Grilo, pois não faz sentido apelidar somente um, pois o nome do outro revela o de todos. - disse Light já na rua após ter saído do táxi, agora em frente ao departamento de polícia. Light continuava parado na calçada conversando com Snowden, enquanto checava o marcar das 8:25 da manhã. Ele estava uma hora atrasado pela primeira vez na vida, coisa que nunca ocorreu antes, nem por um segundo ele se atrasava. Mas agora Light Yagami é um homem mudado, mais versátil e um pouco menos rígido com as regras. Mesmo a eternidade não é capaz de fazer um homem perder todos os traços de sua personalidade. Alguma coisa aqui e ali podem mudar, mas a essência fica, e apesar de sua menor rigidez com as regras, ele se sentiu incomodado pelo atraso de uma hora no trabalho. "Atrasado, mas essa valeu a pena... obrigado pelos avisos, Snowden... agora já sei exatamente o que fazer.", pensava Kira ainda sem desligar o telefone criptografado.

Notas Finais


Nao posso dizer que "espero q tenham gostado", pq admito q esse capitulo foi muito mais curto do que eu mesmo queria.

Eu queria narrar logo as coisas q estao pra acontecer, mas logo logo agente chega lá.

Haha, as vezes parece q eu to com mais pressa do q quem ta lendo, mas tem muuuuuuhita coisa nessa historia pra acontecer q ta na minha kbç. Essa fanfic ta no comecinho ainda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...