História Death Party 2 - interativa - - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Bebida, Fanfic Interativa, Festa, Hentai, Interativa, Lemon, Morte, Sexo, Sobrevivencia, Yuri
Exibições 22
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Desculpem a demora pessoa D:
Estou muito na bad em relação a essa fic :( sorry

Capítulo 15 - Floresta


 

 Uma longa floresta de árvores altas e cheias de folhas os cercavam, o chão era cheio de elevações graças ás raízes enormes e grossas que se prendiam a terra, a mesma mau se podia ver, pois o chão erra forrado de folhas mortas e em vários tons de marrons e pretos. O céu estava azul e várias nuvens fofas e brancas o enfeitava. 
 Podia-se ouvir o som dos pássaros voando e piando, um ou outro barulho de inseto chato e o farfalhar das folhas que se balançavam quando um vento começava. 
 Abby se levantou com um pouco de esforço, ainda se sentia meio boba e sonolenta por causa da prova passada, mas sentia-se bem como se tivesse dormido numa cama confortável e dito um sonho feliz, talvez fosse ás imagens na televisão. O homem, no qual se recordou ser seu pai, brincando com ela no quintal de casa e na outra, ela e seus vários coleguinhas pulando de um lado para o outro.
 Eram lembranças felizes de sua vida.
 Abby sorriu de canto, sentindo os cabelos voaram para trás. Ao seu lado Lilyan parecia mais desperta e parecia estar contando algo, Abby franziu o cenho até virar o rosto e notar Ophelia ainda dormindo.
 Alguém havia morrido... Ou melhor, ido para o inferno. E esse alguém não era a ruiva.
 - O meu Deus! - Abby não sabia se ficava triste ou feliz ao ver a amiga ali na sua frente
 Ophelia virou-se para o lado parecendo ter um pesadelo e resmungou algo incompreensível. 
 - Q-Que horror! - Ryuga se afastou de Ophelia - Ela mandou alguém para o inferno!
 - Ryuga! - Niamh censurou - Você também não gostaria de ir para o inferno não é? Não a julgue, ela deve ter passado por uma situação muito difícil...
 Antes que uma confusão pudesse se formar, Ophelia soltou um grito alto e se levantou. Todos a olharam assustados, seu rosto estava pálido e seus olhos estavam esbugalhados, como se acabasse te ter levado um grande susto. A ruiva logo se recompôs e observou ao redor, seus companheiros a olhavam num misto de temor e preocupação, havia aquelas a olhando com desconfiança ou com uma cara feia. 
 Ophelia engoliu em seco, sabia que sua escolha iria acarretar num preconceito contra ela. Tinha que admitir, que se não fosse com ela e sim com um colega também agiria da mesma forma, ter que conviver com um "assassino" ao lado e com a probabilidade de ir ao inferno não era algo animador. 
 - A onde está o Christopher? - Vinnie pergunta olhando diretamente para os olhos de Ophelia, a garota sente um gosto amargo em sua boca. De todos os que estavam ali, a última pessoa que queria responder aquela pergunta era para Vinnie, a relação entre ele e Christopher parecia ser tão íntima...
 - E-Eu não sei... - Respondeu, apesar de ser uma meia verdade. Christopher poderia estar no inferno ou em outro lugar, ele era uma pessoa tão boa para ir para um lugar tão cruel. 
 - Você s e salvou? - Vinnie parecia estar num momento crítico, seus olhos brilhavam e ele parecia estar prestes a desabar. Aquilo foi ainda pior, Ophelia preferia que ele estivesse irritado com ela do que triste, uma ponta de desapontamento pode ser sentida no olhar do rapaz. 
 - Me desculpa... Eu... - Ophelia sentia que o mundo iria desabar, muitos a olhavam com desaprovação e outros com pena. O pior foi quando sussurros foram ouvidos e no canto dos olhos ela viu Lilyan falar algo no ouvido de Niamh que parecia aflita com toda a situação. 
 Ela olhou para o rosto de cada um, Anna parecia confusa e assustada e mais distante de si, Lilyan a olhava de uma maneira estranha e Niamh parecia estar confusa, Ophelia pode sentir que o quer que a loira sussurrou no ouvido da outra não era uma coisa boa. Abby permanecia neutra na situação assim como Tess que sorriu de maneira amigável para ela.
 - Por favor, parem de olhar pra mim! - Ophelia gritou e se deixou cair no chão. O desespero atingia seu coração, parecia que era uma maldição.
 Niamh correu até a ruiva e a abraçou, Ophelia retribuiu o abraço de maneira forte enquanto suas lágrimas molhavam a roupa de Niamh que parecia não se importar com aquilo. 

 

 

 

 

 

 

Quando começou a anoitecer, o grupo começou a se arrumar. Pegaram gravetos e folhas secas para fazer uma fogueira, Vinnie tentava fazer fogo. Havia feito uma espécie de ninho onde as faíscas iriam começar a queimar e com dois pequenos gravetos começava a criar um atrito entre eles, ao seu lado Apollo tentava fazer a mesma coisa conseguindo um pouco mais êxito.
 Anna e Abby arrumavam ao redor, limpando o lugar com vassouras improvisadas, precisavam de um lugar limpo, pois poderia ter um inseto ou cobra perigosos no meio das folhagens. No centro uma espécie de torre de madeira era erguida misturada a folhas e matos, um circulo de pedra estava ao redor.
 Ryuga, Thomas e Tyler faziam pequenas camas improvisadas com alguns gravetos e panos velhos que haviam achado - tinham saído em uma "excursão" em busca de algo para passar a noite e encontraram vários pedaços de panos e uma barraca velha. 
 - Será que isso é um teste de sobrevivência? - Lilyan falou, estava tentando talhar uma arma numa pedra, as coisas estavam calmas demais e precisavam se preparar para qualquer coisa.
 - Talvez... - Rafi falou simplista soltando um sorriso, havia conseguido talhar um machado - Está bom? - Perguntou para Lilyan que fez uma careta para o colega, Rafi aceitou aquilo como um sim. - Espero que esses cipós sejam resistentes.
 - Seu machado não corta nem manteiga. 
 - Pelo menos eu tenho um machado! - Rebateu, a loira revirou os olhos e continuou o trabalho árduo. Rafi pegou o pedaço de madeira e alguns cipós onde começou a amarrar, tanto nós forte. - Não revire os olhos.
 Antes que loira pudesse disser algo, um vento forte e barulhento se fez presente. Todos pararam imediatamente o que estavam fazendo e começaram a olhar através das árvores e para o céu a procura de qualquer coisa que pudesse denunciar um perigo evidente, mas não encontraram nada demais além das folhas voando de um lado para o outro e a poeira castigando os olhos.
 - Mas que... - Lilyan falou tirando o cabelo que havia entrado na boca, olhando para Rafi. Seus olhos se esbugalharam imediatamente e aos poucos ia perdendo a cor - Ai meu Deus!

 

 

QUIZ

O que será que está lá atrás? Será um animal ou uma pessoa? 
A melhor proposta terá um prêmio especial.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...