História Deathbeds - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~JInfires

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXID
Personagens Hani, Hyerin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Ahn Hee Yeon, Drama, Drogas, Hani, Kim Taehyung, Romance, Vingança
Exibições 27
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Fala meus amores sz Voltei com um capitulo super pequeno eu sei... Mas assim né e.e Eu troquei a capa pois eu estava achando a outra um pouco... Hmmm como posso explicar.. Sem graça :p .

ATENÇÃO!/SPOLIER Vai ter festinha no próximo capitulo, e vem uma galera nova ai e.e

Irei postar a cada duas semanas por enquanto, a prova mais puxada ja passou hehehe :3

Boa leitura sz

Capítulo 7 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Deathbeds - Capítulo 7 - Capítulo 7

Hyerin's POV

— Hani você está bem? — Pergunto preocupada e arqueio minha sobrancelha desentendida, o que deu nela?

— Me desculpe eu não entendi. – Ela diz quase sussurrando e ri baixo, como se duvidasse do que eu dizia – Você é quem?

— Sua irmã, vou morar aqui agora. – Digo em um dar de ombros e sorrio satisfeita com a expressão surpresa da garota – Minha mãe disse que se eu ficasse aqui, as coisas seriam mais fáceis pra ela. — Digo calmamente e cruzo meus braços.

— E-Eu... – Hani parecia prestes a ter um colapso e eu me segurava para não rir daquela cena – Onde o Siwon tá?

Meu Deus... Não quero estragar a vida da minha nova irmã... Quer dizer... Ainda não.

— Ele está no escritório, com a mamãe. — Vejo Hani se distanciar e escuto ela dizer algo do tipo "Mamãe?"

Surpresa minha querida! Pelo o que pude ver, Hani não gostou do mais novo membro da família, não que eu esperasse grande hospitalidade vinda dessa garota mesquinha.

Era melhor assim.

Eu estava caminhando pela casa, aquele lugar é realmente enorme. Aquelas paredes pareciam não acabar e eu já havia me perdido. Ah que ótimo. Preciso parar de ser tão lerda.

Acordo de meus pensamentos quando esbarro com um garoto mais alto do que eu e muito bonito por sinal.

— Olha por onde anda garoto. — Disse firmemente, com a voz um pouco rouca já que desde o momento em que sai para conhecer a casa, eu não usava as minhas cordas vocais.

— Me desculpe. — Ele diz da mesma maneira que eu e me encara.

Desvio do garoto na intenção de seguir em frente e sinto a mão gelada dele apertar meu pulso, impedindo-me de sair dali.

— Você sabe onde a Hani está? – Ele pergunta assim que me viro e afrouxa a força que aplicava em meu braço.

— Da última vez que eu a vi, ela estava indo para o escritório do papai... – Sorrio fraco, me lembrando da cena que havia presenciado mais cedo.

— Ah... Obrigado. — Ele se vira, mas eu o seguro pelo pulso.

— Posso saber quem é você? — Pergunto curiosa, levando as mãos para minha cintura.

— Um amigo da Hani. — Ele diz imitando o que eu tinha feito com as mãos e inclinando a cabeça para o lado. Reviro meus olhos para aquela ação e deixo um pequeno sorriso escapar.

— Idiota. — Ele ri e desfaz sua posição de antes.

— Bom tenho que ir falar com a Hani. Até depois sra. .... ? — Ele pausa a frase é gesticula na minha direção, esperançoso de que eu pudesse continuar.

— Hyerin. — Continuei com um sorriso divertido nos meus lábios.

Eu e o garoto seguimos conversando até o escritório, afinal, eu queria falar com meu "papai" sobre a escola e meu novo quarto. Eu estava deveras ansiosa para minhas novas aulas na Coréia.

Faziam sete anos que eu não vinha até aqui. Eu quero, acima de tudo, aproveitar o melhor desse lugar.

Hani's POV

— COMO DEPOIS DE SETE ANOS, VOCÊ RESOLVE VOLTAR? E AINDA POR CIMA JÁ ESTÁ INDO DE NOVO? — Pergunto irritada. Minha cabeça parecia poder explodir a qualquer momento daquela discussão.

— Você tem que entender Hani querida, eu não vim aqui para escutar a minha filinha se revoltar contra mim. E muito menos fazer uma visita a você, meu amor. — Minha mãe disse calma, cruzando as pernas e revirando os olhos a cada palavra que saia da sua boca.

Meus olhos começaram a arder e encher de lágrimas, que tornaram a minha vista embaçada. Segundos depois a visão ficou escura gradativamente, minhas pernas tornaram-se fracas de repente e a última coisa que eu consigo me lembrar, eram o deslumbre um belo garoto de cabelos negros entrar pela porta e impedir que eu caísse.

Taehyung's POV

Eu quase não consegui pegar a Hani, faltavam apenas alguns centímetros para que ela batesse a cabeça no chão.

Essa mulher com certeza é uma bruxa.

Eu e a... Como era mesmo o nome da garota? Hy..Hye.. Hyerin! isso! Hyerin é o nome dela. Estávamos escutando toda a conversa atrás da porta, que estava fechada. Eu não ia entrar, pois aquilo era assunto da família deles, mas vi que a coisa havia começado a ficar um pouco tensa.

  -/-/-/-/-

Peguei Hani no colo, Siwon com certeza me xingava mentalmente. Ele não sabe esconder os seus sentimentos, principalmente os de raiva. Ele se aproxima de nós e tomou o meu lugar, segurando Hani em seus braços.

— Acho melhor levá-la no médico. Ela ficou bem... nervosa. — Cruzei meus braços, arqueando uma das minhas sobrancelhas para a mãe da Hani. Espero que ela entenda esse gesto como uma direta.

— Bom eu já vou indo. – Ela ignora o que eu tinha feito e se levanta – Eu já fiz o que tinha que fazer aqui. Boa sorte com essa daí. — A mulher manda um beijo para Siwon antes de se retirar da sala.

— Pegue meu carro e leve ela ao hospital. – O pai da garota diz e suspira, direcionando seu olhar para a loira ao meu lado – Hyerin ajude o garoto e vá com eles. — Siwon me entrega as chaves e coloca Hani em meus braços.

Saímos daquela sala abafada e levamos Hani ao hospital.

-/-/-/-/-/-

Hyerin não parava de conversar, eu estava começando a ficar sem paciência com ela. Hani permanecia adormecida nos meus braços, ela não havia dado nenhum sinal de vida desde o desmaio. Seu coração batia fraco, mas pelo menos ela está viva.

Algumas movimentações por parte da menor e Hani acorda, levando as mãos aos olhos esfregando-os. Ela parecia um pouco assustada. A menor se senta, observando cada detalhe do lugar.

— Finalmente, bela adormecida. — Ela olha para mim e sorri.

A porta se abre e o médico entra, segurando em suas mãos uma prancheta.

— Acho que a senhorita poderá ir pra casa, não há nenhum problema com os seus exames. – Ele diz e solto um suspiro aliviado – Você apenas se alterou. — O médico sorri para Hani.

— Ah sim... Obrigada. — Hani devolve o sorriso.

 

 

 

 



 


Notas Finais


Mds eu asmadoro comentarios , eu fico tipo , muito feliz >u< Asmo aquela notificação de um novo comentario e favorito. Amo muito vocês , bezo bezo. ~Mariaaaa <3

Juju: Oi to aqui pra amar vocês ♡
Como estão passando meus filhos? To Muito bem obrigada.
Eu também amo os comentários e favoritos de vocês, me deixa tão boba alegre hsdbshbdhshd
Hm... É isso, me perdoem pelo mini capítulo.
Por último e não menos importante, tô escrevendo uma fanfic por contra própria e espero receber o mesmo amor que recebo com Deathbeds~ Segue o link:
https://spiritfanfics.com/historia/consequencias-da-liberdade-6980892
Obrigadoooooooooooooo~ (To postando toda semana :P)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...