História Deathly Hallows - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~kookinluv

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, Jhope, Sobi, Sope, Suga, Sugahope, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 118
Palavras 2.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieee, viemos com mais um capítulo e esperamos que vocês gostem!!

- Desculpe se algum erro passou despercebido nesse e nos capítulos anteriores.

Pedimos que se possível vocês leiam as notas finais porque temos alguns avisos importantes.

Boa leitura! ♡

Capítulo 4 - IV. Elves Rebellion


Já era o dia seguinte após o dia no qual eu havia sido atacado por dragões azuis voadores (borboletas, eu sei, mas para mim são dragões), e quase tive minha mão arrancada por uma árvore demoníaca que se denomina salgueiro lutador. Com certeza, eu peguei trauma de árvores, nunca mais passo perto de uma por mais inofensiva que ela possa parecer, vai que do nada baixe o demônio nela e ela tente me matar, não é mesmo? Mentira! Eu sou totalmente destemido e não tenho medo de borboletas... Nem árvores... Ok?

 

 

Acordei hoje com uma grande vontade de matar Jungkook, de uma maneira bem lenta e dolorosa, por ele ter me tirado do meu sono de beleza. Era sexta-feira, não tínhamos aula de manhã e eu planejava hibernar até a hora do almoço, se esse narigudo não tivesse me acordado. Ele não fez nem questão de me acordar de um jeito ao menos normal, ele simplesmente se ATIROU em cima de mim, acordei achando que um elefante havia me prensado. E nesse momento, eu estava batendo nele com o meu travesseiro.

 

ㅡ YOONGI PELAS BARBAS DE MERLIN, PARA DE ME BATER! EU TENHO UM AVISO IMPORTANTE. - Jungkook fala berrando enquanto tenta escapar das travesseiradas.

 

ㅡ Realmente, espero que seja muito importante pra você ter me acordado às nove horas da madrugada, Jungkook. - Jeon parou uns segundos pra respirar e arrumar suas vestes, que ficaram um pouco desarrumadas após as travesseiradas que eu dei nele.

 

ㅡ Pra que agredir? Eu só te acordei... - ele começou a falar ainda ofegante. ㅡ Se bem que eu já devia ter me acostumado a levar travesseiradas todas às sextas, mas hoje você se exaltou demais.

 

ㅡ Eu fiquei na floresta um noite inteira, e não é nem pela floresta, foi pela minha companhia mesmo, JUNG HOSEOK! A única coisa que eu queria no momento, era esquecer de tudo e dormir bastante, mas infelizmente alguém fez o favor de me acordar. - abri o meu melhor sorriso falso.

 

ㅡ Você devia me agradecer por ter te acordado, esqueceu que hoje o professor Dumbledore vai anunciar a data do torneio? E já estamos atrasadas pro anunciado, eu percebi que todos já estavam lá em baixo menos você, então vim ver o que tinha acontecido, e eu fiz sim o favor de te acordar, humpf. - ele bufa. ㅡ Ah, e os alunos da Sonserina já foram, como você não descia eles resolveram ir sem você. - ah mas que lindo, além de ser o atrasado ia ser taxado como incompetente também, onde é que eu tava' com a cabeça quando esqueci que hoje iriam anunciar a data do torneio? Hoseok anda me atormentando tanto que até me fez esquecer do torneio, e olha que ele tá' me atormentando justamente por causa disso.

 

ㅡ Eu vou me arrumar e a gente já vai, me espera aí. - pedi.

 

Não sei como me arrumei tão rápido, em poucos minutos eu já estava pronto para ir ao salão comunal. Fui chamar Jungkook, que estava brincando com a sua varinha.

 

  — Vamos Jungkook, para de mexer nessa varinha que a gente já está muito atrasado! - ele levanta seu rosto e me olha com uma cara de tédio.

 

  — A gente tá atrasado por sua culpa, não reclama não. - tá pedindo pra apanhar esse acéfalo.

 

  — Parece que você gosta de brincar com a morte, né? - cerro os olhos.

 

Puxei Jungkook para o salão comunal, ele saiu derrubando tudo, não sabe andar direito o coitado.

 

ㅡ Pra que me puxar desse jeito? Eu sei o caminho até salão comunal! Olha Yoongi, eu quase destruí o corredor da escola, se vierem perguntar quem foi eu vou falar que foi culpa sua. - ele fala igual uma criança birrenta.

 

ㅡ Olha aqui, eu não tenho culpa se tu não sabe caminhar direito, agora cala a boca e entra aqui. - Jeon saiu emburrado, resmungando um monte de coisas que eu não entendi, e nem fiz questão de entender.

 

Quando nós entramos no salão, todo mundo pareceu ficar quieto, óbvio né, eu cheguei. Quem não ficaria quieto para ver a chegada de Min Yoongi?

 

ㅡ Atrasados Sr's. Min e Jeon. - ah mas não me diga Dumbledore, achei que estava adiantado.

 

ㅡ Nós perdemos a hora, mas o importante é que estamos aqui, né? pode começar a falar. - me botei na frente dos alunos da sonserina, e Jungkook veio logo ao meu lado.

 

ㅡ Agora que todos estão presentes, eu peço silêncio absoluto para que eu possa anunciar a data do torneio. - todos se voltaram ao Dumbledore e pararam de falar imediatamente. ㅡ O torneio vai ser daqui à exatas duas semanas. Entre esses dias, eu irei comparecer​ aos treinos em equipe de vocês, e avalia-los, lembrando que irei fazer isso pessoalmente, e espero que vocês estejam realmente tendo avanço com seus parceiros de equipe. - estamos tendo muito avanço sim, avanço pra desgraça só se for.

 

[...]

 

Depois do comunicado, tivemos a refeição e logo em seguida fomos para a aula de História da Magia, ou Teoria da Magia, como preferir chamar.

 

É uma das matérias mais chatas de Hogwarts, o professor passa a aula toda lendo, no mesmo tom monótono e os alunos praticamente se desligam a aula inteira, eu definitivamente ODEIO essa matéria. E para minha (in) felicidade, o professor Binns ㅡ único professor fantasma da escola, e responsável pela matéria da história da magia ㅡ passou um trabalho sobre a Rebelião dos Duendes.

 

Minha vontade de fazer esse trabalho é enorme, deu pra sentir a irônia?

 

Mas como infelizmente é uma das matérias obrigatórias, nesse momento estou me direcionando a biblioteca para começar minhas pesquisas. Eu sou o desastre em pessoa quando se trata desse tipo de trabalho, mas tenho meus motivos, por exemplo: Quem se importa em saber de uma rebelião de duendes idiotas?

 

Chego à biblioteca e agradeço mentalmente pelo local se encontrar vazio, não quero nenhuma presença humana me atrapalhando.

 

Vago por todos aqueles corredores cheios de prateleiras, com livros de todos os tipos de histórias e matérias, sempre fui fascinado pela biblioteca de Hogwarts, por mais que eu não venha muito aqui...

 

No setor que tinha uma prateleira repleta de livros velhos e empoeirados, achei finalmente um livro sobre o assunto que eu tinha que pesquisar.

 

"The elves rebellion"

 

O livro era enorme, devia ter umas 900 páginas. Existe tanta coisa sobre esse assunto? Quem gastaria seu tempo aprendendo sobre isso?

 

Suspirei pesadamente como forma de preparo físico e psicológico para enfrentar as próximas horas de estudo. Me sentei em uma das mesas dali e abri a primeira página daquele livro enorme.

 

"A criação da varinha como um controle de poder mágico causou uma grande histeria entre os Duendes, que eram os maiores dominadores da mágica no mundo."

 

Reviro meus olhos.

 

Eu li o primeiro parágrafo e já estou preferindo ser amaldiçoado do que obrigado a ler isso. Vamos lá, Yoongi. Você consegue.

 

"Na tentativa de tentar reconquistar suas terras perdidas e sua força de magia, os duendes foram organizados por Urgue, o Impuro, que começaram com rebeliões no norte europeu em busca do direito da varinha aos duendes."

 

Céus, alguém fala para o professor Binns que eu estou pouco me importando com Urgue, o impuro, e com essa sua matéria desnecessária.

 

"A revolta durou vários anos, causando muitas perdas de trouxas, abortos, bruxos com pouca aptidão mágica e dos próprios duendes."

 

ㅡ Chega! Isso é patético. - exclamei enquanto fechava aquele livro com força e com certa raiva. Eu não tenho paciência e muito menos vontade de gastar meu precioso tempo com duendes de mau humor.

 

Problemas com a matéria? - ouço uma voz atrás de mim e logo o dono dessa voz se senta ao meu lado.

 

ㅡ Eu apenas odeio duendes. - borboletas e árvores também, mas essa informação eu deixei guardada.

 

ㅡ Ah, eu também vim fazer o trabalho do professor Binns. - o garoto de cabelos alaranjados, Jimin, fala e tira de sua bolsa um pergaminho, tinta e pena. O observo e ele já começa a escrever em seu pergaminho. Mas já? Ele nem leu um parágrafo sequer de nenhum livro.

 

ㅡ Você já sabe de toda história, não é? - pergunto e o mesmo sorri enquanto concorda. ㅡ Assim nem tem graça. - fecho a cara e volto a encarar aquele imenso livro.

 

ㅡ Se você quiser eu posso te ajudar... - ele sugere com um pouco de receio.

 

Tenho duas opções:

 

1. Ser orgulhoso e recusar, tendo que acabar por ler um livro de 900 páginas da matéria que mais odeia.

 

2. Aceitar e tentar ser gentil, para que o bruxo mais inteligente da grifinória ㅡ isso eu assumo, porque afinal, contra fatos não há argumentos ㅡ o ajude.

 

Acho que pela primeira vez nos meus dezessete anos eu vou escolher a segunda opção.

 

ㅡ Se não for lhe incomodar... - tentei soar indiferente, mas falhei e acabei que eu fui gentil até demais, tanto que o Park arregalou os olhos e arqueou uma sobrancelha em descrença.

 

ㅡ Ok, confesso que esperava a pior resposta vindo de você. - ele diz sincero e deixo transparecer minha expressão totalmente ofendida.

 

ㅡ Boatos são boatos, meu caro Jimin. - reviro os olhos.

 

E isso é a mais pura verdade. Tudo bem que eu possa ser um bruxo com uma superioridade avançada, mas eu também não sou a pior pessoa do mundo, como a maioria desses miseráveis julgam.

 

ㅡ Na verdade, eu comecei a ter uma visão melhor de você, depois do que você fez pelo Hoseok naquela aula do professor Snape... - ele confessa. ㅡ Foi muito arriscado, você é bem corajoso.

 

Eu geralmente não costumo receber... Elogios? Nem devia me importar em agradecer, mas foi automático.

 

ㅡ Obrigado... Eu acho... - faço uma careta.

 

Jimin ri fraco e volta à sua atenção ao enorme livro que eu peguei para estudar.

 

ㅡ Nossa, eu já li esse livro! É muito bom. - ele fala maravilhado.

 

Parece que achei uma pessoa que gasta seu tempo lendo sobre duendes.

 

ㅡ Você leu um livro de aproximadamente 900 páginas que fala apenas sobre duendes revoltados? - o pergunto incrédulo.

 

ㅡ Não são apenas "duendes revoltados" - ele faz aspas com os dedos. ㅡ É uma história trágica e muito importante na história da magia. - ele tenta me explicar.

 

ㅡ Pra mim continua sendo desnecessário. - dou de ombros e vejo o garoto de cabelos laranjas revirar os olhos.

 

ㅡ Eu vou te contar a história, você vai ver que não é tão chato quanto você pensa. - ele abre aquele livro na parte das ilustrações e começa a contar a história com suas próprias palavras.

 

ㅡ Bom, os duendes começaram a invadir o norte europeu, e com as invasões incessantes, a sociedade bruxa começou a considerar a Revolta dos Duendes como uma ameaça. O Conselho dos Bruxos enviou a antiga Delegação de Proteção aos Bruxos às colônias dos duendes em busca de paz, porém, isso não ocorreu. - o garoto aponta para as imagens ilustrativas do livro. ㅡ As Revoltas continuaram e os bruxos foram obrigados a tomar partido da violência visível, onde ocorreu uma grande chacina de duendes.

 

ㅡ Ok, isso é terrível. - torço o nariz quando vejo a ilustração da chacina que ocorreu.

 

ㅡ Você não sabe o quanto. - ele suspira se lembrando da história. ㅡ Durante aquela época, a chefe do Conselho dos Bruxos, Burdock Muldoon, decretou uma lei que dava direito a todos os bruxos, exceto às crianças, de realizaram mágica contra os duendes para a própria segurança.

 

Continuo escutando atento suas explicações.

 

Durante muito tempo, os Duendes resistiram bravamente, e foi quando os bruxos decidiram dar um término à revolta. Eles caçaram o líder dos duendes, Urgue, o Impuro, e colocaram-no suspenso pelas pernas diante do acampamento principal dos Duendes. - as ilustrações pareciam tão reais que fazia a história ficar mais interessante. ㅡ Todos os duendes foram chamados para a vila, e assistiram a morte cruel de Urgue ser queimado no ar, dando o fim à guerra. - Jimin fecha o livro.

 

ㅡ É só isso? - pergunto desconfiado.

 

ㅡ Aham, eu basicamente resumi a história desse livro inteirinho. - ele fala como se fosse algo banal.

 

ㅡ Acho que você salvou a minha vida. - não é uma coisa que eu fale todos os dias, na verdade, acho que é a primeira vez que estou sendo grato à alguém. 

 

ㅡ Não exagera! - ele ri fraco. ㅡ Você ia acabar gostando se tivesse se esforçado para ler o livro.

 

ㅡ Mas eu me esforcei... - explico.

 

ㅡ Se o significado de "se esforçar" é revirar os olhos a cada palavra lida, parabéns Yoongi, você se esforçou. E muito. - ele tá' debochando da minha cara? Mas que audácia desse garoto!

 

ㅡ Olha aqui, quem você pensa que é pra falar assim comigo? - falo sério.

 

ㅡ Park Jimin (?) - ele sorri novamente até seus olhos se fecharem e parecerem apenas dois risquinhos.

 

ㅡ Você acha que eu estou brincando né, Park? - mantenho a postura.

 

ㅡ Ai ai, Yoongi... Você é muito engraçado mesmo, não vou mais acreditar nos boatos de que você era uma pessoa esnobe. - ele continua com aquele sorriso na cara e começa a juntar suas coisas.

 

Não vou discutir com ele, pelo visto discutir com Park Jimin é a mesma coisa que falar com uma parede.

 

ㅡ Ah que ódio. - ele fala após derrubar sua pena no chão. O mesmo se abaixa para pegar e fica um pouco em silêncio. ㅡ O que é isso? - ele levanta com um livro preto em mãos.

 

"Diário de..." - aproximo o livro do rosto para tentar ler o nome quase totalmente apagado que havia ali.

 

ㅡ De alguém que muito provavelmente ficou sem tinta na hora de escrever o nome. - ele aqueia uma sobrancelha. ㅡ O quê será que tem nele? - o Park abre o diário e sua expressão fica mais confusa ainda.

 

ㅡ O quê tem escrito aí? - pergunto curioso e ele mostra as páginas para mim. Nada? Um enorme nada. É isso que tinha naquelas páginas.

 

Folhamos todas as páginas daquele diário e realmente, era apenas um diário vazio. Em algumas páginas parecia ter pingos de tinta ou letras borradas, cogitamos que as letras tenham sido apagadas, ou como Jimin sugeriu, talvez tivesse magia para manter as palavras escondidas.

 

Mas que diabos é isso? Que tipo de pessoa teria um diário hoje em dia? - Jimin fala aparentemente irritado.

 

 


Notas Finais


Oi genteee.

Espero que tenham gostado do cap, eu achei que ficou bom para um cap de transição né. Agora vem essa parte chatinha dos caps de transição mas estamos fazendo de tudo para não ficarem enjoativos, nem mal feitos!!
Eu realmente espero que gostem, escrevemos com muito amor e carinho com as esperanças de suprir as expectativas de vcs.

Vemos nesse cap que o Yoongi não é tão ignorante assim né, interesseiro talvez, mas ele pode e consegue ser gentil tambem.

Beijos para vcs bruxinhas/os (para os trouxinhas tb) ♥ ~ lin

✧*:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ *:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ✧*:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ •̤*ૢ✧

IAI :3

Bom, eu realmente espero que vocês tenham gostado do cap. e agora vem as coisas importantes que eu precisava falar.


1. Eu e a Lin, estamos com muitos trabalhos e provas na escola, por isso nosso tempo anda muito apertado, e postar de 5 em 5 dias acaba sendo difícil... Se vocês não se importarem, nós preferimos postar 1 vez por semana (seria todo domingo)... Pode ser? ;-;

2. Como a gente já tá na desgraça e gosta de se desgraçar mais ainda, nós começamos a escrever duas fanfic's separadas porém elas vão ser interligadas... Deu pra entender? Mas não tem nada a ver com essa, é só pra avisar mesmo caso alguém queira ler quando ela for postada :p

Acho que é isso ^.^

Obrigada por ler! ♡ ~ kah

✧*:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ *:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ✧*:・゚•̤ᴗ•̤*ૢ •̤*ૢ✧

♡ "Você sabe tudo! Como ela pode saber de tudo?!" ㅡ Rony Weasley.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...