História Death's Hunter - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Bruxos, Caçadores, Lobisomens, Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Sobrenatural, Vampiros, Yaoi
Visualizações 115
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse não é o capítulo do Naruto. Digamos que é um bônus pela demora :3
Quarta eu posto o capítulo dele.

Esse na capa seria meu Murilo!

Boa leitura s2

Capítulo 10 - Capítulo do Murilo: Lua Cheia


Fanfic / Fanfiction Death's Hunter - Capítulo 10 - Capítulo do Murilo: Lua Cheia

O céu ainda estava um pouco claro, mas assim que o sol desceu, Murilo saiu do seu casarão e inspirou fundo, com um grande sorriso sujo no rosto coberto de cicatrizes.

- Mas uma noite de lua cheia... - Suspirou satisfeito,  andando até o limete do morro íngreme e observando a submissa vila de Bells  lá embaixo.

Os prósperos dias da feliz vila haviam acabado, sua população agora diminuia, não sorria, sequer vivia, presa na permanente tensão causada pelo cerco de lobos. Mas Murilo não ligava a mínima para isso, foi muita sorte encontrar aquele Casarão abandonado bem ao lado de uma vila tão grande e simpática. A coisa mais fácil do mundo foi transformar aqueles pobres mortais em "comida escrava" como os lobisomens costumavam chamá-los. O líder lobo ficou assistindo sol terminar sua descida até o horizonte,  brincando com a enorme corrente que carregava no pescoço, era de ferro e estava enferrujada e velha, mas Murilo não se desfazia por nada daquele grande pingente em forma de "M". Fora um presente de seus amigos e era, com certeza, seu bem mais precioso. Isso tudo porque, ao contrário dos Vampiros, que eram traiçoeiros e infiéis, os lobisomens eram um grupo Unido  e não tratavam o líder como um Deus, mas sim como um irmão. Murilo tinha a teoria de que era muito mais fácil ser respeitado como amigo do que como líder. De fato era, ao contrário do prepotente Damon Black, ele nunca sofreu por um filho fugido.

O chefe da matilha dos lobos tinha dois metros de altura e o físico invejável, o que podia ser considerado facilmente, já que usava apenas um trapo como calça, assim como todos os outros lobisomens, que não se importavam em se vestir bem, já que a roupa sempre se desfazia com a metamorfose. Seu tórax sem pelos era desenhado com cicatrizes profundas, a cabeleira negra era grossa e embaraçada.  Sua figura era intimidade, mas ao mesmo tempo causava uma certa simpatia estranha. Era o Carisma de um líder amado.  Quando o sol enfim resolveu sair de cena, deixando o espetáculo da noite por conta da bela lua cheia, Murilo voltou-se para enorme e antiga casa de madeira, atravessou a varanda com um salto. Havia um grupo jogando baralho no espaço do hall e quando ele entrou, foi recebido com acenos concentrados nos jogos.

- Cadê o Bruno? - perguntou o líder, sempre bem humorado.

- Dormindo no sofá, claro - respondeu um jogador, olhando seriamente para as cartas em suas mãos.

- Nenhuma novidade aqui, chefe - riu outro, enfim olhando para Murilo.

- Eita, bicho preguiçoso! Só presta para dormir! - retrucou o líder, fingindo implicância.

Deixou os outros seus companheiros jogando em paz e foi até o salão. Havia fogo crepitando na velha lareira e Bruno dormia no sofá velho, confortavelmente aquecido. Como de costume, a franja cobria seus olhos e ao roncar deixava em exposição seus  dentes  pontudos. Murilo ficou um tempo observando com petulância o melhor amigo, e de repente lhe desferiu um tapão ardido no ombro nu. Rápido em seus reflexos, Bruno acordou já tentando revidar o golpe, mas o outro  já havia saltado para pendurar-se no velho lustre sem velas, balançava de um lado para o outro feito em pêndulo gigante, rindo e cantarolando.

- Não me pegoou! Não me pegoou! - Bruno voltou a desabar no sofá surrado, levantando uma nuvem de poeira e ficou rindo enquanto seguia com os olhos negros o balançar do amigo, que mais parecia um macaco gigante. Era incrível que o  lustre aguentasse seu peso.

- Desce se for lobo, seu safado! - desafiou.

- Sobe você, se não for bundão! - sorriu Murilo. O outro se espreguiçou,  sempre sorrindo. Ouviu-se o estralar de seus ossos por toda a casa. - Filho de uma cachorra, que diabo você quer? Por que me acordou desse jeito, hein?
Murilo caiu no meio do salão com um baque pesado e ficou de cócoras, dessa vez ficando do mesmo tamanho que o amigo sentado.

- Só quero saber que fim levou seu irmão - disse o líder. Bruno riu maldosamente,  coçando a cabeça e bagunçado ainda mais seus cabelos castanhos.

- Tava enchendo minha paciência até há pouco, mas como estava com muito sono e ele queria porque queria brincar, sugeri que jogássemos pique-esconde -  agora ele gargalhou. Ele deve estar escondido até agora, esperando eu ir procurá-lo.

- É muita mancada fazer isso com o seu irmão, Bruno. - repreendeu o líder sério.

Meio envergonhado e surpreendido, Bruno deu de ombros. Seu irmão mais novo, Demétrio, tinha o físico adolescente, mas um trágico atraso mental o transformará em uma criança crescida. A despeito disso, era sem dúvida o lobisomem mais forte do bando, fosse ele menos idiota,  seria o líder no lugar de Murilo, sem dúvida. E o próprio Murilo sabia muito bem disso. Estava certo que às vezes ele conseguia ser meio ritante querendo brincar sempre e choramingando por qualquer coisa, ainda assim, fazê-lo de bobo é inaceitável, mesmo o irmão sendo o causador da gracinha.

- Foi mal, Murilo - gemeu Bruno.

- Ha, pare com esse chororô e vá procurar a criança de uma vez!

Ainda sem graça, Bruno levantou-se, mas nem teve tempo de sair à procura do caçula. Demétrio apareceu no topo da enorme escadaria que levava os quartos, com os olhos castanhos brilhando de alegria. Sua idade mortal era apenas de 15 anos, assim como Naruto, mas era desengonçado como se tivesse crescido rápido demais e sem planejamento na estrutura óssea, era quase raquítico e tinha cabelos cor de mogno, bonitos, embora maltratados. Qualquer um que olhasse acharia que não passava de um fracote feliz e por isso era tarde demais quando adversário percebia que se tratava de uma besta incontrolável.

- Ei, mano! Não devea estar escondido? - estranhou Bruno.

- É, mas eu achei um bichinho e tava brincando com ele, porque ele é legal, não diz que vai te procurar e não procura. - sorriu Demétrio,  segurando um desesperado ratinho com as duas mãos. Murilo olhou significativamente para Bruno, que riu mais um pouco.

- Pois é - sorriu sem graça.

- Desce aqui cara! - pediu Murilo. Sem demora Demétrio obedeceu e soltou a escadaria sorrindo, caindo ao lado do irmão sem fazer sequer um ruído. Mas antes que alguém dissesse qualquer coisa o garoto adiantou-se.

- Posso ficar com ele Murilo, posso?

Novamente franzindo a testa, Murilo deu de ombros. Nunca questionava as esquisitices do menino e não era agora que iria começar.

- Fazer o que, se você gosta de comer porcarias....

- Ah, mas eu não vou comê-lo, não!  - exclamou o garoto, espantado com a ideia. - Eu quero que ele seja meu amigo!

Bruno riu de novo, daquela sua maneira estridente característica, enquanto o líder esbugalhava os olhos azuis.

- Vou chamá-lo de Maninho! - anunciou Demétrio. Murilo resolveu deixar aquilo de lado e aproveitou a oportunidade para chamar os outros lobisomens a se reunirem no salão.  Logo todos atenderam ao chamado e fizeram um semicírculo ao redor do líder.

- Por que todo esse desânimo? -indagou o líder,  querendo incentivar os amigos a se divertir. - É noite de lua cheia, cambada! Vamos aproveitar!


Notas Finais


Espero que tenham gostado :)

Se gostaram da aquela forçinha s2

Boa noite ^---^ #PartiuCaminha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...