História Deceived - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Suga, V
Tags Blockb, Bts, Chanbaek, Exo, Got7, Jikook, K-pop, Monstax
Exibições 3
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Segredos revelados...

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Deceived - Capítulo 3 - Capítulo 3

       Carter.

     Yoongi ficou o caminho todo olhando para mim, sem nem disfarçar, eu me concentrei na estrada, ainda lembrava onde o hospital ficava e dirigi sem dificuldade até lá, seus olhos me observavam como se eu fosse um fantasma do passado, e talvez eu seja isso mesmo.

-Estou com vontade de te jogar desse carro. - ele ameaça e volta a encostar no banco do carro se concentrando na estrada assim como eu, como se tornou essa pessoa arrogante ? Sempre foi tão meigo.

-Tenta e eu quebro seu outro braço. - ele me olha indignado, eu teria que tratar ele com respeito só porque fui embora ?  Tenho meus motivos e não vou tratá-lo como culpado... mas ele não sabe que tenho motivos...precisa achar que fui de surpresa.- Desculpe. - ele me ignora e continua com os olhos vidrados nas luzes da estrada.

      Chegamos ao hospital e logo Yoongi foi levado de maca para um dos quartos, a enfermeira pediu que eu não me preocupasse, ela perguntou se éramos namorados e a cara de Yoongi me trouxe uma sensação nada acolhedora, ele com certeza não queria nem ser meu amigo, imagina namorado. Logo meu celular tocou e o nome anunciado na não era nenhuma surpresa, Jimin.

“Alô?”
“Carter?”
“Helena? Oque faz com o celular do Jimin?”
“Passa-me o telefone, Helena.”- ouço os gritos de Jimin ao fundo. - “Ei eu to falando com ela.”.- ouço a briga entre Jimin e Helena mas logo briga fica distante.
“Alô?”
“OI CARTER”. - ouço a voz de Taehyung e não êxito em soltar uma risada, ele pegou o telefone deles.- “ Noona, você não vai acreditar.”

“Oque houve.” - não estou preocupada, sei que Helena esta cuidando deles, mas do mesmo jeito fico ansiosa com as palavras de Taehyung.

“O Yoongi sumiu, os pais dele acabaram de bater aqui na porta preocupados.” - logo escuto os gritos de Taehyung pedindo o telefone de volta e Jimin gritar “seu lesado a Carter esta com ele, acabei de explicar pela terceira vez, me dá o telefone”.   
                                                     
“Bom, voltando à minha pessoa, O que aconteceu com oYoongi. - Jimin pergunta ofegante, deve estar correndo dos dois loucos.                                              

“Ele se assustou e caiu da janela, o trouxe aqui e estou esperando algum diagnóstico, mas não deve ser nada grave, ele conseguiu até me ameaçar.”-Jimin solta uma risada e consigo ouvir uma porta batendo.
“Bom, agora podemos falar em paz, continuando... não me surpreende ele te ameaçar, Yoongi quase ficou mais triste que eu quando você sumiu.”- sinto um pesar na consciência, tenho a horrível mania de não me colocar no lugar dos outros, eu sumi e deixei todos que me amavam, não posso esperar menos do que uma ameaça de morte.
“Os pais dele foram ai?”- mudo totalmente de assunto e ouço Jimin abrir a porta lentamente, os gritos de Helena parecem ecoar por toda a casa. “TAEHYUNG, SAÍ DE CIMA DE MIM SEU GORDO, EU ESTOU SENDO ESMAGADA.” Consigo escutar a risada de Taehyung junto com a de Jimin, coitada da minha amiga, deixei ela no hospício.

“O que está acontecendo?”. - digo em meio a risada.

“Taehyung sentou em cima da Helena.”- uma enfermeira sai do quarto onde Yoongi estava e acena pedindo que eu entre no mesmo.

“Jimin, avise os pais do Yoongi que já estou levando ele pra casa e que ele esta vivo, beijo.”. - desligo sem esperar uma resposta e entro no quarto, Yoongi parece se recusar a olhar para mim e apenas atravessa a porta ao meu lado, do mesmo jeito fico aliviada por apenas seu pulso estar imobilizados com faixas e sua testa ter um pequeno corte coberto por um curativo.

              O caminho de volta conseguiu ser pior que a vinda, não trocamos uma palavra, olhar ou qualquer coisa do tipo, minha respiração estava pesado, eu queria chorar. Ao chegarmos à frente de casa eu não me controlei, antes de Yoongi sair do carro tranquei as portas fazendo ele me olhar incrédulo, ele definitivamente não quer falar comigo.

-Me desculpe... ”- e após jogar todo o meu orgulho no lixo a resposta que recebi com um riso de desgosto e um olhar tão neutro que não consegui desvendar opõe pensava. Ele ainda tem as mesmas feições, o rosto redondinho e os olhos pequenos e puxados, o cabelo prateado parece deixar sua pele mais branca do que já é, feições que apresentam ser uma pessoa meiga...ele não chega nem perto disso.

-Parece que você esperou todos superarem o seu sumisso para reaparecer, não se importou com os idiotas que ficaram aqui, sumiu do mapa Carter e nós só não chamamos a polícia querendo avisar o seqüestro porque os seus tios disseram que não eram necessários, eles não disseram mais nada... você não parece ligar para os sentimentos alheios desde que perdeu seus pais, e sinceramente você não tem honra .- disse e eu lhe dei um tapa na cara.

-Você... Você não tem DIREITO de falar que eu não tenho honra, tudo que eu fiz desde que fui embora foi para honrar meus pais, você acha mesmo que eu iria sem motivo? VOCÊ não sabe de NADA, não tem moral para falar NADA.
               Foram com essas palavras que Yoongi saiu do carro sem nem mesmo mudar a expressão, estacionei na garagem de casa e sai do carro batendo a porta com o meu máximo de força, olhei para o relógio preocupado, esqueci totalmente de prestar atenção no horário.

23h55min
 
       Tudo bem tenho 5 minutos para o backup, tenho que chegar ao meu quarto. Entrei em casa e já estavam tudo escuro, as luzes apagadas e ninguém para atrapalhar meu caminho, devem estar dormindo, subo as escadas em silêncio e entro no quarto fechando rapidamente a porta atrás de mim, procuro em minha bolsa o aparelho e as pílulas, rapidamente engulo uma sentindo-a rasgar minha garganta, coloco o fone no ouvido, vejo as horas.

00h00min

  Agora, inicio o áudio e sento na cama me concentrando ao máximo.

          Backup atualizado, reproduzindo áudio.

  E assim minha voz ressoa como toda vez em minha mente.

Olá, eu sou a Carter Trevor, tenho 20 anos, há seis anos sofri uma grave perda de memória e agora tenho sintomas de perda de memória recente, preciso ouvir esse áudio sempre as 00h00min, minha missão agora é voltar para onde tudo começou e encontrar o assassino dos meus pais, Carter, se esta ouvido lembre-se, tem pessoas atrás de você... inimigos, destrua todos e vingue seus pais, essa é a sua missão.

O áudio acaba e como sempre perco a consciência como um computador a reiniciar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...