História Decisões - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Kpop
Exibições 39
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeeeeeeeee, aqui o cap novinho.

Capítulo 39 - A decisão de Suga. Pt. 3


Fanfic / Fanfiction Decisões - Capítulo 39 - A decisão de Suga. Pt. 3

*Min Yoongi*

1 semana se passou, desde todo aquele incidente com a Hiyori. Eu havia pensado em muitas coisas e parecia que minha cabeça ia explodir a qualquer momento, eu não conseguia dormir e mal comia. Tudo aquilo estava me fazendo mal. Os meninos sempre me perguntavam quando eu iria falar com ela e seu ia falar com ela. A verdade é que eu ia fazer isso, só estava esperando o tempo certo.

Tudo estava voltando a sua normalidade na Big Hit, parecia que o pessoal tinha esquecido tudo. Acho que estavam fazendo isso para não ter que voltar aquele tenebroso dia. Eram nove e quinze da manhã e eu estava no meu quarto, mexendo em meu celular. Derrepente todos os meninos entraram me assustando.

(Jin) – Levanta da cama!

(Suga) – O que? Por que?

(Jhope) – Voce precisa sair daí, comer alguma coisa.

(Rap Monster) – E precisa falar com a Hiyori.

(Suga) – Eu vou falar com ela.

(Jungkook) – Quando hyung? Quando?

(Suga) – Hoje.

(V) – Isso é sério? Voce está falando sério?

(Suga) – Estou sim.

(Jimin) – Voces vão... terminar? Voce não pode terminar com ela.

(Suga) – Eu vou conversar com ela. Mas só vou fazer isso a noite, quando ela sair do trabalho.

(Jhope) – Por favor Suga, não toma nenhuma decisão precipitada não.

(Suga) – Hope, eu sei o que vou fazer.

Os meninos saíram do quarto me deixando sozinho novamente, eu já estava decidido. Só precisava esperar ela acabar no trabalho e iriamos conversar.

Quando deu 19:00 fui para o quarto em que a Hiyori ficava. Ao entrar pude sentir o aroma daquele quarto, o cheiro da minha Hiyori. O quarto dela era muito organizado, fiquei andando por ele todo, enquanto esperava por ela. Em uma parede perto da cama dela, havia uma grande molduras com diversas fotos dela com os pais. Ainda me lembro quando ela me contou sobre a morte dos pais dela, Hiyori estava muito frágil e triste naquele dia. Fiquei olhando para aquelas fotos, eles pareciam tão felizes e em paz, era uma família muito bonita. Senti uma lágrima escorrer dos meus olhos, quando me dei conta estava chorando. Me sentei na cama e coloquei as mãos no rosto, não conseguia controlar as lágrimas que caíam muito rápido, tanta coisa estava acontecendo, tanta coisa ao mesmo tempo. Estava com a cabeça baixa e quando olhei para a porta lá estava ela, minha Hiyori. Tão linda, apesar de todas as coisas que lhe tinham acontecido ela continuava perfeita ao meu ver. Queria abraça – lá e nunca mais soltar, mas eu apenas levantei da cama e ela ficou parada na porta.

(Yoongi) – Podemos conversar?

(Hiyori) – Sim.

(Yoongi) – Tem algo que quero falar. Pode sentar aqui?

Falei apontando para a cama.

(Hiyori) – Claro.

Ela fechou a porta e veio na minha direção, pude perceber que ela estava nervosa, eu também estava.

(Yoongi) – Como voce está?

(Hiyori) – Eu estou bem e voce?

(Yoongi) – Tudo bem também.

(Hiyori) – O que voce quer falar?

(Yoongi) – Bom... primeiro eu queria pedir desculpas pelo que houve a uma semana atrás. Não devia ter saído da sala de estar daquele jeito.

(Hiyori) – Tudo bem Yoongi, já passou.

(Yoongi) – Por que voce não me contou o que aconteceu?

(Hiyori) – É... eu... eu tive medo.

(Yoongi) – Entendi. Hiyori eu fiquei pensando em algumas coisas nessa última semana. Sendo bem sincero fiquei triste, muito triste pelo que aconteceu com voce. Eu nem consigo imaginar e nem quero, me dar uma raiva só em pensar que lhe machucaram. Mas também fiquei triste por voce não ter me contado. Parece até que voce... não confia em mim.

(Hiyori) – Sinto muito.

(Yoongi) – Fiquei bem magoado com voce. E eu tomei uma decisão bem difícil. Acho que a mais difícil da minha vida.

(Hiyori) – Pode falar.

Exitei um pouco antes de falar.

(Yoongi) – Eu quero... é... eu quero... terminar.

Hiyori não pareceu se chocar com aquilo, não esboçou nenhuma reação é como se ela já esperasse ou já soubesse.

(Hiyori) – Entendi. Eu compreendo voce ter ficado chateado, de verdade. Sinto muito, não devia ter escondido isso de voce. Eu aceito qualquer decisão que voce tomar.

(Yoongi) – Ah... o que? Sério?

(Hiyori) – Sim, obrigado por ter me feito feliz nesse pouco tempo que ficamos juntos.

(Yoongi) – Eu que agradeço. Também fui muito feliz.

Hiyori se inclinou para perto de mim e me deu um beijo no rosto. O contato da boca dela com a minha pele me fez ficar todo arrepiado e uma onda de choque se espalhou pelo meu corpo.

(Hiyori) – Eu amo voce Yoongi.

Fui pego de surpresa com aquilo, pensava seriamente em voltar atrás. Hiyori levantou da cama sem me dar a chance de falar que eu também a amava e disse que ia tomar banho e que depois quando eu quisesse poderia sair do quarto. Eu não esperava essa reação dela, ela não chorou, se manteve calma o tempo todo, não retrucou nada do que eu falei. Ela já sabia, ela sabia que eu terminaria com ela. Fiquei alguns minutos processando o que tinha acontecido. Quando ouvi o som da torneira da banheira ser ligada, pensei em ir até lá e perguntar por que? Por que ela não iria insistir? Mas não fiz, levantei da cama e saí do quarto. Os meninos tinham razão, eu era um idiota muito infantil.

Fui para o meu dormitório, Jin hyung estava lá, estudando.

(Jin) – Onde voce estava?

(Suga) – Eu... preciso falar uma coisa.

(Jin) – Pode falar.

(Suga) – Não hyung, tem que ser para todos os meninos.

(Jin) – Ai meu Deus, o que voce fez?

(Suga) – Voce pode mandar uma mensagem pedindo para eles virem pra cá?

(Jin) – Ok, vou mandar.

Esperamos alguns minutos, quando todos eles chegaram. No momento em que eu contasse, eles iriam querer me matar.

(Jin) – Fala o que voce fez.

(Suga) – Eu... acabei de terminar com a Hiyori.

Falei sem rodeios. E todos me olharam chocados e com raiva. Dava para ver nos olhos deles.

(Jhope) – Diz que voce não está falando sério, diz que isso é uma piada. Diz.

(Suga) – Não é piada.

Falei num sussurro.

(Jimin) – Por que voce fez isso? Voce não ama ela?

(Suga) – Claro que eu amo Jimin, eu à amo muito, mas...

(Rap Monster) – Voce não foi forte o suficiente para aceitar o que aconteceu, não entendeu que a Hiyori não contou nada por medo.

(Suga) – É.

(Jungkook) – Isso não pode está acontecendo. Isso só pode ser um pesadelo.

(V) – Hyung... estou tão decepcionado com voce.

Tae falou e saiu do quarto chorando. Eu tinha feito uma burrice. Todos estavam tristes comigo.

(Suga) – Sinto muito.

(Jin) – Como ela ficou, depois que voce contou?

(Suga) – Essa foi a parte estranha de tudo. Hiyori não demonstrou absolutamente nada, ela não ficou triste. Ela aceitou, e apenas me agradeceu e disse que entendia a decisão... eu não sei direito... é como se ela já soubesse o que eu ia fazer.

(Jhope) – Nossa. Ela não chorou?

(Suga) – Não, só concordou, disse que... me amava e depois me deu um beijo no rosto e foi para o banheiro.

(Jimin) – Acho que voce fez besteira hyung, desculpa falar assim.

(Suga) – Tudo bem Jimin, voce tem razão. Eu fiz besteira.

(Jungkook) – Voce pode falar com ela e voltar.

(Suga) – Acho que ela não vai querer.

(Rap Monster) – Ah Suga, por que voce tomou essa decisão tão precipitada?

(Suga) – Sinto muito voces tem razão em ficarem chateados e decepcionados comigo e mas razão ainda por me acharem idiota e infantil, eu fui mesmo... eu só quero ficar sozinho agora.

(Jin) – Tudo bem. Vamos lhe deixar pensando um pouco.

(Suga) – Obrigado.

Quando os meninos saíram do quarto me joguei na cama e chorei, chorei muito.

(Suga) – O que... eu fiz?

 

*Hiyori Sato*

Eu sabia que Yoongi iria terminar comigo, aceitei e concordei em tudo o que ele me disse. Quando ouvi a porta do quarto fechando, entrei na banheira e chorei, eu me mantive forte o tempo todo em que ele falava. Mas eu queria chorar, no momento em que ele disse que queria terminar. Sei que ele também estava mal, mas talvez fosse o melhor a se fazer. Eu fui feliz com ele, em poucos meses desfrutei de uma felicidade e um amor que não senti quando estava com o Kaguya. Sei que Yoongi me ama, mas eu o amo o suficiente para aceitar tudo dele e o mais sensato a fazer, foi aceitar o nosso término. 


Notas Finais


Peço do fundo do meu heart que voces não me matem ok, nem me xinguem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...