História Decisões tem consequências - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Ação, Comedia, Drama, Gaaino, Mistério, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Sasusaku, Shikatema, Terror
Visualizações 15
Palavras 2.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Visual Novel
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, é eu sei eu demorei rsrs andei meio sem criatividade.

Peço desculpas pela demora, o 13° está quase pronto.

Bem não vou enrolar, desejo uma ótima leitura.

Com carinho.

CatxHaruno

Capítulo 12 - Capitulo 12- Medos e valores


Sasuke.

      Vi Shisune surgir na sala de espera, provavelmente estava horrível e não escondia o nervosismo senti o quanto estavam preocupados comigo mais tudo o que se passava, o que rodava na minha cabeça era a minha namorada, eu queria ver ela, queria abraça-la e dizer que eu estava ao seu lado mais fui obrigado a ficar aqui esperando na sala de espera, era agoniante ficar sem noticias.

      Assim que á vi, não pensei duas vezes em correr até ela, fu seguido pelos outros dentro de instantes estávamos á cercando.

_ E ai Shisune?- Perguntei desesperado. – Como ela está?

...

_ Shisune sem mistério, por favor, por que se não você vai ter mais um paciente!- Meu irmão falou e ela o olhou. – Meu maninho daqui a pouco vai ter um troço no coração se você não der noticias!- Afirmou Itachi.

_ Ela teve hemorragia, a surra que ela levou deve ter sido grande e a parte mais atingida foi a barriga...

_ Certo, e como ela está? Ela está bem, né? Já posso ver ela?- A cortei fazendo as perguntas das quais realmente queria a resposta.

_ Sasuke, paciência!- Minha mãe pediu.

_ Nem vêm, vocês estão me pedindo paciência desde o momento que pisei nessa sala de espera, quero ver ela!- Afirmei.

_ Isso não será possível!- Disse Shisune encarando-me. – Ela ficará internada, em observação!

_ Não posso ver ela?- Perguntei rouco, estava furioso.

_ Não até ela ir para o quarto!

_ E quando vai ser isso?- Perguntei. – Quero ver ela agora!

_ Sasuke, não vou abrir exceção!

_ Onde ela está Agora?- Perguntei.

_ Na sala da U.T.I...

      Não esperei resposta, corri pelos corredores do hospital já sabia o caminho e ia ver a minha namorada, com ou sem permissão.

_ Sasuke se controle!- Meu irmão pediu.

      Ignorando o meu irmão, cheguei até a U.T.I. e a vi pela janela de vidro, ela estava respirando através de cubos, senti alguém puxar meu braço e olhei para o lado vi meu pai e novamente voltei minha atenção pra ela que estava deitada lá naquela cama, respirando com dificuldade.

      Senti as lágrimas escorrendo pelo meu rosto mais não fiz questão de limpar, encostei minha cabeça na janela de vidro deixando a dor me consumir, com ela conheci a melhor parte de mim e só de ver ela assim, só de ver que não fui o suficiente para protege-la...

_ Sasuke, não pode ficar aqui!- Shisune apareceu e colocou a mão sobre meu ombro. – Ela logo vai pro quarto e deixo você ficar lá com ela.

_ Filho, vamos!- Meu pai pediu.

_ Me dá cinco minutos Shisune!- Pedi

_ Desculpe Sasuke, não é bom pra você ficar aqui!- Respondeu e logo sorriu. – Ela vai ficar essa noite sendo supervisionada e depois a passarei para o quarto!- Afirmou.

_ Vem!- Meu pai me puxou junto do meu irmão e me deixei ser arrastado. – Ela vai ficar bem, amanhã provavelmente vai conseguir ver ela!

_ Vai pra casa, descansa e toma um banho depois volta pra cá!- Meu irmão falou o encarei feio.

_ Não arredo o pé daqui, já falei!

_ Você quer que ela acorde e o veja no estado que está? Quer que ela se sinta mal?- Perguntou irritado e bufei.

_ Não vou embora.

_ Itachi está certo, Sasuke!- Meu pai falou e o encarei. – Ela é uma boa garota, e se te ver no estado em que está vai se sentir péssima!

_ Não quero sair de perto dela!- Confessei.

      Eles ficaram em silêncio em quanto voltávamos para a sala de espera, foi quando reparei que atrás de mim estava Naruto, Gaara e Sasori olhando tudo mais nem se quer abriram a boca.

      Naruto estava olhando-me preocupado e suspirou alto chamando-me atenção.

_ Vou levar você e a Hinata pra casa!- Avisou.

_ Não vou sair daqui!

_ Sim você vai, porque, não quero que ela acorde e o veja nesse estado deplorável!

_ Eu...

_ Não foi um pedido Sasuke!- Disse Gaara assustando-me. – Naruto, leve a Hinata pra casa que eu vou levar a Ino e o Sasuke; moramos todos no mesmo prédio com exceção da Hinata e do Neji então não precisa desviar o caminho!

_ Obrigada!

      No fim tive que me dar por vencido, e todos se prepararam para ir embora e descansar um pouco; já tinham noticias e queriam visitar Sakura sem deixar transparecer o cansaço da noite exaustiva que tivemos.

Gaara.

      Após forçar Sasuke e Ino virem comigo, o carro esta em um completo silêncio que chegava a ser incomodo; o que era raro já que eu amava o silêncio.

_ Sasuke... Estava conversando com o Sasori no hospital e concordo m expor o Kizaki agora antes que ele apronte mais alguma coisa!

_ Também concordo, mais acho que Sakura não vai gostar se isso for praticamente assinar a carta de morte da mãe dela!

_ Por isso você deve redobra-la!- Disse convicto. – Deve estar com a cabeça limpa quando for falar com ela!

_ Vou tentar!- Ele disse mais não me pareceu convicto.

_ Quero estar junto quando for falar com ela, para ajuda-lo a convencê-la!

_ Certo!

      Virei- me para Ino, sabia o quanto ela estava triste mais não tinha como consolar ela no momento, isso teria que fazer de outra maneira porque ela era o meu consolo e eu era o dela em momentos assim.

      Sakura era a minha prima, descobri isso a pouco tempo quando Sasori resolveu contar a mim e a Temari, ele não falou com o Kankuro por falta de oportunidade já que meu irmão teve que fazer uma viagem para resolver alguns assuntos pois logo ele assumiria a maior idade e com isso os bens seriam passados para o seu nome.

      Quando soube, fiquei feliz claro que demonstrei á minha maneira e desde que ela entrou na escola sempre estamos fazendo de tudo para acompanha-la, ajuda-la, orienta-la e estar ao lado dela; devido à proximidade que ela teve com Ino automaticamente me aproximei mais dela. Todos estavam dividindo e ensinando diversas coisas pra ela e Ino estava ensinando a se arrumar e quando soube do namoro entre ela e Sasuke também estava a ajudando a como se portar um relacionamento.

      Minha irmã também estava a ajudando, praticamente a ensinando a como matar um homem e Temari tirava isso de letra. Tenten decidiu ensinar alguns esportes e artes marciais, a garota aprendia com rapidez, no entanto tinha iniciado a pouco mais de duas semanas já Hinata ensinava a tarefa que considero mais importante a cozinhar no que ela era horrível e nas tarefas domésticas.

      Assim que parei no estacionamento do meu prédio, todos saíram do carro e tranquei ligando o alarme em seguida, depois fomos em direção ao elevador aonde Sasuke iria para o ultimo andar e eu para o décimo quarto, dormiria no apartamento da loira.

_ Vai ficar bem?- Perguntei vendo que chegava ao décimo segundo andar.

_ Sim, me ligue amanhã na hora que você for que irei junto!- Sasuke pediu.

      Concordei com a cabeça e assim que a porta se abriu sai com Ino segurando-lhe a mão.

_ Cuide-se Sasuke!- Ino falou pela primeira vez desde que saímos do hospital antes do elevador se fechar.

      Puxando Ino pelos corredores, estava quase abrindo a porta do apartamento dela quando uma porta se abre chamando nossa atenção.

_ Horas mais se não é uma vagabunda mesmo, chegando tão tarde Yhamanaka? = A voz enjoativa da Matsuri soou pelo local.

_ Não sou você!- Ino revidou. – Abre logo a porta Gaara, não estou com paciência para atura-la e se continuar aqui vou mata-la!- Esbravejou.

_ E onde estava até agora com meu Gaara?

_ Não sou seu Matsuri e nunca fui, sou namorado da Ino e trate de respeita-la!

_ Você será meu!- Afirmou sorrindo aproximando-se de mim.

_ Cai fora garota, vê se te enxerga e cuida da sua vida!- Falei empurrando-a e abrindo a porta.

      Ino entrou com tudo evitando arranjar confusão com a garota e entrei logo em seguida batendo a porta na cara dela e trancando a porta para que não fosse aberta.

_ Preciso de um banho!- Minha loira falou em quanto estava sentava no sofá e tirava os saltos verdes do pé.

_ Eu também!- Falei aproximando-me dela e agachando-se para ficar no mesmo tamanho. – Vamos tomar juntos?- Perguntei.

_ Não estou com vontade de transar Gaara!

_ Não vamos, iremos apenas tomar um banho... Estou morto e você não está diferente!- Eu disse antes de agarrar a sua cintura e a aproximar mais de mim.

      Em um ato involuntário ela abriu as pernas enlaçando as sobre mim, aproveitei a oportunidade e a beijei. Nosso beijo foi calmo, lento e apreciávamos os lábios um do outro sem muita pressa.

      Peguei-a pelo colo e andei até o corredor onde ficava o banheiro, depositando-a no chão assim que cheguei ao ambiente; tiramos a roupa e fomos até o chuveiro. Em quanto lavava as costas dela, depositava alguns beijos sobre sua nuca exposta devido o cabelo longo loiro estar preso em um coque.

_ Gaara... O Sasuke não estava muito bem, estou preocupada com ele!

_ Eu também!- Confessei. – Ainda acho que deveria ter esganado aquele homem quando tive a oportunidade!

_ Teria sido pior, imagine só por desconfiar ele já fez aquilo com a Sakura! – Ela disse virando-se para mim. – Vire-se pra mim lavar as suas costas!- Pediu.

      Virei-me como ela pediu e ela começou a passar as delicadas mãos sobre minhas costas arrepiando-me com o contato, ela passava o sabão e esfregava com carinho.

_ Está tenso!

_ Você também estava!- Afirmei e a ouvi gargalhar!- Gosto da sua risada amor, então... Prometa-me que não vai ficar tão calada como estava no carro!

_ Você normalmente gosta do silêncio!

_ Gosto do silêncio, mais não quando você está perto. Além do mais, o silêncio estava me incomodando não sabia o que falar para o Sasuke e você melhorarem a cara que estavam.

_ Você também não estava diferente!- Defendeu-se.

      Virei-me para ela encarando aqueles orbes azuis e puxei-a pela nuca depositando um singelo beijo em sua testa, encostando a minha depois sobre a dela.

_ Desculpe-me, não quis te preocupar é que... Há pouco tempo soube que Sakura é minha prima, e desde de que ela entrou em nossas vidas de alguma maneira muito estranha ela só vem fazendo bem pra todos nós... Quando segui Sasuke junto com Naruto e a vi naquela cama de hospital na sala da U.T.I. respirando através de tubos... E-eu... E-euu...

_ Eu sei amor!- Ino me abraçou secando minhas lágrimas. – Ela chegou e mostrou a todos que a vida é muito mais do que meras futilidades, aprendemos a dar valor ao que temos... Ela mesmo sem saber nos ensinou a ser fortes para aguentar o que está por vir, determinados para perseguir por nossos sonhos, corajosos para enfrentar nossos medos e principalmente dar valor ao que temos, que é tanto comparado a pessoas que não tem nem mesmo o que comer!

_ Quem é você o que fez com a minha namorada?- Perguntei em quanto secava as suas lágrimas, minha visão também estava embaraçada, porque, também estava chorando.

_ Quem é você e o que fez com meu namorado?- Ela revidou e rimos. – É verdade que Sakura me mudou um pouco, acho que ela mostrou a todos a como ser mais humana, afinal deixei de pensar apenas em futilidades e você... Bem você está chorando, essa é a maior prova de que Sabaku no Gaara é definitivamente um humano.

_ Todos nós mudamos um pouco!- Concordei com um sorriso.

      Após terminarmos um banho, coloquei apenas uma calça de pano leve e Ino colocou uma camisola de seda amarela simples e se deitou ao meu lado se aconchegando em meu abdômen.

_ Acabei de mandar uma mensagem para Sasuke, dizendo que já estava indo dormir mais antes queria saber como ele estava!- Informei em quanto ela brincava com os dedos sobre meu abdômen.

_ E ele respondeu?- Perguntou.

_ Sim, disse que também estava indo dormir e que nos veríamos amanhã!

_ Ele está no apartamento dele ou da Sakura?

_ Não sei Ino, não duvidaria que ele estivesse no apartamento da Sakura mais até onde sei a Tsunade esta lá com Jiraya!

      Ino levantou a cabeça, encarando-me os seus olhos pareciam aflitos e preocupados.

_ Não é arriscado, imagina se Kizaki aparece de surpresa na casa de Sakura e encontra-se com Tsunade?- Perguntou assustada.

_ Duvido muito que ele faça isso!- Afirmei. – Ele não se comporta como um pai, longe disso, ele estava aqui por conflito de interesses... Ligaram pra ele do hospital pra avisa-lo sobre Sakura e ele não fez questão de aparecer!

_ É bom mesmo não aparecer, não sei se nós conseguíamos controlar Naruto e Sasuke, principalmente Sasuke... E quando digo nós, digo Hinata, Tenten, Shikamaru, e eu porque, tenho a impressão que você e Temari se juntariam para mata-lo!

_ Você me conhece amor, e também conhece o gênio da minha irmã, então sim ajudaria Sasuke e Naruto acabar com a raça daquele cara!

_ Os rapazes também não iriam ficar de fora!- Ino concordou com um suspiro. – Por isso acho bom esse cara não aparecer por aqui, ou tudo vai por água abaixo!- Disse Ino pensativa. – Seria possível ele aparecer no hospital para fazer ceninha?

_ Espero que não, mais é uma possibilidade!- Confirmei. – Não quero me encontrar com ele, se não é possível como você disse colocar tudo o que planejamos pelos ares!

_ Tenho medo do que Sasuke vai fazer, ainda bem que Itachi e o tio Fugaku estão ao lado dele o tempo inteiro tentando controla-lo.

_ Se Kizaki aparecer, não vai prestar!- Avisei e ela suspirou cansada.

      Ela voltou a se deitar, no entanto se acomodou ao seu lado aconchegando-se no travesseiro, virei-me e fiquei de frente pra ela.

_ Não pense nisso, ok?- Pedi e ela concordou com a cabeça e sorriu.

_ Te amo!- Afirmou.

      Colei nossos corpos e a beijei calorosamente, há vi arfar quando passei a mão por suas coxas expostas, subindo a camisola dela e sorri.

_ Também te amo!- Falei quando terminei o beijo.

      Acomodei-me na cama, puxando-a para perto de mim, colocando meus braços ao redor dela e assim o sono chegou, acabei me deixando levar pelo cansaço e aos poucos fui apagando.


Notas Finais


Aeee e lá se foi mais um capitulo amores então obrigada por serem tão pacientes *-*

Com carinho,

CatxHaruno


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...