História Declaro-me mais tarde. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Loki, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Fairy Tail, Lolu, Nalu, Romance
Visualizações 39
Palavras 2.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


- Como prometido, mais um capítulo!!
- Semana que vem vocês terão mais um!!!! Já que, como ja disse, será um cap por semana!
- Estou escrevendo já os últimos capítulos, quando finalizar será dois capítulos por semana!
- Aproveitem a leitura! E lembrem que essa é a segunda parte daquilo que inicialmente era só um cap! ( Pater 1 - Uma certa garota escolhida| Parte 2 - sobrou para o Gray [ que é esse]. | Parte 3 - Mil beijos em você.)
- Não deixem de comentarem!!!!

Capítulo 11 - Sobrou para o Gray



– Fica na frente dela, com essa mesma pose. – disse o fotografo baixando a câmara.

O rosado suspirou e se colocou na frente da garota. Era a décima vez que ele tinha que mudar de lugar, parecia que qualquer lugar que ele ficava não era bom suficiente, e aparentemente nem aquela, uma vez que assim que se colocou diante da ruiva o fotografo voltou a baixar a câmara.

–Acho melhor ficar ao lado do Gray mesmo.

Natsu endireitou-se e encarou com azedume o homem, mas não disse nada, afinal estava de bom humor, e unicamente por isso que ele não queria se irritar com aquilo. Lentamente ele se colocou ao lado de Gray, ficando de perfil, com a cabeça levemente jogada para atrás, ficando com o rosto parcialmente de frente ; uma mão segurava o colete preto que usava e a outra caída ao lado do corpo que estava amostra.

–Ficou perfeito. – anunciou o fotografo.

O rosado sabia que não foi o único que ficou feliz com a informação, mas como os outros ele não poderia expressar o alivio daquilo, uma vez que a foto que estava tirando agora era para o novo MV, onde, como o clima da música, eles eram “cruéis”. Portanto os quatros, além de poses mais sérias e levemente rebelde, eles tinham que expressar isso em seus semblantes, coisa que era fácil para eles, uma vez que a maioria dos pôster que faziam era exatamente esse clima que eles criavam.

–Pronto!

Os quatros saíram de suas poses felizes.

–Finalmente! – disse Erza estalando o pescoço. – Pensei que essa tortura não acabaria mais.

–Tudo culpa do rosinha, caso ele se arrumasse mais rápido teríamos terminado isso mais cedo. – comentou Gray.

–Concordo. Não sei porque a frescura de querer usar essa pose. – concordou Gajeel.

–Eu gostei da pose dele. – disse Erza em defesa. – Achei que combinou perfeitamente com a idéia da foto.

Natsu não se importou com os comentários, apenas sorriu e depois seguiu para o local onde estava suas coisas.

–Não arrumou briga com os outros? Está com febre? – questionou Gildartz colocando a mão na testa dele. - Ou era medo da Erza?

–Nenhuma das duas coisas. – disse ele tirando a mão do empresário de sua testa. – Eu apenas achei desnecessário continuar a discussão.

Ok, quem é você e o que fez com o Natsu?

O rosado deu um sorriso singelo enquanto os outros se aproximavam.

–Ele não está doente, esta feliz. – provocou Gray.

–Feliz? Por que? – quis saber Erza.

–Isso mesmo, porque rosinha? Qual a razão do ser que estava partindo para vinhos ontem, está transbordando de felicidade hoje? – alfinetou Gajeel. – alguma garota no meio?

Gray deu uma risadinha com isso, Erza e Gildartz ficaram em alerta o olhando.

Natsu os olhou sem jeito, guardando mentalmente que deveria depois acabar com a vida de Gray, ou quem sabe levar como visita ao alojamento certa cantora de um restaurante.

–Não tem garota no meio, eu apenas estou feliz. – disse simplesmente. – Agora com licença vou me arrumar, pois tenho algumas coisas para fazer antes de almoçar.

Dito isso ele pegou sua mochila e seguiu para o camarim.

Assim que se arrumou, terminando bem antes que os demais, ele seguiu para a cantina do local, para então ligar para o presidente, uma vez que não conseguira falar com ele antes e como estava curioso com o andamento das coisas ele precisava ligar.

–Espere um minuto Sr. Dragneel. – pediu a secretária.

Veio a músiquinha irritante, mas antes desta ganhar uma repetição revoltante a voz do presidente o saudou do outro lado.

–Ohayo! – cumprimentou Natsu. –Então como estão as coisas?

–Está indo muito bem. E como vão as coisas aí?

–O que eu quero saber é sobre o comercial, quero saber sobre a reação da Lucy! – exasperou o rosado.

–Bem ela foi meio relutante. – disse o homem em tom pesaroso.

–Então ela não aceitou? – Droga, acrescentou em pensamento. Agora sim ele tinha vontade de gritar com fotografo e/ou iniciar uma briga com Gray e Gajeel com ou sem Erza por perto.

–Você falando desta forma me ofende. Acha que realmente deixaria ela simplesmente não aceitar sem fazer nada?

–Então ela aceitou? –alegrou-se o róseo.

–Tem como deixar eu contar como foi?

–Fala logo, velho!

–Ok, Ok. Ela aceitou, depois, é claro, da minha persuasão. Não esqueça que ela é novata nisso e portanto você está encarregado de ser o melhor senpai que uma pessoa poderia ter.

–Pode deixar. – confirmou ele feliz. – Eu a ajudarei completamente.

–Ótimo, e vê se não se atrase.

–Pode deixar. Até mais!

–Até.

Feliz, Natsu guardou o celular no bolso e encostou-se na cadeira mirando em seguida o teto de modo sonhador. Seu delicioso devaneio quebrou-se no instante que alguém sentou defronte a ele e começou a falar.

–Assim que fiquei sabendo que estava aqui, tive que vim. – a voz estava nervosa e levemente descompassada, algo novo naquele timbre.

Imediatamente Natsu baixou a cabeça e a mirou. Lisanna ainda estava com aquela sua nova cor de cabelo, que a deixava estranhamente mais pálida do que de costume; Natsu já havia dito a ela sobre isso, contudo a albina achava que era exagero do rosado, como também que aquela cor combinava completamente com ela. Diante disso é claro que Natsu nunca mais falara nada, mas isso não tirava a questão de que ela ficava pálida, e por incrível que parecesse para o rosado naquele instante ela estava ainda mais lívida. Mas isso ele até suspeitava o porque.

–E o que é de tão urgente? – indagou como alheio ao problema.

–Então ainda não está sabendo?

–Bem, acho que não, poderia me falar?

–Claro. O presidente me ligou mais cedo dizendo que fui substituída! Mas isso é um erro, certo Natsu-kun? Afinal conversamos semana passada e você conseguiu para mim o comercial. Estava tudo certo até ontem. É um erro certo?

Natsu puxou a cadeira mais para perto da mesa e repousou suas mãos sobre a mesa, quais capturam as da Lisanna.

–Infelizmente não Lisanna-chan. – disse docilmente. – Acabei de saber sobre isso, pelo jeito alguém achou melhor que uma garota loira de cabelos cumpridos fizesse o comercial comigo.

A garota visivelmente segurava as lágrimas que queriam cair e mais alguma coisa, talvez raiva.

–Entendo. – balbuciou.

–Mas vou garantir que no próximo você, quem sabe num próximo MV?

A garota abriu um largo sorriso, para o alivio do rosado.

–Você promete?

–Sim, claro que sim.

–Então deixarei passar essa, afinal seria um comercial sem graça mesmo de celular, não tem nada demais nele.

Natsu aumentou seu sorriso, querendo esconder neste o que já sabia. O comercial também mudará.

Antes que mais alguma coisa fosse dito pelos dois, ou que a garota começasse achar estranho aquele exagerado sorriso, alguém jogou um jornal sobre as mãos deles, fazendo Natsu soltar a mão da albina na mesma hora e lançar um olhar confuso para o moreno parado ao seu lado.

–Leu o jornal hoje? – indagou Gray em tom de fúria.

–Não, você sabe que não faço esse tipo de coisas.

–Mas mandar os outros para guilhotina você faz, não é?

–Como é?

Lisanna curiosa pegou o jornal e deu uma olhada pela pagina, mas era visível o que o moreno estava falando, na parte superior da pagina 3 do jornal estava uma foto da banda num show, dando ênfase ao Gray, ao lado da foto deste sozinho numa das fotos do álbum novo – onde qualquer outra garota o acharia incrivelmente lindo, mas para os olhos da albina, Gray era somente Gray de qualquer jeito, mesmo sem camisa. Ao lado dessas duas fotos havia um enorme X e ao lado direito deste havia a foto de um ruivo, que a legenda titulava-o de Loki do idol group Angel Style, ao lado desta foto, como fizeram na do Gray, havia uma foto do show do grupo. Então a curiosidade aumentou, assim que a albina leu o titulo da noticia exclamou de modo que fez Natsu também ficar curioso, puxando bruscamente o jornal da mão dela.

–Vamos vê o que tem aqui. – Assim que bateu os olhos nas fotos sentiu um mal estar, então para confirmar leu o titulo da noticia. – Primeiro encontro com um denso clima. – Ele suspirou e lançou um olhar para Gray, quem lhe fuzilou mortalmente, ele então resolveu continuar a ler. – Neste domingo, o presidente da Fairy Tail, Sr. Marakov, realizou no famoso restaurante Heaven o primeiro encontro com a banda número um da agencia e do Japão, Fairy Law, e o idol group Angel Style, ex-grupo da Raven Tail. Segundo testemunhas, o encontro iniciou em plena har...

–Pula essa parte. – interrompeu Gray de modo impaciente. – Continuei cinco linhas depois, onde começa com `O clima.`

Imediatamente Natsu o obedeceu.

–O clima antes harmonioso e cheio de promessas de grandes amizades dissipou no instante que Relugus Loki declarou que sairia mais cedo na companhia de sua colega de trabalho Heartfilia Lucy. O que poderia ser um ato normal, tornou-se um incomodo. Uma vez que Fullbuster Gray estava planejando uma declaração a jovem, para quem cantaria exatamente naquele momento que Regulus Loki anunciou a saída de ambos... Gray eu...

–Continue, tem mais. – vociferou o outro.

–Aqueles que testemunharam, garantem que neste momento os dois artistas da Fairy Tail olharam-se furiosamente, e um deles não deixou barato a situação fervorosa, o líder do idol group Angel Style, Regulus Loki, saiu de mãos dadas com Heartiflia Lucy, deixando claro a todos os presentes o relacionamento deles. O que certamente deixou o baixista da Fairy Law, Fullbuster Gray, arrasado... – Natsu olhou para Gray, este fez um sinal irritado com a mão indicando a este para continuar. – Quem mais tarde foi visto por inúmeros fãs no Winter Night Bar, onde tocou uma música e saiu na companhia de um de seus colegas de Banda, Natsu. `Ele provavelmente estava bêbedo declarou Inoue Sakura uma das fãs que esteve no local.`Gray subiu no palco no Night sem mais nem menos, vestindo-se horrivelmente. E sem nem se anunciar começou a tocar uma música sem nexo. Embora fosse boa, algumas coisas na letra era estranha. O que certamente pode significar que ele havia bebido mais que agüentava.` Completou sua amiga, Kunize Mei...

Natsu parou ali, o texto continuava, e pelo que se via havia mais declarações de pessoas que estiveram no local, e somente agora ele via mais uma foto, esta localizada a baixo do texto, com a legenda "Gray no Winter Night Bar". Nesta foto, embora estivesse escuro – certamente tirada por um dos celulares de umas das garotas no local – era possivel ver Gray com a gritara e sorrindo, enquanto olhava para cima; Natsu não comentaria, mas quem olhasse aquela foto, com a cara que Gray estava, parecia que ele realmente estava bêbado.

–Nossa que confusão. – comentou Lisanna. – Essa tal de Lucy não é a assistente da Mirajane Straus?

Natsu fez que sim, ainda com o rosto direcionado para o jornal, estava sem coragem de voltar a olhar o amigo.

–Ela não gostará de ler isso. – disse Lisanna pensativa. - Mas Gray quando você a conheceu?

Natsu fechou os olhos diante a pergunta da garota.

–Ontem. – sibilou o moreno.

–Então...

–O que tem neste jornal é tudo mentira. Em partes. – disse Natsu colocando o jornal sobre a mesa, para então olhar o moreno.

–Em partes? – indagou Lisanna.

–Lisanna-chan. – disse Natsu voltando-se para ela. – Será que você poderia me deixar sozinho com o Gray, por favor.

–Oh, sim, claro que sim! – disse amável, levantando-se em seguida. – Então até mais Natsu, e não se esqueça daquilo que prometeu. – e saiu assim que deu um aceno rápido para o moreno, quem nem respondeu.

–Gray eu real...

–Você terá que arrumar toda essa merda. – voltou a sibilar de modo perigoso, curvando-se sobre o rosado. – Pois caso não fosse você eu não teria feito aquele papel ridículo de que cantaria para ela e tampouco teria ido ao Winter Night Bar.

–Pode deixar.

–Assim espero, pois essa merda toda vai feder ainda mais quando o presidente ler e o Gildartz. Eu consegui esconder dele agora, mas certamente logo ele verá a noticia.

–Não se preocupe pensarei em algo.

–É melhor mesmo. Eu realmente não quero ficar com essa imagem, entendeu?

–Sim, claro que sim. – disse o rosado dando um sorriso amarelo.

–Agora suma da minha frente, pois se não me engano seu comercial é as 13 horas, não?

–Sim. Que horas são?

–Segundo aquele relógio. – disse apontando para o relógio de parede sobre o balcão da cantina. – São 11 e 35.

–Droga!

Apressadamente Natsu voltou para o camarim, onde encontrou Gajeel e Erza cochichando, enquanto Gildartz com sua assistente Bisca conversavam abertamente noutro canto, com a agenda na mão. Assim que esses viram Natsu entrar, Gildartz lhe chamou para se aproximar.

–Que bom que já voltou, pensei que demoraria mais. – comentou Gildartz assim que Natsu chegou perto dele. – Bem, a Bisca irá lhe acompanhar para a gravação do comercial, enquanto estarei acompanhando o restante do grupo para as primeiras cenas do especial para emissora TNS.

Ao ouvir aquilo Natsu já desaminou, ir para uma emissora de TV naquele momento não era o melhor pedido, caso Gildartz ainda estava alheio a noticia, seria impossível continuar desta forma dentro da TNS. Certamente os próprios irão suplicar para que Gray declare algo sobre assunto.

–Droga. – suspirou Natsu.

–Aconteceu alguma coisa garoto? – indagou Gildartz o mirando com preocupação.

–Não.

Bisca lhe lançou um olhar significativo, mas não disse nada.

–Então vocês ficarão com meu carro, enquanto fico com o carro da agencia. Até mais tarde. – finalizou ele com um largo sorriso.

Natsu despediu dele e dos demais – quais pareciam pálidos e nervosos – Natsu sentia que as coisas seriam incrivelmente difíceis naquele dia. Suspiroso ele saiu do camarim ao lado de Bisca.

–Você sabe, certo?

–Claro, acha mesmo que uma assistente como eu deixaria algo assim passar?

–E ele já sabe?

–Não, a pedido de Gray que prometeu que contara pessoalmente, eu deixei esse assunto, por hora, de lado.

–Valeu. – agradeceu Natsu sorrindo.

–Não por isso, agora esqueça esse assunto e se concentre no comercial.

O róseo fez que sim, afinal não era uma má idéia, uma vez que agora iria desfrutar da companhia de Haertifilia Lucy... Quem infelizmente havia sido colocada naquilo tudo...
















Notas Finais


- Só para lembrar... Comente!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...