História Declined - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 901
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura rs...

Capítulo 2 - Love is a temple


Acordei no dia seguinte com susurros atrás da porta

- Será que elas ja tomaram café?? - susurrava a mãe de Yumi para seu marido

Acordei desesperad@ e procurei minha camisa no meio da bagunça, até encostar sem querer na coxa de yumi, subindo o olhar de baixo para cima me passa imagens do que aconteceu na noite passada; observo todos os seus detalhes e logo fico vermelh@ ao lembrar do que fizemos, visto minhas roupas e de leve dou um beijo na testa de Yumi

abrindo a porta logo dou de cara com a mãe de Yumi

-a-aa b-bom dia senhora...??- passando uma das minhas mãos na nuca e arrumando o cabelo, os olhos serrados e cheio de perguntas

- Senhora mayumi *risos* - dando um sorriso meigo - não gostaria de um café da manhã?? - me pergunta descendo as escadas

- Acho que vou querer sim - colocando a mão na barriga

Descemos e tomamos o café da manhã até yumi aparecer na porta da cozinha, com shorts e uma blusa enorme coçando os olhos e bocechando, ela passa do meu lado como se eu não estivesse ali e meus olhos a seguiu e logo mirou em sua bunda onde a blusa grande cobria; engasgad@ com a situação me levantei, se despedi de todos e fui embora; me dei conta que não falei direito com ela  mas sabia que iria a ver de novo; mais de 5 ligações da minha tia, retornei a ligação e lá estava ela me perguntando onde estava e com quem passei a noite, no seu tom de voz furiosa e preocupada

CALMA TIA, EU ESTAVA EM UM LUGAR SEGURO, ESTAVA NA CASA DE UMA "AMIGA"-  irritad@ com tudo aquilo em um tom alto e claro desligo em sua cara

Chegando em casa .

Nagato você me deve explicações. - em um tom forte ela me olha fixamente

- tia, eu estava na casa da minha amiga.- olhando fixamente em seus olhos - eu não mentiria pra você, você sabe muito bem disso -

- tudo bem, só não repita isso novamente. - passou o polegar em minha bochecha tirando o cabelo da frente

- Nagato o que é isso no seu pesco... - dobrando a sobrancelha e serrando os olhos tentando enxergar o que tinha

- a-aa tia não é nada, p-preciso ir no meu quarto - afastando a mão dela corri direto para o quarto

Quando chego ao quarto, vou para a frente do espelho e logo vejo uma marca deixado pela Yumi; No final da tarde, a aula ja ia começar, me arrumei cedo sabendo que ia encontra-la; corri direto para o posto e fiquei sentado em uma das cadeiras esperando encontrar ela novamente, mas dessa vez ela não apareceu por lá, então preocupad@ fui até a sua escola para saber o que tinha acontecido com ela; lá estava, no meio de seus colegas, eu não era de falar muito então não cheguei perto mas a observei de longe, até ela virar o seu olhar e dar de cara com os meus, ambos se olhavam até Yumi chegar em mim.

- está tudo bem?? - me dando um abraço de comprimento 

- estou sim - retribuindo no mesmo tom - Yumi, v-você lembra do que fizemos ontem? - falando em um tom mais baixo 

- lembro sim - em um tom de malícia e seu halito quente em meu pescoço ela começa a dar pequenas mordidas 

- Yumi, aqui não - tentando fazer ela parar, mas sabia que eu ainda queria mais

- Ainda não terminamos isso - ela sai dando um sorriso de lado e usando o seu tom provocativo

Me arrepi@ inteiro e corro para a escola; saindo da aula ligo para a minha tia, aviso que vou a casa de Yumi e deixo ela menos preocupada; Chegando lá Yumi abre a porta.

- Eu sabia que viria - no seu tom provocativo 

Comprimentei seus pais e subimos rapidamente para o seu quarto; Yumi tranca a porta e me puxa para a cama, me beija fazendo nossas duas línguas se encontrarem novamente, apertei sua cintura com força ela gemeu em um tom baixo

- Será que está com algum problema?? - pergunto em um tom malicioso 

- Que tal você resolver? - ela soprou no mesmo tom, sorri de lado e segurei sua cintura com mais força, com a outra mão passando pela sua costela e chegando aos seios levantando a camisa dela, minha boca pediu passagem para seu pescoço e ela cedeu no mesmo instante, dando mordidas e chupões ela gemeu no tom baixo, afundei meus dedos em sua cintura e fui descendo até sua intimidade masturbando e fazendo que ela fique cada vez mais ofegante, enterrei meu rosto na curva de seu pescoço mordendo e chupando sem dó, ela gemeu de dor e prazer ao sentir eu aprofundando minhas presas, lambendo em seguida para não arder ela inverteu as posições, agora ela estava no comando, deitou em cima de mim, rebolou fortemente em meu colo segurando meus pulsos em cima da minha cabeça, ela estava ofegante e nós duas chegando ao ápice, eu segurei em sua bunda e apertei com força, arranhei suas costas com força sabendo que ia deixar marcas, inverti as posições e  coloquei dois dedos em sua intimidade a fazendo chegar no seu ápice, deitamos uma do lado da outra depois de um orgasmo tão intenso, fechamos os olhos tentando recuperar o fôlego.

eu estava do lado da garota que eu sempre desejei.

Continua....








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...