História Deep Accidents - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Original, Sexo, Violencia, Yaoi
Visualizações 24
Palavras 1.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite, amores!
Obrigada aos que leem.
Boa leitura!

Capítulo 4 - Following Day


Tomei um susto enorme quando ouviu um som mais alto, um som de carro correndo vindo da minha TV. Levantei depressa, colocando a mão sobre a testa quando me dei conta de que estava com uma dor de cabeça enorme, que até mesmo latejava. Não pude deixar de gemer de dor na mesma hora.

Olhei envolta do meu quarto, começando a me incomodar com a forte luz que adentrava da janela. Sentei na cama, e ainda com a mão na cabeça com uma dor de cabeça que nem posso descrever como era grande e nauseante.

Minha cama estava desarrumada, e meu corpo estava nu. Tentei me lembrar do que havia acontecido na noite seguinte, mas não consegui me lembrar de nada que tinha feito na noite anterior. E só percebi que meu ânus estava ardendo quando me movi na cama. Olhei para meus braços e por meu peito, percebendo que eu estava com marcas de chupões nesta área e com marcas de gozo no peito e nas pernas.

Levantei da cama ainda muito tonto e com muita dor de cabeça.

Meu corpo estava um pouco dolorido e meu ânus estava mesmo dolorido. Comecei a pensar no que tinha feito e quando me dei conta de que estava com gozo no corpo, entendi que tinha feito sexo com alguém que claramente não está aqui e que não sei quem é esta pessoa. Não sei porquê, mas senti uma náusea imensa no estômago, e um bolo subiu na minha garganta. Corri direito para o banheiro, abri a tampa do vaso sanitário e vomitei sem parar muito líquido.

A dor de cabeça aumentou enquanto eu vomitava e o mal estar também.

Nem sei o que me deu para ter bebido tanto e muito menos por ter feito sexo com alguém de que nem me lembro e nem sei o nome. Só devo ter ficado louco de vez. Tomei o vomito como um castigo pela bebedeira desenfreada e também pelo descuido de ter feito sexo com alguém que nunca vi na vida. Quando finalmente terminei, dei descarga várias vezes e segui direto para debaixo do chuveiro.

Comecei a lavar o corpo todo, tirando o gozo, a saliva, e as marcas de vomito de todo meu corpo. Me sentia tonto e com multa vontade de dormir. Meu estômago estava embrulhado como se eu tivesse comido comida estragada. Comecei a me arrepender a cada segundo de ter bebido feito um doido e muito mais de ter feito sexo com um desconhecido. Prometi a mim mesmo que faria um exame de DST já na segunda-feira e se nada aconteceu, nunca mais vou repetir este ato descuidado demais, que eu nunca deveria ter feito em primeiro lugar.

Terminei meu banho, minutos depois, e saí debaixo do chuveiro totalmente nu e ainda fraco demais para me importar em limpar ou arrumar a cama. Segui direto para o guarda-roupa, me sequei com uma toalha e vesti um robe azul escuro, e uma cueca apenas. Peguei uma coberta fina no armário mesmo, fechei as portas e fui direto para a sala. Tirei as almofadas que estavam em cima desta e me deitei ali, nem me importando em deixar a televisão do quarto ligada em volume um pouco alto, embora não me lembre de ter a ligado.

Permaneci ali mesmo no sofá, e adormeci por completo. Só acordei horas mais tarde, com mais dor de cabeça e com o estômago ainda se revirando, mas sem tanto mal-estar. Acabei me levando e indo para a cozinha. Fiz um suco de limão e um sanduíche simples de alface, queijo branco e peito de peru. Comi e tomei um remédio para a enxaqueca. Voltei para o sofá, deitei e dormi sem precisar de muito esforço para pegar no sono.

Horas mais tarde, acordei de novo, ainda nauseando, mas sem dor de cabeça. Levantei, sentei no sofá e respirei fundo. Eu ainda me sentia muito cansado e por incrível que pareça, ainda com sono. A resseca é mais forte do que pensei que poderia ser. Mesmo assim, levantei do sofá, e fui para o quarto.

Desliguei a TV que passou todo o dia ligada. Olhei para minha cama que estava um verdadeiro caos e suja com sêmen. Vou ter que dar um jeito nisto antes de finalmente ir dormir de novo. Fui em direção a cama, tirei os lençóis, e levantei o colchão para limpar. Percebi algo estranho debaixo da mesma. Joguei o colchão no chão e me abaixei, percebi que era uma carteira de couro masculina marrom escuro. Me abaixei e peguei a carteira desconhecida para mim.

A mesma era grande e parecia cheia com muitas coisas. Me dei conta na mesma hora que era a carteira do homem com que eu dormi e curioso como sou, não resisti. Abri a carteira, havia dinheiro, talão de cheques, cartões de débito, crédito, uma foto de um rapaz jovem demais para ser ele e uma carteira de identidade sem foto. Nesta só havia um nome e era Jonnan Kurten, pela data de nascimento o tal Jonnan deve ter cerca de trinta anos e dois. Não me lembro direito de como ele é, mas para ter feito uma besteira desta, espero que seja ao menos bonito.

Acabei nem dando bola para a carteira, a guardei na gaveta do criado mudo e voltei a arrumar a cama. Limpei tudo, troquei os lençóis e arrumei os travesseiros. Pus tudo para lavar. Fiz um pequeno jantar, bem leve para mim, e que daria bem para meu estômago não acabar me dando outra crise de colocar tudo para fora.

Liguei de novo a TV quando voltei para o quarto, desliguei a luz e fui dormir. Sei que deveria estar pensando no que fiz e me preocupar, pois nem me lembro se usamos camisinha, só sei que foi um sexo intenso e delicioso, admito, apesar de ser levemente perigoso, pois eu coloquei um estranho na minha casa. Mas que se dane, por hora, prefiro dormir e deixo para me preocupar com isto no dia seguinte. 


Notas Finais


Até o Próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...