História Defensores do continente - Interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 13
Palavras 1.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eae galera!!
Eu sei, vcs devem tá tipo: Krl Zeph, seu poço de vacilo, tá há mais de um mês sem postar poha nenhuma seu vagabundo!
Eu sei... eu sei, mas tudo o que posso fazer no momento é pedir desculpas. Então... fiquem com o cap. Essa aí na imagem é a princesa Lydia.

Capítulo 5 - A reunião


Fanfic / Fanfiction Defensores do continente - Interativa - Capítulo 5 - A reunião

O sol se punha, dando fim a mais um dia. Era muito tarde e os poucos raios de sol que entravam no Templo do tempo iluminavam o altar, onde a princesa estava em pé, a espera de algo.

- Eles já deviam ter chegado… Pyro me disse que estava perto da capital! E os espíritos ainda não me revelaram nenhum outro escolhido! E se não vier ninguém!? E se… - A princesa já estava entrando em desespero.

- Princesa, fica calma! - Disse Denyel, sentado em um dos bancos próximos do altar. - Se eles estão próximos então devem chegar logo, não precisa ficar assim.

- Ah… eu sei Denyel, mas eu estou muito nervosa desde que fomos surpreendidos por aquele espírito! E todos os sonhos que tive não tem me ajudado muito. - Disse ela, com a cabeça baixa.

- Seus problemas acabaram Princesa! Pois a ajuda chegou!! - Denyel e a princesa se voltaram para a entrada do Templo, por onde Ellen seguia até eles.

- Senhorita Ellen Doubfire, muito obrigada por aceitar o convite. - Disse Lydia, numa reverência.

- Tudo certo, contanto que eu receba à altura. - Disse Ellen, com os olhos brilhando.

- Receber? - Denyel ficou confuso, e quando a mulher reparou no rapaz, ela deu um meio sorriso.

- E quem é esse pivete? Seu namorado? - Perguntou Ellen, ambos ficaram vermelhos de vergonha.

- N-n… n… não! - A princesa gaguejou antes de tomar fôlego e voltar a falar. - Ellen, este é Denyel Everton, ele irá lidera-la na missão que você foi chamada.

- O que?! - Ellen ficou indignada. - Eu não vou receber ordens dele! Eu só obedeço quem me paga! E ainda escolho se vou aceitar ou não o trabalho, e de jeito nenhum esse pivete vai ser meu chefe.

- Em primeiro lugar… - Denyel se levantou e encarou Ellen. - Não fui eu que pedi pra ser líder, e nem estou convencido que sou o melhor pra isso, mas a princesa decidiu com a orientação dos espíritos, então já está decidido.

- Fala sério, você não vai liderar isso! - Ellen encara Denyel com raiva. - Acho que vou ter que mostrar pros espíritos quem realmente merece ser o líder. - A mulher envolveu seu punho em fogo enquanto encarava o rapaz.

- Não! Lutar dentro de um templo é desrespeitoso. - Disse ele, enquanto via Ellen dar uma risada.

- Own… que fofo! Mas não seja por isso. - Ellen segura Denyel pela gola da camisa. - Eu tiro você daqui! - Ela arremessa Denyel para trás, o fazendo voar vários metros e cair fora do Templo do tempo.

- Ellen! - A princesa fica perplexa. - Pare com isso por favor.

- Não se preocupe, quando eu acabar com aquele moleque você verá quem é o verdadeiro líder! - Ellen então corre para fora do templo. Ao longo da rua, havia um rastro deixado por Denyel, que estava caído enquanto as pessoas se reuniam ao redor dele para ver o que havia acontecido. Então Ellen saltou na direção de Denyel com um sorriso no rosto. - Você é meu! - Ela desfere um soco onde Denyel estava levantando uma nuvem de poeira. Quando a poeira abaixou, Ellen estaca com o braço atravessado no chão, sem ninguém por ali, foi então que Denyel apareceu atrás dela colocando sua foice no pescoço da mulher.

- Feliz? Ou ainda não causou tumulto suficiente? - Perguntou ele, vendo a mulher dar mais uma risada.

- Acha mesmo que pode me parar com uma lâmina dessas? - Ellen deu um tapa no cabo da foice, fazendo Denyel recuar. - Se toca, você nunca conseguiria me ferir com isso! - Ellen então fica rodeada de chamas e avança em Denyel dando um soco no rapaz, que se defende com a foice, nas Ellen da um chute que o joga longe, em seguida dando mais um soco e fazendo uma cortina de fogo avançar no rapaz, porém todo o fogo foi repelido e se voltou contra Ellen ainda mais forte, ela conseguiu segurar as chamas, mas não um golpe que a pegou em cheio e a fez cair no chão.

- Ela tá te causando problemas? - Riley apareceu no meio do fogo. - Quem é ela Denyel?

- Ela é nossa companheira, pelo visto ela só aceita vir conosco se for nossa líder. - Disse o rapaz, vendo Ellen se levantar e encarar Riley.

- Ora, então tem mais gente que foi chamada? E quem é você minha querida elfa? - Perguntou Ellen. - Também quer ser a líder?

- Não! Tudo o que eu quero é ajudar minha tia a viver em paz, e pra isso aceitei a missão. - Disse Riley. - Não me importo com quem seja o líder, eu só quero dar um jeito nessa magia negra de uma vez.

- Huh… quanta conversa inútil. - Ellen deu de ombros. - Faça assim então, nos deixe resolvendo esse assunto enquanto você vai bater um papo com a princesa.

- Eu não posso ignorar o que tá acontecendo, precisamos estar unidos. - Disse Riley, vendo Ellen envolver o punho em chamas.

- Então eu devo mostrar que sou a melhor líder para você também! - Ellen avança em Riley desferindo um soco, mas a garota segura o braço de Ellen. - O que? Você não está queimando?

- Eu sou mestra em artes espirituais do fogo! Suas chamas não são nada! - Riley abana a mão e as chamas se dissipam, Ellen fica com raiva e cerra o punho. - O que acha dela, Alanna?

- Cuidado Riley, ela é um Dragonar. - A fada se aproximou de Riley. - Eles são a espécie mais perigosa do continente.

- É melhor ouvir sua fada, elfa. - Ellen mostrou seus dentes afiados ao sorrir. - Ou você pode se machucar de verdade.

- Quero só ver você tentar! - Riley fez labaredas subirem ao seu redor. Ellen ficou em pose de combate juntamente com a elfa, mas Denyel se colocou entre elas.

- Tá! Parou!! - Disse o ceifador. - Ok, Ellen, você pode ser a líder, eu não ligo de quem seja, os espíritos deram sua opinião mas é melhor fazer as coisas evitando essas lutas desnecessárias! Tudo bem?

- Hoho, tudo bem, eu sabia que você iria reconhecer uma hora ou outra. - Disse Ellen, com um sorriso de vitória. Então os quatro vão para o templo do tempo, e Denyel apresenta Alanna e Riley para Ellen antes de chegarem no local. Ao entrar no templo, o grupo se depara com uma garota de cabelos prateados que estava de joelhos em frente ao altar do templo, a princesa ao vê-los de volta correu até eles.

- Os espíritos me revelaram mais um, é essa garota que está no altar, ela é uma sacerdotisa. - Disse a princesa. Ao ouvir a palavra 'sacerdotisa’ Denyel ficou surpreso e se virou para a garota.

- E você já conversou com ela? - Perguntou o albino.

- Sim. Ela ficará com vocês sem problemas. - Respondeu Lydia. Depois de alguns minutos a garota de levanta do altar e vai na direção da princesa e dos outros.

- Muito prazer, eu sou Ennie Victoria Winttergates, espero poder ajudar vocês nesta missão. - Disse ela, todos se apresentaram para Ennie, que ficou muito feliz em conhecer todos.

- Certo, vocês já estão reunidos, e alguns vieram de muito longe. Podem descansar no palácio real e amanhã de manhã darei os detalhes da primeira missão. - Disse a princesa, então o grupo se dirigiu ao Castelo de Azari, ansiosos pelo dia seguinte com sua primeira missão. Mal sabiam eles que antes do sol nascer, eles já teriam problemas, pois enquanto conversavam, uma sombra numa casa próxima ao palácio estava os observando com olhos cinzas no meio da escuridão, e quando eles foram até o palácio, os olhos desapareceram.


Notas Finais


Eu sei q agora vcs tão tipo: Não acredito q vc demorou mais de um mês ora poste um capítulo curto desse seu vacilão fdp!
Tá gente, foi mal, mas eu não queria deixar vcs mais tempo sem jogar mínimo um capítulo pequenino, peço muitas desculpas, esse fim de ano tá acabando comigo!
Vamos ao ritual padrão:
Segue a galera do Listen Fanfic no Twitter pra dar aquela fortalecida no rolê, aproveita e fala que fui eu que indiquei, quem sabe assim eles não me passam a merda dos links.
E outra coisa gente, se vcs quiserem, podem divulgar essa fic. Pros seus amigos, assim eu posso ter mais fichas de personagens pra trabalhar na história.
Mais uma vez desculpem pelo meu vacilo!
Flw!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...