História Deixa eu amar você - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Gune, Malhação
Visualizações 311
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores, tudo bom? Então, infelizmente eu não consegui postar ontem, foi um dia mto corrido, mas semana que vem volto às terças.
Esse capítulo é o primeiro da festa, e muitas coisas vão rolar!!
Espero que gostem!!
OBS: Eu imagino o Luca assim meio Harry Styles kkkkk
Beijinhos
Ahh desculpa se eu não consegui responder todos os comentários!!

Capítulo 15 - Festejar...


Fanfic / Fanfiction Deixa eu amar você - Capítulo 15 - Festejar...


Benê
A festa estava linda, o galpão todo iluminado com vários cortes de coração que havíamos feito e a música se ouvia do lado de fora. Tinha muitas pessoas fantasiadas, mas eu não tinha visto nenhuma das minhas amigas, nem Guto. Senti meu celular tocar e vi que era Luca, atendi.
- Oi, ta chegando? – Perguntei animada. 
- Sim, estou quase em frente ao endereço que você me deu. Me espera na frente, pra gente não se perder. – Ele deu uma risadinha. Desligamos e fiquei a espera. Senti meu celular vibrar e vi uma mensagem:
Benedita e Ellen cadê vocês? Vão chegar na hora do parabéns?
Era Keyla nervosa. Ri do jeito que ela falava e respondi que estava esperando meu amigo. Logo um táxi parou na frente e vi Luca chegar ao local.
- Oi Benê, tudo bom? – Ele estava de hippie, acho que era uma fantasia improvisada. Sorri pra ele. – E aí, vamos entrar? – Assenti e entramos na festa. Estava cheio, mas não demorou pra eu achar as meninas.
- Oi gente, esse é o Luca. – Apresentei e elas o cumprimentaram. Vi que Luca não tirava os olhos de Tina. 
- Então Benê, estamos esperando os Lagostins para depois tocarmos.  – Me senti nervosa só de pensar em tocar. Quando Lica falou o nome da banda de Guto lembrei que não tinha falado com ele desde o nosso beijo no Galpão e fiquei mais nervosa ainda. – Benê, tudo certo? – Perguntou Lica.
- Ela ta pensando no Guto. – Falou Keyla rindo e Luca me olhou sem entender.
- Quem é Guto? – Perguntou inocente.
- Sou eu. – Falou uma voz atrás de mim. Olhei e ele estava lindo, vestido de príncipe, até coroa tinha. Meu vestido de anjinho parecia simples demais perto da roupa dele. – Prazer. – Ele estendeu a mão para Luca, que apertou. 
- Desculpa cara, é que a Benê nunca disse que tinha um namorado. – Luca riu sem graça. Percebi que não era só ele que estava assim, eu, Guto e as meninas também não sabíamos o que falar.
- Ele não é meu namorado. – Falei olhando de Guto para Luca, e Guto pareceu ficar constrangido, não sei se era essa resposta que queria ouvir, mas era a verdade, afinal não estávamos namorando. – Guto, não sabia que sua banda ia tocar. – Falei, tentando mudar de assunto.
- Sim, vamos tocar daqui a pouco. E vocês, também vão? – Perguntou e assentimos. – Espero que dessa vez consiga hein Benê. – Senti um gosto amargo na boca, não gostei da forma que ele falou comigo e percebi que as meninas também não. – Saí de perto dele e fui andando sem direção.

Guto
EU SOU UM IDIOTA! Eu sei disso, não devia ter falado aquilo pra Benê, mas ela sequer falou de mim pro tal do Luca, fiquei com raiva de ser uma pessoa tão insignificante pra ela, e quis machuca – la. Mas não devia ter feito isso, doeu muito em mim. Vi as meninas me olharem feio.
- Qual parte de ser fofo com a Benê você não entendeu? – Falou Lica de braços cruzados.
- Acho bom você ajeitar isso que você fez. – Falou Tina, com uma cara de que ia me bater.
- Ok, eu to errado. – Falei. – Eu vou falar com ela. – Eu ia sair, mas Ellen me parou.
- Agora não, o Luca já foi atrás dela. Pelo menos ela tem gente que se preocupa. – Ela ficou me encarando, enquanto eu não sabia o que fazer.


Benê
Sentei em um banco, enquanto sentia meu coração desacelerar. Senti alguém sentar ao meu lado e vi que era Luca.
- Você gosta dele né? – Estava tão óbvio? Só nos encaramos, não era uma pergunta. – Olha, eu acho que ele ficou com ciúmes da gente, você devia falar com ele, você sabe, sobre vocês e tal. – Falou sincero, mas acho que eu não queria falar nada. – Vamos voltar, não adianta ficar aí triste, amanhã vocês conversam, hoje é aniversário da sua amiga. – Assenti. 
Levantamos e entramos na festa, mas não gostei de ver Guto e Clara dançando juntos. Ela se enroscava no corpo dele. Puxei Luca para a pista e, enquanto a observava tentava fazer igual. – O que você está fazendo? – Sussurrou Luca, assustado. Parei para observar e não, eu estava longe de ser que nem a Clara. Parei o que estava fazendo e sentei no sofá. 
- Nem pra dançar eu sirvo. – Falei brava. Eu não era bonita, nem sensual, nem nada.
- Benê, para com isso cara, você é uma menina cheia de qualidades, não precisa ficar dançando sensualmente para seduzir um cara. – Luca piscou pra mim. – Agora vamos levantar, já ficamos muito tempo sentados. – Ri do que ele tinha falado e me levantei. Quando olhei para o palco Felipe, MB, Samantha e Guto estavam se posicionando para tocar. Eles começaram a tocar a música Dê um role, dos Novos Baianos. Guto olhava pra mim, mas eu fugia dos seus olhos. Vi que Anderson observava Samantha de uma forma não muito legal, e Tina não estava gostando. 
- Sua amiga, heroína de mangá é uma gata. – Falou Luca. Sim, todas eram bonitas. Ficamos observando o show, quando acabou senti um frio na barriga me acertar. Lembrei que era agora.
- E agora com vocês, nossa aniversariante mais gata do mês. Keyla Maria! – Fio anunciou e todo mundo aplaudiu. – E as Garotas do Vagão. – Vi as meninas subindo no palco, mas meus pés pareciam grudados no chão. Observei todos os olhares se virarem pra mim. K1 já ria, MB e Felipe comentavam algo. Samantha e Clara me chamavam de esquisita. Luca me mandava ir. Vi Guto vir em minha direção. 
- Você consegue Benê, você é forte, guerreira, diferente de todo mundo aqui. Confia em mim? – Ele me deu seu dedinho.
- Confio. – Assenti, apertando seu dedinho. Ele puxou minha mão e me levou até o palco. Subi e sentei no piano. As meninas bateram palmas e sorriram. Guto ficou na lateral e mandou que eu olhasse pra ele. Será que eu consigo?
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...