História Deixe-me entrar [VKooK] - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Abo, Alfa, Amor, Beta, Bts, Jungkook, Namjin, Ômega, Taehyung, Taekook, Vkook, Yooseok
Exibições 506
Palavras 620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá gente mais um cap para vocês
Quem e ajudou a fazer ele foi a minha filhote maravilhosa a anne.
Atualizei a capa, gostaram? acho que ficou melhor.
Espero que gostem
Até mais.

Capítulo 3 - Eu protejo


JungKook ‘ s

 

Observei ele arrumar a cama do quarto que estava vago. Os lençóis eram brancos, exalando um cheiro de lavanda misturando-se com o cheiro forte do alfa que terminava de ajeitar as almofadas.

- Espero que descanse... – Levantou, ficando perto de mim. Meu lobo interior se inquietou com aquela proximidade, me sentia aquecer. – Amanhã, vamos atrás de um advogado para resolver isso.

- Está bom... – Ele saiu e o calor que surgiu no meu corpo aos poucos foi sumindo.

Suspirei e me joguei na cama, estava tão cansado, mas antes de me entregar ao mundo dos sonhos, alguns pensamentos preencheram minha mente.

Fiquei alguns minutos divagando, até que sem perceber fechei meus olhos. E dormi.

 

Taehyungs

 

Suspirei, entrando no meu quarto, escutei meu celular, peguei o aparelho que estava jogado na cama e encarei o número desconhecido alguns segundos antes de atender.

- Alô? – A voz parecia tímida do outro lado da linha, aquela voz era familiar.

- Hoseok...? É você Hoseok? – Respirei fundo, coçando levemente minha cabeça. – Quando voltou?

- Dois dias...

- Já falou com o Suga? – A ligação ficou muda por alguns segundos, achei que ele tivesse desligado, mas ouvi um suspiro fraco.

- Você contou alguma coisa para ele? – Hoseok é tão teimoso quanto Yoongi.

- Eu deveria, mas é vocês dois que tem que se acertar.... Você tem que contar sobre o bebê! – Dei uma pausa. – Você acha seguro um ômega gravido vagando sem um alfa?

- Eu sei dos riscos... Mas ele está noivo!

- Se desmancha, além do mais ele só aceitou por que você sumiu...

- Ah! Sobre isso é uma longa história.... Eu preciso ir! Amanhã te ligo. – Ele desligou.

Passei uns segundos, pensando se deveria ou não contar a novidade, no fim escolhi o que achei certo, Hoseok não pode viver sozinho ainda mais com um filhote em seu ventre.

Disquei seu número e depois de alguns toques ele me atendeu, com o seu costumeiro “bom humor”.

- V, sabe que horas são? – Gargalhei ele devia estar dormindo, pela voz manhosa de sono.

- Um doce com sempre né, Suga!

- O que é? Se você não falar logo vou chutar suas bolas... – Cortei suas ameaças.

- Yoongi, o Hoseok voltou...

- Quem...?

- Hoseok!

- Quando? Onde ele está? Como sabe disso?

- Ele acabou de me ligar...

- Ah! Meu Deus.... Aquela merda de detetive partícula nunca o achou... Ele disse onde está? – Agora parecia, irritado e preocupado. – Onde ele está?

- Ele não disse... – Escutei um grito vindo do quando, onde o ômega dormia. – Suga depois de ligo, mas tarde nos falamos. – Desliguei, jogando o celular na cama e indo em direção ao quarto do JungKook.

A cena, ele estava sentando na cama abraçando suas pernas formando uma concha, enquanto se balançava.

- Kookie...? – Ele levantou sua cabeça, liguei a luz. Seu rosto estava vermelho lavado em lagrimas.

- Eu sonhei com ele.... Com ele meu pai! – Me aproximei e sentei na cama, puxando cuidadosamente da sua concha e colocando em meu colo afagando seus cabelos negros. Seu cheiro impregnava meu nariz, me fazendo apertar mais forte contra o meu corpo.

- Kookie, foi um pesadelo! – Ele escondeu seu rosto no meu pescoço me arrepiando.

- Às vezes eu acho que ele, sempre vai voltar.... – Sussurrou contra minha pele exposta.

- Não se preocupe, eu te protejo.... – O ajeitei na cama o cobrindo com o cobertor.

JungKook deslizou sua mão para fora do edredom segurando meu pulso com uma delicadeza.

- Fica comigo? – A voz era tão manhosa, que sorri.

- Sim. – Deitei na cama, assim que fiz isso, ele se aconchegou no meu corpo dormindo em seguida, demorei uns segundos antes de apagar.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...