História Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Stefan Salvatore
Tags Delena, Diários, Drama, Etc, Irmãos Salvatore, Misterios, Mystic Falls, Revelaçoes, Romance
Exibições 115
Palavras 1.701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Poesias, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente socorro que esse cap tá muito lokão haha. Tá um pouco pequeno mas o próximo vai compensar. Muito obrigada pelos favoritos e pelos comentários amo vcs. Beijoooo!

Capítulo 18 - I'll be the one who saved you.


Fanfic / Fanfiction Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 18 - I'll be the one who saved you.

Autora POV.

Na casa dos Gilbert o dia amanhaceu calmo,Os pais de Elena saíram cedo pra trabalhar na clínica veterinária como de costume. Jenna dava o seu melhor para preparar um bom café da manhã para seus sobrinhos enquanto Elena acordava e caminhava até o banheiro,no quarto ao lado Jeremy dormia profundamente enquanto alguma música qualquer tocava nos seus fones de ouvidos. Elena cumprimentou a tia e se sentou no sofá pra ver alguma série,fazia algum tempo desde a última vez que ela tivera tempo pra fazer essas coisas,Mystic Falls não era o que aparentava ser,não era uma cidade simples e calma. Eram por volta das 09:10 quando o carteiro passou na casa dos Gilbert pra entregar a correspondência,Elena levantou do sofá e caminhou até a porta,agradeceu ao carteiro e ainda na porta de casa começou a olhar rapidamente as correspondência,coisas do trabalho de seus pais,cartas para Jenna de suas antigas amigas do Canadá,mas por fim uma das correspondências a surpreendeu,era pra ela,rapidamente a mesma a abriu e começou a ler:

{ ...} "Olá meu caro (a) ,Como diz um velho ditado popular: Um bom filho a casa torna; E é por isso que a família Mikaelson está de volta a Mystic Falls,dessa vez para ficar. Para celebrar a nossa volta daremos uma elegante festa,na qual contamos com sua ilustre presença para abrilhantar a nossa noite. A festa ocorrerá no próximo sábado na antiga mansão dos Mikaelson,as 19:00 horas,obrigada! - Os Mikaelson. " { ... }

 

Na mansão Salvatore,Stefan acordou cedo e desceu as escadas que levavam até a sala de estar,o pedaço de papel jogado no chão da sua sala o intrigou e o mesmo caminhou até lá para ver do que se tratava,viu o envelope rasgado e imaginou que seu irmão tivesse encontrado-o primeiro. Acabara de receber o mesmo convite que Elena,porém ele sabia que aquela não seria uma festa de boas vindas pra eles,tinha algo mais por trás disso e Stefan sabia que algo muito ruim estava prestes a acontecer. 

Toda a cidade havia recebido o convite para a festa que aconteceria amanhã na mansão dos Mikaelson,toda a cidade tinha uma enorme admiração por esta família,e agora toda a cidade estaria em um único lugar,no lugar onde algo muito ruim aconteceria.

 

( ... )

 

Stefan Salvatore POV.

- Por que eles voltaram? Klaus disse que não voltariam tão cedo. - Caroline perguntou andando de um lado pro outro.

- Eu não sei. E essa história da festa? Tudo muito repentino. - Falei me sentando do lado de Bonnie e Elena.

- Minha avó diz que tem maus pressentimentos sobre essa festa. - Bonnie disse esfregando as mãos uma na outra em um ato de nervosismo.

- Sua avó é psíquica? - Elena perguntou pra Bonnie.

- Vidente. - Caroline respondeu.

- Ela não é nada disso,ela só tem pressentimentos sobre as coisas e na maioria das vezes ela está certa. - Bonnie respondeu.

- Onde está o Damon? - Caroline perguntou e Elena pareceu ficar desconfortável por alguma razão. Ela estava estranha essa semana,ela e o Damon.

- Eu não sei,quando acordei ele tinha sumido. - Respondi.

- Eu acho que sei onde ele está. - Alaric entrou pela porta nos fazendo encara-lo. - Ele foi até a mansão dos Mikaelson saber por que diabos eles voltaram e estão convidando a cidade toda para essa festa. - Ric disse com o convite em suas mãos. Tudo que eu conseguia pensar era que talvez Lexi estivesse aqui também,eles não a deixariam sozinha,mas por outro lado se ela estiver aqui,ela corre perigo,e eu não posso deixar isso acontecer.

 

 

[ ... ]

 

Damon Salvatore POV.

 Toquei a campainha da mansão dos Mikaelson descontroladamente até a loira abrir com cara de mal-humorada. 

- São oito da manhã Damon,não se chega na casa de alguém desse jeito. - Ela disse brava.

- É bom te ver também Rebekah. - Falei entrando e ela fechou a porta e me seguiu. - Onde está o seu irmão? - Perguntei mas antes que ela responde-se cheguei até a sala e pude ter minha resposta,lá estava ele,na verdade lá estava todos  eles. - Wow! - Falei. - Vocês estão todos aqui mesmo. - Disse os encarando. Klaus,Elijah,Finn,Kol e Rebekah,todos os irmãos Mikaelson estavam de volta na cidade,e eu não sei por que mas sentia que isso não era bom.

- Damon Salvatore, a que devemos a honra? - Elijah se dirigiu até mim usando seus típicos ternos e estendeu a mão pra mim,a peguei e sorri de leve.

- Só estava com saudade mesmo. - Fui sarcástico e eles riram.

- O mesmo Damon Salvatore,sempre sarcástico,você não mudou nada. - Kol disse bebendo um gole do seu whisky. - Eu sempre preferi você do que o Stefan,ele é entediante.

- Não quer uma bebida? - Klaus me ofereceu e eu não neguei,nunca nego bebida.

- Irmã,poderia por favor resolver os detalhes da festa lá em cima enquanto conversamos com este cavaleiro. - Elijah disse e Rebekah assentiu subindo. Me irritava a forma exageradamente educada que eles falavam.

-  Sente-se Damon! - Finn ordenou e eu caminhei até o sofá e me sentei.

- Aposto que tem um milhão de perguntas,comece por favor! - Klaus pediu.

- Por que voltaram? 

- Saudades de casa! - Kol respondeu e eu revirei os olhos.

- Por favor,vocês podem morar em qualquer lugar do mundo e resolveram voltar pra essa velha e estúpida cidade,por que? - Perguntei mais uma vez.

- Eles estão vindo. - Finn disse balançando o copo em suas mãos.

- Quem? - perguntei.

- Os nossos inimigos. - Kol respondeu. - Cada um deles,estão vindo atrás de nós. 

- O melhor jeito de vence-los todos de uma vez é reuni-los em um mesmo lugar. - Klaus disse.

- Daqui a dois dias,na festa. - Eles assentiram.

- E é por isso que nós precisamos da sua ajuda. - Elijah falou levantando e caminhando enquanto encarava os quadros na parede.

- Da sua,da de Stefan,até mesmo do seu amigo professor que guarda armas no porão da casa dele. - Klaus disse.

- E por que acha que ajudaremos vocês? - Perguntei bebendo um gole do meu Whisky.

- Por que não são só nossos inimigos. São os de todos nós. - Elijah disse.

- Encontramos um jeito de traze-los todos aqui. Agora só precisamos lutar. - Kol disse.

- Sou contra a violência,porém dessa vez não tenho escolha. São nós ou eles. - Finn disse.

- De que inimigos exatamente vocês estão falando? 

- Traficantes,assassinos profissionais,todos contratados por eles,pessoas que buscam vingança por tudo que já fizemos,nosso pai... - Elijah disse.

- Sim,nosso querido pai Mikael,e ele tem um novo alíado,a aliança mas improvável de todas,ele está vindo com Bill Forbes,e eles não estão sozinhos.

 

 

( ... )

 

Elena Gilbert POV.

- Meu pai? -Caroline perguntou quando Damon chegou contando o que os Mikaelson estavam tramando.

- Sim,haverá uma luta,eu não sei,mas nós temos que lutar Stefan,Você sabe que eu não me importo com as pessoas dessa cidade mas não vou carregar o peso de não ter feito nada pra salva-las. - Stefan assentiu.

- Acho que pela primeira vez minha mãe disse a verdade. - Caroline disse quase sem querer e nós a encaramos. - A cada vez que os Mikaelson se reúnem nessa cidade,o caos e a tragédia nos fazem uma visita. - Senti todo o meu corpo se arrepiar.

- Eu estou com medo! - Admiti.

- Nós todos estamos,Elena,nós todos estamos! - Damon disse.

- Caroline você tem que avisar a sua mãe. - Stefan falou e Car assentiu. Bonnie já não estava mais conosco,ela não iria a festa,sua avó mais uma vez estava certa e as duas saíriam da cidade por uns dias.

- O que? - Damon perguntou.

- Damon,nós precisamos de ajuda da polícia,nós temos que prender eles. É o único jeito de vivermos em paz e da Lexi voltar. - Caroline engoliu em seco. Por mais que ela odiasse seu pai ainda doeria vê-lo sendo preso. Damon deu de ombros.

- Não posso deixar meus pais ou ninguém da minha família ir a essa festa,serei a única Gilbert lá. - Disse e Damon me encarou.

- O que? O que te faz pensar que você vai a essa festa? - Ele perguntou caminhando até mim e eu fiquei de pé o encarando.

- Ah Damon,qual é? você não vai querer me impedir.

- Você não vai a essa festa Elena! - Ele disse segurando forte a minha mão e eu cerrei o punho.

- Você não manda em mim Damon! - Tentei dar-lhe um soco mas ele segurou minha mão.

- É muito perigoso,prometa que não vai tentar me desobedecer. 

- Por que acha que tem algum direito sobre mim? - Empurrei minha mão com força tentando acerta-lo o que era em vão. Sentia meu sangue ferver.

- Anda Elena,me bata,grite comigo,diga que me odeia,mas no fim do dia Eu serei a pessoa que te salvou. - Ele disse e soltou minha mão. Ficamos nos encarando por um tempo.

- Tá bom,eu não vou. - Me dei por vencida.

- É melhor assim. - Stefan disse e eu assenti. - Caroline,é melhor você também não ir.

- Eu não posso Stefan,meu pai vai estar lá...eu preciso ir. 

 

 

{ ... }

2 Dias Depois:

 

- Por que ainda estão aqui? - Perguntei quando Damon,Stefan e Caroline apareceram no quarto de hospedes da casa Damon e Stefan. Eu estava ficando lá por essa noite por  que tinha que fingir para os meus pais que iria a festa,consegui convence-los a não ir. Jenna também não iria por que Ric mentiu e disse que estava doente. Jeremy irá passar a noite na casa de Anna.

- Só nos certificando de que você não vai dar uma de rebelde e vai fugir daqui. - Damon disse.

- Eu não vou. Agora vão logo. - DIsse e eles assentiram. - Boa sorte! - Gritei e eles foram embora. Corri até o quarto e peguei as sacolas que estavam de baixo da cama,tirei o vestido e os sapatos que estavam lá dentro. Sinto muito Damon,mas eu não posso deixar os meus amigos sozinhos nessa.

 

 

( ... )


Notas Finais


Vem muita coisa por aí hahaha.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...