História Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Stefan Salvatore
Tags Delena, Diários, Drama, Etc, Irmãos Salvatore, Misterios, Mystic Falls, Revelaçoes, Romance
Exibições 97
Palavras 2.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Poesias, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então,eu queria primeiramente pedir desculpas a vocês por que eu chorei tanto com esse capítulo,eu sofri tanto com ele que nem posso imaginar como vcs vão sofrer,sério,tá doendo demais. Boas lágrimas meus amores rsrs! Sinto muito!

Capítulo 20 - We Will Always Be Brothers,Buddy!


Fanfic / Fanfiction Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 20 - We Will Always Be Brothers,Buddy!

 

Caramba, quem diria

Com todos os aviões que voamos

As coisas boas que passamos

Que eu estaria bem aqui falando com você

Sobre outro caminho

Sei que adorávamos pegar a estrada e rir

Mas algo me dizia que aquilo não iria durar

Tive que mudar, olhar as coisas de modo diferente

Ver a coisa como um todo

Aqueles foram os dias

Trabalho duro é eternamente compensado

Agora te vejo em lugar melhor... 

 

 

Elena Gilbert POV.

- Como está o Damon? - Perguntei enxugando as lágrimas quando Stefan apareceu.

- Pensei que ele estivesse com você. - Stefan falou parecendo preocupado. - Precisamos acha-lo Elena,isso tudo é demais pra ele,não podemos perde-lo de novo. - Assenti.

- Não se preocupe,fique aqui e cuide da Caroline,acho que sei onde ele está. - Stefan assentiu.- Alguma notícia da Rebekah? - Perguntei e ele negou.

- Mas os Mikaelsons vão encontra-la,eles sempre conseguem o que querem. - Assenti.

- Vou atrás do Damon. - Falei e ele assentiu. Saí do hospital sem ser notada e um flashback invadiu minha mente:

 

Flashback on:

- Boa noite Elena! - Damon disse me assustando quando entrei no meu quarto. Ele estava lendo o meu diário. 

- Mas que merda,Damon! Já te disse pra parar de invadir o meu quarto. - Disse pegando o meu diário de volta.

- Dia ruim?  - Ele perguntou se sentando.

- Não,eu só quero ficar sozinha. - Falei puxando o mesmo para que ele saísse da minha cama.

- Então deveria sair. - Ele disse dando de ombros e levantando. - Quando eu quero ficar sozinho eu não fico em casa. Eu vou pra um lugar onde eu sei que vou estar sozinho.

- Que lugar? - Perguntei.

- Eu geralmente não te diria,mas estou de bom humor. Quando preciso ficar sozinho eu vou pra floresta daqui,se você seguir o caminho para a cachoeira há uma pequena casa antiga,eu gosto de ir pra lá. - Ele deu de ombros.

- Que ótimo! Então vai lá. - Disse o puxando e o empurrando pra fora do meu quarto.

 

( ... )

 

Flashback off:

 

Algumas horas antes:

 

Alaric Saltzman POV.

Atirei e acertei a perna de Bill Forbes,tudo estava uma loucura,tiros por todo lado,e eu sentia que isso não iria acabar bem. Dessa vez não teriamos um final feliz.

- O que está acontecendo aqui? - Jenna surgiu do nada e arregalou os olhos ao ver o que estava acontecendo. Nossos olhos se encontraram e foi como se tudo tivesse paralisado,eu só conseguia pensar em tira-la dali,era como se tudo estivesse andando em câmera lenta nesse momento,encarei Bill e o vi sorrir vitorioso pra mim,havia ódio em seu olhar,eu sabia que ele queria vingança,e eu sabia como ele queria se vingar. Quando ele puxou o gatilho e atirou corri o mais rápido que pude,me pus na frente da ruiva e senti a bala acertar em cheio o meu peito,caí no chão de imediato,eu nunca tinha sentido uma dor como aquela,havia sangue escorrendo pela minha boca e meus olhos lacrimejavam,eu sabia que era o fim,mas eu sabia que valeria a pena.

- NÃO! - Pude ouvir Damon gritar,o encarei com dificuldade e vi quando ele deu um último tiro acertando o coração de Bill Forbes.

- Ai Meu Deus,Ric! - Jenna disse se ajoelhando e pondo a mão no meu peito.

- Não,não,não,não! - Damon correu até mim. 

- Está tudo bem,está tudo bem! - Tentei acalma-los. Minha voz estava um pouco falha.

- Nós temos que ir para o hospital! - Ouvi Elena dizer.

- Hey,está tudo bem! - Os assegurei de novo. - Jenna! - Chamei-a e senti a mesma segurar minha mão. Encarei seu rosto angelical,seu brilhoso cabelo ruivo estava caído sobre os ombros e seus olhos verdes estavam cheios de lágrimas. - Hey,não chore amor! - Pedi. 

- Foi tudo por minha causa,eu deveria ter levado aquele tiro. - Ela disse em meio as lágrimas e eu neguei.

- Jenna,me escute! - Apertei sua mão e tentei focar no rosto dela. - Eu prefiro morrer agora mesmo,do que viver uma vida inteira longe de você. - Ela negou chorando. - Eu te amo Jenna Sommers ,e me parte o coração saber que eu nunca vou te ver entrar de branco na igreja. - Eu ri de leve e ela sorriu ainda chorando. Levei meu polegar até sua bochecha e enxuguei uma lágrima que estava ali.

- Eu te amo! - Ela disse me abraçando,quando senti sua cabeça em meu peito,de imediato a dor do tiro sumiu e foi preenchida pelo calor dela.

- Você tem que me prometer que vai viver a sua vida da melhor forma possível,quero que faça tudo que sempre sonhou,você me disse que amava história,vai,corra atrás disso! Você pode fazer tudo que quiser,e quando você tiver conseguido tudo isso eu vou poder sorrir de lá de cima e dizer: Essa é minha garota! - Ela sorriu e eu derramei uma lágrima. 

- Eu te amo Ric! - Ela disse.

- Eu também te amo Jenna! - Falei e ela me beijou. Eu sabia que aquele era o nosso último beijo,mas eu não estava triste por isso,de alguma forma eu sabia que não era o fim,eu sabia que sempre estaria lá por eles,mesmo que fosse apenas como uma sombra,ou um fantasma,até um mesmo anjo,eu sentia que eu ainda estaria lá por eles. Quando nos separamos pude ver Elena abraçar Jenna,as duas choravam. - Damon!  - Chamei-o.

- Estou aqui,vem,vamos para o hospital! - Damon falou parecendo aflito. Eu ri de leve.

- Tudo bem Damon,eu não quero ir para o hospital. - Falei o encarando,seus olhos estavam marejados,eu sorri de leve.

- Você está louco! - Ele disse e eu neguei com a cabeça.

- Não há o que fazer Damon,chegou a minha hora. -  Ele negou com a cabeça. - E eu prefiro morrer aqui,com vocês,vendo as estrelas... - Encarei o céu estrelado,que logo seria meu lar. - Do que morrer em um hospital com cortinas cinzas. - Ele continuou negando com a cabeça.- Tá tudo bem,amigão,não é o fim! 

- Eu não posso te perder Ric! - Ele deixou uma lágrima escapar.

- Você não vai! - Segurei sua mão. - Nós sempre seremos irmãos,camarada! - Derramei uma lágrima também.

- Como eu vou sobreviver nessa cidade sem você? - Ele sorriu torto e eu ri. 

- Você pode comprar várias garrafas de Whisky em minha homenagem e beber todas. - Nós rimos. - Você não que continuar fingindo que não sente nada Damon,você deve dizer ao Stefan tudo que sempre quis dizer... - Encarei Stefan que também tinha lágrimas nos olhos. - Ah qual é,não chorem,eu vou ficar bem! - Disse sentindo uma pontada no peito,sabia que eu tinha que ser rápido. - Pegue a garota também,ela está do seu lado e ela é sua. - Encarei Elena que sorriu chorando,Ela e Damon se encararam.

- Obrigado por tudo irmão! - Ele disse apertando forte a minha mão. Abri os braços e ele me abraçou. - Nós nos veremos de novo. - Assenti.

- Tenham uma vida incrível,vejo vocês um dia! - Falei e sorri derramando uma última lágrima. É tudo que me lembro antes de tudo se apagar,e logo depois uma forte luz aparecer,e eu sabia que eu tinha encontrado o meu caminho pra casa.

 

 

Tem sido um longo dia sem você meu amigo

E lhe direi tudo quando vê-lo novamente

Fizemos um longo caminho desde onde começamos

Oh, lhe direi tudo quando vê-lo novamente

Quando vê-lo novamente

 

 

( ... )

Autora POV.

Stefan levou o corpo de Ric com a ajuda da polícia que chegou atrasada,mas prenderam Mikael que apesar do tiro sobreviveu,o que era injusto no pensamento de todos,por que Ric que era tão bom teve que ir e Mikael não? Bill não resistiu ao tiro que Damon deu,em falar no Damon ele havia fugido para a floresta,ele se sentia totalmente perdido,vagava pelo mato na esperança que se continuasse andando e andando poderia reencontrar seu velho amigo,Damon não sabia lidar com a morte,suas últimas perdas foram bastante traumáticas,e ele sentia que não aguentaria mais essa. Os Mikaelson mais uma vez fizeram as malas,como já estava acostumados,naquela noite cada um perdeu uma coisa,alguns perderam um amigo,outros perderam o amor,e alguns perderam a esperança,e Mikael perdeu todo o valor que talvez ainda tivesse lá no fundo,ele havia sequestrado Rebekah e agora os Mikaelson passariam o tempo que fosse a procura da irmã,seria apenas mais uma das aventuras que eles vivem,não são uma família normal. Caroline Forbes havia levado um tiro na perna para proteger Stefan e o mesmo se sentia culpado por isso,levou a mesma até o hospital e se certificou de que ela ficaria bem. Jenna sentia seu mundo perder a cor lentamente,só conseguia pensar que talvez se ela não fosse tão desconfiada aquilo tudo não teria acontecido. Elena já tinha explicado a ela toda a história maluca,e Jenna deveria ter ficado em casa aquela noite,porém a história de que Ric estava doente não foi boa o suficiente,Jenna foi até a casa dele e acabou descobrindo que ele estaria no baile,sempre foi desconfiada e achou que talvez ele estivesse traindo-a,por isso foi até o baile. Anna sabia que seu pai estaria lá e por isso foi,tentou de tudo para fazer Jeremy não ir mas não teve jeito. Anna nunca contara que seu pai era um criminoso,ele foi preso também,mas isso não importava pra Jeremy,ele a amava independente de qualquer coisa. Enquanto isso Damon estava sentado encarando as estrelas enquanto lágrimas molhavam o seu rosto,ele estava em uma longa conversa com Ric nos seus pensamentos,E essa foi uma noite que todos gostariam de apagar.

 

( ... )

 

 

Primeiro, vocês dois seguiram os seus próprios caminhos

E a vibração estava forte

E o que era pequeno se transformou em uma amizade

Uma amizade se transformou num laço

E esse laço nunca será desatado

O amor nunca será perdido

E quando a irmandade vem primeiro

Então a linha nunca será cruzada

Nos estabelecemos por conta própria

Quando essa linha teve que ser criada

E essa linha foi o que alcançamos

Então lembre-se de mim quando eu me for

 

Elena Gilbert POV.

Caminhei entre as árvores até ver a pequena luz que vinha da lanterna pendurada em frente aquela velha casa,no pequeno banco que havia ali em frente o moreno estava sentado com os ombros apoiados nas pernas,podia ouvir os seus soluços. Caminhei até ele e me sentei ao seu lado. Ele enxugou as lágrimas e encarou o chão quando me aproximei.

- Você não tem que fazer isso. - Disse e ele me encarou,seus olhos estavam vermelhos.

- Eu não quero conversar Elena. - Ele disse dando um suspiro pesado.

- Damon... - Ele me interrompeu. 

- Olha,eu sei,eu sei,você vai me dizer que a dor vai passar e que eu vou aprender a conviver com isso,mas eu não quero conviver com isso,Elena! Eu não gosto da ideia de que as pessoas se vão desse jeito,é por isso que eu tento tanto não sentir nada,é por isso que eu fingo não me importar com o Stefan,nem com as pessoas,nem com a vida,NEM COM VOCÊ! - Ele gritou!

- Você não vai me perder Damon! - Eu disse segurando sua mão.

- Tem razão,como vou perder algo que não tenho? - Ele perguntou e eu deixei uma lágrima escapar.

- Você disse que quando tudo acabasse e podia te dizer o que eu tinha pra dizer. - Ele assentiu. - Era isso que eu tinha que dizer... Eu sei o que você sente por mim Damon. - Falei.

- Que ótimo! - Ele sorriu sarcástico. - E me acha idiota por que você sempre vai escolher o Stefan? - Neguei.

- Eu escolhi você Damon. - Disse segurando forte a sua mão. Ele me encarou e eu o encarei,seus olhos brilhavam,infelizmente não pareciam ser de alegria. Me aproximei para beija-lo,ele também,mas quando nossas testas se tocaram ele disse:

- Eu não quero que seja assim Elena,não quero que me beije por que está com pena de mim. - Ele disse e levantou,deu passos largos e me deixou sozinha lá.

 

( ... )

 

 

Como podemos não falar sobre família

Quando família é tudo que temos?

Tudo que passei

Você estava lá ao meu lado

E agora você estará comigo para um último passeio

 

Então deixe a luz guiar seu caminho

Guarde todas as lembranças enquanto você vai

E cada estrada que você pegar

Sempre o levará para casa... 

 

 

( ... )

 

 

 


Notas Finais


Queria dizer algo,mas morri junto com o Ric. </3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...