História Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Stefan Salvatore
Tags Delena, Diários, Drama, Etc, Irmãos Salvatore, Misterios, Mystic Falls, Revelaçoes, Romance
Exibições 73
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Poesias, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


SIM,PODEM GRITAR QUE VAI TER BEIJO DELENAAAAAAAA! Depois de tanto tempo fazendo vocês sofrerem estou finalmente recompensando por toda dor,a partir de agora é só amor haha espero que gostem. E falando em coisas boas A NINA TÁ NO BRASIL...e eu não vou ver ela né </3 mas pelo menos ela está aqui hahaha Obrigada pelos favoritos e pelos comentários,amo vcs,muito obrigada mesmo! Tenham uma ótima leitura e nos vemos nas notas finais.

Capítulo 21 - I didn't care about anything,till you came into my life.


Fanfic / Fanfiction Delena - Holding On And Lettin Go - Capítulo 21 - I didn't care about anything,till you came into my life.

Elena Gilbert POV.

Respirei fundo e me olhei no espelho,eu odiava me arrumar para enterros,acho que todo mundo odeia. Talvez não se arrumar para o enterro em si,e sim O enterro. Hoje o corpo de Ric seria enterrado,não fazemos ideia de onde Damon está,ontem a noite depois que ele sumiu e me deixou sozinha na floresta ele simplesmente foi embora,pra algum outro lugar. Mas no fundo sinto que ele vai estar lá,mesmo que seja escondido entre as árvores onde ninguém possa vê-lo,Ou então,talvez ele esteja em outro lugar,fazendo o seu próprio funeral para o seu velho amigo.

Eu estava usando um vestido preto e meu cabelo estava preso em um rabo de cavalo,meus olhos estavam um pouco enxados e eu não fiz questão de tentar esconder isso. Não consegui dormir noite passado,Jenna chorou a madrugada inteira e eu e minha mãe ficamos com ela enquanto meu pai e Jeremy ficavam sentados no sofá em um silêncio mortal porque não sabiam o que fazer,nenhum de nós sabíamos. 

- Filha,você está pronta? - Minha mãe perguntou e eu assenti. Descemos e encontramos meu pai,Jeremy e Tia Jenna lá em baixo. Ela usava um vestido longo preto,ela nunca usava esse vestido,me lembro de quando compramos,era um sexta-feira entediante e nós resolvemos ir ao shopping,ela botou os olhos no vestido e disse: Provavelmente eu nunca vou usar isso,mas é tão elegante. Caminhei até ela e abracei,ela me abraçou de volta e eu passei minha mão sobre seu cabelo brilhoso e macio.

- Vai ficar tudo bem! - Eu sussurrei e ela assentiu. Fomos todos pro carro e seguimos em direção ao cemitério de Mystic Falls,seria a primeira vez que eu o visitaria,e eu amaria que também fosse a última.

 

[ ... ]

Já haviam algumas pessoas,os pais de Ric não eram mais vivos mas ele ainda possuia alguns parentes,um tio e três primos que viviam na carolina do norte mas estavam aqui para o enterro. Os cumprimentei e caminhei até Stefan,Caroline ainda estava no hospital,por tanto não poderia estar aqui,mas Bonnie voltou,ela estava ao lado de Stefan e de Lexi.

- Como está? - Perguntei pra Stefan quando o abracei,ele apenas balançou a cabeça dizendo que estava bem,ou pelo menos tentando. Abracei Lexi em seguida e ela sorriu de leve pra mim.

- Elena! - Bonnie disse quando eu a abracei. - Eu sinto muito por não ter estado aqui quando tudo aconteceu,me sinto péssima,prometo que nunca mais vou fugir de novo. - Ela disse com lágrimas nos olhos.

- Tá tudo bem,você estava tentando se proteger,era o que todos deveriamos ter feito. - Eu disse e ela sorriu de leve. Haviam alguns alunos da escola por aqui também,Ric era um professor muito querido,não consigo imaginar como vai ser o próximo semestre sem ele. - Alguma notícia do Damon? - Perguntei pra Stefan e ele negou parecendo um pouco cansado,provavelmente também não dormiu essa noite,ele passou a noite na polícia e depois ficou com Caroline no hospital.

- Caroline me fez trazer essas flores,ela disse que se ela não poderia estar aqui pelo menos as flores dela poderiam. - Stefan disse mostrando o buquê de rosas brancas e eu sorri. Car sendo Car.

 

[ ... ]

Foi uma cerimônia rápida,não foquei nela em si,tudo que consegui fazer foi encarar o corpo de Ric no cachão antes dele ser fechado pra sempre,seu rosto não havia mudado,ele não havia mudado,eu continuo sentindo que ele continua presente. Jenna se despediu dele e disse algumas palavras antes de beijar seus dedos e leva-los até a boca de Ric. Todos nos despedimos e fomos embora. Damon não apareceu,pelo menos não na nossa vista. O caminho de volta pra casa foi silencioso e eu detestava isso,mas aprendi a me acostumar.

 

( ... )

 

Damon Salvatore POV.

Hoje,a algumas milhas daqui eles estão enterrando o corpo de Ric,e provavelmente eu deveria estar lá pra mostrar pra Elena que eu me importo,ou pra deixar o meu irmão feliz,ou talvez pra orgulhar Ric...se bem que não acho que ele gostaria de me ver no seu enterro cercado de pessoas que nem ao menos o conheciam falando sobre o quanto ele era especial,por isso eu mesmo fiz o seu enterro,uma pequena despedida. Eu comprei algumas garrafas do seu Whisky preferido e caminhei até o lago,me sentei em uma rocha e observei o sol que depois de algum tempo estava começando a voltar para Mystic Falls,o inverno estava prestes a ir embora. Sorri ao encarar os pequenos raios de sol se unindo a água do lado,peguei uma das garrafas e bebi um gole do Whisky.

- Bom dia parceiro! - Comecei a falar sozinho,parecia estúpido mas eu sentia que precisava fazer isso. - Espero que há vista daí seja tão bonita quanto a daqui agora,porém espero que aí você esteja mais feliz,porque felicidade não é palavra certa pra se usar,pelo menos não pra nós aqui,pra você talvez. Você sabe que nunca acreditei nessa coisa de paraíso,mas agora eu acho que acredito,por que se não existir um paraíso,ou um lugar bonito e feliz para as pessoas como você,pra onde elas vão? Por isso prefiro acreditar que é lá que você está. - Bebi outro gole. - Bom,não nesse momento né,por que sei que você está bem aqui do meu lado agora,ou rindo muito por eu estar falando sozinho ou com raiva por eu estar enchendo a cara sem você. - Ri. - A Elena disse que me escolheu ontem... - Falei dando um suspiro pesado. - Mas não sei,talvez ela só esteja com pena de mim. E Stefan agora acha que precisa cuidar de mim o tempo todo,você sabe,eu gosto do meu irmão,mesmo que eu não fale muito isso em voz alta,mas eu não quero ser um peso pra ele,nem  pra ninguém,nunca foi dever das pessoas me lembrarem de quem eu sou. Então quando eu estiver perdido,eu virei aqui pra falar com você,camarada,mesmo que o silêncio seja a única resposta. 

 

( ... )

 

Eu estava indo pra casa,quando por alguma estúpida razão eu resolvi cortar caminho e ir até a casa dos Gilbert,já estava tarde,talvez Elena já estivesse dormindo,ou então já estivesse se preparando pra isso,e eu não sei por que eu estou aqui,na frente da casa dela encarando esse pequeno balança em frente a casa,mas eu sentia que precisava falar com ela. Ou talvez eu só esteja um pouco bêbado demais. Procurei meu telefone no bolso e felizmente achei-o,disquei o número de Elena e pude ver a luz do seu quarto se acender,então ela atendeu o telefone:
 

- Damon? - Ela perguntou com a voz um pouco cansada.

- Olá Elena! - Sorri sozinho. - Você teria tempo pra um cara bêbado e que não sabe o que está fazendo? - Perguntei e ouvi ela rir baixo do outro lado da linha.

- Onde você está? - Ela perguntou.

- Na frente da sua casa,pelo menos eu acho que é a sua casa. - Ela riu e desligou.

 

Logo em seguida a porta se abriu revelando a morena,ela sorriu de leve e caminhou até mim.

- Onde você estava? - Ela perguntou ficando de frente pra mim com os braços cruzados.

- Passei o dia falando sozinho e bebendo. - Disse ela revirou os olhos mas sorriu. - Sobre ontem... - comecei o assunto que eu queria começar,ou talvez não quisesse e a bebida estivesse me obrigando a querer.

- Tudo bem,eu entendo se você não quer... - A interrompi.

- Eu não me importo Elena,eu não me importo se você está com pena de mim,eu não me importo com nada,esse é o problema,eu não me importava com nada até você aparecer,e agora eu fico andando por aí pensando em como seria ter uma vida com você e logo depois eu acordo e percebo que não há esperanças,por que não há esperança pra mim. - Ela segurou minha mão.

- Damon! Damon! - Ela chamou o meu nome e segurou o meu rosto fazendo com que eu a encara-se. - E-U - E-S-C-O-L-H-I -V-O-C-E - Ela soletrou rindo. - Não por pena,ou por qualquer outro motivo e sim por que eu estou apaixonada por você! - Ela segurou minha mão.

- Quer saber? Dane-se o mundo e todo resto! - Falei e a puxei selando nossos lábios. Foi como se todo o resto tivesse sumido,e por mais difícil que seja admitir,eu senti,eu senti o meu coração acelerado,e eu sabia que provavelmente eu iria me ferrar depois por voltar a sentir,mas eu não me importava com mais nada naquele momento.

 

1 MÊS E MEIO DEPOIS:
 

 

Elena Gilbert POV.

Acordei com o sol invadindo meu quarto e braços fortes agarrados a minha cintura enquanto sentia lábios no meu pescoço. Abri os olhos de vagar e me virei para encarar o moreno de cabelos bagunçados,ele ficava incrívelmente lindo quando acordava.

- Bom dia Lena! - Damon disse me apertando forte e eu ri.

- Bom dia! - Sorri o encarando. 

- Que merda Elena,por que todo dia quando você acorda me olha com essa cara? - Ele perguntou e eu comecei a rir.

- Por que você fica tão fofo quando acorda. - Falei passando os dedos sobre seu cabelo macio. Ele riu. - E hoje é o último dia de férias,o Tyler vai dar uma festa, e nós vamos certo? - perguntei e ele bufou.

- Ou,nós podemos ficar aqui o resto do dia como fizemos no último mês inteiro. - Eu ri.

- Vai ser divertido! - Falei levantando da cama e prendendo meu cabelo em um coque.

- Tudo bem! - Ele disse levantando e nós caminhamos até a janela. Ele me abraçou por trás e nós ficamos admirando o sol que chegava anunciando que o verão estava de volta. 

 

( ...)


Notas Finais


QUE COISA FOFAAAAAA ♥ Delena ainda me mata.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...