História Demoniac Love - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Abaddon, Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Jody Mills, John Winchester, Ruby, Sam Winchester
Tags Apocalipse, Demoniac, Demonios, Escuridão, Katherine Mcnamara, Love, Vampiros, Winchester
Exibições 12
Palavras 1.836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Científica, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioioi

Obrigada aos que estão lendo a minha fanfic por comentar e favoritar.
Mil perdões pela demora

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Demoniac Love - Capítulo 2 - Capítulo 1


P.O.V Dean Winchester 

Estava andando pela calçada em frente a casa da Minha namorada Vanessa , hoje é um grande dia e estou muito nervoso. Eu irei pedi-la em casamento. 
Continuo andando de um lado para o outro em frente a sua casa até que de 20:00 horas exatas. Esta noite tem que ser absolutamente perfeita . Olho no espelho do retrovisor do meu carro e passo a mão pelos cabelos ajeitando alguns fios que saíram do lugar enquanto caminhava. Caminho apressadamente até a porta de sua casa segurando um buquê de Rosas vermelhas, as suas preferidas . Toco a campainha uma , duas , três vezes . Até que fico um pouco impaciente e encosto a mão sobre a porta, logo percebo que a porta se moveu para trás. Estranho , ela tem uma paranoia por portas fechadas dez de que sua casa foi roubada uma vez . Entro na pequena sala que havia depois da porta de a frente e olho para os lados , ela não estava ali . As luzes que antes estavam acesas começaram a tremeluzir e senti um forte cheiro de enxofre. 
Ouvi gritos no andar superior e imediatamente reconheci a dona deles , era Vanessa. Joguei as flores em qualquer canto e subi as escadas correndo, ouvindo os gritos de agonia e dor . Só então percebi que chamava seu nome de modo preocupado . Quando chego no segundo piso, arrombo a porta de seu quarto , olhando para todos os cantos em busca dela . Quando eu entrei no quarto, percebi os gritos cessarem. 

Olho em volta mais uma vez , a procurando mas não a encontro em lugar algum . Fico a procurando com o olhar até ficar meu olhar no bidê ao lado de sua cama . Mais especificamente para algo em cima dele. Era uma foto nossa , em um dia que tinha levado ela para um piquenique no parque. Me recordando das lembranças daquele dia e vendo nos dois ali , foi inevitável não sorrir, olhando seus olhos azuis e seu cabelo dourado brilhar abaixo do sol . Meu sorriso diminui quando volto para a realidade , mais especificamente para algo que me tira dos meus devaneios . Uma gota de um líquido avermelhado caindo sobre o vidro da fotografia . 

Franzo as sobrancelhas e toco levemente o lugar onde o líquido caiu . Era sangue . Olho levemente para cima percebendo que mais gotas começavam a cair . Assim que olho para cima , o teto se incendeia. Tudo o que vejo são as chamas consumirem seu corpo e seus gritos que comecei a ouvir novamente . 

Acordo ofegante e totalmente coberto por suor frio . Passo a mão no meu rosto fechando os olhos e logo depois tirando a mão da cara e olhando para o teto , para me certificar de que ela não estava ali . Suspiro , estou cansado de ter esses pesadelos . Ela se foi Dean , por sua culpa e boxe precisa encontrar o desgraçado que fez isso com ela. Repito mentalmente para mim mesmo. 

Levanto da cama e vou andando até o banheiro , onde permito-me relaxar embaixo das grossas gotículas de água que caíam avidamente sobre a minha pele . Saio do banho , me enrolando em uma toalha e em seguida me vestindo . Saio do banheiro e olho para o relógio que estava ao lado da cama , era 03:30 da madrugada . Me deito novamente na cama tentando dormir mais um pouco mas fico somente rolando e rolando pela cama , descido então por meu plano em prática . Há algumas semanas , havia descoberto a existência de criaturas sobrenaturais . 

Sim , eu falei isso mesmo e tenho quase 99% de certeza de que eu não estou maluco. Eu procurei casos como o da Vanessa por todo lugar , e encontrei nalguns bastantes semelhantes . Então eu procurei e procurei mais , até que descobri quem era que estava fazendo isso . Ou melhor , o quê. Ele me contou coisas quase impossíveis de acreditar . Eu acho que ele planejava me matar após me contar tudo , mas eu dei um jeito de escapar. Ele colocou vários demônios atrás de mim , mas quanto mais eu fugia , mais eu descobria coisas sobre eles . 
Foi a partir daí que comecei a fazer tatuagens Anti-Pocessao ,andar com uma garrafa de Água benta , a fazer exorcismos etc ... O que eu mais precisava agora , era que um demônio desse um jeito de me botar dentro do inferno . 

Eu fiquei sabendo de um objeto mágico , chamado Vira-tempo , ele te da o poder de voltar no tempo . Se eu voltasse até aquela noite em que Vanessa morreu , eu poderia trazê-la de volta para mim. Eu teria que fazer isso uma hora , por que não agora? 
Peguei minha mochila de roupas e joguei uma nota de 100 em cima do colchão . Não esperei mais e entrei dentro do meu carro , saindo do Hotel e indo até um rancho abandonado no fim da cidade de Kansas - colorado . 
Fui até o porta malas do meu carro e peguei Sprays da cor vermelha , sal e água benta . Muita água benta . Entrei na igreja e larguei tudo no chão . Fiz uma grande chave de Salomão no teto do rancho e outra chave de Salomão no chão , que cobri com um tapete . Sem mais delongas , misturo os ingredientes e recito as palavras em latim. 
Dean : ad constrigendum ad ligandum eos paritier et solvendum et ad congregandum eos coram me 
Me afasto do recipiente e vejo uma fumaça se juntar até formar o corpo de uma mulher muito atraente . Exato pelo fato dela ter olhos completamente pretos e sem pupila. 

Xxxx : Você me invocou , o que deseja ? 
Dean: Preciso que me coloque dentro do Castelo da rainha. 
Xxxx: O que um simples humano quer por lá? 
Dean: Não é de seu interesse Ruby! 
Ruby: Oh Dean! Vamos lá. Você sabe que há coisas que eu não posso fazer. -Da dois passos em minha direção 
O plano está dando certo , ela está indo direto para a chave de Salomão. 
Dean: Então , eu quero que me dê forças para conseguir chegar até lá. 
Ruby: Por que eu faria isso Winchester ? 
Dean: Porque se não , todos saberão quantos "Amigos" você mesma matou . E te garanto que isso não seria bom para você . 
Ela se aproxima mais de mim e eu simplesmente foi um passo para trás , vendo que consegui prende-la ali. Cruzo os braços e digo : 
-Como vai ser Ruby? 
Ela olha para cima e da um sorriso de canto , mas posso ver pelo seu olhar que está com raiva. 
Ruby: Fechado. Agora me tire daqui ! 
Dean: Como quiser. - Dou um tiro no teto fazendo um furo na chave e piso em cima do tapete e o arrasto para trás. Apagando a outra chave de Salomão 
Ruby se aproxima de mim e diz : 
-Vamos selar nosso acordo então . - Ela me puxa pelo pescoço e me da um selinho na boca. Logo depois se afasta e some em fumaça preta . 
De repente minha visão melhora , consigo enxergar melhor . Muito melhor . Tão bem a ponto de perceber um foi de cabelo marrom (Cor do chão) no fundo da sala que estava aproximadamente 30 metros distante de mim . Ouço um barulho de mosca ,olho ao meu redor mas não acho nada . Procuro no teto e a encontro. Dou um salto e vejo que estou quase voando , estico minha mão em uma velocidade surpreendente e saio correndo por ai , como um vulto Preto. Quando percebo , já estou do outro lado da cidade . Ofegante , olho para as minhas mãos e olho para um poste do outro lado da rua . Me aproximo dele é o levanto com uma grande facilidade . O coloco de volta no lugar antes que alguém perceba e corre de volta para o galpão . 
É agora , eu vou para o inferno . 
Pego a minha mochila no carro e coloco água, comida , armas ,muita munição e alguns canivetes. Coloco a mochila no ombro e escondo meu carro. Saio andando pela terra que cercava o galpão até chegar em um ponto específico . Olho para baixo e digo em Alto e claro: 
- Virget
Um grande buraco escuro se forma abaixo de mim e eu não penso duas vezes antes de me jogar lá dentro . Tudo por você Vanessa. 
﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋ 
Lá em cima o dia havia acabado de nascer . Aqui em baixo ,parecia que a noite havia acabado de chegar . Era horrível , totalmente horrível . Agradeci por estar de botas pois a areia da Praia era feita de vidros quebrados. Continuei andando vendo chamas de fogo se acenderem . 

Não havia um "Mapa" do inferno então eu tive que improvisar . Caminhei por longas horas até finalmente encontrar um Castelo negro.

Parei a caminhada por um segundo olhando em volta, constatando que ninguém me seguia e que não havia ninguém por perto. Olhei para cima vendo nada mais nada menos do que uma grande fumaça escura e fria. Ela tentava vir para o chão, mas toda vez que ela se agrupada novamente, um campo de força invisível soltava alguns raios e então ela recuava por uns dez segundos, em seguida, tentava novamente. 

Isso estava me deixando um pouco agoniado e temeroso. O que seria aquilo? Certamente não é coisa boa ... 
Descido continuar a caminhar antes que alguém venha aqui e me perceba, afinal, EU ainda era um humano. 
﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋﹋ 
Me encosto na lateral do castelo em passos silenciosos, entro por um pequeno portão bem escondido atrás de um monte de folhas. Entrei e vi que era uma corredor, que só tinha uma escada indo para cima.

Fui de dois em dois degraus por vez para ir mais rápido. Quando chego chego lá em cima, abro a porta e me deparo com um imenso salão, com o teto alto, o chão de mármore preto brilhante , as paredes pretas ... era estranhamente lindo. Vamos lá Dean, não estamos aqui para admirar a arquitetura... 

Segui pelos cantos do salão que mesmo vazio ainda podia ter alguém que não esteja em meu alcance por ali. Corri por vários lances de escadas, degrau por degrau e finalmente cheguei ao meu destino . Estava fácil de mais... Olhei para a grande porta de madeira escura a minha frente, o quarto da rainha. 

Ouvi uma movimentação no lado de dentro e rapidamente me escondi atrás de uma parede e observei uma linda mulher ruiva sair de dentro do quarto . Suspirei e assim que ela sumiu do meu ponto de vista, volto para frente da porta e suspiro, entrando no quarto da rainha. 


Notas Finais


O que estão achando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...